Quantcast
PplWare Mobile

Soldados ucranianos usam motas elétricas poderosas para atacar

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. RC says:

    Ui, até dão para evitar a guerra em casa. 😀

  2. Luis Rosalino says:

    A ELEEK nao conhecia, mas a delfast conhecia e sei que são Bikes eletricas e não motos. Mas pelo que dá para ver na imagem a ELEEK tmb é uma bike.

  3. Profeta says:

    E o peso da mota aguenta com aquilo que querem colocar la atras ? Parece-me que nao e proporcional ao peso distribuido.

    • Keyboardcat says:

      Um míssil anti-tanque. Possivelmente um Javelin ou NLAW. São feitos para ser carregados ao ombro, por isso não são assim tão pesados.

      É volumoso porque durante o transporte vem protegido por um invólucro de esferovite.

  4. Stanley says:

    Aposto que funcionam melhor que o laser do Putin.

  5. jaugusto says:

    Empresas ukranianas em portugal nem em paz conseguem fazer nada …

  6. Secadegas says:

    Outra vez arroz? Mais um bocado e ainda dizem que estão a ganhar a guerra…

  7. João Borges Cano says:

    Excelente!

  8. Mauricio says:

    haha..
    os Ukrops agora andam de bike na guerra.
    Ainda os vamos ver a surfar por cima de paus e pedras com pranchas…elétricas com carregador USB, e sistema de selfie para eles postarem to instagram.
    Na parte da frente da prancha, uma bolsa que guarda o gel para o cabelo, …para ajeitar a cada selfie que tiram.
    Vai ser só ganhar, na guerra com bikes e pranchas.

  9. Estou Farto desta Guerra de interesses says:

    Os pedais nem rodam como as Bikes são um veio de um lado ao outro, Mas uma coisa querem guerra ou querem morrer á fome, não percebo porque nunca pedem comida para os civis no minimo, é só armas , armas, armas, etc

    • jaquim says:

      Comida têm eles com fartura, milhões de t de cereais e legumes que os russos andam a roubar. Outros produtos nomeadamente industrias devem faltar com a destruição que por lá anda. Estão a ser ajudados. Mas o homem não vive só de comida, por isso é necessário expulsar aquela corja de sírios, tchetchenos e neonazis russos

    • Asimoto says:

      Verdade!!
      Os Civis… a Rússia envia para a Ucrânia até agora mais de 16000 toneladas de comida
      E mais de 1000 toneladas de medicamentos.
      Eu presumo que esses carregamentos vão em direção a Kharkov, Donbass, Kherson, Zaporiz

      Eu gostava que em vez de armas fossem enviadas toneladas de comida,pelo ocidente, porque a população está mesmo faminta!! 🙁
      Sei que alguns Países teem enviado comida, mas muito pouco, eles querem ver é guerra..

      • jota says:

        E quantas toneladas de armamento(incluindo projeteis de longo alcance que são entregues directamente no destino, muitas vezes recebidos por civis) a Russia envia diáriamente para a Ucrânia?

        • asimoto says:

          Não sei números disso, isso é um tema complexo.
          O que tu me podias dizer era as toneladas de armamento que a EU e os EUA enviam, o que achas?

          Ou então fazer a mesma pergunta em relação aos nazis que andam a atacar o donbass a 8 anos, o que achas?

          • jota says:

            Acho muito bem que “O David” seja ajudado, uma vez que o “Golias” é muito mais poderoso e usa esse poder para expandir o seu território. Vais dizer que fizeram referendos e tal, mas depois de expulsar os que não concordam com eles é fácil obter o resultado desejado.
            Essa conversa dos nazis é pura propaganda, claro que existem nazis na Ucrânia, e na Russia, até em Portugal, lembraste do nosso BE afirmar que as nossas policias estavam cheias de nazis, claro que existem, mas nunca são a maioria, olha se o Putin os ouvisse o BE.
            E agora que se libertaram dos “nazis” no Donbass, qual é a desculpa para continuar a ofensiva?

          • asimoto says:

            Jota,
            Neste caso o que tu chamas de “david”, é o povo de donbass que são civis.
            O Golias é a Ucrânia nazi..

            A Rússia esperou 8 anos pela implementação dos acordos de minsk, mesmo sabendo que os Ucranianos estavam a fazer genocídio em donbass.

          • jota says:

            Para ti a propaganda russa bate mesmo BEM…
            Fica bem!

          • jota says:

            Não sei se sabes, mas já morreram mais civis nos ultimos 3 meses do que em 8 anos no donbass, tambem foram os “nazis” Ucranianos que os mataram?

          • asimoto says:

            Jota,
            O numero de civis mortos em bonbass já ultrapassa os 15000 e encaminha-se para os 16000..

            Depois a tua lenga lenga de que matar civis em bonbass está bem desde que o numero seja superior a outros civis ucranianos…é muito rebuscada, deixa-me que te diga.

            Todos os civis teem os mesmos direitos á vida!

          • jota says:

            A CASSETE da propaganda virou DISCO RISCADO, esses 15000 civis já foram amplamente desmentidos, só a propaganda russa é que insiste nesse numero, o relatório da ONU fala em 3095 civis mortos no contexto do conflito (entre 2014 e 2021,), nem sequer afirma que a responsabilidade é toda dos Ucranianos. Os outros cerca de 11000 mortos foram militares Ucranianos e Russos.

  10. Paulo Silva says:

    Bem, isto está uma Ukraniqueira pegada: Das ” bikes ” e mediante o vídeo disponibilizado, concluo que:
    1 – Tem uma ” peseira ” de cada lado
    2 – Não se vê nem cremalheira, nem corrente, nem veio para efeitos de tração da roda traseira. Como as ” peseiras ” são fixas ou seja nem pedais são, pergunto se a utilidade destas ” bikes ” são para zonas com declives acentuados e sentidos descendentes? É que a Ukrania é plana. Quanto à guerra própriamente dita. muita Netflix e Videos-Games…. em casa toda a gente ganha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.