Quantcast
PplWare Mobile

Por isso o termómetro do nosso carro está quase sempre errado!

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Hugo says:

    O meu bogas não costuma falhar muito, independentemente de estar parado, a andar,à sombra ou ao sol.

    • Zé do Boné says:

      Apesar do detalhe e natural interesse deste artigo, coloca-se a grande questão, que temperatura estou a sentir e que temperatura me está a afectar?

      O Humanos não andam a 10m do solo, andamos ao nível da estrada e também sofremos o efeito da irradiação, logo a informação útil é aquela que mais se aproxima daquilo que realmente estamos a sentir.
      Pouco importa se à sombra estão 36ª, quando passamos o dia expostos ao sol directo com temperaturas a rondar os 42, ou se vamos de mota, sem nada que nos envolva e proteja e além do sol directo, lavamos com a irradiação da estrada, elevando a temperatura sentida para 45 ou 46ª. Essa é a real temperatura que nos afecta e é essa que temos que considerar.

      • Az8teiro says:

        A temperatura que a estrada irradia afeta os teus pés se andares descalço. Se usares sapatilhas tens uma camada de borracha entre os pés e a estrada que isola = anula, essa diferença de temperatura.

        Teres os pés numa superfície a 40º se estiveres no polo norte, não ficas com calor, nem ficas cheio de frio se tiveres os pés numa superfície a 5º quando estás dentro de uma sauna.

        A temperatura que te afeta, é a que afecta a maior percentagem do teu corpo, e não apenas uma parte específica e pequena.

        Tal como se te doer um dente não significa que estejas doente ou a morrer, significa que tens uma dor localizada num sítio particular e esse não é o estado geral.

  2. Jaco says:

    Existem sistemas com 2 sensores localizados em locais diferentes, a temperatura apresentada no PdI é a média dos dois pelo que este problema não se coloca.

    • Vítor M. says:

      Mas… se o da frente estiver a dar valores altos e o outro valores corretos, a média entre os dois valores recolhidos está certa?

      • Jaco says:

        O da frente? E todos os carros têm sensores à frente? E as viaturas que têm sensores nos espelhos retrovisores por exemplo?!?

        • Vítor M. says:

          Imagina um sensor no cimo da grelha, agora imagina o sensor na parte de baixo do retrovisor do passageiro. A distância que difere entre eles para o solo será suficiente para isolar os elementos externos como a radiação do piso?

          Podemos estar a falar em poucos centímetros, mas pelo o que é referido no vídeo exemplificativo, não parece que seja suficiente. Mas…

      • Hugo says:

        O que é que achas? -_-‘

        • Vítor M. says:

          Que a média entre um valor certo é um valor errado vai dar um valor errado, naturalmente. A temperatura num sensor atrás na antena dá uma temperatura de 20 graus (temperatura correcta do ar) a leitura do sensor da grelha dá 25 graus, a média dá quanto jovem? 😀 dá 20?

          • DEVAXTATOR says:

            da three fidy 🙂 … os da BMW tem 4 sensores… o G30 por exemplo o serie 5 tem 4 sensores e faz média…

          • Vítor M. says:

            Bem, mas está difícil 😀 vamos lá ver se entendemos. O meteorologista explica que qualquer destes sensores está sob o efeito da própria caixa metálica que é o próprio veiculo, podendo este metal influenciar as leituras, que importa ter 1, 2 ou 5? Os valores serão sempre influenciados. Portanto… qualquer média poderá estar errada 😉 isto pelo que ele diz claro.

          • Project3000 says:

            Boa noite!
            Sr. Vitor M os sensores funcionam na prefeição. passo a explicar :
            Todos os sensores do carro pode ser 3000000000 nao é relevante.
            Na parte da frete o carro mede 30ºc atras mede 42ºc por baixo do carro mede 26ºc e no teu display surge a media de 32ºc. o que isto quer dizer? quer dizer que no teu carro entre os altos e baixos a media é de 32. nao significa que os sensores estejam a dar leituras erradas. so que nao vai ter um painel a dizer todas as temperaturas de cada canto do carro ne?
            Resumo: os sensores funcionam na perfeiçao.

          • Vítor M. says:

            É qual é a temperatura real do ar?

            É que na verdade se uns dão valores errados como pode haver exatidão?

            Eu acredito que haja uma temperatura mostrada próxima da realidade, mas nem sempre está o valor exato.

    • Daniel says:

      O ideal mesmo era ter um sensor pendurado no meio do habitáculo do carro para ter uma representação excata da temperatura ambiente dentro do mesmo.
      Mas acho que ficava um bocado estranho por um um pingarelho pendurado a sair to tejadilho do carro!

  3. Leonardo Macedo says:

    Isso nada mais é do que aquilo que o nosso corpo sente. A chamada sensação térmica, que muitas vezes nos faz duvidar da temperatura do ar. Se a temperatura for de 25 graus e estiver muito vento, os sensores indicarão uma temperatura bem diferente.

  4. Sergio says:

    É verdade, e ás vezes até dá piada o pessoal no instagram a por fotos da temperatura detectada pelo carro, porque acreditam-se mesmo na informação suspeita que por vezes aparece.

  5. Bruno says:

    Actualmente a maioria dos fabricantes mete o sensor de temperatura no espelho do lado do passageiro, a sensibilidade dos mesmos e as proprias correcoes que a UCH faz tendo em conta as condicoes de circulacao faz com que a precisao seja bastante boa, ou seja so em codices extremas é que existe uma diferenca apreciavel.
    Ate porque sensor é tambem utilizado na propria regulacao da climatizacao do habitaculo
    Portanto dizer que esta quse sempre errado com 20 pontos de exclamaçao é errado!!!!!

    • Vítor M. says:

      Não sabes o que dizes, e nem dizes o que sabes. Primeiro porque o habitáculo tem também sensores interiores e não dependem do exterior e depois porque os exteriores nem precisam de condições extremas, basta o veículo irradiar o calor para poder influenciar os valores medidos. As bases que sustentam o que afirmas são baseadas em conhecimento empírico, algo que inventaste agora 😉

  6. julinhe says:

    o sensor do meu não falha, se estiver mais de 30º começo a suar, se estiver menos de 10º espirro 😛

  7. Rui says:

    Tinha ideia que a maioria dos carros tinha o sensor do espelho direito, ou é algo dos franceses?

    • Vítor M. says:

      Alguns devem ter sim e outros até noutros locais, contudo, pelo que é referido nessa investigação, os fatores externos como calor irradiado do piso ou o frio extremo podem influenciar a recolha da temperatura exacta, pelo que é dito.

    • Miguel Nóbrega says:

      Parece-me bem pensado…

      • Vítor M. says:

        Basicamente as marcas escolhem o local onde querem os sensores, há em vários locais dependendo da marca e até do modelo, contudo, e como refere Brad Panovich, meteorologista responsável da NBC, o próprio veículo é uma caixa de metal que irradia para estes sensores, onde quer que estejam o calor, se estivermos num daqueles dias de canícula. Por isso, as leituras podem ser influenciadas sempre.

    • PBatista says:

      Pelo menos os Citroen e Peugeot têm o sensor no espelho direito , são os únicos que conheci assim

      E são muito fiáveis, a temperatura não oscila parado/em andamento.

  8. Bejense says:

    A temperatura oficial do IPMA e medida a sombra sobre a relva e a uma certa distancia solo (1metro?) dai os valores dispares entre as temperaturas dos carros e dos institutos metereologia deverem-se ao modo como é medida e nao a qualidade sensor temperatura… basta ver a diferenca da temp carro quando deixam a sombra ou ao sol ou sobre terra ou asfalto

  9. Diogo says:

    Falta acrescentar um ponto importante. Na maior parte dos carros o sensor frontal está próximo aos radiadores, o que também ajuda a que os valores lidos sejam mais altos que os reais.

    • Vítor M. says:

      Mas na explicação no vídeo ele explica que o ar quando entra e é “monitorizado” ainda não sofreu essa influencia. Contudo, tudo o que está em volta sem dúvida que poderá irradiar calor e fazer com que as temperaturas não sejam as mais corretas, sejam aproximadas.

  10. Belmiro says:

    A esmagadora maioria dos carros europeus e nipônicos tem o sensor de temperatura nos espelhos (há já mais de 1 década …) e muitos 2 sensores (espelho + entrada de ar do ar condicionado/ ventilação à frente do vidro) usando uma fórmula especifica da marca que não é a simples média.

    Isto do sensor perto da grelha já não se usa há anos, a grelha está perto do radiador (permutador de calor) e isso influencia muitíssimo o valor. Sinceramente está teoria deve ser válida apenas para modelos antigos americanos.

  11. Frederico says:

    Se a ideia é ler o valor correcto, comprem um termómetro e não um carro!

    O valor do termómetro é tão fiável quanto o valor de velocidade, temperatura da água do radiador, distância dos sensores de parque, etc, etc…

  12. Rui says:

    Um texto interessante para tem carro com especificações dos EUA que são um monte de bosta descartável nos veículos europeus já estamos no sec XXI há muitos anos.

  13. Regis says:

    Mercúrio nos termómetros? Isso não é proibido há já uns anitos?

  14. KNIGHT says:

    Caramba nada é verdade, quase tudo que acreditamos que é verdadeiro não passa de contos de fada.

  15. Joshwa says:

    como dizia o meu professor de termodinâmica: “estás preocupado com uma característica de variação lenta? não consegues distinguir 25ºC de 28ºC. sabes só que está quente e mais frio que a tua mão. não compliques!”
    o único termómetro que faz falta num automóvel é o da admissão para o cálculo da massa de ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.