Quantcast
PplWare Mobile

Espanha e França vão construir um corredor de hidrogénio verde que unirá os dois países

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Yamahia says:

    O amigo @RC vai já desmontar esta cabala 🙂

  2. Hidro-verde says:

    Já estou aquecer as pipocas

  3. nelson says:

    Hidrogénio verde é produzido com agua e eletricidade… ambos bem mais simples e eficiente de transportar que hidrogénio. A montanha está a parir um rato só para meter dinheiro ao bolso

  4. J Martins says:

    Ainda não sei como é que vão transportar Hidrogénio pelos “canos” atuais do gas natural.. Vai ter mais perdas que as canilazões das empresas de água por esses municipios todos.
    Claro que a ligação entre Espanha e França será nova mas a “canalização” antiga não vai ser deitada fora… vão adaptar tudo? Há dinheiro para isso?

    Quanto ao hidrogénio verde… é verde por ser produzido usando energia renovaveis. Apesar de eu achar que esta tecnologia de usar hidrogénio tem algum futuro, não acho que este seja o momento para falar disso. Primeiro é preciso ligar Ibéria á europa e apostar no nuclear, ondas/marés

    • Rui says:

      Concordo com o nuclear mas nos nao temos mentalidade para isso vai ser muito dificil, o pessoal faz manifestações por causa de uma mascara imagina contruirem uma central nuclear neste pais

  5. Pate de Atum says:

    Portugal com isto vai fazer uma fortuna. Para que se tenha nocao a riqueza criada por esta obra vai ser equivalente a 5 autos europa. E com potencial para crescer! O porto de Sines será o futuro porto da europa para energia

    • Blackbit says:

      Tas a ser irónico, certo?
      É que o gás que é entregue via barco em Sines tambem pode ser entregue em Marselha, Hamburgo, etc ou seja qualquer porto que receba deste já esse tipo de barcos. Não faz sentido entrega-lo em Sines e envia-lo depois por pipeline, é mais economico o barco seguir caminho para o porto final.

      Se a questão é termos ligação à Europa por uma questao de redundancia de aprovisionamento então sim, pode fazer sentido.
      Usar essa ligação à Europa para entrada do gas natural de origem magrebina entao sim tambem pode fazer sentido (nota que a ligação magrebina esta neste momento cortada por razões politicas).

      Agora usar a desculpa de Sines como ponto de entrada do gas natural para a Europa é um disparate.

      Usa essa ligação para o “Hidrogénio verde” tambem é um disparate, sobretudo se a origem dele é eletrica.

    • Américo Mendes says:

      Sanbe quantos ports em Espanha têm amesmo função que o de Sines? São 6!!!

      Sines vale um sexto, ou menos, conforme a origem do hidrogénio. Sabe que a Espanha tb vai produzir e fica bem mais perto da europa?

  6. JS says:

    O problema é:
    Quem vai pagar isto?
    Vai ser como o deficit tarifário que o desgoverno de socrates criou e empurrou com a barriga e agora alem dos preços Altos andamos a pagar os desvaneios destes desgovernantes

  7. morf says:

    O pessoal sempre reclamar, que não serve , que dá prejuízo ….bla bla bla
    As empresas estrangeiras vem para cá ficam com os negócios e dão sempre lucro e….

  8. compro essa também says:

    Por isso é que temos a Europa a mandar no País … eles tiram lucro, o povo vai assim lentamente morrendo e não tarda estamos nos 5 milhões de tugas com dividas colossais, sim, porque se 10 m
    milhões e é o que é imaginem quando só forem 5 milhões…

    São as comichoes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.