Quantcast
PplWare Mobile

XPeng – Carros elétricos chineses expandem a presença na Europa

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. lunatic says:

    No ocidente copiar um produto é considerado plágio e é mal visto. Na China, copiar produtos ocidentais é considero um elogio e é bem visto. Mercados diferentes, sistemas diferentes, mentalidades diferentes.
    Desde que crie pressão no mercado para baixar os preços e massificar a tecnologia é bom ter mais players, mesmo vindo da china.

    • Grunho says:

      Ate um belo dia em que copiar um produto chinês vai ser considerado um elogio e bem visto pelos ocidentais. Que vai chegar, só não sabemos é quando. Para começar, os produtores ocidentais deveriam pensar seriamente em plagiar os preços.

  2. NsFdA says:

    Cuidado com soldadura .

    • Manso says:

      Sim, porque quando compras um Tesla nunca sabes quando vai pegar fogo sozinho…

      • NsFdA says:

        Mas existe muita gente pensa que a via publica é pista de corridas e serve lançar gazes de escape para cima de todos os outros que ele/a não gosta, ou seja muita gente utiliza o automóvel de forma exibicionista em vez de pensar que é só uma viatura para se deslocar de um sitio para o outro .

        • Manso says:

          Boa anedota… Quase que ri.

        • Secadegas says:

          Lá porque achas que o que pensas é válido, não significa que seja verdade. Sempre tens a opção de itens para um sítio onde não haja carros e podes andar a pé ou de bicicleta. Não te esqueças é que nesses locais normalmente tens de plantar e criar a tua própria comida e provavelmente gerar a tua própria electricidade…

          • Secadegas says:

            *ires

          • Louro says:

            Fantástico, um user queixa-se dos condutores sem qualquer tipo de respeito pelos restantes que acham que a via publica é uma pista e que andam por aí com carros de fazer inveja a locomotivas a diesel e tu vens dizer que se ele está mal que vá para onde nao hajam carros.

            A sério?

  3. Samuel MGor says:

    Não percebo essa do plágio? Os automóveis da Xpeng são totalmente diferentes no exterior.

    • Toni da Adega says:

      Possui rodas, volante, tem “tablet” no interior, motor eléctrico, e para piorar as coisas é vermelho. Onde já se viu todas estas características? Nos veículos ocidentais.

      • Samuel MGor says:

        E onde é que isso é plágio? Para isso também todos os carros são plágio uns dos outros.
        Eles tem um carro elétrico o P7 e mais não existe nenhum igual no ocidente.

  4. Manso says:

    O Hong Guang MINI EV vendeu mais de meio milhão de carros em menos de 2 anos… Nunca vi aqui nada a mencionar esse feito.

  5. Manso says:

    Como se 90% daquilo que pensas que é um carro não fosse feito na China. Calado eras um poeta.

  6. B@rão Vermelho says:

    @Juanito, que exagero, da China também vêm muitas e boas tecnologias, por exemplo o 5G, é verdade que de lá vêm muita porcaria mas é mais coisa das lojas do 300$, a China já contribuiu mais para a evolução que vivemos neste momento, foram eles que por exp. inventaram a pólvora.

  7. Secadegas says:

    Como se quase tudo o que está dentro de um carro moderno não fosse Made in China nos últimos 20 anos.

  8. João says:

    Não, são veículos de péssima qualidade, fabricados por empresas estatais que controlam o mercado com preços fictícios para destruir a indústria ocidental

    • Samuel MGor says:

      Veículos de péssima qualidade? Vamos comparar um Tesla (EUA) com outro Tesla (China) mesma empresa mas o dos EUA têm menos qualidade do que fabricado na China. O tempo em que a qualidade dos produtos era péssima já passou há muito. O tempos mudam e tudo altera-se. Não estou a defender nenhum dos dois.

  9. e.t. says:

    neste post só há comentário de pessoas a denegrir os automóveis vindos da china … mas será que algum de vocês já experimentou um ? será que os carros da marca volvo (para muitos, os mais seguros do mundo) não são todos produzidos na china ?

  10. TugAzeiteiro says:

    O que eu sei é que as construtoras automóveis tradicionais Europeias daqui a uns anos vão todos começar a lamentarem-se da concorrência desleal Chinesa… quando a maioria ainda não olha, nem aplica esforço em desenvolvimento, nos veículos elétricos, que pelo que já deu para ver, vão ser o futuro a médio prazo!

  11. Filipe says:

    Já se veem alguns g3 por aqui (vivo na Noruega) com e sem Lidar. O preço coloca-os no mesmo patamar dos Kia, Hyundai e Nissan. Não sei como se compara com o autopilot mas esse seria o trunfo principal para conquistar algum mercado. Há também uma forte aposta em anúncios online – é frequente ver anúncios no Instagram, por exemplo.

  12. maria says:

    Nem aquece nem arrefece , charutos a pilhas não fazem parte dos meus projetos de aquisição.

  13. Grunho says:

    Então é melhor despachar, parece que dentro em breve só vai sobrar isso

  14. Jdias says:

    Temos de aguardar que as empresas que investem em investigação deixem de o fazer, e depois aguardar as verdadeiras inovações que a China poderá trazer…

  15. Pedro Araújo says:

    Hmm… da China nem bom vento nem bom casamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.