PplWare Mobile

Um Plug-in Hybrid Electric Vehicle submarino


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Rui says:

    Julgo que foi precisamente por causa do mastro snorkel que o submarino Argentino começou a meter água nas baterias e deu início a uma catadupa de catástrofes a bordo e que levaram ao seu afundamento!!!!!!

  2. Nonnus says:

    Conclusão, tecnologia que existe – ” este tipo de sistemas de propulsão existem há mais de um século.”- já há muito tempo e que podia estar muito mais desenvolvida, não fosse os lobbys das grandes empresas do petróleo.

    • Rui says:

      Como em tudo, a evolução não é sempre linear. O sistema Beta era superior ao VHS, no entanto o VHS foi rei e senhor!!!!!!!
      Mas julgo que o maior problema de sempre dos sistemas eléctricos foi a forma de armazenar a energia ou a sua produção por muito tempo sem parar!

      • lui54lb3rt0 says:

        E as dimensões, que no caso dos submarinos não me parece ser grande preocupação.

      • Nonnus says:

        Exemplo que dás tem a ver com os lobbys também. O VHS vingou porque a industria porno adoptou o VHS.

        Outro exemplo ainda foi a guerra entre o blu ray e o HD-DVD em ganhou o blu ray porque a Sony adoptou esta tecnologia na PS3, e como vendia que nem pãezinhos quentes conseguiu vergar a concorrência.

      • nop says:

        as baterias ainda são o maior problema para que os carros eléctricos se generalizem… queres fazer uma viagem de 2000km? é na boa so tens de parar 10 minutos de 800 em 800km com baterias tens de marcar hotel a cada 500km se correr bem e for de dia para nao gastares nas luzes e fores com o radio desligado

  3. milkshaker says:

    Está mais que provado que os sistemas hibridos de série são muito eficazes. Mesmo esquecendo as baterias, poderiamos ter os carros a funcionar eletricamente e com um motor de combustão a fazer de gerador eletrico. Não existe é vontade das pessoas em mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.