Quantcast
PplWare Mobile

Volvo: Carros elétricos terão 1.000 km de autonomia

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Fonte: Foro Coches Eléctricos

Autor: Ana Sofia Neto


  1. o infectado says:

    Quando eu uma vez aqui falei neste tema em que para mim um VE só seria interessante com autonomias acima de 1000Km e tempos de carregamento reduzidos cheguei a ser aqui ofendido… lá chegaremos.

    • TugAzeiteiro says:

      Para mim o mais importante até é o tempo de carregamento reduzido.. não tanto a autonomia de 1000 ou mais Km’s. A isto tudo temos que juntar a disponibilidade de postos de carregamento rápidos um pouco por todo o lado. Depois e importante igualmente é a produção de energia limpa para estes carregamentos e no final de vida útil do carro o aproveitamento das suas baterias para projetos domésticos de armazenamento de energia. Só no fim de vida da bateria ai sim.. a sua reciclagem, que atualmente já anda nos 90 e tal por cento!
      Agora isto tudo só é possível se o preço dos elétricos baixar consideravelmente… talvez com novas tecnologias e com a economia de escala cada vez mais seja possível.

      • André R. says:

        Sabes que:
        1- quanto menor a autonomia, maior o número de carregamentos
        2- quanto maior o número de carregamentos mais desgaste terá a bateria
        3- mudar as baterias não é barato ainda…

        • Honda says:

          E outra cena quanto mais rápido carregar mais desgaste tem a bateria

        • TugAzeiteiro says:

          Tudo correto com a atual tecnologia de baterias! Esta bateria da Volvo não me parece que seja baseada nas atuais baterias… Por ex. atualmente já tens dois tipos de baterias nos Tesla… sendo que as de fosfato de lítio deves carregar a baterias sempre até aos 100%, enquanto as que as “normais” devem andar entre os 20%-80% para não haver degradação.
          Quanto ao mudar as baterias… acho que isso é o mesmo que mudar o motor a um carro! E tirando os Nissan/Renault que deviam ser multados por estarem a contribuir para um crime ambiental por continuarem a não incorporarem sistemas de controlo de refrigeração a líquido nos pack de baterias, poucas são as marcas que têm problema de degradação tão acentuado como eles! De qualquer modo, como tinha dito anteriormente uma bateria tem sempre uma segunda vida, podes mandar reparar o Pack e voltar a montar no carro em vez de comprares um novo, podes usar em casa, etc… Isto irá ser um negócio muito interessante num futuro próximo!

    • ervilhoid says:

      eu com 1 elétrico + extensor de autonomia servem-me bem os 70km de autonomia

    • Nuno says:

      para mim 600 é mais do que sufuciente, tenho um hibrido plug-in com 50km de autonomia e ando o mês todo em modo eletrico simplesmente carrego todos as noites numa tomada normal, antes gastava 120€ por mes em gasolina agora gasto 16 em eletricidade

    • eu2 says:

      A Volvo vai fazer VE’s de +1000km só para ti, já viste?

      !!!

  2. André R. says:

    Até isso acontecer na realidade e não no papel, serás ofendido e apedrejado brutalmente com pedras de sal grosso 🙂

  3. MACnista says:

    Volvo já de si nunca foi um carro barato – Volvo é sinónimo de qualidade sim é verdade – a juntar a isto vai carregar em metade do tempo e auton. para 1000 km’s, vai ter um preço “jeitoso” sim!!!, mas OK é só para quem pode, tudo bem!!

    • Zé Fonseca A. says:

      Preço/qualidade é provavelmente das melhores marcas que aí anda, não acho nada caro para o que oferecem. Acho mais caro BMW, Audi e Mercedes para o que oferecem, infelizmente ainda não consegui sair deste loop alemão, embora já tenha andado a ver um XC90 para a esposa.

  4. jorge santos says:

    É engraçado que ninguém refere o preço das baterias… pois não duram para sempre…

  5. CMatomic says:

    Portugal investe no Hidrogénio, para manter tradição dos preços de combustíveis mais caros da Europa, não digam nada a miguem na inovação das baterias os nossos governantes agradecem .
    Chicos espertos

  6. sillax says:

    Disse alguma mentira?

  7. zé trolha instruido says:

    o meu avô dizia: haja dinheiro e não falta nada .. isto aplica-se também aos veículos eléctricos 🙂

  8. FreakOnALeash says:

    Interessava bem mais era que os packs de baterias custassem à volta de 1000€…porque aos preços que andam os Volvos só em sonhos lá chegarei!

    • VARebelo says:

      1000€ hahahaha
      Uma bateria 60kw/h pelo dobro desse preço teria logo milhares de compradores para:
      Casas
      Centrais elétricas
      Fabricas

      Isso é um valor completamente irreal quer para o custo de produção quer para o real valor que ela tem no mercado da energia

  9. Rui says:

    … e para quem mora num 7º andar de uma zona super povoada… bem podes ter 1 milhão de Km… e carregamentos de 5 minutos…
    … não há carregadores para todos.
    a minha freguesia tem mais de 5000 carros … agora imagina tudo a carregar quando chegam do trabalho

    • António Geraldes says:

      Pois, e preparar as sub-estações e rede de distribuição eléctrica e fontes de energia para fazer face à procura e que dizer das áreas densamente povoadas onde até há dificuldade em estacionar, quanto mais instalar carregadores. Acredito que o carro eléctrico tem futuro mas não no conceito actual de bateria/carregamento pelo que a transição massificada não vai ser tão rápida como estão a querer impingir. Há países ricos com capacidade de fazer uma transição rápida, provavelmente até 2030, mas a maioria, situada em Africa, América do Sul, muitos da Ásia e Europa do Sul, ainda vão ter carros de combustão a circular em 2050.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.