Quantcast
PplWare Mobile

Tribunal chumba tributação de veículos usados importados em Portugal

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. jon says:

    está mais que na hora de acabar com esta chulice!… só golosos no Estado

    • TugAzeiteiro says:

      Está descansado que eles arranjam novo imposto…

      • Urtencio says:

        fácil!

        Ainda não acabou o ano e já estão 2 mil milhões para pagar para o próximo orçamento! é fácil de perceber que vai haver mais subida de impostos…

      • B@rão Vermelho says:

        Eu também acho que pagamos muitos impostos, mas ainda vemos alguma coisa, temos alguns direitos.
        Há países em quase não se paga impostos, tipo Tailândia por exemplo, o iva é de 7% e tudo o que seja alimentação é de 0%, mas depois as pessoas não têm qualquer tipo de proteção do estado, trabalhas até morrer não há hospitais públicos, atualmente os países Asiáticos por causa da Covid, estão a passar por dificuldades inimagináveis, há pessoas mortas no centro de Bangkok devido a fome e Covid, Indonésia igual etc, como quase não á turismo que é o grande sustento por aqueles lados à aldeias inteiras a passar fome.
        Há impostos que não compreendo, como o IMI dsa casas, na murada de família não devíamos de pagar imposto, no meu caso que tenho casas alugadas, sim tem toda a logica que isso aconteça, mas na morada de família não têm lógica nenhuma.

        • António Almeida says:

          A grande questão está nos direitos de uns e o abandono de outros. Metade da Nação sobrevive com rendimentos abaixo dos 500 €, tendo trabalhado a vida toda para alimentar milhares de parasitas pendurados nos pagadores de impostos. E em cima deste desconforto, têm a assistência na saúde tarde e a más horas, enquanto no sistema que os suga dá tudo e à escolha. A falsa democracia que agrada a alguns, para a maioria já devia ter acabado a bem da justiça e igualdade.

          • Omg not again... says:

            Em 2011 eu dizia o mesmo e era insultado de tudo e mais alguma coisa… Alguns até de fascista me chamavam… Saí daí e foi o melhor que fiz 🙂
            Em 10 anos a minha vida melhorou imenso, ao contrário do país onde nasci que continua a mesma pobreza de sempre…

        • Manuel Pedro says:

          Portugal tem muito para oferecer aos portugueses? Comparando com os outros países da comunidade europeia. Não se esqueça que não deve comparar o incomparável

        • David says:

          Não podemos continuar a pensar que ter uma perna partida é menos mau do que ter as duas partidas.
          Não temos nada a ver com o que é feito noutros países, temos de ver com olhos bem abertos o que é feito no nosso.
          No nosso pagamos para a eventualidade de algo acontecer, pagamos antes para teoricamente, sermos servidos depois: uma palhaçada!

  2. Paulo says:

    Lá vem mais uma multa comunitária ao estado português!

  3. darksantacruz says:

    Novo imposto a caminho.

  4. Thomas says:

    Eu tentei trazer o meu carro comigo quando me mudei para portugal e pediam 10.000€ pelo imposto quando no mercado do pais de onde vinha o carro ja so valia 9.000€… Tive de o deixar la e andar ca a pé…

    • Thomas says:

      A parte de andar a pé é a brincar. Comprei ca o carro mais velho que consegui. Porquê? pelos vistos nao pagam quase nada e quanto mais poluentes e velhos melhor neste pais… É so fumo preto? Sim. Passa na inspeccao? Sim.

  5. GM says:

    “o Estado-membro em questão deve dar execução ao acórdão o mais rapidamente possível.” – As instruções são: “…o mais rápido possível…”. A tributação continua porque, simplesmente, não foi possível alterar. E assim o Governo mantém, estes e outros como seja o IVA sobre o ISV, em vigor. Não foi possível. Portanto, dizer “o mais rápido possível” é meio caminho andado para a perpetuação. A instrução do tribunal deveria simplesmente ser: ” imedatamente”, sem apelo nem agravo.

  6. B@rão Vermelho says:

    Há livre circulação de pessoas e bens o mesmo devia ser aos carros e motas.
    Devia de ser possível comprar um carro ou mota em qualquer país da UE e poder circular com ele livremente sem a obrigação de ter de legalizar no país de residência.
    Nos EUA compras em qualquer estado e podes circular a vontade com ele por outros estados.
    Há agora o roaming dentro na UE, devia ser extensível aos veículos automóveis

    • Milhais says:

      A solucao e a Europa passar a ser uma Federacao, e so espero que isso aconteca para breve.

      • Pedro V says:

        Para centralizar ainda mais o poder institucional?

        • GM says:

          Tão centralizado como são os EUA, que também são uma federação de estados. O Brasil idem. A diferença é que esses estados nunca foram países independentes, e resultaram de colonização. A Europa é uma agregação de estados independentes, com interesses mais ou menos coincidentes, mas identidades distintas. Torná-la uma federação, apesar de desejável para que haja uma voz una nos interesses quer internos mas nomeadamente externos, parece-me difícil (mas não impossível), nomeadamente devido aos antecedentes históricos.

    • Pedro V says:

      “Do I need to register my vehicle in New York State?
      It depends

      if you aren’t a resident of New York, the registration from your state of residence is valid here
      if you move to New York and become a resident, you must register your vehicle here within 30 days of becoming a resident (moving)
      if you are a resident of New York and you get a vehicle from another state which you will be driving on New York State roadways, you must register the vehicle here within 30 days.”

    • Pedro V says:

      Se usar o seu msisdn registado na tuga continuamente num qualquer outro país europeu com acordo de roaming, ao fim de determinado consumo, seja ele chamadas, sms ou dados, o operador começa a alertá-lo que poderá passar a cobrar esse mesmo consumo.

  7. maroisegi says:

    e devolver o este roubo aos portugueses? isso seria muito mais correcto que aplicar uma multa ao estado que so significa ter que pagar 2 vezes quem importou e 1 quem nem importou. Mundo corrupto!

  8. Luisão says:

    Gostava que alguém deste governo me explicasse porque é que os automóveis em Portugal são dos mais caros da Europa, quando ainda por cima somos dos mais mal remunerados e com um salário mínimo mais baixo da Europa. Alemanha, França, Suíça, Espanha… qualquer carro é mais barato nestes países com um poder de compra incomparável a Portugal.
    IUC sobre o IVA é legal? Para que é que andamos a pagar tantos impostos? tenho um carro com 19 anos a pagar 57€ de imposto, acho ridículo.
    Neste país não tenciono comprar carro novo, é um roubo aos bolsos dos contribuintes.

    • Omg not again... says:

      Uma ligeira correcção… Na Suíça não há salário mínimo, com a excepção do cantão de Genebra.

    • GM says:

      Outra ligeira correcção: não é IUC sobre IVA, é IVA sobre ISV, no momento de aquisição de viatura nova.

    • B@rão Vermelho says:

      São mais carros porque os tugas compram à mesma, até podem andar a comer enlatados durante 10 anos, mas o belo do carrão a porta é que não pode faltar.
      Eu sou suspeito adoro carros e motas mas tenho plena consciência que é o pior negócio que se pode fazer, é igual a abrires a janela e mandares fora o dinheiro.
      Tenho carro mas é um comercial apenas dois lugares chega para mim e para a minha esposa.
      Não condeno ninguém por comprar o carro dos seus sonhos, não é isso que está em causa, apenas se formos corretos e analisarmos o dinheiro que perdemos com as desvalorização do mesmo é muito grande.

      • Vasco says:

        A pior compra que se pode fazer, a menos que se ganhe dinheiro com ele, como profissional e que o Excel mostre uma margem de lucro sobre cada km percorrido. De resto, na maioria das situações, o carro particular é um dos piores investimentos que se pode fazer na vida, desvalorizando constantemente, dia após dia, só servindo para dar despesas ao orçamento familiar, e passado (cúmulo dos cúmulos!) a maior parte do tempo arrumado a um canto , num estacionamento ou numa garagem. Muito mais lógico, feitas bem as contas, será usar serviços pontuais de aluguer para férias, etc, se na realidade o carro fizer MESMO falta. Mas muitas vezes as pessoas têm inclinação para sobrepor as paixões à razão, perdendo imenso dinheiro com isso.

      • FAR says:

        Isso tem a ver com a gestão de cada um. Se prefere poupar (comer as tais latinhas de sardinha) para ter um bom carro então que seja não é coisa que faça mal a ninguém. Mas os preços dos veículos serem o que são para os salários que se praticam neste pais é um ultraje.

        Em relação a carro velho (mais poluente) pagar menos “imposto ambiental”, bom a razão é clara: eles sabem muito bem quanto ganham as pessoas que tem os tais carros velhos – nunca foi uma questão ambiental, é sim uma questão de cobrar a quem se consegue cobrar.

  9. Joselito says:

    Muitos do que se calhar aqui comentam também têm alguns trabalhos por fora e os mesmos não são declarados ao estado.

    Muito mais fácil vir para aqui armado em legislador e mandar umas postas de pescada.

    • Luisão says:

      Não sei se alguém daqui tem trabalhos por “fora”. Achas que uma pessoa ter que trabalhar para ganhar mais um pouco para pagar contas ou para juntar para uma casa, carro ou para um pé de meia é crime? Ok, todos nós devemos pagar impostos, descontar para a SS, etc etc… mas neste país se ganhas mais um pouco pagas logo uma batelada de IRS.
      O Estado português sufoca as pessoas com impostos sobre impostos, para quê? Tens um bom sistema de saúde? Sabes ao menos onde são aplicados os teus impostos na realidade? Se não fores funcionário público das finanças não compreendo o teu comentário.
      Engraçado que não reclamas a quantidade de impostos que se paga na aquisição de um carro

      • Joselito says:

        Fuga aos impostos, é só isso! De resto está tudo bem!

        A fraca mentalidade que as pessoas têm de ser reger sempre pelos maus exemplos tem a ver com a educação que nos é exigida.

      • darksantacruz says:

        Bem dito este personagem Joselito está de acordo com os impostos imputados.

        • Joselito says:

          As personagens sabem ler, ao contrário de ti. Onde está escrito por mim que estou de acordo com os impostos imputados?

          Volto a repetir, muitos criticam o estado mas são os primeiros a quebrar regras!

          • darksantacruz says:

            Sei ler especialmente nas entrelinhas, muitos que não criticam o estado são aqueles que aparentemente não quebram regras.

    • FAR says:

      “Se calhar”. O argumento morreu aí.

      Bom fim de semana.

  10. Carlos Braga says:

    A única coisa que tenho a dizer porque quem não sente não é filho de boa gente, é a excessiva carga fiscal existente em Portugal no setor automóvel tendo em conta os rendimentos médios dos portugueses. Segundo algumas estimativas o setor na sua totalidade impostos sobre os aquisição de automóveis/oficina/IC + impostos sobre os combustíveis tem um impacto de quase 2/3 no orçamento corrente. Portanto neste caso particular é sintomático a vontade do estado em tentar aproveitar o fato de existirem mais possibilidades de compra de carros na UE que em Portugal, assim aproveitando a onda verde que alguns tolos cavalgam faz este tipo de habilidade. Agora pergunto o que vai fazer este estado que mantem uma maquina estatal brutalmente desequilibrada em termos de um número excessivo funcionários públicos em setores nos quais os nossos parceiros e concorrentes não utilizam essa arma de redução/absorção de emprego, quando os combustíveis fosseis deixarem de ser main stream? É que é um pinga pinga diário que irá desaparecer e não há substituto! Só vejo uma solução é a redução brutal do setor estatal para acomodar esta situação! Não consigo conceber que sejam criados impostos alternativos para recolha dos impostos correntes como os quais existem atualmente. Reparem neste dado microeconómico um deposito de gasolina de 50 litros atualmente rendem ao EP sensivelmente cerca 50€ diretos e no momento. Num carro elétrico futuramente isso não vai acontecer em muitas situações !!! Aonde é que o EP poderá ir buscar estes 50€ a você que terá um carro elétrico que abastece em sua casa num painel solar/Sistema de baterias seu sem estar ligado a rede?

  11. contacto says:

    Mais impostos pq os funcionarios publicos aumentaram. Para os pagar tem de haver impostos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.