Quantcast
PplWare Mobile

Austrália responsabiliza comunicação social pelos comentários feitos nas suas redes sociais

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Joao Ptt says:

    Por tanto um palerma, ou até uma rede de bots escreve algo que desagrada alguém, ou a algum outro bot… e quem paga é o dono do perfil… e não quem fez o comentário, que coisa bonita e que parece mesmo justa… é tipo matar um tipo qualquer que deixou dizer algo no seu café, porque não conseguem apanhar o idiota que disse a idiotice… parece justo.

  2. Pedro says:

    Mas a China…

  3. Vasco says:

    Ou investem em moderação ou acabam com as secções de comentários. Cá em Portugal o Expresso teve de fazer isso 5 anos atrás. Nunca mais existiram comentários, tal o nível de ordinarice e bandalheira que foi atingido em certa ocasião. Quando falta a cidadania e sobra o mau comportamento é isso que tem de acontecer para que um sistema de comentários não se transforme num cesto de lixo. Muitas pessoas ainda.nao perceberam que podem expressar qualquer opinião sem ofender terceiros e entrar em trocas de ofensas pessoais.

    • Vítor M. says:

      Tem de haver moderação, mas isso é caro e o Facebook não pode ter uma pessoa para cada utilizador. É uma missão impossível. Depois, acabar com os comentários é matar metade do negócio deles. Porque são os come reações que geram corrente.

      • Vasco says:

        Sim exactamente. O próprio modelo de negócio assenta nas partilhas e comentários que geram tracção às publicações. É na verdade um dilema. Na minha opinião um órgão de comunicação social não deve ser responsabilizado pelos comentários dos seus leitores, mas deveria cumprir um standard (não sei se já existe) que obrigasse a implementação de um sistema de filtragem mínimo, ao nível dos conteúdos. Esse nível de compliance não garantiria a eliminação de todos os comentários ofensivos ou representativos de fale news, mas permitiria diminuir um pouco a sua incidência… É que actualmente existe uma verdadeira pandemia de ofensas pessoais nalgumas publicações do Facebook. Alguma coisa terá se ser feita para controlar um pouco a situação.

    • Paulop Baptista says:

      Cem por cento de acordo. E acrescento, o trabalho das escolas no ensino básico e secundário não está a ter eficácia nas atitudes e na qualidade da comunicação, enquanto aspectos de cidadania.

      • PorcoDoPunjab says:

        As escolas do ensino básico e secundário são, na maioria das vezes, uma bandalheira tremenda.
        Os professores não têm autoridade para nada, se exigem silêncio ainda apanham nas ventas, ou pior, têm a famelga do aluno cá fora à espera para lhe arrear.
        Que cidadania é que quer num ambiente destes?
        Já se passa de ano sem saber lêr e escrever, pouco falta para ser um corredor todo aberto até à faculdade em que todos são doutorados em burrologia dado que mal sabem escrever o próprio nome.
        Uma escandalosa falta de exigência que vai ter efeitos nefastos.
        AH já sei, não se pode pedir aos alunos que estudem e tenham boas notas porque isso causa ansiedade e pressão…
        Ai coitadinhos…vá, passa tudo de ano, saber ou não saber isso é apenas um detalhe sem importância.
        No meu tempo, quando não se estudava, era metido na janela com uma orelhas de burro em papel enfiadas pela cabeça abaixo.
        Hoje não há burros, passa tudo….
        Admirável mundo novo.

  4. Traumatologiaeortopedia.com.br says:

    Eu concordo. Tudo é moderado e apagado, só aparece o que eles aceitam. Escreve, tal jornal é ruim, ou o jornalista é feio, etc. Agora, caso fosse realmente livre…

  5. contacto says:

    Eu acho que vai chegar o dia em que não se poderá escrever comentários

  6. Nuno Alves says:

    Haja países com dois dedos de testa. Há alguns anos que defendo que os comentários escritos num site de notícias, por exemplo, são conteúdos integrantes desse site e como tal são da responsabilidade do “dono”. Agora, o que é triste no meio disto tudo é que a falta de civismo e educação de alguns estrague a experiência dos outros todos que apenas procuram informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.