Quantcast
PplWare Mobile

Tesla vai instalar uma fábrica de baterias na Alemanha

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. mojorisin says:

    Em Portugal, mesmo a pagar salários de m/(%&a, ninguém ca quer investir, na Alemanha, onde a mão de obra é bem mais cara, não faltam investimentos.
    Querem ver que afinal os portugueses têm mão de obra cara?
    a desculpa da produtividade aqui não cola, se somos produtivos nos outros países, porque razão cá não conseguimos ser?

    • Paulo Santos says:

      Burocracia. Lei laboral antiquada. Falta de apoios públicos. Constantes entraves a novos projetos por “truta e meia”. Carga fiscal excessiva. Falta de estratégia a longo prazo pela classe política. E por aí adiante.

    • Toni da Adega says:

      Só porque se ganha mais isso não significa que a mão de obra seja mais cara. De uma forma geral como os impostos em Portugal são bem mais elevados, por isso o salario liquido pode ser baixo, mas o bruto é bem alto

      “se somos produtivos nos outros países, porque razão cá não conseguimos ser?” – Em portugal trabalha-se muito, mas trabalha-se mal. É principalmente um problema de gestão.

      • Paulo Cruz says:

        Há má gestão assim como há maus trabalhadores, quer em Portugal, quer na Alemanha.
        Diria que se a Autoeuropa vende um carro feito por portugueses por 5K à casa-mãe alemã que revende aos stand Potugueses a 15k, que por sua vez vendem aos consumidores portugueses por 20K, explica parte da valorização da mão de obra e de como a “produtividade” está distribuída… Enquanto não tivermos produto próprio competivo vamos estar sempre a dar o “dinheiro” a outros… e a empobrecer.

        • Toni da Adega says:

          O exemplo do carro, não faz sentido. O Preco base de um carro (sem impostos) em Portugal é praticamente o mesmo que no resto da Europa, incluindo Alemanha.

          Um carro feito na Autoeuropa é mais barato em Espanha que em Portugal, duvido muito que seja culpa dos Alemaes. Enquanto andarem a culpar ou outros pela nossa propria incompetencia nada irá mudar ou evoluir.

          • Louro says:

            Algumas pessoas nao conseguem fazer contas básicas.

            Por isso é que há quem ache que o problema está nos fabricantes.

          • Paulo Cruz says:

            Toni, os dados que usei podem estar totalmente errados, o que quis mostrar era que o problema não está na nossa produção, mas no valor acrescentado que colocamos naquilo que produzimos. Se eu fabrico uma peça que vendo a 50€ e o meu cliente a re-vende sem alterações a 100€, quem é o mais “produtivo”? Resultado: produtor sou eu, mas quem é o mais produtivo: o “revendedor”…

        • Toni da Adega says:

          O Operário irá sempre ganhar o mesmo independentemente o produto ser nacional ou estrangeiro. Desconfio até que se ganha mais a produzir um produto estrangeiro.

          Mas temos o exemplo, a maioria produto de producao portuguesa é mais caro que produtos estrangeiros, e os estrangeiros ganham mais. A culpa dos nossos salários liquidos baixos nao é dos estrangeiros

          Aliás se eu for a espanha compro produtos portugueses mais baratos que em Portugal.

          Em relacao á peca, essa é fabricada e vendida a 50€ a unica forma de a tornar mais competitiva é baixar o preco ou aumentar a qualidade do produto. Se aumentarem o preco o revendedor vai comprar noutro sitio.

          Producão e revenda são coisas independentes e sempre funcionaram assim.

  2. jaugusto says:

    Programa European Battery Innovation:
    https://www.greencarcongress.com/2021/02/20210207-eubatin.html
    com €2.9 billion, alguém consegue ver portugal na lista?
    – Não! Ok os meus parabéns ficamos uma década parados á espera do hidrogénio e tal …já para não falar do litio para ficarmos a olhar para umas florzinhas.

  3. Carlos says:

    Lá nao ha bloco de esquerda nem um PS que nunca foi tao de esquerda com agora.
    Eu se fosse investidor também nos mandava á fava

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.