Quantcast
PplWare Mobile

Tesla Model 3 incentiva demasiado os condutores a largar o controlo do carro?

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. IonFan says:

    Ou seja, é o melhor nas categorias que se podem medir efectivamente e ser testadas por qualquer um, mas é atirado para o 6º lugar pela única categoria que é subjectiva? Está certo…

    A pergunta que se deviam estar a fazer é porque é que os avaliadores sentiram o “incentivo” para deixar o carro conduzir. Será que é porque as funcionalidades autónomas transmitem segurança? Será que isso é mau?

    Por exemplo, um sistema de ajuda que atira o carro para a berma faz com que o condutor não sinta o “incentivo” à condução sem intervenção. Por esta métrica, o carro teria uma avaliação excelente, apesar de ter um sistema de que nos tenta matar de cada vez que o ligamos. Ridículo…

    • Jose Mendes says:

      A avaliação da NCAP só tem em conta o que a marca diz e o carro em si. Não tem em conta o comportamento dos condutores. O que eles analisaram foi o quanto a marca e o sistema encorajam os condutores a cederem controlo… É nisso que a avaliação é má… Especialmente tendo em conta que o que foi avaliado não foi condução autonoma, mas sim condução assistida, faz todo o sentido.
      Basicamente o que o relatorio do ncap diz é: Tesla vôces estão a acreditar que as pessoas vão estar atentas quando lhes dizem para ignorar… E isso pode causar mais acidentes do que um sistema que é ligeiramente pior mas diz às pessoas para estarem atentas…

      • IonFan says:

        Tá tudo muito certo, excepto a parte que muda tudo: a Tesla não diz a ninguém para ignorar. Os avisos para manter a atenção e estar preparado para intervir são constantes…

        Esta métrica é subjectiva porque assume que os condutores não vão estar atentos. A NCAP não sabe se os condutores estão ou não atentos, isso é um facto. Lá porque os avaliadores se sentiram à vontade para perder a atenção, não só não prova que esse vai ser o comportamento como até atesta da qualidade do sistema.

        Há um exemplo extraordinário da forma como a avaliação está inquinada. O sistema desactiva se sempre que há uma intenção do condutor. À primeira vista isto está correcto e é o mais seguro. Para estes senhores isso vale 0 pontos na “colaboração do condutor” porque o sistema não deixa que o condutor se desvie de um obstáculo sem se desactivar. Acho que está tudo dito…

        • Jose Mendes says:

          Deixo aqui o comentario q eles deixam no site. Eles em nada dizem que vale 0 ou que não faz nada. Só que precisava de ser melhorado e que os outros são substancialmente melhor. Enquanto que os outros tem de aprender com a Tesla nas outras categorias, a Tesla tem de aprender com os outros nesta. E eles compararam todos e chegaram a esta conclusao… da msma forma q chegaram à conclusão que a Tesla era melhor nas outras categorias… De resto não conduzi nem Tesla nem nenhum dos outros para comentar mais…

          Tesla’s system name Autopilot is inappropriate as it suggests full automation. The promotional material suggests automation where the handbook correctly indicates the limitations of the system capabilities, which could lead to confusion. Status information is clear, but the Model 3 does not offer a head-up display showing the system status in the driver’s direct line of sight. While the Tesla is equipped with an internal camera, it is not used for Driver Monitoring relying only on steering wheel input for driver engagement. The system resists driver steering input and then disengages, limiting co-operative driving.

          Tesla uses map-based speed limit information on highways to manage changes on highways but responds to variable and temporary speed limit signs only on urban roads. The system adapts speed for upcoming road features such as curves and junctions. The Model 3 responds to avoid a collision in all the ACC test scenarios and requires AEB interventions only in the most critical cut-in and cut-out tests. The driver is supported through the S-Bend, staying centred in the lane at all test speeds. The vehicle has an Active Blindspot system designed to prevent lane changing into adjacent vehicles. A lane-change assist function is also provided. In case of an unresponsive driver, the Tesla performs a controlled stop in lane. If the radar or camera are blocked the Model 3 provides a timely warning and prevents system activation.

          The Tesla Model 3 excels in the level of Vehicle Assistance but fails to balance that high level of support with a similar level of Driver Engagement leading to possible overreliance. Euro NCAP tested the latest version of AutoPilot available at the time of testing. Tesla can improve the functionality of the system remotely by over-the-air software updates.

          • IonFan says:

            Teve 0 (“0.0 / 25 Pts”) em “DRIVING COLLABORATION” porque “System stops assistance when driver steers to avoid obstacle”… O que é que queriam que o sistema fizesse perante uma intervenção humana!?

            O problema é que o sistema da Tesla é melhor nos testes objectivos (ex: ou evita colisão ou não evita colisão), mas o pior nos “testes” subjectivos (ex: não mantém o condutor atento, como se eles conseguissem testar o nível de atenção dos condutores que andam na estrada).

            Mais exemplos de subjectividade:
            – “Tesla’s system name Autopilot is inappropriate as it suggests full automation”: A palavra “suggests” trama-os logo. Sugere a quem? Aos sujeitos que avaliaram. O nome autopilot foi inicialmente usado na aviação. Segundo a Wikipedia “An autopilot is a system used to control the trajectory of an aircraft, marine craft or spacecraft without requiring constant manual control by a human operator. Autopilot does not replace human operators”. A Tesla não tem culpa dos senhores avaliadores não saberem um que é um sistema de “autopilot”…;

            – “The promotional material suggests automation”: É verdade… se só ler-mos metade do material. No site da Tesla quando se escolhe a opção “Autopilot” está claramente escrito “As funcionalidades atuais requerem uma supervisão ativa do condutor e não tornam o veículo autónomo. (…)”;

            – “The system resists driver steering input and then disengages, limiting co-operative driving”: Esta é descarada. Dizem “limiting” mas avaliam com 0 (“0.0 / 25 Pts”). Estar limitado é diferente de estar impossibilitado. Além disso há outras formas de colaborar com o sistema da Tesla. Eu posso forçar a aceleração, iniciar mudanças de via, entre outros. Ou seja, zero não é de certeza.

            – “(…) fails to balance that high level of support with a similar level of Driver Engagement leading to possible overreliance.”: Quem é que possivelmente (!?) vai confiar em demasia no sistema? Mais uma vez, os avaliadores têm uma postura subjectiva e tomam se a eles próprios o modelo do condutor.

      • Paulo says:

        Na verdade, de 30 em 30segundo pede para colocar a mão no volante e se não for feito reduz a velocidade e o resto da viagem, e não sei se pára porque nunca levei a esse extremo, fica-se sem acesso ao autopilot. A não ser que outra marcas sejam mais restitivas na condução semi-autónoma, na minha opinião muito pessoal, é o suficientemente intrusiva quanto bate.

        • Paulo says:

          “quanto baste” 🙂

        • João says:

          Se forem iguais aos que se vendem nos EUA, se ignorares o alerta o carro liga os quatro piscas e imobiliza-se. Existia uma característica em que o carro não sai da faixa de rodagem, portanto se o condutor perder a consciência o carro imobiliza-se na via, o que pode trazer alguns problemas se estivermos numa autoestrada ou equivalente. Desconheço se este comportamento foi alterado, visto a facilidade que os teslas tem de levar “updates”.

          • IonFan says:

            Então qual é que seria o procedimento correcto? É que estes sistemas não conseguem avaliar se é seguro encostar à berma, e há sítios em que nem sequer há berma suficiente.

          • João says:

            Estes sistemas atracam naves espaciais , no caso do tesla as camaras que guiam o piloto automático até tem um bom alcance/qualidade pelo preço. Tens vídeos disponibilizados no Youtube que mostram o processamento de imagem pelo piloto automático.

            Independentemente do que nós consideramos o procedimento correto, as leis relacionadas com a condução autónoma ainda são um pouco primitivas e cortam na decisão, como mudar de via, avaliar as condições da berma e decidir se encosta ou não em caso de emergência, etc…

            Se ainda não mudaram, a automação da condução é avaliada em 5 níveis de 0 a 5. Muitos países só permitem até nível 3, que é o caso do tesla que requer o input do condutor de 30 em 30seg, embora tenha capacidade para mais.

    • Tuga says:

      Mostra aí um dos teus testes onde a Tesla não esteja bem…ah…não tens nem nunca irás ter…

      • IonFan says:

        Nem eu nem eles… A parte onde não teve a pontuação maxima é basicamente aquela que não é testada, mas sim avaliada.
        De uma forma simples, a opinião dos avaliadores é que o sistema é mediocre, mas os testes mostram que é o melhor.

    • Infetado says:

      E pronto…fala-se mal da Tesla e aparecem as ditas cujas ofendidas. É mesmo ridículo!

      • IonFan says:

        E pronto… fala-se da Tesla e aparecem os ditos cujos infetados. É mesmo ridículo!

        Ah, e esqueceste-te de acrescentar a tua opinião acerca deste assunto, se é que a tens. É que aqui a dita cuja “ofendida” veio expor a sua opinião. Mais ridículo que uma opinião ridícula, é comentares constantemente sem se conseguir perceber uma única opinião tua…

        • Paulo says:

          Fala-se da Tesla e aparece o costumeiro….

          • Infetado says:

            É muito curioso, não achas ? Diz lá de tua justiça ! Os gajos da EuroNcap são mesmo parvos não são ?

        • Infetado says:

          Quem veio para aqui armar-se, colocando em causa uma instituição como a EuroNcap sem que apresente uma razão clara e objetiva e isenta do seu conhecido fundamentalismo para com a marca, não fui eu ! Querer silenciar-me com a minha falta de opinião impondo o ridiculo da tua, tambem não vais conseguir. Mas tambem não tenho, como tu, a presunção de querer impor a minha opinião a cada artigo sobre a Tesla que é publicado. Tá descansado que as ações da Tesla não são muito suscetíveis aos artigos do Pplware.

          • IonFan says:

            A tua falta de noção é notável…

            Eu vim armar-me? Isto pode parecer estranho para alguém sem opinião conhecida como tu, mas eu vim aqui expor a minha opinião e fundamentei-a. Para que é que achas que serve esta área de comentários? Para gajos como tu virem mandar bocas a quem, concordes ou não, acrescenta algo palpável à discussão?

            E achas que estamos na Coreia do Norte? Aqui não há ninguém nem nenhuma instituição acima da critica. Se não concordas com as criticas, expõe a tua opinião e fundamenta-a.

            “Querer silenciar-me com a minha falta de opinião”. Fizeste o meu dia ao admitires que não tens opinião. Quando trouxeres uma opinião para a discussão podemos ver se a tua é mais ou menos ridícula que a minha 😉

            Presunção é achares que a minha opinião é inferior a não sei bem o quê só porque sou fã de uma marca. Eu não vim aqui impor nada. Tenho todo o gosto em discutir o meu ponto de vista e admitir que estou errado quando isso fica provado. Mas para isso é preciso aparecer alguém a discutir ideias. Vir chamar “ofendidas” não vai chegar para provares que estou errado.

            As minhas acções da Tesla estão lá há uns anos e, só no ultimo ano, passaram a valer 5x mais. É apenas uma das vantagens de ter uma opinião formada a pensar pela própria cabeça, em vez de só ler os cabeçalhos das noticias e pensar que já se sabe tudo 😉

          • Infetado says:

            Precisas de tratamento, só pode. Colocas como minhas coisas que dizes. Costumas falar muito para o espelho ? Isso foi do confinamento ? Tu é que dizes que eu não tenho opinião. E eu digo-te que a tua opinião não tem interesse nenhum pois não é isenta. Tu queres impor a tua opinião. É visivel em todos os artigos sobre a Tesla. A tua opinião vale zero. Como a minha. Acho é que é uma enorme presunção vires para aqui expor-te ao ridiculo colocando em causa um estudo de uma instituição. Tens-te em boa conta. Mas és só tu…

          • IonFan says:

            Ahahah. Dá lá um exemplo de eu a colocar como tuas coisas que eu disse. Não me digas que não foste tu que escreveste “Querer silenciar-me com a minha falta de opinião impondo o ridiculo da tua, tambem não vais conseguir.”?

            Eu digo que não tens opinião porque ainda não a deixaste aqui. Estou apenas a constatar um facto.

            O único vestígio de uma opinião tua é que a minha opinião não tem interesse porque não é isenta? Queres explicar porque é que a minha opinião não é isenta? Ou lembraste te de dizer isso só para parecer que tens opinião?

            Mas nenhuma opinião vale 0. Nem a minha nem a tua quando aqui a puseres. Se não é para dar o opinião, para que é que achas serve esta secção?

            Quem se está aqui a expor ao ridículo és tu. Eu comentei e fundamentei. Se não concordas, explica porquê e fundamenta. Ridículo é achar que se tem que aceitar o “estudo” só porque é de uma “instituição”. E não sou o único a criticar este novo teste 😉

          • Infetado says:

            Eu estou infectado, mas tu é que precisa de tratamento.

          • IonFan says:

            @Infetado, se te faz sentir melhor, sim, é mesmo 😉

  2. ToFerreira says:

    Tomara que muitos dos condutores que andam na estrada abdicassem do controlo para o carro…

  3. Luis Afonso says:

    Não concordo com o incentiva a largar o controlo, mas podemos optar por nos libertar moderadamente do controlo. Não percebo o aspecto negativo disso. Será isto algum indicador para favorecer as marcas europeias no campeonato onde estão muito atrasadas?

    • Paulo says:

      Para mim o autopilot já é suficientemente intrusivo. Ter de colocar a mão no voltante de 30 em 30 segundos e se não for cumprido não deixam usar mais o autopilot o resto da viagem. Como experiência, não coloquei dentro dos 30s e o carro começou a abrandar para depois parar, não parou porque já tinha servido de experiência suficiente, para além de todos os avisos sonoros e emitidos. O resto da viagem lá tive de conduzir sem o autopilot para castigo.

  4. Xnelox says:

    Mas os condutores já largam o controlo do carro, seja a utilizar o telemóvel, GPS, a eliminar a capacidade auditiva com o uso de auriculares nos dois ouvidos, etc. E nem precisamde ter um Tesla

  5. wtvlol says:

    Model 3 é um lixo.

  6. Pedro Nogueira says:

    “A Testa tem na sua gama de carros elétricos…”. A Testa de quem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.