PplWare Mobile

Portugal: Tem 20 mil euros para um elétrico? Chegou o novo VW e-up!


Autor: Pedro Pinto

Destaques PPLWARE

  1. Filipe F. says:

    Ora ai está uma solução citadina, tipo smart, mas de 4 lugares que n sendo a loucura, servem para deslocaçoes da cidade, eletrico e a um preço justo.
    Sim digo um preço justo porque pode vir a ser adquirido por pvp 19700 e tal euros ja com os incentivos, fora os possiveis descontos da marca, que geralmente baixam o pvp indicado no site. Sem aluguer de baterias como o Zoe, e uma autonomia que não sendo a loucura chega para andar se calhar de segunda a sexta casa trabalho com 1 carga (isto para pessoas que trabalham e vivem na cidade).

    É esperar agora que o segmento B, apresente soluções assim também, na casa dos 20k, sem custos mensais de aluguer de baterias, com uma autonomia suficiente para o propósito do segmento do carro.

    • Mike says:

      Um carro do segmento A por 22.765€ é um preço justo ?
      Como já disse o nosso conterrâneo Carlos Tavares (Peugeot), no futuro, famílias com rendimentos normais não vão ter capacidade financeira de comprar carro.

      • Filipe F. says:

        Mike, já viu a quanto andam os do segmento B? Por exemplo o novo 208 a gasolina, versão Allure custa 28 mil..sim leste bem. Portanto um elétrico do segmento A custar 19 mil e tal com os devidos apoios é um bom negócio sem dúvida. Os carros aumentaram muito no último ano, mesmo os de combustão.

        • MalicX says:

          Não. Não é um bom negócio excepto para empresas.
          Um UP a gasolina custa 12.000€. Quantos milhares de km vais ter que fazer para que este carrinho a pilhas compense? 15 anos ou mais e sempre com uma autonomia real na casa dos 150km .
          Portanto um belo de um engodo para totó verde comer.

  2. Fusion says:

    Porque têm que ser tão feios os carros electricos?

  3. Nuno Miguel Fernandes says:

    Mais um carro a pilhas ahahha. As baterias quando derem o berro custam 10.000€???

    • Filipe F. says:

      Olha outro. A bateria tem garantia 8 anos ou 160 mil km segundo o site da VW. Portanto durante 8 anos n tens de te preocupar a n ser que num carro destes faças mais de 20 mil ano.
      Daqui a 8 anos os eletricos já estão tão massificados que o custo das baterias ja é muito inferior aos dias de hoje. Alem disso se em carros com o dobro da bateria, noutras marcas o preço da bateria sao 3 a 5 mil euros, se neste custar 2 mil euros não ficas mal servido.
      Afinal de contas 2 mil euros é o custo de um FAP na maioria das marcas, para os carros diesel.
      2 mil euros é o custo de mudar uma correia, em marcas premium se fores à marca.
      2 mil euros é o que gastas em 6 a 8 anos de manutencoes em carros de combustao.

      • jorge santos says:

        Portantp, estamos a falar de carros descartáveis, sem valor comercial como USADO.

        Prefiro um a gasolina ou hidrogénio .

        • Pedro says:

          Boa sorte com a compra de um carro a hidrogénio em Portugal e a sua fantástica rede de carregamento!

          • Mike says:

            Sem duvida que as células de combustível será o futuro, as baterias são apenas uma transição, e ate pode acontecer descobrirem/inventarem uma tecnologia melhor.
            O eléctrico é o futuro, sim. As baterias é que não.

      • jorge santos says:

        E não esquecer o que o calor ou frio fazem às baterias…

        • Mestre em direito says:

          Nos Tesla nada, têm sistemas de aquecimento e refrigeração.

          • Mike says:

            Estudo mostra a relação entre a temperatura e a autonomia realizado pela Associação Automóvel dos Estados Unidos (AAA)

            Este estudo concluiu que, quando comparado com uma temperatura ambiente de 24ºC, a bateria de um automóvel eléctrico perde cerca de 12% de autonomia, caso opere a -6,7ºC. Por outro lado, se a temperatura exterior estiver nos 34ºC, a autonomia é reduzida em 4%.

        • rikardo pereira says:

          o que fazem ás baterias ? deve ser por isso que a noruega foi duarnate alguns anos o que mais carros a “pilhas” tinha.. deve ser do frio

          • Mike says:

            Informe-se !
            Com temperaturas baixas, as baterias dos veículos eléctricos podem perder até 41% da sua capacidade!
            O frio faz aumentar a resistência interna das células. Isso irá fazer com que as células aumentem temperatura até que atinjam uma resistência interna mais baixa. Esse processo consome energia que não pode ser utilizada em trabalho/kms realizados.

    • Pedro says:

      Com garantia de 8 anos ou 160.000 Km quando “derem o berro” já tem uma poupança em combustível superior a 12.000€ (fora as manutenções mais baratas e isenção de IUC)… Faça as contas!

      • TugAzeiteiro says:

        Em Portugal não se faz contas…. compram-se BMW’s e Mercedes importados com os “”””100mil Km’s”””… ou novos a gasóleo para se andar 10mil Km’s/ano no para arranca da cidade! LOL

      • Mestre em direito says:

        Amigo, achas mesmo que quando houverem elétricos em quantidade razoável o preço da eletricidade não sobe? O Mexia e o governo têm que se governar €€€ portanto daqui a 2/3 anos prepara-te para pagar 2 a 3x mais. Logo lá se vai a poupança

        • Mike says:

          O povo está convencido que nem vai pagar impostos por terem carros eléctricos.
          Eu também já acreditei no Pai Natal.

          • Mike says:

            … e o Ministro do Ambiente também já confirmou que os impostos vão passar dos de combustão para os eléctricos.
            O Estado não pode passar sem o dinheiro que vem dos automóveis, sejam eles a combustão ao eléctricos.

        • Filipe F. says:

          A única diferença é que ao contrário do combustível fóssil, a eletricidade pode ser produzida por cada um de nós. Claro que num prédio na cidade não, mas numa vivenda podes produzir a tua energia, suficiente para carregar o teu carro de x em x dias, sem a pagar à EDP.

      • Mike says:

        Mete na equação a deterioração das baterias com o tempo, ou achas que ao 4 ano vais ter a autonomia quando as baterias são novas ?
        Olha para o teu telemóvel quanto durava quando o compras-te e passado 1 ano, por exemplo.
        Os impostos ? Quando houver 50% ou menos de carros eléctricos nas estradas o que achas que vai acontecer ? Os impostos transitam para os eléctricos, não sejamos tão ingénuos assim.

        • Pedro says:

          O meu EV ao fim de 4 anos está com 90% da capacidade inicial e já fiz 80.000 Km … quase 8000€ de poupança em combustível! E ainda tem garantia das baterias até aos 160.000 km! Não precisa de gastar um tostão com as baterias dentro da garantia e a manutenção é quase nula!

    • TugAzeiteiro says:

      E o motor do seu carro quando der o berro custa o quê? Vai na volta até custa mais novo na marca…. Em contrapartida as baterias basta ir a uma casa especializada, identificar e substituir o modulo defeituoso, recalibrar e no final das contas temos uma reparação de 2mil€….

      • rikardo pereira says:

        nao digas isso.. se nao depois nao podem dizer que as baterias novas custam mais que o carro..
        é uqe ainda ha muita gente que nao percebe isso lol

      • Mike says:

        O motor do carro der o berro ?
        Nos dias que correm praticamente já não há avarias mecânicas, só eléctricas e electrónicas.
        Quanto ao desgaste normal de um motor a combustão isso só se verifica a partir dos 200.000 km.
        Substituir o módulo defeituoso ? As oficinas querem é vender baterias não substituir módulos, como achas que no futuro as oficinas vão sobreviver ?

        • Marco says:

          +1
          Se investissem em combustíveis sintéticos ninguém tinha que trocar de carro nem construir postos de carregamento e se calhar nem poluíam na sua utilização.

  4. oi says:

    vc quando der um berro custa nem 1€

  5. Jota says:

    É feio bicho!

  6. eu says:

    Carros EV e mais carros EV.
    Muito antes do muitos problemas que os carros EV trazem, temos o problema da infraestrutura por resolver.

  7. Rui says:

    e porque nao um Volkswagen ID.3 a este preço

  8. ToFerreira says:

    Quando é que começa a compensar os 5k a mais para a versão a gasolina?

    • Pedro says:

      Assumindo essa diferença de 5000€… É fazer a seguinte inequação:

      0,123€ * 13 kWh /100 Km * X 60233 Km

      (Compensa ao fim de cerca de 60000 Km – Diria que menos ainda porque há custo num veículo a combustão como o IUC e as manutenções programadas mais caras que não existem nos elétricos)

      Em que:
      0,123€ – custo por kWh em horário vazio já com IVA (0,10€ + 23% IVA) – carregamento domésitco;
      13 kWh – Consumo médio de eletricidade por cada 100 km;
      1,65 € – Custo médio de litro da gasolina;
      6 l – Consumo médio em gasolina a cada 100 km;

      Temos então que X = 60222 Km

  9. Pedro says:

    VW? Já basta os motores a combustão….faço uma pequena ideia dos bugs elétricos…

  10. paulo ferreira says:

    Realmente a mudança para algumas pessoas é terrível, temos que evoluir, assim que eu possa compro logo um eléctrico, não sei porque algumas pessoas não se mantiveram com as carroças puxadas por burros ou por cavalos e passaram para motores a combustão… as despesas eram mínimas

    • Mário Monteiro says:

      sabias palavras. Nem vou comentar o post, o Paulo já disse mais qno necessário.

      • Mike says:

        O nível de exigência nos dias que correm é zero. O futuro vai ser difícil para as próximas gerações.
        Quando alguém que não diz nada, e outro alguém comenta “sábias palavras”, está tudo dito.

    • rikardo pereira says:

      eu vou te explicar.. porque sao esses “burros” que gostam de puxar as suas “carroças” e ainda vivem nos séculos passados
      alguns é fazer fumo até ficar noite

    • Mike says:

      Assim se justifica haver pastores e rebanho.
      Caso queira sempre pode ler a entrevista do Carlos Tavares (Peugeot) para ficar mais bem informado sobre o assunto.
      Pode também ver Negócios da Semana de 09.01.2020, Os Impostos do Ambiente.

  11. Mike says:

    Não estou a ver ninguém a comprar um carro eléctrico usado.

    • paulo g. says:

      eu comprei. entre dar 30k ou 12k preferi os 12k. a autonomia não me chateia muito porque só tenho de fazer 20km por dia. já fiz viagens de 70 km e ainda sobra. carrego o carro 2 a 3 vezes por semana em casa ou no trabalho, pelo que não tenho que me desviar para ir à bomba….

  12. Hugo says:

    Eu comprei um usado electrico e estou muito satisfeito . A escolha recaiu num I3 com 1 ano. Tem garantia por mais 7 anos das baterias .
    Fiz eu a importação da alemanha , ficou por 19K chave na mão. Comprando a um concessionario BMW.

    Escolhi este modelo pelo REX (Range Extender) , apesar de até hoje nunca o usei (só para testar) .

    No meu caso carregado o carro no trabalho gratuitamente o que me reduz imenso os custos por km.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.