PplWare Mobile

Portugal: Estado vai dar 250€ para compra de bicicleta elétrica


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. fc says:

    Não entendo porque é que o incentivo não é para a compra de bicicletas na generalidade, tendo apenas a limitação que devam ser bicicletas destinadas à mobilidade e não ao desporto. Podia comprar uma bicicleta urbana de qualidade a cima da média por 500€ e sou “obrigado” a comprar uma bicicleta eléctrica de qualidade duvidosa pelo dobro para ter um incentivo de 250€.
    Há mais de 10 anos que a bicicleta é o meu meio de transporte preferencial em Lisboa e nunca senti falta de uma bicicleta eléctrica. Quando é a subir vou um pouco mais lento, nas calmas.

    • Joao says:

      Não és obrigado a nada, se queres uma bibicleta dita “normal” não podes utilizar fundos destinados a mobilidade eletrica. Faz parte do bom censo comum.

    • PGomes says:

      Realmente seria preferível dar incentivos para bicicletas normais do que elétricas.
      São muito mais amigas do ambiente e mais amigas do exercício físico.
      Também ajudava que houvesse mais fundos para construir vias para ciclistas, que separem e protejam quem anda de bicicleta.
      Infelizmente estamos em Portugal e este tipo de medidas é apenas reflexo da mediocridade doas políticos que temos.

      • Carlos says:

        Pois eu não acho que se devam criar mais vias destinadas a ciclistas. Quando o fazem, ve-se o que acontece: são usadas por peões a correr, a andar, a passear, a namorar, a parar para pegar no telemovel,…

        Todo o dinheiro destinado à mobilidade sustentável (em especial às bicicletas) devia ser usado em campanhas de sensibilização!

        Outdoors, publicidades, acções de formação nas escolas, policiamento preventivo… isso sim, muda mentalidades. Agora, oferecer dinheiro/benefícios?! bah!

  2. Ze says:

    Portanto uma bicicleta normal que só precisa do esforço da pessoa não tem incentivo. Uma bicicleta de bateria que implica produção de baterias (que são nada ecológicas) tem incentivo.

    A pergunta que se devia colocar é: Qual é o amigalhaço do governo que ganha com isto?

    Tá certo. Este país é uma comédia.

  3. Mauro Ribeiro says:

    E como podemos requerir esse suplemento? Não é o mais importante da noticia?

  4. Hyroku Mahta says:

    Meus caros, não sejam assim. Qualquer incentivo que faça com que hajam menos carros na rua é bom.
    Eu uso uma bicicleta electrica desde 2014, e optei por uma electrica para não chegar ao escritorio a suar como o Armstrong.
    Faço 16 kms por dia e nem um euro de electricidade gasto por mês.
    Acordem Portugueses, temos bom clima só falta é investir em infraestrutura.

    • Joao says:

      Alguem que tenha juizo na cabeça e não pensa apenas em criticar. +1

      • miguel says:

        Não é uma questão de criticar só porque sim.

        Ninguem está contra a ajuda mas sim darem as eléctricas e as outras não que trazem mais vantagens para todos desde a saúde até a pegada ecológica.
        Se não consegue perceber isso, algo vai errado!

        • Tc says:

          Sim meu caro mas imagine agora o estado a dar incentivos a TODOS que querem comprar
          Uma bicicleta. Até uma criança que aprende a andar de bicicleta vai receber até um senhor de idade que quer dar duas voltas ao parque da cidade por ano. Não é alguém onde o público alvo é efetivamente puxar as pessoas que andem de carro para um transporte mais amigo do ambiente não só a nível de consumo lá (eléctrico vs combustíveis) mas também ao nível da poluição sonora entre outros. Então quero uma bicicleta e vou a decathlon ….um que tenho incentivo. Porreiro. Dou duas voltas ao parque da esquina farto/me e volto a minha vida de carro. Nak é a estas pessoas que se quer dar incentivo.

        • Ricardo says:

          por essa ordem de ideias, deviam ter incentivos tb para skates, patins… ate para sapatilhas…
          lolololol

        • Paulo Barroso says:

          Nem todas as pessoas têm saúde ou idade para puder pedalar numa bicicleta normal, mas se for uma bicicleta eléctrica estas pessoas podem na mesma pedalar e fazer exercício físico na medida da sua capacidade ficando o resto do esforço para o motor da bicicleta.

        • Isolino Silva says:

          Amigo a bicicleta eletrica nao anda sozinha, serve so par auxiliar, tem que dar ao chenell da mesma. , pedal.

    • Realista says:

      E em planícies… porque em cidades com subidas a pique – como é o caso da maioria da A.M. Porto – esquece lá isso.

    • Asdrubal says:

      Discordo!
      O Armstrong com as vitaminas nem chegava a suar. Parecia uma bicicleta com motor de 800cv.

    • K says:

      É pena o incentivo não abrangir motores como complementos para bicicletas já existentes. O meu pai tem uma boa bicicleta de montanha. A única razão pela qual não a usa para ir para o trabalho é exactamente o mesmo, ia chegar lá a transpirar rios portanto. Eles falou me estes dias que estava a considerar meter um motor elétrico mas está com algumas dúvidas e não é um sistema particularmente barato. Fazia muito mais sentido o incentivo também se aplicar à compra do motor do que apenas a uma bicicleta nova elétrica mas muito mais fraca. Se já tens uma coisa muito melhor…

  5. Gabriel Allon says:

    É um bom incentivo, as bicicletas eléctricas são muito boas para a malta que não é tão desportista ou não está em forma, mas concordo que deveria ser para todo o tipo de bicicletas.

    Mas pronto, medida em tempo de eleições, soa-me a esturro…

  6. TS says:

    Como emigrante (silencioso) na Holanda, não posso deixar de sorrir tristemente com uma notícia destas… Sempre o caminho errado… primeiro os Magalhães para o amigo Chávez, agora as biclas eléctricas para um país que nem vias para bicicletas tem… E não, os ciclistas não têm que andar junto dos carros, isso é só estúpido!
    Só para fazer uma leve comparação com 2 casos da “Europa para onde nós estamos a convergir”:
    – Na Holanda, qualquer empresa pode deduzir no IRC comparticipações de compras de bicicletas por parte dos seus trabalhadores até €750. E todos o fazem. Sim, uma boa bicicleta (NORMAL!) custa facilmente €2000. Ninguém em PT sabe o que é realmente uma bicicleta infelizmente; sabemos o que são bicicletas chinocas de montanha…porque temos imensas montanhas nas nossas cidades… E os holandeses não aderiram às bicicletas eléctricas já agora, dizem que são muito caras (wink wink) para o que realmente fazem;
    – Em França, o governo vai dar vouchers de €500 aos jovens que fizerem 18 anos para gastarem em… CULTURA. E não tem que ser museus, livros na Fnac também serve p.ex.;

    É a diferença…

    • Pedro Sant'Ana says:

      Holanda e Alemanha são os principais mercaods europeus para Bicicletas Elétricas.

    • Barra says:

      Como emigrante na Holanda, não sabe o que se passa cá pelo nosso Portugal, se acha que somos atrasados, desengane-se, cá sabe-se o que são bicicletas de 2000€, aliás, até se compram bem mais caras e são poucos os ciclista assíduos que não tenham gasto mais do que isso em uma bicicleta.
      Quanto ao Magalhães, mais uma vez se percebe que fala sem saber, milhares de crianças tiveram acesso ao seu primeiro computador através desta iniciativa, alguns de forma gratuita outros através de um valor quase simbólico.
      Se os holandeses não aderiram poderá ser por não terem a mínima noção. Muitas cidades aderiram e incentivam aos uso da bicicleta elétrica. Já agora, informe-se bem, Holanda tem programa de bicicletas elétricas e promovem o seu uso. Se está na holanda e se necessitar, até posso dar-lhe a informação sobre como e onde se pode dirigir para tratar de ter uma.
      Teve azar de encontrar por aqui alguém que. Aí tem família e se desloca mensalmente, em trabalho.

      • Nuno Cardoso says:

        O TS foi bem claro naquilo que mencionou e parce estar bem ciente das duas realidades. Se o caro Barra já esteve na Holanda há de ter constatado que em PT somos de facto MUITO mais atrasados no que toca a mobilidade. Concorda comigo ? De facto não há sequer comparação possível. A Holanda aos anos que priveligia efectivamente outros veiculos, têm infraestruturas para os mesmos assim como vários incentivos fiscais ( não exclusivos a veiculos elétricos). Eu batia palmas a esta medida portuguesa se fosse realmente abrangente e coerente. Mas não é. Muito menos será amiga do ambiente pois as bicicletas movidas apenas c\ a força humana (energia verdadeiramente limpa!) estão excluidas deste apoio. Como tal é apenas mais uma medida para atirar areia para os olhos dos portugueses, que só seve para benefeciar o lóbi elétrico

        E relativamente à iniciativa do governo de socrates chamada “Magalhães”… bem…da minha parte , seria uma perda de tempo estar a discutir este assunto , com quem acha que a humanidade foi benefeciada com isso!

        • Barra says:

          Quanto á mobilidade, claro que concordo, aliás, nem preciso ir à Holanda para constatar esse facto. Basta ir ao nosso país vizinho, cidade de Bilbao, e provavelmente até a própria Holanda ficaria envergonhada. Desde transportes públicos, sistema de transporte eléctrico como plataformas de uso de bicicletas elétricas dentro da própria cidade, partilhadas e com custos de irrisórios, até elevadores, passadeiras e escadas rolantes em plena via pública.
          Concordo plenamente consigo nessa questão.
          Quanto ao Magalhães, trabalho na área da educação e projetos europeus com várias escolas em diversos sistemas educativos, estamos atrasados também aqui em relação a muitos países europeus mas todos elogiaram a medida e implementaram situações similares e adaptadas as suas realidades

      • Carlos says:

        Boa noite então o sr também só ouviu falar das estatísticas! Deram Magalhaes aos miúdos mas os profs não sabiam trabalhar com eles! Depois compraram routers cisco sem Wi-Fi e apenas com 4 portas! Dava apenas para a impressora e 3 pcs da escola!!! Ninguém tocou nos Magalhaes amigo! O mesmo exemplo que o sr da Holanda lhe disse!! Primeiro criem infraestruturas e depois ofereçam as bicicletas!!! Acorde!

    • Bruno says:

      Sim a holanda o pais sem problemas e farol da boa gestao!!!

      Nao aderiram porque a geografia e topografia nao exige…
      Do magalhes mais vale investigar do que cuspir para o ar, alias medida muito elogiada por varios paises ditos evoluidos

      Os portugueses nao sabem o que sao bicicletas???ridiculo enfim fala para n estar calado pode voltar a ser silencioso nao s perde nada

  7. comprador says:

    Aonde posso encontrar bicicletas eléctricas ? sites? como adquirir obter o incentivo?

  8. ervilhoid says:

    A minha dúvida é, quais as melhores ofertas?

  9. art says:

    Fiquei sem perceber concretamente o que é que faço à factura de compra …vai para o IRS ? Espero que os vendedores me esclareçam melhor ….

  10. Bruno F says:

    Para os menos informados, poderiam deixar aí um ou dois links de sites confiáveis que vendam bicicletas elétricas. E até um pouco mais de informação sobre como proceder para requerer o tal apoio. Deixo aí a dica 😀

  11. Ze says:

    Nao e por nada, nem costumo andar de bicicleta, mas estou tentado a investir caso a bicicleta venha acompanhada pela moça.
    😛

  12. Amilcar Alho says:

    O mais importante de tudo: o contacto da menina da foto!!! 😀 😀 😀

  13. João says:

    Onde se pode fazer a candidatura?
    Há limite de preço máximo para compra da bicicleta? E mínimo?
    Obrigado

  14. chicosoft says:

    a minha bicicleta anda a sandes de torresmos e minis. será que consigo algum incentivo?

  15. Alpha says:

    E a miúda da imagem? Ninguém comenta?

    Bem gira 😉

  16. Vanessa Soares says:

    Pplware como podemos fazer depois o pedido?

  17. Miguel Cruz says:

    Este programa também abrange trotinetes elétricas?

  18. Claudio says:

    Como refere o ultimo paragrafo serão publicados as regras e formulários nos próximos dias, serão no seguinte sitio da internet:
    https://www.fundoambiental.pt

  19. Florindo says:

    Acho bem
    Mas primeiro deveriam arranjar condições de segurança para a circulação de bicicletas e outros…

  20. Bruno says:

    Também estou interessado. Uma Xiaomi ficava a um preço fantástico!

  21. Hugo Tavares says:

    Eu a pensar que ja podia trocar a minha velha de alumínio por uma em carbono… LOL

    • Eu says:

      E é isso mesmo! Podes sempre trocar por uma de carbono “zero”. Mas, com baterias, consumo eléctrico e importadas por uns gajos porreiros, muito amigos dos nossos governantes 😀

  22. Eu says:

    Essa desculpa de que a bicicleta vai tirar carros de combustão das ruas é a maior das piadas!
    Está-se mesmo a ver que isto é mais uma daquelas medidas (“à medida”) para uns amigos que estão a importar material da China, tal como foi aquela dos Vistos Gold para os amigalhaços do mercado imobiliário 😀

  23. Script says:

    As trottinette da xiaomi fazem parte? pelo artigo não só bicicletas, mas também carros eléctricos.

    tenho ideia que de acordo com a lei as trottinette electricas são considerados velocípedes.

    mas talvez haja algo para elas também.

    alguém pode esclarecer?

  24. Ferrarix says:

    A preocupação ambiental deve fazer parte cada vez mais da nossa vida, os argumentos de cada um e até as picardia nos comentários são saudáveis, o que não entendo é a escrita que deixou de ser em português correcto e passou a ser em mixordês… Életrica… É coisas do género….

  25. zé tolas says:

    palhaçada! o que é uma biciclete de cidade? e porquê eléctrica? custa muito dar ao pedal? é só negociatas pra enganar os pategos!

  26. Bruno Veloso says:

    Alguém sabe se as trotinetes elécticas estão também abrangidas?

  27. Christiano says:

    Alguém sabe se os monocliclos elécticos estão também abrangidos?

  28. Peace says:

    Até 62500€ é considerado utilitário? Ganha-se bem neste país…

  29. Marco Leandro says:

    Bom dia. Estive a ver no outro dia este modelo e parece-me interessante, que acham? Preço qualidade? https://www.norauto.pt/produto/bicicleta-electrica-wayscral-e-drive-powered-by-michelin-quadro-alto-cor-preta-bateria-incluida-_58525.html?CatalogID=48229&CatalogCategoryName=48275
    A Norauto tem lá outras, mas esta tem o motor e controlador juntos.

  30. pedro eusebio says:

    boas . , eu acho muito bem aquilo que o nosso governo esta a fazer nas grandes cidades , devíamos de evitar a poluição nas cidades.

  31. CARLOS LEAL says:

    PARA ME CANDIDATAR AOS 250 EUROS, A QUEM ME DIRIJO?

  32. Madalena says:

    Caramba… se o estado ajuda, reclamam… se o estado não ajuda, reclamam. Talvez por isso sejamos tão pouco ajudados… já pensaram na possibilidade de ajudar agora com as eléctricas e posteriormente sem serem eléctricas ?! Não há paciencia realmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.