Quantcast
PplWare Mobile

Paris vai ter limite de velocidade de 30km/h na maioria das ruas

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. ToFerreira says:

    Boa medida. Não faz sentido nenhum 50km/h tanto em estradas com 2 ou 3 vias, como a circunvalação, como em ruas residenciais.

  2. Vasco says:

    Eu sou a favor da redução de velocidade em ruas estreitas, imediações de jardins, zonas residenciais e comerciais e em todas aquelas em que pelas suas características seja necessário aumentar fortemente o grau de protecção de peões – que somos nós todos, ao fim e ao cabo. Mas, perante esta notícia, penso que o que a cidade de Paris pretende é desincentivar fortemente a utilização do carro próprio, e esta é mais uma medida nesse sentido. E, sejamos razoáveis, estamos numa época de transição acelerada para a implementação de novos paradigmas de trabalhar, comprar, vender e ocupar os tempos de lazer nas zonas urbanas, e temos de caminhar para algo que volte a humanizar o espaço urbano, bastas vezes convertido em selva por filas de carros intermináveis. Eu penso que o futuro está nos sistemas de transporte público inteligentes e no transporte individual partilhado e acho que estas medidas tomadas em Paris só fazem sentido à luz das primeiras. O futuro o dirá.

  3. JOliveira says:

    Acho que devia ser 10 km/h…30 km/h é um exagero.
    E os transportes pubblicis 5 km/h.
    E para respeitar as regras colocacao de limitadores de velocidade!!

  4. Trumpetas says:

    Quando o limite de velocidade é baixo 30-50 normalmente tem menos transito e circula-se melhor. Apesar de ser mais lento, é mais flui melhor com menos paragens.

  5. EuÉqueSei says:

    Eu acho que 10km/h é um exagero o ideal seria mesmo tirar os carros todos e andarmos todos a pé.

  6. lapizazul says:

    Tá na hora de comprar uma carroça e já não se corre o perigo de ser multado, visto que veiculos movidos a animais não têm obrigação de ter odometro…
    Ideias de m***a de gente ainda mais m****sa.

  7. A.F. says:

    Quer dizer que não se pode correr em Paris, porque o jamaicano Usain Bolt chegou a uma velocidade média de 45 km/h, coitado do homem que era logo multado.
    Os Deuses estão mesmo Loucos.

    “Homem é capaz de correr a mais de 60 km/h, diz estudo”
    https://www.bbc.com/portuguese/ciencia/2010/01/100126_homemcorridaml

  8. sf says:

    que consumo tem um carro a circular a 30 km h ? tem de andar sempre em 3 velocidade . E a poluicao .?

    • SANDOKAN 1513 says:

      Exactamente,tem de andar sempre em terceira. 🙂

    • Estradiol says:

      1) grande novidade, muitas cidades europeias da Holanda, Alemanha, etc têm limites de 30 kmh (se bem que sensatos porque só onde é mesmo necessário).

      2) a 30 kmh vais em plano em 3a a 1000 – 1200 rpm que num carro atual tem mais que força sem fazer grande esforço, logo a poluição é baixa. Como não precisas fazer grandes acelerações (de uma fila ou semáforo) até 30 kmh então ainda menos poluição

      3) a ideia é forçar ir de transportes públicos e mota/ patim eléctrico.

      No total, generalizar os 30 kmh é uma excelente ideia SE fosse adaptada só a zonas em que é preciso. De resto cria congestionamento se for numa via com várias faixas de rodagem, desenhadas para o trânsito fluir…

    • Zé Fonseca A. says:

      3a? Com o diesel não saio de segunda com o carrinho de fim de semana a gasolina não saio da primeira, a primeira vai até aos 70km…

    • Toni da Adega says:

      Quem está preocupado com a poluição evita a utilização de carros

    • JOliveira says:

      A essa velocidade nao gasta !! O governo ainda vai pagar …..

    • anon says:

      Isto. Baixar velocidade, lombas, semáforos, é tudo para aumentar ainda mais a poluição.

  9. SANDOKAN 1513 says:

    E ainda falam de Portugal,kkkk… 🙂

  10. Pedro V says:

    É tão útil quanto a redução de velocidade máxima nas aes holandesas para 100 kmh, em que as emissões de gases poluentes de uma só produção pecuária do país emite o que se poupa num ano inteiro de tráfego.
    Quem decide pensa que só circula nas cidades quem nelas vive. Era bom era, mas há quem precise de entrar e quem precise de sair delas. 30 kmh em zonas residenciais é excelente, na restante cidade estrangula o trânsito. São normais medidas destas quando quem decide não sabe o que custa a vida porque vive numa bolha bem alheada da realidade. Vivem no seu mundo imaginário.

    • Estradiol says:

      1) “gases poluentes de uma só produção pecuária do país emite”: a produção pecuária é necessária, ou a 120 ou 100 kmh é uma opção;

      2) existe uma redução de cerca 15 a 20% de consumos / emissões entre 100-120 kmh, por isso é muito.

      3) concordo que não é aí que se deve cortar, é regredir. Deviam aumentar e muito os apoios a carros eléctricos e pôr impostos altíssimos a carros muito poluentes. Deixar andar autocarros, carrinhas, etc ainda abaixo de Euro 5 devia ser altamente penalizado.

      • Pedro V says:

        Talvez não me tenha explicado bem. O que a Holanda ganhou a nível de emissões de gases poluentes, ao reduzir a velocidade nas aes dos 130/120 kmh para os 100 kmh entre as 6h e as 19h, representa a emissão de gases poluentes de uma só exploração pecuária do país. Vi esta notícia pouco depois da aplicação da redução, no nltimes, salvo erro.

      • Grunho says:

        A melhor maneira de apoiar os carros eléctricos é igualar já o ISP do gasóleo e da gasolina (o resultado é gasóleo uns cêntimos mais caros que gasolina no mesmo posto).

  11. BC says:

    Vou só buscar pipocas para ler os comentários dos especialistas em circulação rodoviária em cidades e periferias, que juram a pés juntos que andar a 100kmh em 2 faixas, é que devia ser e é bem mais seguro.

  12. Sergio says:

    E Portugal já segue um pouco esse exemplo, em Aveiro são cada vez mais as zonas de 30 km/h.. se calhar a diferença está na falta de fiscalização. Não adianta criar regras que depois não trazem consequência em volume

  13. TugAzeiteiro says:

    Ainda bem que a minha trotinete não tem matrícula….. se não ainda era multado por excesso de velocidade!!

  14. fm says:

    não esquecer de multar as bicicletas e afins que circulem a mais de 30

    • Miguel A. says:

      Pela lei, as trotinetes elétricas não passam dos 30km/h, e as bicicletas elétricas deixam de ser assistidas electricamente quando chega a essa velocidade. O propósito desta medida é não haver discrepância entre a velocidade da micro mobilidade e o trânsito normal, para diminuir os acidentes. É uma questão de tempo até Paris restringir circulação a motores de combustão.

    • A.F. says:

      Já que estamos nessa onda, multemos também o Usain Bolt se estiver a correr nesses locais de 30 km/h.
      E para que não venham com historias disto e daquilo, quando ando na minha mota eléctrica pela manha e vou a 32/38km/h, ultrapassa-me muito artista desportista.

      Não sou contra este limite, mas vamos ter tino onde aplicar.

  15. Ana says:

    Há que dar utilidade aos 3 milhões de euros que a Camorra do PS vai gastar em bicicletas

  16. Pedro L says:

    Deviam fazer o mesmo com os aviões a jacto . Se voassem mais lentamente havia menos acidentes e quando houvesse havia menos vitimas . Há que também pensar nas micro-mobilidades areas onde os planadores e balonistas contribuem para uma sociedade melhor com muito menos impacto na ecologia das aves migratórias.

  17. Manuel Ferreira says:

    vou-me rir, o transito com veículos automóveis vai ser impossível e muita mais poluição, vão dar em doidos Aaaaaaaaaaaaaaaaaa

    • Carlos Natario says:

      A ideia e mesmo essa, quanto mais difícil e chato for utilizar o carro mais pessoas vão começar a usar as alternativas. A mim pessoalmente já me convenceram, no sitio onde moro existem barreiras físicas para limitar a velocidade e radares de velocidade em cada esquina, o resultado é apenas usar o carro para deslocações para as quais não existe alternativa.

  18. wtvlol says:

    Se proibissem o uso do smartphone nesses locais o limite poderia ser de 100Km/h e não haveria acidentes.
    E assim as pessoas socializavam um pouco ao invés de estarem todos a olhar para um ecrã a contar os likes.

  19. PorcoDoPunjab says:

    Como em Paris há atentados dia sim dia sim, com esta medida pretende-se que os terroristas não fujam muito depressa.
    Indo no máximo a 30 serão mais facilmente apanhados…

  20. XneloX says:

    A minha trotinete bate 40km/h , acho boa medida para não ser ultrapassado por esses monstros

    • Miguel A. says:

      Então é ilegal. Pelo nosso codigo, nao pode ultrapassar os 25km/h e não ter mais de 250w de potência. Pode ser apreendida segundo a nossa legislação.

  21. Grunho says:

    Em ambiente urbano o tempo das deslocações não depende das velocidades que atinges. Depende do tempo que perdes parado. Portanto, se aceleras até 100 e travas a fundo para o vermelho, chegas ao mesmo tempo que o tipo ao teu lado que veio calmamente a 30 e chegou no momento em que abriu o verde. Ou mesmo depois. Os 30/hora na cidade fazem todo o sentido.

    • JOliveira says:

      Mas nao é para circular a 100, mas sim a 50 max. O absurdo é reduzir para 30 quando 50 ja é moderado e seguro. Ate parece que com 30 nao vai haver semaforos e o transito vai fluir sem constrangimentos …. enfim

      • Miguel A. says:

        Depende sempre das zonas. Se for uma segunda circular obviamente que não, mas se for zonas de esplanadas e muito movimento pedestre, muitas vezes andamos a essa velocidade e nem damos por ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.