Quantcast
PplWare Mobile

Novos carros a gasóleo emitem partículas mil vezes acima do esperado

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Jonas says:

    32-115% é igual a 1000 vezes ??

  2. Tiago says:

    Quero ver agora os defensores dos carros novos, para quem dizia que os carros velhos deviam pagar mais I.U.C
    por poluir mais. lol

  3. João says:

    Em países evoluídos a gasolina, menos poluente, é mais barata que o gasóleo, assim como existe um incentivo para se optar por carros a gasolina e não a gasóleo.

    Nesta república das bananas funciona tudo ao contrário …

  4. Renato says:

    Este estudo *não é nada* tendencioso:
    – Analisa apenas dois modelos num mercado de centenas;
    – Faz manipulação dos números para exagerar;
    – Estudo feito por entidade não-independente;
    – Incluem referências alarmistas a problemas de saúde para causar mais impacto.
    Daqui rapidamente se pode verificar que os resultados não são válidos. Ainda assim, julgo pertinente a crítica da UE não incluir na sua avaliação toda a poluição gerada.

    • Miguel N. says:

      Em que medida é que a T&E nao é uma entidade independente? Depende exatamente de quem?

      • Miguel N. says:

        Ou a Ricardo, já agora, que foi quem fez os testes. Mas esses ate nao sao independentes realmente, dado serem dos maiores fornecedores da industria automovel. Claramente nao devem fornecer muito para a Nissan ou Ope.

    • Justino, o Justo says:

      Mais: o artigo aqui publicado não reflete todas as conclusões obtidas pelo estudo. E assim se descredibiliza um assunto que até podia ser sério. MAs os defensores do combustíveis alternativos nem para eles são.

    • Frederico Almeida says:

      E voce sabe por factos que as suas criticas sao correctas.
      Entao apresente lá o que sustenta o seu comentario…..

    • JL says:

      Mas qual é a novidade ? há anos que se fala nisto, os interesses é que são maiores.

    • António Ramalho Coelho says:

      É evidente que isto são notícias falsas, pagas por grandes interesses económicos. Só parvos e incultos acreditam nisto. Vão buscar dois carros, dos quais mesmo assim tenho dúvidas, num universo de mais de cinquenta marcas. Ainda há dias a Mazda garantiu que o s seus carros diesel mais recentes são mais limpos que os eléctricos. Todos sabemos que esta é que é a realidade.

      • Vítor M. says:

        Bom dia António. Se lesse e percebesse, veria que a MAZDA não deixa de ter razão, mas essa marca e outras sabem que esta notícia tem muita verdade. Leia mais sobre a necessidade de mudar o filtro de partículas, e da sua vitalidade. Não fale sem saber, leia um pouco para perceber que as próprias marcas sugerem vivamente que este filtro seja mudado com muita frequência. mas as pessoas sabem os custos associados e as coisas “vão andando”. Nesse tempo, o carro que pode ser menos poluidor, passa a ser o mais poluidor. Isto em grosso modo para ver se percebe o que está por trás em vez de aludir ao enterrar de cabeça na areia. Cumprimentos.

      • TRaveller says:

        acho que foram buscar os 2 mais vendidos da Europa, mas só os incultos acreditam que o carro não faz poluição e os interesses económicos do petróleo acho que são dos mais fortes que há ou não? um estudo são noticias falsas um publicação de uma marca sobre um carro próprio é noticia verdadeira e a realidade realmente há pessoas que só lhes falta as palas.

      • Miguel says:

        a marca que não sabe fazer carros elétricos disse o quê???

        ahahahahah ahahahahah ahahahahah

      • carlos says:

        Só mesmo um idiota é que pode acreditar que um carro a combustão é menos poluente do que um carro electrico… Santa ignorância…

      • Sujeito says:

        Todos sabemos? Olhe, eu nem sei. E lhe garanto que você também não, a não ser que tenha você feito todos os testes por si mesmo e analisado os dados em bruto.

        A única conclusão sã que pode retirar daqui é que o estão a enganar. De todos os lados.

        Já dizia o outro, “Ser ignorante não é ser estúpido. Estúpido é querer permanecer ignorante.”

    • Sujeito says:

      Tendencioso ou não, esse estudo é feito exatamente por não ter ser feito, o que de si mostra o quão mais tendenciosa e aldabronas são as entidades envolvidas em todos estes testes. Como aliás já devia ser óbvio por outros escândalos recentes e contínuos.

  5. Dalex says:

    A Alemanha que se preocupe com o dieselgate e nao com carros electricos.

  6. Jorge Carvalho says:

    Regeneração de 15 em 15km ? Ficavam sem filtro em 2 meses.

    Abc

  7. dgfgfdg says:

    Todos os dias há “noticias” sobre a poluição dos carros, obviamente são noticias plantadas para tornar a utilização dos automóveis e das estradas mais exclusivas, só ao alcance de alguns, isto nada tem a ver com o planeta, com a saúde ou com o bem estar, isto é simplesmente fazer uso da ignorância de muitos que se pensam esclarecidos. Nenhuma sociedade se pensa desta forma, nenhum ecologista sério defende ou pode defender o transporte individual, seja a gasoleo, gasolina, electrico, a hidrogénio ou a qualquer meio de propulsão.

    • Frederico Almeida says:

      É inacreditavel que em pleno sec XXI na era da informacao voce escreva este comentario.
      Nunca vi um tao grande exemplo de ignorancia e falta de informacao.
      Como nao vou perder tempo a argumentar com tamanho ignorante, apenas propono:
      va para uma garagem e deixe o carro a trabalhar, fique la dentro e ja agora, com os vidros abertos.
      Pode la dormir a noite, depois vamos ver se vem aqui comentar alguma coisa.

    • JL says:

      Faça o teste, respire o mais próximo do escape durante uns dias, e depois conte-nos o que aconteceu.

  8. RuiSantos says:

    Um tipo compra um carro a diesel pra gastar pouco para usar em cidade MAS depois vai fazer KM que não precisa para limpar o filtro de partículas mas é tudo para poluir pouco .
    Técnicas mal paridas e feitas a pressa para satisfazer máfias da UE que não percebem nada das leis que fazem.
    Carro novo em 2020 são de fugir, alias os carros actualmente são feitos para o 1º dono de seguida passam a ser carros bomba, bombas na carteira.

  9. Ricardo says:

    Porque motivo um site de informática e TI vem pra aqui falar de carros a gasóleo? Está alinhado com alguma campanha de lavagem cerebral?

  10. Vivas says:

    ‘e disse o Profeta Zoachem: tão criminoso é quem mente como quem veicula a mentira’

  11. Louro says:

    Vem já aí o gang dos diesel dizer que os diesel são menos poluentes que os elétricos.

    Só me vou acreditar nisso, quando vir donos de carros movidos a diesel com o escape ligado para dentro da cabine.

    • JL says:

      Pois, os diesel, e principalmente os diesel são limpinhos, poluem menos.

      Quando sai uma noticia a dizer o contrário é porque o cartel dos eléctricos que é 2 ou 3 % dos a combustão a trabalhar. loooool

      • Louro says:

        A esmagadora maioria dos casos dos estudos que referem eletricos como sendo mais poluentes só se focam na producao de baterias vs emissoes durante o tempo que o motor está a trabalhar, mas convenientemente esquecem que o combustivel nao nasce debaixo dos postos de abastecimento e também se esquecem dos fluidos que os carros a combustao necessitam para continuarem a trabalhar.

    • Marco says:

      Também podes ligar a chaminé da termoeléctrica da tua zona ao habitáculo do teu eléctrico!

      • JL says:

        Para ser justo sim, mas então faltam os fumeiros das plataformas petrolíferas, os navios que o transportam, as chaminés das refinarias juntamente com as chaminés da central mais próxima (sim a refinação também gasta muita energia electrica), os escapes dos camiões que transportam o combustível, e por fim o tal escape que se fala aqui.

      • Louro says:

        Tenho paineis solares em casa, pelo que grande parte da energia que gasto para carregar os meus carros (quando em casa) vem do sol.

        😉

        Mas ficaste ofendido Marco? voces é que dizem que os carros a diesel sao menos poluentes e bla bla bla…
        Mas se vais pelas centrais termo eletricas, entao temos de acrescentar algo mais nos diesel.

        Ligas a cabine o seguinte,
        – Escape do carro,
        – Escape dos camioes que transportam o combustivel para o posto de abastecimento,
        – Escapamento dos navios que transportam crude para depois ser refinado,
        – Centrais termoeletricas e nao só que geram a energia necessária para poder refinar o crude e de lá sair esse Juicy Diesel/Petrol.
        – Tudo o que seja escapamento de máquinas necessárias para a extraccao do petroleo.

        Nao sei se durarias muito tempo.

        • Marco says:

          Meus caros, isto vai para os três, não fiquei ofendido, mas acho chato estarem a pegar com alguém só porque têm carro a diesel!
          Eu tenho diesel e adoro carros eléctricos, provavelmente vou trocá-lo por um eléctrico quando me for possível, mas sabes que mais? Os eléctricos são a solução que nos empurraram, não é a melhor. Já vi estudos de combustíveis sintéticos que ninguém precisava de trocar de carro, nem criar postos de carregamento/abastecimento e também deixava de haver poluição.
          O problema? Não gera receita, nem para empresas, nem para bancos, nem para o estado, não alimenta o consumismo…

          Voltando ao assunto, não se deve criticar alguém porque tem um carro assim ou assado porque ninguém sabe da vida do outro, só convivem com alguém que tenha roupa de marca ou que janta em restaurantes caros? São desses? É porque é semelhante, ter um eléctrico ainda é considerado luxo! Não é que as outras pessoas não se importem com o ambiente, é uma questão de possibilidade, vamos deixar de comer para pagar um crédito para ter um eléctrico???

          Em relação a essas “análises” detalhadas de onde se provoca poluição, simplesmente ignorei, como referi, defendo a solução (pouco desenvolvida) de combustíveis sintéticos, não havia necessidade de criar novas infraestruturas nem ninguém andar a trocar de carro.

          • JL says:

            Combustiveis sintéticos reduzem as partículas como? Continua a haver a haver combustão, continua a haver a queima de alguma coisa para gerar calor e ter uma eficiência de brandar os céus.

            Dentro de pouco tempo será possível converter veículos já com alguns anos para eléctricos, tal como se faz com comboios. Eu tenho uma carrinha peugeot partner de 98, que é Eléctrica de origem, e levou no ano passado uma bateria de última tecnologia que a fez perder 200 kg e ficar com 5 vezes de autonomia, aproveitando a bateria de um carro acidentado.

          • Marco says:

            @JL não tenho aqui o link, mas ainda vou procurar…grande parte da poluição existe por causa de “impurezas” no petróleo que passam no processo de refinação. Se optimizarem esse processo e conseguirem retirar os elementos nocivos, conseguimos pelo menos reduzir para dimensões irrisórias de poluição.
            Filtros de partículas nunca foi solução, nem catalisadores que só atenuam os níveis, não houve evolução como seria de esperar de uma indústria que movimenta tanto dinheiro…
            Se isto se torna-se realidade, até as termoeléctricas passavam a ser mais limpas, podias escolher o carro que querias, eléctrico ou combustão, sem pressão de ninguém…sem gerar poluição! E quando tivesses possibilidade, até lá podias ter de mudar um filtro de combustível ou algo assim.

          • JL says:

            E esta disposto a pagar por tudo isso? Acha que alguém quer pagar 2, 3 ou 4 euros por litro desse combustível ? Será mesmo viável? Quanto mais se gastará de energia para o produzir? Porque na verdade devia chamar se destilação e não refinação.

      • TRaveller says:

        O meu é carregado 100% por energias renováveis, mas podes ir respirar na chaminé da refinaria de combustíveis fosseis, assim como na chaminé dos petroleiros que fazem o transporte do crude, assim como nos camiões que fazem o transporte do gasóleo. Mas pronto também há os fumadores que sabem o que estão a fazer mas não param a vantagem é que agora já posso estar num café com o ar mais limpo que há alguns anos e que diferença faz para os cafés que permitem fumadores.

        • Marco says:

          Desculpa, mas é pouco provável, a não ser que estejas directamente ligado a painéis solares ou parecido.
          Grande parte da rede eléctrica não consegue injectar demasiadas renováveis por causa das variações que estas causam na rede, têm de ter sempre a termoeléctrica a compensar os picos. Senão têm de pagar fortunas em indemnizações. Se és micro produtor e injectas na rede, estás a consumir como todos nós do que está disponível.
          Essa de petroleiros e etc, o teu carro antes de te chegar às mãos ainda passou por um longo processo, incluindo vários transportes de matéria prima e do próprio veículo. Mas se queres continuar a apontar o dedo aos outros, por mim…estás à vontade.

          • JL says:

            Não, as termoeléctricas não servem para alimentar picos, porque são lentas a fazê-lo, essa parte é feita pelas barragens. As termoeléctricas são mantidas a trabalhar no seu pleno máximo eficiente, as renováveis geram o que conseguem, e as barragens abastecem os picos, daí a importância de haver carros electricos a carregar de noite para gastar o máximo de picos. Existe até descontos nos packs de electricidade para quem tiver eléctricos e os carregar de noite, que oferecem descontos de 20% nessa energia.

          • Marco says:

            @JL, não temos barragens onde vivo, dependemos das termoeléctricas (a diesel e gás natural), em compensação incineramos os resíduos e produzimos electricidade a partir disso, e imensos painéis solares, mas infelizmente não ultrapassamos os 50% em renováveis para criar estabilidade . De noite temos as eólicas, e sim convém usar de noite por causa do excedente.

  12. quim do aço says:

    o meu leon polui menos pq não tem filtro de particulas. tá visto!!

  13. josé Faria says:

    ora vamos lá ver: um qasqai e u astra. motores que são pouco usados. 1.5 dCi (pouco usado) e 1.3 jtd ou 1.7jtd (coisa muito rara). bom jornalismo era perguntar o que se passa com os renault/nissan/dacia/mercedes e com opel/fiat/alfa. estranhamente os tdi e os hdi são bonzinhos? don´t think so.

    • Louro says:

      Pouco usados? Em Portugal pelo menos nao é… tem tudo a mania que motor pequeno = consumo inferior entao ficam todos contentes com os seus 1.5DCI e afins.

      Basta dar uma vista de olhos no standvirtual e ver lá quantos é que nao tem esses motores, ou equivalentes.

    • Miguel N. says:

      1.5 dCi pouco usado? LOL É so o motor diesel de veiculos ligeiros de maior sucesso da historia da industria europeia. Ate Mercedes ha com esse motor.

  14. TT says:

    Vale zero esse estudo! Foi feito onde e em que condições? É mais uma noticia para atacar o diesel porque em 2019 as vendas aumentaram! Vamos trocar o diesel por qual? Pelo mais poluidor a gasolina que agora também têm fap? Ou pelos eléctricos que custam mais 40 ou 50%? Só vai nesta lenga lenga quem quer! Acordem de uma vez, eles estão-se a borrifar para o ambiente e para o zé povinho!

    • JL says:

      Não, os a gasolina não são mais poluidores, nunca foram, o pessoal é que gosta de dramatizar, e também não, em todos os mercados os diesel perderam cota de mercado.

    • Louro says:

      Gasolina nao polui mais que Diesel e o Diesel tem vindo a perder quota de mercado, mesmo em Portugal onde muitas pessoas parecem querer tomar banho nisso.

  15. carlos says:

    Pois é: Há muita mentira encoberta pelos fabricantes de automóveis, afirmando que os carros são cada vez menos poluentes, são é cada vez mais poluentes. Continua a haver muita manipulação nos valores das emissões nos testes. O dieselgate continuará por muito tempo, só acabará quando acabarem os carros a gasóleo e a gasolina. E, ainda há pessoas muito ingénuas, que se deixam levar pelos lobies dos construtores automóveis e das petroliferas, que inventam cada história para desincentivar as pessoas de comprarem carros electricos… Como se pudesse haver dúvidas que o futuro são os carros eléctricos (a bateria ou a hidrogénio), porque são muito menos poluentes, e serão cada vez mais, ainda menos poluentes, à medida que se forem adotando energias renováveis na produção de electricidade…

  16. Fiu says:

    Mais um estudo encomendado pela agenda do costume. Lixo!

  17. António Ramalho Coelho says:

    Há aqui histórias muito mal contadas. Eu tenho um diesel novo Japonês, Mazda cx 5, que só faz a limpeza do filtro de partículas em viagens onde percorra pelo menos meia hora numa velocidade no mínimo acima dos 80 km/h. O mesmo será dizer que faz esta limpeza sempre fora das localidades. É isto é que é correcto. Dentro das localidades é dos Diesel mais limpos. Quer um conselho : compre Mazda novo.

    • JL says:

      Então e se andar uma semana inteira dentro da cidade que é o normal, e muitos o ano inteiro?
      Se acha que ele é limpo, faça o seguinte, meta alguém a conduzi-lo e vá você de mota e com capacete aberto atrás dele e façam umas subidas e depois conte nos como ele é limpo.

    • Louro says:

      O comentário é um pouco…parvo…

      Faz a regeneracao da FAP fora das localidades, entao para sí já está tudo bem… é o mesmo que dizer que a sua casa está limpinha e que deposita tudo o que for lixo e materia fecal a uns 10 metros da casa no jardim.

      O que importa é que a casa está limpinha…

      • António Ramalho Coelho says:

        Resumindo, o que me interessa é que eu tenho um carro económico, FANTÁSTICO, com tecnologia moderna e avançada, dá-me um enorme prazer conduzir este carro, estou servido para 10 ou 12 anos e estou-me borrifando para quem tem eléctricos ou híbridos a gasolina gastando 8 e 10 L/100. Não souberam comprar, agora aguentem.

        • António Ramalho Coelho says:

          Faltou-me dizer, mas vocês depreenderam, que é um diesel, 2.2 – 150cv, Japonês. Mazda CX 5.

        • JL says:

          Sim, até ao dia que o proibiram de entrar em cidades, que lhe pedirem 2 ou 3 euros por litro e 1000 euros de imposto para poder andar com ele na estrada, depois vai continuar todo orgulhoso como está agora. Loooool

          • HSD says:

            Japonês e diesel na mesma frase, mmm não. Sim até usam, mas aconselhava-o a visitar o Japão. É que lá é quase tudo gasolina, Híbrido ou elétrico. Se vi uma dúzia de carros diesel foi sorte. Kei car eram a gasolina e muitos autocarros hibridos como Londres. Carrinhas fuso eléctricos também. Toyota então domina com hibridos.
            Possuo Híbrido Toyota e tenho sem sombra de dúvida médias que só um diesel podia sonhar. E sem FAPs,correias ou embraiagens para trocar.

          • António Ramalho Coelho says:

            JL, eu na melhor das hipóteses, conduzo mais uma dúzia de anos. As profecias que o senhor faz do preço do gasóleo e dos impostos, eu não acredito nelas, mas mesmo que venham a acontecer, será daqui 30 anos no mínimo, ou seja 2050, já cá não estou amigo. O senhor já viu que praticamente todas as marcas continuam a fabricar carros a gasóleo. Isto não lhe diz nada? Ou não tem capacidade de fazer análise.!?

          • JL says:

            Profecias? Em quantas cidades europeias os diesel com mais de x anos já não podem entrar?
            Já se informou como vão ser as inspecções a partir de 2022? É medida as emissões no local e o imposto é conforme as emissões. Simples.

            Muitos condutores sabem que não podem circular a mais de x velocidade nas estradas, no entanto assumem o risco e passam essas velocidades, o mesmo se passa com os fabricantes, os clientes compram, eles fabricam, depois as multas alguém as paga, normalmente o cliente.

  18. Tryball says:

    Ultimamente os diesel são os culpados de toda a poluição do muno.
    A uns anos diesel é que era fiche mais barato mais amigo, simplesmente pelo facto que havia incentivos a compra dos mesmos… assim como esta a acontecer com os novos “carros” de combustível não fóssil… Isto é mais uma história para alguém encher os bolsos em nome de um novo planeta etc..
    Deviam era se preocupar com outras coisas de facto preocupantes como fome, desemprego, guerras que não acabam e outras que estão prestes a rebentar em vez de estarem sempre a crer meter a mão no bolso do Zé povo.

  19. Fulano says:

    Mais um “estudo” da treta… Parece outros “estudos” que glorificam certa marca de productos com uma fruta dentada como logotipo que por aqui se vão vendo

  20. Fulano says:

    A unica coisa que sei é que o preço do petróleo nunca esteve tão baixo, e os preços dos combustiveis tão altos… Agora tirem as vossas ilações.

  21. Don says:

    Continuam a bater na mesma tecla dos carros a gasóleo, esquecem sempre camiões, camionetas, aviões, navios e etc…
    Quando está provado que um cruzeiro polui o mesmo que 1 milhão de carros.
    Todos temos que fazer a nossa parte é certo, mas deixem de tretas de atacar apenas os condutores de carros!

  22. Pedro Coelho Silva says:

    A única maneira séria de solucionar o problema da poluição atmosférica nas cidades é obrigar que todos os carros sejam elétricos.

    Até lá vamos andar nesta dança de estratégias por parte das constructoras que procuram buracos na lei ou nos testes para conseguir atingir supostos limites teoricos que na prática nunca se cumprem.

    • ola says:

      Isso é o que querem fazer nalguns países. Mas se proibirem os carros a combustão, o que se lhes vai fazer? Vender para onde não é proibido para se poluir mais onde não há essa proibição?

      • Pedro Coelho Silva says:

        Tem de ser uma transiçao com tempo, para dar tempo a adaptar. Os carros a combustao faz-se o mesmo que se fez aos carros a combustao produzidos a 40 anos, sucata/reciclar.
        A uniao europeia devia dar datas claras e definitivas, por exemplo 2040 fim de venda de carros novos combustao, 2050 fim circulaçao. Em 2025 10% vendas eletricos, 2030 50%, 2035 90%. Assim as empresas e consumidores sabem com que podem contar.

  23. Zé das Verdades says:

    Exelente comentário:

    Continuam a bater na mesma tecla dos carros a gasóleo, esquecem sempre camiões, camionetas, aviões, navios e etc…
    Quando está provado que um cruzeiro polui o mesmo que 1 milhão de carros.
    Todos temos que fazer a nossa parte é certo, mas deixem de tretas de atacar apenas os condutores de carros!

    E OS AVIÕES? E OS CAMIÕES E OS BARCOS. OS AVIÕES SÃO OS MAIORES POLUIDORES!

    • Louro says:

      No total, existem mais carros domésticos que camiões, barcos e aviões.
      Possível que até mesmo todos combinados não dê um número sequer semelhar ao número de carros domésticos.

      Mas é sempre melhor tentar distrair as pessoas a apontar para o lado.

    • Miguel says:

      ó Zé do fakebook

      não está provado
      nem vai estar
      que um cruzeiro polui mais que 1 milhão de carros

      para começar
      porque o que leste no fakebook diz que é o total dos cruzeiros
      de seguida
      porque o fakebook se ‘esqueceu’ de te dizer que é apenas *e só* na molécula SO2
      (que por acaso não é muito significativa dentro do catálogo de emissões do carro, principalmente quando está parado —90% do tempo…)

  24. Frederico Almeida says:

    Sinceramente….
    Quando implementam um processo de remover comentarios que apenas demonstram a total ignorancia de quem os escreve. Comentarios servem para trocar ideias validas e construtivas.
    Neste artigo temos uma avalanche de ignorancia, falta de escolaridade e nocao basica do mundo em que vivem.

  25. António Ramalho Coelho says:

    JL, venda o silencioso, compre um carro e verá que começa a ficar mais bem disposto.
    Tenho pena de vocês. Mas o que é que lhes deu para comprarem essas coisas silenciosas…!!!?

    • Miguel says:

      precisas de brinquedos barulhentos?

      isso é infância mal resolvida?

      • António Ramalho Coelho says:

        Miguel, isso não é resposta, não é argumento, não é nada. Conduzir um carro que não se ouve deve ser horrível, deve dar cá uma soneira. Mas falando a sério, que tesão é que dá conduzir uma coisa dessas!? Puxar as mudanças e ouvir o cantar do motor…, não me lixem, isso é que é prazer de conduzir, o resto é tretas.

        • JL says:

          Aqui está o verdadeiro velho do Restelo, se não experimentou está a falar para quê? Só para mostrar que é ignorante.

          Quando se largou os cavalos para mudar para carros diziam o mesmo. Loool

          Deve ter uma piada do caraças ter um veículo a fazer barulho e meter mudanças enquanto se é passado por uma coisa que não faz barulho.

    • JL says:

      Não, esqueça que não lho vendo.

      • António Ramalho Coelho says:

        JL, não me o vendes! Eu não o quería nem dado. Mas juro-te, eu tinha vergonha de andar com um silencioso.
        Há neste momento grandes marcas, Mercedes. BMW, etc., a fabricar brutas bombas, novos modelos inclusive, a Diesel…, isto não te abre os olhos.!? Então paciência, és um caso perdido.

        • JL says:

          Ainda não percebi o seu ódio pelo veículos eléctricos, já lhe fizeram algum mal?

          Você só tem a ganhar com isso, quantos mais houver, melhor para si, mais oferta de carros a diesel e combustivel, logo preços mais baixos.

          Provavelmente ainda não viu que as marcas que referiu já anunciaram que vão deixar os veiculos a diesel. Lol

  26. Rafael says:

    Pplware, e para quando mais artigos sobre a poluição exagerada dos Aviões e Barcos?
    Por algum motivo tanto os Carros como a Gasóleo como a Gasolina, têm imensos componentes Anti-Poluição.

    Isto cheira-me a post patrocinado, estão constantemente sempre a bater na mesma tecla. E os Elétricos também?
    Seu fabrico, e carregamentos, é tudo muito bonito e limpo, mas não é preciso ser um génio para saber que são provindos de uma central nuclear!

    É só interesses económicos, e os tais 10% de biocombustível, o governo exigiu a retirada dos combustíveis nas Bombas de Combustível, para colocarem os 10% de biocombustível para terem aumentado o preço subitamente??? Vocês que acreditem, é tudo para o bem do ambiente? Parece que é tudo para o bem dos bolsos cheios!

    Agora caríssimos senhores, aqui todos nós ficamos a aguardar mais artigos interessantes sobre os intocáveis 🙂

  27. knx says:

    Talvez um dia, se a união europeia e afiliados estiverem mesmo mesmo decididos a fazer com que passemos para eléctricos ou menos emissões, estou perfeitamente disponível para receber um veiculo electrico que tenha autonomia no minimo de 400kms media e que dure 11 anos, faço troca por troca.
    Até la não venham com brainwashs de quem polui mais ou menos, no final vai tudo dar ao mesmo. o que muda é o local do impacto ambiental. se não for na cidade, de certeza que há de ser no local onde produzem a energia para recarregar as baterias ou nas fabricas… ou similares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.