PplWare Mobile

Renault Morphoz, um SUV elétrico que estica e encolhe e consegue 700 km de autonomia


Autor: Vítor M.


  1. Realista says:

    Mais um componente para avariar… boa!

  2. André R. says:

    Mais uns pontos de avarias…

  3. dunno says:

    primeiro toque de lado nunca mais fica direito

  4. zardy says:

    aumenta 40 cm é isso?

  5. ToFerreira says:

    Enquanto conceito é bem interessante

  6. jose says:

    Excelente era os carros electricos virem de fabrica com bateiras de 40 kW, e pudermos alugar e instalar no carro de forma facil outra de 40 Kw para quando tivessemos necessidade de viagens longas.

    • Lol says:

      Eu quero ver onde vão começar a enfiar toda a química das baterias daqui a 3 anos.. ou talvez até antes…

      • ervilhoid says:

        3 anos? ou até menos, grande previsão que aí fazes…

        Uma bateria que já não serve para automóveis tem outras finalidades

        • Lol says:

          Não tive aulas com a Maya não sou lá muito bom nas previsões.
          Mas sim, daqui a 3 anos, já muitos Leaf e Zoe vão ter 5 a 7 anos, o que, dependendo da utilização estão em fim de vida para circulação.

          Eu sei muito bem que outras finalidades podem ser dadas. A questão é se o vão mesmo fazer.

          Se pegassem nos módulos de cada carro e vendessem a preço JUSTO para montagem de “power wall”, seria óptimo.

          É uma diferença abismal os preços que se praticam por esses módulos retirados de EV nos EUA ou por cá (Europa).

          Há pessoal a vender células 18650 ou 21700 usadas mais caras que novo..
          É esse o problema..

          https://batteryhookup.com/collections/frontpage/products/nissan-leaf-complete-battery-module-24kwh-gen-1-2011-2012

          Isso é baratíssimo…
          E não é pelos restantes componente para transformar numa powerwall que fica caro…

          Por isso sim, se forem bem aproveitadas podem ter a sua vida prolongada e permanecerem em uso durante anos.. a questão é só se o vão fazer…

          Muita coisa pode ser reciclada e não o é.
          Vai ser diferente com as células de lithium? Espero que sim.

          • rui says:

            muitos leaf estão a fazer 10 anos agora.
            o resto écomo tudo a reciclagem e reutilização vale o que vale, ou para onde acham que vão as toneladas dos pontos eletrão? para a asia queimar para retirar apenas os rare materials, o resto pode ser 100% reciclado que vai tudo para o lume

  7. Daniel Santos says:

    A capacidade das baterias mede-se em wh ou kwh, é uma medida de energia. O W ou kW é uma medida de potência.

  8. Daniel Santos says:

    A capacidade das baterias mede-se em wh ou kwh, é uma medida de energia. O W ou kW é uma medida de potência.

  9. falcaobranco says:

    O conceito dos farois é que é bem bonito, sem duvida… agora o resto…deixa um pouco a desejar, já para não falar no encolhe ou desencolhe… não tem mt fundamento… mas…

  10. sakura says:

    a Nissam esta em 4 lugar….formulaE é o top dos EV,s . queremo ganhar aos Chineses.
    https://www.fiaformulae.com/results/race-results/?championship=2022019

    Se a Renault/Nissam souberem uzar a tek vão ser lideres (trabalhar da sempre frutos), e gostava de ter a Tesla como aliada em imfraestrotura e software IA.

  11. Wishmaster says:

    O que é que isto tem de impressionante mesmo?? lol

    E muito menos isto “com muita ficção científica”.

    Não se vê aqui nada de impressionante, mas pronto…lol

  12. AlexX says:

    Muito interessante, principalmente a abertura de portas e possibilidade em virar o lugar do morto para trás. O design também aparenta bom gosto mas não vejo sentido de utilidade no estica-encolhe (excepto disparar o preço), mais valiam duas versões separadas. Só a autonomia é que ainda deixa a desejar mesmo com pack extra, 3 dias para chegar a Barcelona é um pouco muito.. e vai faltar o principal, uma versão com motor a combustão nem que fosse 5L a gasolina.

    • IonFan says:

      3 dias para chegar a Barcelona? Realmente é muito…

      Eu ajudo. Fica aqui o planeamento de uma viagem de Lisboa até Barcelona no meu carro (Tesla Model 3 LR AWD): https://abetterrouteplanner.com/?plan_uuid=7214f8f4-590e-4d17-89b2-b8e8f348fd20

      Spoiler: demora 11h51 já com 1h30 de carregamentos (34 min o mais longo) e custa 60€ em energia (para mim até ficava de borla porque ainda tenho 1500km de carregamentos gratuitos).

      Não tem nada que agradecer 😉

      • AlexX says:

        Mas o tesla tem ou vai ter muito em breve autonomia para mais de 1000km, verdade? Neste suv falam em 700. Que devem cair significativamente com a climatização, luzes e um som ambiente ligados, mesmo que conduzindo sempre de forma suave e dentro dos limites. Pela minha parte apenas e só pondero trocar para um eléctrico pós existirem tantos ou mais postos de carregamento quantos os convencionais e o tempo de carga for praticamente igual a combustão. A tecnologia de baterias lá chegará assim o permitam. Este modelo achei bem conseguido e tenho preferência por suv. Apenas teria desejo que os assentos fossem confortáveis que nem poltronas como tem actualmente apenas a gama alta e não como cadeiras de esplanada.

        • IonFan says:

          O meu Tesla tem 518 km de autonomia EPA (560 em WLTP). A simulação foi feita tendo em conta todos os consumos necessários, incluindo climatização. O consumo calculado é ~200Wh/km. Achar que as luzes ou o som ligado que, no máximo, significam uns 200Wh por hora, é simplesmente não ter a mínima noção do que se fala…

          Os 700km deste protótipo são como os 480km EPA que foram anunciados com o protótipo do Porsche Taycan (Mission E na altura), que na realidade de produção tem apenas 321km EPA. Apresentar protótipos e dizer que fazem 30 por uma linha é fácil. Já produzir a sério é não tem sido fácil para os construtores estabelecidos.

          • Paulo Santos says:

            Em autoestrada não gastas 200Wh/km. Pelo menos eu gasto 265.
            E não te esqueças que vais perdendo capacidade de carga. No meu já foram 5%.

          • IonFan says:

            @Paulo Santos, num Model 3 LR AWD 19′ à velocidade legal? Estou a achar muito. No FDS do Carnaval subi a A8 e a A17 e, apesar do ABRP me dar ~200Wh/km até fiz cerca de 190Wh/km.

            O meu não tem praticamente degradação mas o ABRP até já conta com 5%. O setting está na parte do planeamento em “Show Settings” e depois em “Show More Settings”.

          • Paulo Santos says:

            Num model S LongRange de 2019. A andar 90% em AE e um pouco acima do limite. Respeitando os limites faz 225. Não baixa disso.

    • IonFan says:

      Errata, afinal as 11h51 não incluem as paragens para carga. Sendo assim são 13h21 no total.

      • Wishmaster says:

        Ah bem me parecia…o primeiro tempo que indicaste é mais 20 minutos do que aquele que o Google Maps indica (velocidade dentro dos limites legais).
        Quanto aos custos, um bom motor a gasóleo gasta essa quantia para essa distância, a velocidade dentro dos limites legais.
        Com motor de combustão interna faz-se em 9Horas sem problemas com velocidades excessivas e polícias. Em velocidades muito elevadas, em muito menos. Já fiz Porto -San Sebastian em 5 horas, com paragens curtas.
        Mas menos 3 ou 4 horas não é muito relevante caso o destino final seja esse (Barcelona) e não exista pressa. Se houver outros destinos (género road trip, com muitos locais a visitar e distantes) então no final, 3/4 horas aqui, 3/4 horas acolá, já serão significativas prejudicando coisas que se podem fazer (ver pontos de interesse, descansar, etc), o que pode ser resolvido planeando bem os pontos de carregamento para fazer aproveitar bem o tempo enquanto carrega.

        • IonFan says:

          Os carregamentos rápidos são relativamente caros. Mais ou menos ao preço do diesel. A poupança dos EVs vem principalmente (mas não só) do carregamento em casa, que pode ficar a 1/5 do diesel.

          Dá para fazer mais rápido se for acima dos limites de velocidade. Mesmo contanto com o tempo extra de carregamento. Como é óbvio, não vou aqui sugerir um trajecto que inclui infracções…

          Seja nesta viagem ou noutra qualquer, não percebo qual é o problema de parar 1h30 em 1200kms. Antes pelo contrário, só vejo benefícios e quem não o faz é um perigo para o resto dos utentes da via…

          • Wishmaster says:

            Claro..Nessa distância até é perigoso circular dentro dos limites legais sem efectuar paragens.
            Com a rede de postos de carregamento a aumentar, vejo que a única diferença é que tem que se planear um pouco melhor (enquanto no diesel nem se pensa nisso). E a verdade é que o pessoal acaba por fazer paragens de meia hora ou mais (lanchar, almoçar, etc).

          • IonFan says:

            @Wishmaster, o Autopilot ajuda bastante nestas viagens, mas é sempre bom parar para esticar as pernas, ir ao WC e, como disseste, para as refeições.

            No meu caso e com quase um ano de EV, já fiz algumas viagens grandes e os carregamentos nunca foram um factor limitador. Antes pelo contrario. Já tive que tirar o carro do carregador por já ter carga mais que suficiente para chegar à próxima paragem, antes mesmo de eu estar pronto para seguir viagem.

            A rede de carregamentos era e ainda é em alguma medida, deficiente e pouco confiável (a Tesla é uma excepção, mas não vamos nem seria bom obrigar todos a comprar Tesla) mas como referes, está a aumentar e sempre foi um erro pensar que isso não iria acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.