Quantcast
PplWare Mobile

Tesla quer que os vídeos dos seus carros a atropelar bonecos sejam apagados

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. LA says:

    Uiii. Gosto da parte “denegrir os interesses comerciais de Tesla”. E a vida das pessoas é menos importante que os interesses comerciais de Tesla?

  2. Joao Ptt says:

    Boa sorte com isso Tesla… estão a habilitar-se a um processo judicial e é bem feito que percam e tenham de pagar!

  3. Castro says:

    É por isto que não se entende como é que é possível haver tecnologia “beta” em carros! Como é que se pode aceitar que sejam os cidadãos a ter que arcar com os riscos do processo de desenvolvimento duma empresa?

    • Miguel says:

      Não entendo…. passamos de uma era onde se pagavam Beta testers e lançava-se um projecto acabado para isto (Ex: altura do desenvolvimento da Google).
      É assim nos carros, telemóveis, até aviões, com a Boeing…

      • Castro says:

        bem… parece que alguém não consegue distinguir a diferença ente teste de software que não deve ser usado em situações críticas, com ter um carro a circular na via pública com tecnologia que pode colocar as outras pessoas em risco!

  4. Adeus says:

    As empresas são cada vez mais gananciosas e capitalistas. Como não há forma de as parar, visto que são defendidos de diversas formas, muita gente vai sofrer.

    • Miguel says:

      É mesmo… quando tens gestores numa empresa em que os seus objectivos pessoais estão ligados ao crescimento da empresa significa que eles vão fazer tudo por tudo, doa a quem doer para que exista crescimento da empresa.
      Isso no final de contas prejudica todos, o cliente, que tem um produto de pior qualidade, os trabalhadores, obviamente e ainda a própria marca que acaba ficando com produtos de menor qualidade e mais desligada do cliente. (ex: Nike)

  5. Jac says:

    Cuidado ao comprar um Tesla bateram no meu e no mínimo 8 semanas a correr bem a espera de uma porta e espelho , não aconselho a compra de um Tesla não voltaria a fazer .

  6. Vitor says:

    É curioso que esse dito programador tenha uma empresa que vende o mesmo tipo de software para as concorrentes da Tesla, por outro lado os testes foram forçados de maneira a correrem mal…

  7. Gb says:

    Estão todos enganados , o tesla é tão inteligente que consegue saber que não é uma criança a sério …têm de repetir a experiência com uma criança

  8. iDespairing says:

    Nem estacionar a melhor marca do mundo sabe. lol
    https://www.youtube.com/watch?v=nsb2XBAIWyA

  9. Silves says:

    Ninguém nestes comentários menciona isto: só utiliza o “beta” quem quer. E isso faz a diferença…

    • Ogoid says:

      Portanto, de um fabricante de avião comercial disponibilizar versão beta de algo… Fica a responsabilidade de ser o piloto a decidir de usar o beta com 300 passageiros? O que a Tesla deveria estar limitada a fazer é recolher o máximo de informações dos seus clientes no seu dia a dia e simular nas suas máquinas ou/e criar cenários de simulação num ambiente controlado ( criando cidades para as simulações). Ah mas isso é algo caro!!!!

      • Silves says:

        Comparar alhos com bugalhos. ‍♂️

        • Ogoid says:

          A avião transportava pessoas e os carros da Tesla transporta burros, é isso!?

          • Silves says:

            Continuas a não chegar lá… Vê-se que nunca leste o manual da viatura, no referente à condução assistida. Mais: o condutor deve estar sempre atento e pronto para tomar conta do veículo. Dito e reforçado pela Tesla. Aliás, as estatísticas até hoje estão a favor dela.

          • Silves says:

            Basta fazer a comparação com o programa que a Microsoft tem para os que QUEIRAM experimentar as “betas” o Insiders. As pessoas são avisadas ao que vêm..

          • Ogoid says:

            Tudo isso são meras palavras que servem de desculpa.
            Só o facto de alguns carros terem sensores de ângulo morto, não implica que o condutor não deva confirmar. Mas a mente humana tende a relaxar… O mesmo acontece com a existencias de camaras traseiras.

            Lançar algo como inacabado, aka Beta, num automovel, que pode ser usado como arma mesmo que a pessoa não queira, é uma irresponsabilidade. Por isso dou o exemplo do avião, onde o sistemas são pensados para o humano falhar e mesmo assim o humano consegue errar.

            Isto não é como lançar no mercado um mail fantástico e como está em evolução constante, dizemos que é beta!

            Veja o video que o iDespairing partilhou e perceba o quanto a filosofia que a Tesla e você defende é bem perigosa!

  10. Silves says:

    Não vale a pena quando o outro lado não quer. Nem com a analogia com o programa Insiders da Microsoft, em QUEM PARTICIPA SABE AO QUE VAI, vais lá! E que sabe que TEM DE ESTAR SEMPRE ATENTO E TOMAR CONTA DA VIATURA QUANDO SURGE SITUAÇÕES IMPREVISTAS! Santa paciência. ‍♂️ ‍♂️

    • Fábio says:

      Tudo muito certo tem de estar atento e tomar conta da viatura. Mas no caso de uma falha mecânica e pura distração do condutor quem sofre é o rapazito que vai a atravessar a estrada. “Full self driving” é um conceito que quem utilizar não vai estar atento e ponto final se for para estar atento apenas não irá usar isso.

  11. secalharya says:

    FakeSelfDriving

  12. Silves says:

    https://www.teslarati.com/tesla-fsd-beta-strike-reset-coming/, para perceber como a companhia não “brinca em serviço”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.