Quantcast
PplWare Mobile

Nissan Leaf: Bateria e mão de obra voltam a custar 23 mil euros?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Carlitos says:

    Atenção, teve de oferta uma lavagem c/aspiração 😉

  2. Carlos says:

    Qual é o carro electrifico mais barato que um idêntico a gasolina ou gasóleo, sem apoios do estado.
    É que um dia os apoios acabam.

    • IonFan says:

      O meu foi. E não tive direito ao apoio 😉

      • Carlos says:

        Carro idêntico significa Zoe = Twingo por exemplo

        • IonFan says:

          Eu tenho um Model 3 (full extras, como qualquer Tesla) e custou 60.000€. É um carro do segmento D com tracção às 4 rodas e mais de 400cv. Qual é o carro a gasolina ou gasóleo equivalente e mais barato?

          • Miguel says:

            Assim ás pressas…meu rico focus 3 RS. E ainda me sobrava para gasolina.

          • Filipe says:

            Mais um iluminado a dar dinheiro a lunáticos.

          • IonFan says:

            @Miguel, qual foi a parte do carro equivalente (e novo) que não percebeste?

          • IonFan says:

            @Filipe, ilumina me e explica porque é que seria melhor dar os mesmos 60.000€ por um BMW (ou outro qualquer).

          • Miguel says:

            @IonFan tens razão, o Focus RS e bem superior ao Model 3.

          • Vítor M. says:

            Comparação sem nexo. Um térmico cru, comparado com um elétrico com tecnologia de ponta.

          • Louro says:

            @Miguel,
            Comparar um Model3 Performance com um Focus mk3 RS é de rir…

          • IonFan says:

            @Miguel, ok… Acho que estamos conversados 😉

          • carlos says:

            @Vitor M , quer dizer um electrico de 60 000 é tecnologia de ponta e de combustão de 60 000 (mercedes bmw, etc) não é?

          • IonFan says:

            @carlos, um “focus 3 RS” é um “mercedes bmw, etc”? Não encontro esse modelo em nenhum dos sites dessas marcas…

          • Miguel says:

            @ IonFan Mas tu fazes ideia do que é um focus 3 RS? Diz-me aí um carro de 50.000 euros melhor, e se conseguires explicar em quê e porquê força.

          • Cláudio says:

            Realmente é um carro premium. É pena não aguentar uma tempestade e chover dentro do carro ou cair o para-choques. Sem dúvida que é uma boa máquina, mas em termos de qualidade não se compara aos alemães. Quando um carro eléctrico der os 1000km de autonomia, carregamento rápido (10 min max), falamos.
            Até lá prefiro um híbrido ou esperar por hidrogénio.

          • King Baniram says:

            O Tesla nem sequer é o melhor electrico… e queres que seja melhor que um a Gasolina? ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahah

          • IonFan says:

            @King Baniram, qual é que é o melhor carro do segmento (ou acima) que custe 60.000€ ou menos?

          • IonFan says:

            @Cláudio, também tens casos desses com os alemães. Além disso o premium está no preço. Para mim (e acho que para qualquer pessoa normal), 60.000€ é um valor premium.

            Não sei que tipo de vida fases para precisar de 1000kms por dia e ainda por cima só parar 10min a cada 1000km, mas com esses requisitos sim, um eléctrico não é para ti.

          • IonFan says:

            @Miguel, o Focus é do segmento C, não se pode comparar com um carro do segmento D. Se fores comparar com o Mondeo, até o modelo base já são 42.000€…

            Mesmo assim tens o Model 3 SR+ com a mesma potência mas so segmento acima, com praticamente todos os extras que podes por num carro dessa gama, incluindo Autopilot. Custa 50.000€ e gasta o equivalente a 1.6l/100km se for carregado em casa.

          • King Baniram says:

            @Ion
            Creio que ja falamos sobre isso… Se tu achas que 400CV num carro nao desportivo é bom, tas no teu direito, mas eu nao consigo ter a mesma opiniao que tu.

            Mil vezes prefiro ir buscar um Leon ou um Golf. Chega e sobra para o teu model 3, que nem aguenta contra um Mini… E contra os grandes GT3s, nem os cheira…

          • IonFan says:

            @King Baniram, pois já falamos, e, a não ser que já tenhas ido fazer o test drive ao Tesla, não vou voltar a discutir mais isso com leigos 😉

          • King Baniram says:

            @Ion,

            Nao preciso… os videos no YT bastam para perceber o bloco de metal com 4 rodas que é.

            É verdade que nao vou estar em Nurburgring todos os dias, mas doi me o coraçao só de pensar em gastar 60/70mil€ num model 3 performance, e de performance, só tem o nome… Para andar em frente, basta uma ibiza de 98, faço swap po pd160 e meto bilha. Anda mais que um Model 3 e custo total é de 10mil€.

          • IonFan says:

            @King Baniram, tens toda a razão (e o azeite) do teu lado 😉

          • King Baniram says:

            Com o resto do dinheiro, compras uma carrinha a gasoil 1.6 de 20mil€ só para ter algum conforto, porque para voces andar a 80 nao faz diferença e essas carrinhas sao excelentes para circularem a essa velocidade, poupam imenso no gasoil!

            Com sorte, apos 10 anos e a manter 2 carros, ainda metes facilmente 20mil€ no bolso, porque sim, 10/20mil€ para combustivel e manutençao, chega avontade.

          • JL says:

            @King Baniram um Mini ???? bem, a um desses já mostrei a traseira de um model S 85, ou seja, daquelas banheiras mais antigas, só se chegava perto quando havia fila, mas barulho ele fazia, conseguia ouvir o barulho dele mesmo depois de o deixar para trás algumas centenas de metros. Deve ser um carro agradável de se conduzir. looooool

          • King Baniram says:

            Bem, com esta eu despeço-me, ja cansei de bater no ceguinho 😀

            https://youtu.be/IXkEEF76OZE

            Talvez um dia o model 3 acompanhe um GT3 como proclamas aos 4 cantos, até lá, é rir que é mesmo para rir 😀 😀 😀

          • King Baniram says:

            @JL,

            Esta no YT, nao me apetece procurar.

            Se perguntares ao Ion, ele ainda hoje anda com pesadelos desse Mini AHAHAHAHAHAHA

            Quando um Mini é mais Smooth que um Model 3 Performance de 400Cavalos, acho que está tudo dito.

            Boa tarde e boas curvas 😉

          • King Baniram says:

            500cv**

          • JL says:

            @King Baniram eu queria ver era um mini, ou outro carro familiar do preço idêntico a um model 3 acompanhar um model 3, agora super-desportivos de mais de 200 mil só demonstra que têm uma pilinha muito pequena.

          • JL says:

            @King Baniram 500cv é potência de referência e de comparação aos modelos a combustao, nenhum tesla, a não ser o Model S P100D que tem mesmo 500cv eléctricos, eu trabalho com teslas, e a potência deles é bem menor, como a malta gosta é de cavalos e pouco ligam à força real dos motores, metem cavalos que seja +- o equivalente ao binário.

            Eu tenho uma carrinha peugeot partner electrica, e tem um motor de 28kw, ou seja 35 cv, apesar de estar limitada electronicamente, ele tem mais arranque e mais força que as suas irmãs a gasóleo com o dobro da potência.

          • IonFan says:

            @JL, eu vou te contextualizar. O King Baniram não passa de um troll que acha que o Model 3 não tem “desportividade” (ou lá como é o conceito que ele inventou). O problema é que o mais próximo que teve de um Tesla Model 3 foi num artigo do Ppware e nuns videos do Youtube.

            Eu já lhe disse para ir fazer um test drive, mas ele continua a insistir que tem razão porque perde em Nurburgring contra os Porsche GT3 RS e foi deixado para trás por Mini JCW, quando o piloto do Tesla estava a encostar para tirar o telemóvel debaixo dos pedais.

            Enfim, não vale a pena ligar porque está cientificamente provado que não se consegue usar argumentos contra alguém desprovido de racionalidade. É deixa lo viver feliz no Ibiza de 98 dele… isso sim, uma verdadeira máquina!

          • King Baniram says:

            @JL,
            Entao o Ion tem a pilinha pequena, pois ele é que proclama aos 4 cantos que o model 3 performance, acompanha na perfeiçao o GT3.

            Procura meu caro… sabes comentar uma noticia, e nao sabes pesquisar no YT? Ja te dei as kws basicas. Tesla model 3 + Mini, mas espera que eu até sou um gajo bacano, e vou achar o video no meu historico. O que eu nao faço para desmascarar a farsa que é o Model 3 😀

            E ja agora, nao comentas a performance do model 3? é que para um carro com binario instantaneo, ficar para tras sempre que chega uma curva… Sindrome de motos! Muito rapidas a andar em frente, mas depois na curva… Fia-te na virgem e nao andes devagar nao para tu veres onde vais acabar 😀

            Está aqui: https://youtu.be/7BMoprNXZZg

            Boas curvas com esses Teslas 😉

          • Cláudio says:

            Vai lá carregar o teu carro todos os dias ou todas as semanas e depois vais ver quantos anos dura.
            Baterias não é o futuro ponto final

          • King Baniram says:

            Mas Ion, com tanto video disponivel e tu sabendo pesquisar, ja devias ter visto um videozinho ou outro. Em todos eles, os Model 3 sofrem do mesmo problema e os condutores queixam-se dos mesmos problemas… portanto eu é que sou o troll, só porque nunca dei uma voltinha na IC19 num Tesla? Troll és tu em proclamar aos 4 cantos que o Model 3 acompanha um GT3, ganha juizo moço ! Tens um bom popo para andar em frente, nada mais 😀

          • IonFan says:

            @King Baniram, já tinhas descido bastante, mas agora superaste te. Se me podes chamar fanboy, eu posso te chamar troll. O que fizeste não é bem a mesma coisa, mas como não tenho complexos desses e não vou descer ao mesmo nível, vais ficar sem resposta.

            Em relação aos GT3, onde é que eu disse que o Tesla acompanhava? O que eu disse foi que, nesse video, acompanha um GT3 RS até ficar com limitações de travagem. Isso é verdade e pode ser confirmado por qualquer um que abra o video.

          • King Baniram says:

            @Ion, nao queria ofender, peço desculpa.

            Eu com um Clio 1.0 tambem acompanho um Ferrari, é até ele querer.

            No video do Mini, o gajo do GT3 é particular, é obvio que nao quer estoirar com o carro… Ja no outro video, sao todos de “competiçao”, dai a brasa com que passam pelo model 3.

            Durante 3 minutos em que ele esteve atras do Mini, só chegou perto quando veio a maior reta. Ate essa reta e apos, foi sempre a sofrer para acompanhar o Mini. Se tu nao viste isso no video, entao vimos videos diferentes.

          • IonFan says:

            @King Baniram, então e o Model 3 não era particular?

            Já vi que não te consigo convencer. A minha última esperança era ires fazer o test drive (que a Tesla te daria sem problemas porque não tem nada a esconder), mas como pareces ter algum receio, vou dar te mais uma oportunidade e depois desisto.

            Fica aqui uma análise pela conceituada MotorTrend. Tem partes boas e más, mas nunca é posto em causa o comportamento dinâmico do carro: https://www.motortrend.com/news/tesla-model-3-ownership-experience/

            Aí tens frases como:
            -“So how did the Model 3 Performance do on track? It was great while it lasted, but battery drain and overheating brakes held it back (we’ll get to that in a bit)”
            – “The lack of engine NVH made for a buttery-smooth driving experience; also, I could focus more on listening to the tires.”
            – “Thanks to the enhanced cooling capability of Track Mode, I did not experience any powertrain limitation throughout the day. However, I did discover a huge letdown: the brakes, which were only able to handle two hot laps (three, if I took it slightly easy) before seriously fading and overheating”

          • IonFan says:

            @Cláudio, uma bateria mal tratada dura uns 1000 ciclos. Isso num carro com autonomia real de 100km são 100.000km mas num carro com 400km são 400.000km. E isto não é até deixar de funcionar mas sim até perder 20% da capacidade original.

            O carregar todos os dias em vez de carregar só quando fica sem bateria, pode duplicar ou quadruplicar estes 1000 ciclos, dependendo da profundidade das cargas e descargas. Uma bateria usada entre os 75% e os 45% pode durar 5000 ciclos completos até perder 10% da capacidade original!

            Tens mais informação aqui: https://batteryuniversity.com/learn/article/how_to_prolong_lithium_based_batteries
            Pode ser que da próxima não digas disparates.

          • IonFan says:

            @Cláudio, e já agora, uma célula de combustível de hidrogénio tem como objectivo uma duração de vida de 5.000h (240.000km), mas neste momento ainda são cerca de 2.500h. O sistema é bem mais caro do que uma bateria 😉

          • JL says:

            @IonFan, não perco muito tempo com pessoas que dizem que o eléctrico não tem futuro e o hidrogénio sim, é porque não fazem a mínima ideia do que estão a dizer, é aquela malta que pensa que os pistons vão funcionar com hidrogénio e o esse será dado pelo São Pedro.

            Enfim.

          • Rodrigo Silva says:

            Há por exemplo um Mustang… Bjs á prima 😉

          • Rodrigo Silva says:

            https: //www.guiadoautomovel.pt/marcas/ford/mustang/review

          • manuel says:

            Daqui a oito anos quero ver esse sorriso…

          • JL says:

            Lá está chegam aos 8 anos e cabummm, looool, estas previsões são demais. Eu tenho uma carrinha com 22 anos, e agora? Também vai acabar aos 30? Loool

          • IonFan says:

            @Rodrigo Silva, um Mustang não é do segmento D.

            Mas vamos esquecer a parte do segmento. Segundo o site da Ford, o Mustang que se aproxima do valor que perguntei, custa 55.000€ mas “só” tem 270cv e tração traseira. Para subir a parada para modelos com mais de 400cv, já estamos a falar de à volta de 100.000€…

            @manuel, cá estaremos daqui a 8 anos 😉 Mas posso já avisar que, em mais de um ano e meio e 45.000km, nem 1% de capacidade a bateria o meu carro perdeu. É fazer as contas.

        • Toni da Adega says:

          @King Baniram
          A velha conversa que carro = potencia
          Um Clio RS tem mais potencia que um Mercedes de 70.000€
          Adivinha qual deles é superior.

          • King Baniram says:

            Quando o Mercedes de 70k tiver tanta potencia como um AMG e nao virar nada, teras toda a razao naquilo que dizes.

            Carros com mais de 350CV sao desportivos, e um model 3, curva tanto como uma ibiza de 98.

            Se é só para andar em frente, gastem 10mil€ numa ibiza com 400CV e ta feito, poupam os outros 50mil€.

          • Toni da Adega says:

            O Ibiza pode ter 3 ou 4x mais cavalos que um Mercedes irá ser sempre inferior. E andar em frente num ibiza é igual? Isso é conversa de quem nunca andou num bom carro. Ibiza é para andar na cidade e não se pode abusar que aquilo parece uma caixa de fósforos.

            Faz uma viagem num Ibiza e num bom carro e pode ser compreendas. Pode ser um bom Mercedes, BMW, Volvo (das melhores viagens que fazes).

          • King Baniram says:

            Eu só defendo que carros com mais de 300cv tem de ser desportivos e o Model 3, é tudo menos desportivo. Todos as marcas que mencionaste, tem os seus modelos de viagem, e esse modelos por norma nao sao feitos para andar a curvar… mas depois tens o mesmo carro, mas num modelo apimentado, e esse é sem duvida o oposto do base. Conduzes um A6 ou uma RS6 e notas logo a diferença na tal desportividade que eu gosto de referir, ja num Tesla… muitos cavalos e poucas curvas feitas. O pior ainda é vender um modelo como “performance” e de performance só traz mais cavalos, num carro que os travoes e suspensao estão para conforto… Tesla ¯\_(ツ)_/¯

            Concordo contigo, a malta é tão azeiteira que quanto mais fumo deitar, mais anda ahahaha, mas felizmente nao é o meu caso. Uso meramente como referencia. Cá em casa só dormem a gasolina.

          • IonFan says:

            @King Baniram, já perdi a conta às vezes que te disse isto: Vai testar o carro! Tens medo do quê? Mudar de opinião? Isso é o que as pessoas inteligentes fazem. No máximo sais de lá com a confirmação do que andas para aqui a dizer sem saber.

            Continuas aqui a fazer um triste figura ao falar do que não sabes. Se testares até podes dizer exactamente o mesmo, mas já deixas de ser um “treinador de bancada”.

            E não sei se sabes, mas o mundo não é um troféu mono-marca… Os carros podem ter características diferentes e serem competitivos na mesma. Não há melhor exemplo do que o teste contra o M3. Como pudeste ver, a pista não era uma recta gigante, e, apesar do BMW ter melhores travões e suspensão, o Model 3 fez 1 seg a menos. Consegues perceber isto?

            Neste momento foste despromovido até fazeres o test drive. Depois disso talvez me consigas fazer falar do assunto. Podemos discutir tudo o resto e deixo a conversa da “desportividade” para quem sabe do que se está a falar.

          • Toni da Adega says:

            Um Carro desportivo nada tem haver com a potência. Podes ter um carro desportivo com 150cv. Como podes ter um carro com mais de 300cv e que não é desportivo.
            Um carro diz-se desportivo devido às suas características independentemente da sua potência.

          • King Baniram says:

            @Ion,

            Fez menos um segundo, mas tu achas bonito para um carro de traçao integral, sair de cu a torto e a direito? Tu es hilariante!

            É mais que obvio que para o dia a dia o Model 3 é um excelente carro, mas sabes, tenho muito medo de pegar nesse popo, entusiasmar-me com os cavalos todos e depois sair de ladex… E sair de ladex numa IC19 é diferente desses testes de “fiabilidade e performance” que tu adoras mostrar ou de Nurburgring. Os testes são feitos em pistas, e nesses, ja vi muitos videos, os suficientes para perceber o belo cangalho que é o Tesla, mas acho incrivel o quanto o amor nos torna cegos. Coloquei 2 videos e tu 1, nos 3 o Tesla nao se segura a estrada, e para se segurar, perde vantagem para um Mini Cooper! um Mini Cooper!

            Depois de nao aguentar contra um Mini e ser papado a torto e a direito por GT3s, acho que por muito que tu tentes dissuadir, nao consegues.

            Tu sofres do sindrome de “David contra Golias” e tu és o Golias. Aposto que sempre que ultrapassas alguem, mandas aquele sorrisozinho, nao mandas?

          • IonFan says:

            @King Baniram, foste fazer o test drive agora de manhã? Ou continuas com medo?

            Até descreveres a tua experiência do test drive e o que achas do comportamento dinâmico do carro, só consigo ouvir “blah blah blah” vindo de ti 😉

          • King Baniram says:

            @Ion,

            Queres respostas a puto? Tambem sei dar!
            Enquanto nao tiveres um carro que saiba curvar, vires dizer que a Tesla é boa, é como se fosse uma miragem de um Oasis no deserto 😀

            Ja levaste o teu popo para uma pista ou apenas baseias a tua experiencia, nas voltas ao quarteirao e nas viagens que fazes até cá? É que para andar em frente, nao precisas de um Tesla… Até fazeres o test drive só oiço é “blah blah blah” 🙂

          • King Baniram says:

            quando digo “levar o carro para pista”, é puxar ao maximo por ele, e nao ir com o cruise control ligado e a meter o rabo de fora como muitos fazem no Ring 😀

            Na primeira de ladex que desses, aposto que deixavas logo de puxar.

          • IonFan says:

            @King Baniram, o meu carro não é o Performance. Não dá para desligar ESP.

            Mas já testei um Performance e até em Track Mode.
            O carro pode fugir de traseira, de frente ou nada. Depende do setting que escolheres, como já te disse e pareces não conseguir perceber.
            É muito divertido. Faz uns drifts engraçados quando mudas o bias para os 70% traseiro. É incrivelmente fácil de controlar em drift, mas acho que o carro “mete a mão”, porque eu não tenho muita experiência nessas andanças e parecia um pró 😛
            Não tive muito tempo porque nem o carro nem os pneus eram meus. Mesmo assim foi infinitamente mais tempo do que tu 😉

            No resto da experiência, posso dizer que o carro curva muito bem (já sei que não acreditas). Nota se o peso mas é estranho porque é só nas transferências. Depois de estar assente, parece que tem metade do peso. Na saída e aceleração é o que seria de esperar de um carro com binário instantâneo. Aqui é um ponto que demora umas curvas a habituar, principalmente depois de vir de turbos, como eu vinha.

            Agora que eu descrevi a experiência na primeira pessoa, fico à espera da tua para poder mos continuar a discutir “desportividade”.

            E conversa de puto é a tua. Continuas a falar de um carro que nunca testaste. Pareces aquela malta que sabe o que é um carro porque experimentou na PlayStation…

          • King Baniram says:

            @Ion,

            Nunca disse que conhecia o carro, acho ficou sempre bem claro, baseio nas historias e acima de tudo nos videos.

            Qualquer carro ja em curva a consegue fazer, menos se o condutor nao souber curvar e dê demasiado acelarador, mas isso vou assumir que quem vai para uma pista o sabe fazer.
            O minha cena por esse carro, é tal e qual o que disses-te, as transferencias de energia. Não é suposto o carro ter o comportamento que tem… Se é como tu dizes, a questao dos 70% para a traseira, entao todos os videos que vi ninguem o usa. Simplesmente nao ves ninguem a sair de cu, como se um drift se tratasse.

            Yap, os carros hoje em dia estão muito bons para a malta que nao sabe e/ou nao tem experiencia. E é outro dos motivos que me fazem falar mal do Tesla no que toca as curvas. Imagina o que é uma pessoa sem experiencia, vai para uma curva mal feita e o carro simplesmente sai de ladex à bruta? Acho que nao é uma experiencia nada agradavel de se ter, olha que ja passei por uma parecida e fiquei com o coraçao nas maos.

            Eu nao me importava nada de ter um Tesla, como carro de dia a dia é excelente. Conforto, potencia e economico, acho que nunca o escondi, mas para o meu gosto pessoal e para a minha conduçao nao serve. Entre dar 60mil€ por um Tesla model 3 novo, ou dar 40/50 por um RS3 semi novo, a escolha é obvia para mim, perco anos e aquela cena de ser o primeiro dono, fora o combustivel ser mais caro, mas ganho no prazer de conduçao e segurança e para mim, é priceless.

          • IonFan says:

            @King Baniram, obrigado por confirmares aqui que não passas de um “expert do Youtube”…

            Em algum dos videos que viste, o piloto estava desagradado com o comportamento dinâmico do carro? Queixam se de várias coisas, mas nunca vi nenhum por em causa o comportamento em curva como tu dizes.

            Quem é que falou em transferências de energia? Eu estou a falar da transferência do peso entre eixos e lados. Cada vez mais me convenço que não percebes muito do assunto e a tua conversa é só paisagem…

            Não é suposto o carro ter o comportamento que tem? Diz quem? Tu? Num carro com a rigidez de chassis um Tesla Model 3 (tem uma bateria que no fundo que não deixa o carro torcer tanto como os outros), o comportamento é obrigatoriamente diferente. Podes fazer os ajustes que quiseres nas barras estabilizadoras e na rigidez da suspensão, mas no fim do dia a física é que manda e nunca vai ser igual a um carro com um V6 entre as rodas dianteiras. Agora, se o facto de ser diferente é melhor ou pior, é uma coisa que cada um decide por si. Só não é algo que se possa perceber no YouTube…

            E como é que sabes os settings usados nos videos? Nenhum deles mostrava…

            Alguém sem experiência pode usar o Track Mode, mas assume o risco. O carro avisa que o modo é para usar em circuito fechado e deixa claro que não é para pessoas inexperientes. Além de poderes escolher não usar o modo, mesmo dentro do modo podes escolher o quão interventivo é o ESP.

            Tu podes escolher o carro que tu quiseres. Eu nunca disse que esses carros não tinham “desportividade” ou sequer que era mais ou menos que um Model 3 Performance. Tu é que andas aqui a dizer que o comportamento de um carro que nunca experimentaste não é desportivo o suficiente. Não consegues perceber o ridículo que isto é!?

            Volta com a experiência na primeira pessoa e depois falamos. Já perdi demasiado tempo a explicar te coisas que saberias após 10min com o carro nas mãos…

          • King Baniram says:

            Bem… apartir do momento que nao podes desligar o ESP de um carro, estamos conversados sobre a sua desportividade. Ja nem meto em causa nao acompanhar Minis.

            Entendi como transferencia de energia ou força G, se assim o preferires, e novamente, ve os videos que meti e depois diz-me, alias tu ja disseste e é totalmente o oposto do video. Espero é que nao sejas tao cego noutros campos da vida…

            Porque que nao se pode perceber no YT? O que que eu nao estou a perceber? Em todos os videos só vejo um carro que nao sabe entrar em curvas, e tu vens dizer que tens de conduzir para o sentir… O que tas a dizer então é que tu es um condutor do catano(ja disseste que nao eras) e todos os que metem videos no YT sao uns palermas que nao sabem conduzir… ridiculo o que tu dizes.

            Tu consegues cair ainda mais no ridiculo, quando dizes que preciso de conduzir para poder falar… Tu das voltas ao quarteirao, voltas que nao sao iguais as de uma pista! Qualquer carro na voltinhas é bom!

            Mas faz o seguinte, vai para uma pista, mete o track mode(É só um update vá, até sao de borla) e dá tudo o que o carro tenha para dar. Depois ai sim falamos se um Tesla é feito para pista ou nao. Grava que é para que tenhas provas, ja que adoras dizer que um Tesla acompanha GT3s…

            Eu nunca conduzi um Tesla, e tu nunca conduziste um Tesla em pista.

          • King Baniram says:

            Em relaçao as settings, o video do Mini mostrou as settings todas que colocou. Eu passei a frente essa parte, mas estão lá.

          • JL says:

            @King já conduziu alguma coisa em pista ? nem que seja uma bicicleta ?

          • IonFan says:

            @King Baniram, desculpa, só percebi a parte do “Eu nunca conduzi um Tesla”…

            Vi que escreveste muito, mas não deve ter sido nada de relacionado com o comportamento de um carro que acabaste de dizer que nunca conduziste e, por isso, fiquei curioso sobre o que será. Podes, por favor, traduzir na língua de alguém que sabe do que está a falar?

          • King Baniram says:

            @Ion,

            A tua credibilidade no que toca ao desportivismo, é 0… portanto, falas falas, mas no final tambem nao dizes nada :/

            Se usares a cabeça, vais reparar que aquilo que tu me acusas, acontece contigo tambem, sendo que só viste Model 3 em pista pelo YT e nao pessoalmente. Quando levares o popo para um ambiente extremo, diz a tua experiencia. Grava para teres provas e poderes falar de papo cheio, até lá, es tao ignorante como eu.

          • IonFan says:

            @King Baniram, estás a melhorar. Já percebi duas coisas.
            Infelizmente não ficas melhor em nenhuma…

            O “só viste Model 3 em pista pelo YT e nao pessoalmente”, é um facto, mas sempre é melhor que nunca ter conduzido em lado nenhum 😉

            A outra parte que percebi foi “ignorante como eu”. Parabéns! O primeiro é admitir o problema.

            Continua a tentar 😉

          • King Baniram says:

            @ion,

            Enfim, eu adoro mesmo dar-te trela…

            Deste uma volta ao quarteirão a 50km e na IC19 deste 100km. Estonteante aventura e experiencia. Mil vezes prefiro conduzir o meu carrinho com metade dos cavalos do teu, mas que faz um som lindo de meter os cabelos do cu eriçados e que faz curvas como nunca experimentei.
            Quando entrares numa curva falsa a mais de 180km e o teu popo se segurar, estaras aqui a contar a historia como eu estou. Até lá… é só mais blah blah blah de um carro que em todos os videos que vi, nao sabe entrar numa curva…

          • JL says:

            No inicio do século passado também os cavaleiros diziam +- isso dos carros da altura;”ah e tal isso não larga uma bela bosta, não dá gozo”

            Entretanto todos mudaram e/ou morreram com a sua ideia, agora é igual, uns vão ficar agarrados à tradição e não passam disso, outros mudam quando realmente ficam a ver os outros a passar.

            Os carros eléctricos vão inundar os mercados não por obrigação, mas porque as pessoas vão querê-los cada vez mais.

          • IonFan says:

            @King Baniram, aposto que escreveste coisas muito interessantes, mas infelizmente continuo sem perceber metade…

            Só consegui perceber que o teu Ibiza de 98 faz curvas como nunca experimentaste, sendo que acho muito estranho nunca teres experimentado curvas no teu próprio carro. Espero que não te tenha percebido mal e queiras dizer que o melhor carro a curvar que já experimentaste foi um Ibiza. É que quase que chorei a rir com essa idea… principalmente depois de teres para aqui vindo dar “lições” sobre carros a curvar. Só parei de rir quando escreveste que entras em “curva falsa a mais de 180km”. Uma curva que não é curva (“falsa”), na minha terra chama se “recta”… Mas vou acreditar que é alguma particularidade dessa língua que falas e eu não percebo 😉

            A última coisa que percebi é que achas que há carros que não sabem entrar em curvas. Ia jurar que quem tem que saber entrar nas curvas é o condutor. A não ser que estejas a falar do Autopilot, mas ai garanto te que o meu Autopilot funciona bem a entrar em curvas.

          • King Baniram says:

            @JL,
            Quem disse que sou contra carros electricos? Sou contra sim em dar 60mil€ por um Tesla, tudo porque no papel diz la 5xx… Compras um carro desses e depois na primeira curvas espetas-te, isso claro para pessoas sem experiencia. Eu nunca compraria um carro com mais de 200CV e fosse falso como tudo nas curvas, mas se os donos dos frigorificos dizem que aquilo curva bue, mesmo sem terem ido para o extremo… Eu nem nunca conduzi um Tesla, nao posso falar de nada !!!

            @Ion,
            Nao tenho nenhuma Ibixa de 98 ahahahaha, é apenas a comparaçao mais basica que se pode fazer com um Tesla ¯\_(ツ)_/¯

            Enquanto nao souberes ver videos, com olho critico e assumires a realidade, nao adianta vires com conversas de que é o piloto que o faz ou nao. Queres que vá ver mais videos, e meta aqui todos os que vir? Sim, ja vi 5 ou 6 recentemente, incluindo o teu, e o engraçado é que em todos acontece o mesmo…

            Daqui abocado parece que tamos na tasca: “Sai um Tesla de Ladexxxx para a curva 3 sff, bem pisado nesse travao, pois senao sai todo baldado e o cliente reclama que bateu com o hotwheels”

          • JL says:

            @King Baniram eu não tenho tesla, mas já conduzi muitos e nunca me espetei, até acho dificil como é se espeta com um carro desses com tanta segurança, mas é como diz, diz que não pode falar porque não conhece mas farta-se de falar como se tivesse uma bola de cristal.

            É isso, continue lá com os seus charutos até que um dia mude de opinião. lol

          • IonFan says:

            @King Baniram, quem escreveu “O meu ibiza de 98” ali mais abaixo foste tu… Ou te explicas um pouco mal, ou estas a mentir num dos lados ¯\_(ツ)_/¯

            E eu que pensava que estávamos a discutir o comportamento de carros! Afinal estamos a discutir a capacidade para “ver videos”, e ainda por cima com alguém que acabou de admitir novamente que “nem nunca conduzi um Tesla, nao posso falar de nada”. Isto explica muita coisa…

            O resto não consegui perceber. É pena. Dever ter escrito coisas interessantíssimas 😉

          • King Baniram says:

            Tu queres tanto ganhar ests discussao… Pronto ganhas-te ! Eu deixo porque nao te quero ver triste!

            Sabes o que é ironia? Volta la a ler esse tal comentario e todos os outros.
            Que sentido faria eu estar a falar mal de um carro que eu “tenho”?
            Percebe uma coisa, o teu carro é facilmente comparado com um carro que custa mil euros, e que com outros tantos, fica com 400cv e tambem só anda em frente!

            Boa noite Ion e bons sonhos com Teslas, vé lá é se o Mini nao aparece e não vira antes um pesadelo 😀

          • IonFan says:

            @JL, o dono desse TM3P também tem um Porsche GT2 RS… Deve ser porque gosta de carros sem “desportividade”! Só me faz confusão como é que ele não comprou antes um Ibiza de 98 com “pd160 e bilha” 😀

          • JL says:

            @IonFan porque ainda não teve a oportunidade de andar num Ibiza 98 preparado em Portugal por Team Maria Fumaça…. 😀

          • King Baniram says:

            Mais um video a provar o que eu digo, mas voces, são os unicos que nao querem ver…

            Gastar 60mil€ num carro que é papado por um I30 Fastback com 275CV(Vamos assumir que tava modificado, tal como está o Tesla)… esse gajo teve pesadelos com esse Hyundai.

            As unicas coisas para alem de ser papado por um Hyundai, foi que o gajo sabia conduzir um Tesla e conhecia a pista. Travar atempadamente foi a decisão certa para nao mandar o Tesla para o lixo.

            Continuem a trazer videos destes, adoro ver um Tesla a ser papado em tudo o que é curvas. Ja foi um Mini, agora um Hyundai… daqui abocado tão a ser papados por Fiats

          • King Baniram says:

            as unicas coisas que vi*

          • King Baniram says:

            Epa desculpem, retiro tudo o que disse…

            O gajo que foi papado pelo Mini, afinal é o mesmo gajo que foi papado pelo Hyundai.

            Desculpem ter falado mal do Tesla, afinal o gajo é que é mau e não sabe conduzir carros desportivos.

            Obrigado Ion e JL por me darem luz! Vou ja vender o meu Cupra e pedir o resto à Cetelem para ir buscar um frigorifico novo.
            Combi americano, com direito a ice machine, agua filtrada e tudo! Talvez vá buscar um com um grande Tablet, nunca se sabe se nao vou precisar de fazer as compras online…

          • JL says:

            @King Baniram você é como muitos carros que andam ali, fazem muita barulho mas na verdade não têm essência nenhuma. lool

          • IonFan says:

            @King Baniram, tens que aprender a ouvir. No fim do video ele diz “pretty much the fastest car on the race track (…) except for two”. Deves ter ficado tão distraído com o Hyundai (certamente modificado e não era só na suspensão como o Tesla) que nem reparaste nas dezenas de carros que foram “papados”, incluindo uns Ms e Audis do teu coração.

            Também te deve ter escapado a parte em que ele diz que o carro está muito equilibrado. Mas claro, já me esquecia que ele não deve perceber nada do assunto. Afinal, comprou um Tesla… Devia ter te ouvido antes, o especialista em videos do Youtube e no “carro que nao sabe entrar em curvas”.

            Também é porreiro ficar a saber que afinal sempre tens o Ibiza. Depois de escreveres “o meu Cupra”, lá se vai o que era “apenas a comparaçao”… No fundo, teres um Cupra explica muita coisa do que aqui escreveste 😉

            Eu nem te devia estar a responder. Estou satisfeito com o meu carro e não tenho nada a provar, muito menos a ti.

            Se achas que há carros melhores, boa! Compra-os! Não me vais ouvir dizer mal de nenhum dos que possas comprar e, só isso, já diz muito sobre quem é que aqui anda a ter “pesadelos”.

          • King Baniram says:

            A unica coisa que percebi de ti, depois desta discussao toda foi a seguinte: és cego, só ves o que te interessa.

            O gajo do Tesla tava a dar pau com o carro, assim como o do Hyundai. Para um carro com 500cv, só fica mau nao acompanhar um com no maximo 400cv(Stage 1 desses carros puxa para os 325, uma stage 2 devera chegar aos 400).

            Depois disto tudo, nao voltes a comentar nos meus comentarios, se for para dizer as barbaridades que dizes, no que toca à desportividade do teu carro.

            Cupra são só Ibizas? ahhhhhhh tá bom.

            Boa noite Ion, não sonhes com Hyundais e Minis, são de facto os teus piores pesadelos !

          • IonFan says:

            @King Baniram, tu é que só viste o Hyundai que passou o Tesla e nenhum dos outros que o Tesla passou, e eu é que sou cego? Ok 😀

            E eu sei que há mais Cupras mas, de todos os modelos que aqui referiste, o Ibiza é o único que tem essa versão 😉

            Se bem me lembro, nunca disse em lado nenhum que o Model 3 é o carro mais rápido do mundo. A única coisa que está aqui em causa e uma suposta falta de “desportividade” que tu, sem nunca ter conduzido o carro, continuas a pregar. Não percebo como é que consegues pegar num vídeo de um carro que passa 95% dos carros em pista e é passado por 5%, e achar que isso prova que não tem “desportividade”. Mas, sinceramente, com toda a confusão que vai nessa cabeça, até pode ser normal para ti…

            É como te digo, eu não tenho que provar nada a ninguém, muito menos a alguém que está a tirar conclusões de vídeo e nem sequer ouve o que é lá dito.

            Ainda bem que és feliz com o teu Cupra a ultrapassar Teslas no IC19. Agora só te falta a parte de agir como alguém que está feliz com o que tem e deixar de dizer mal daquilo que os outros têm 😉

          • King Baniram says:

            Eu de ti só oiço é mimimimi.

            Depois de ver um carro com 500cv, super “desportivo” a ser papado por Minis e Hyundais, acho que nao vale apena quereres continuar a conversa. Só te enterras.

            Volto a repetir. O teu carro não é desportivo e prova essa é ser papado sempre nas curvas. É incrivel que o teu carro é sempre ultrapassado a fazer curvas ¯\_(ツ)_/¯

            Folgo em saber que o teu conhecimento por carros não EV é estrondoso, e que a tua atenção é grande. Ja disse que só dormiam carros a gasolina cá em casa, e tu achas que tenho uma pd160… Eu estou super feliz com o meu popo e o facto de vir falar mal da Tesla é só 1, e é o mesmo motivo que o teu: Odeio que contem mentiras e não tenham resposta 😉

            Vá amigo Ion, cuidado na estrada com os Minis, e se vires um Hyundai, não te piques com ele! Olha que o teu carro low budget e cheio de deformidades, admitidas pelo Musk, ainda te deixa ficar mal…

            Gastar 60mil€ num Tesla low budget AHAHAHAHAHAHAHA

          • IonFan says:

            @King Baniram, leva lá a bicicleta.

            Nunca teve aqui em causa o Tesla ser ou não um desportivo, porque isso, por definição, não é. O que estávamos a discutir era o comportamento desportivo ou, como tu lhe chamas, a “despotividade”.

            Mas se achas que o Model 3 não tem um comportamento desportivo, ok, fica lá na tua. De qualquer das formas já aqui ficou claro que tipo de pessoa tu és e que tipo de conhecimento tens para afirmares isso. Não te esperava convencer, por isso chega me bem ficares na tua mas deixares clara a tua ignorância em relação ao carro (como tu próprio admitiste).

            Se a tua motivação para comentar é essa, gostava mesmo de saber é qual foi a minha mentira que originou tantos comentários…

            Não deixa é de ser estranho alguém que está numa suposta senda contra mentiras sem respostas, ter sugerido noutro artigo que a Tesla não tem superchargers em Portugal, que há concorrentes com a mesma autonomia e a custar quase metade e que a tecnologia das baterias é da Panasonic. São tudo mentiras que, após seres confrontado com esse facto, ficaram sem resposta…

      • Pp says:

        Comprem carros elétricos que isso é muito bom
        O meu rico carro a gasolina. Elétricos quem quiser que os compre…

  3. Alexandre Carvalho says:

    Amigos do ambiente, rentáveis a longo prazo etc.
    Depois existe coisas assim, que mais vale continuar com um carro a Diesel.
    Compra-se um elétrico que a partida vai ser mais caro que um a Diesel, para se poupar no combustível, depois se for preciso passado 4 ou 5 anos, estão a pedir o preço de outro carro para se continuar com o mesmo carro, mas dar a mesma autonomia de compra.

  4. IonFan says:

    Se o valor estiver correcto, é um belo tiro no pé da parte da Nissan. Comparando com o líder no custo de baterias, é quase o dobro do preço para metade da capacidade…

  5. Miguel says:

    Com 23.000 euros compro um belo carro usado por 10.000 euros e ainda me sobra 13.000 euros de gasoil para fazer mais de 200.000.

  6. Ricardo Antunes says:

    Onde está dito que foi pago? Sabem o que é uma fatura proforma?

    • Vítor M. says:

      Claro, mas quem diz que paga é quem deu a conhecer a fatura. “Compras carro elétrico e passado 112 000 km pagas 16 831 euros por uma bateria e 22 890 euros na oficina” 😉

      • IonFan says:

        É ver o meu comentário aqui em baixo. Acho que este artigo pede urgentemente um fact check.

        • Vítor M. says:

          O documento mostra o descritivo, tem os dados da empresa, a data e está identificada a pessoa que deu a conhecer. Depois, não sendo informação nova, os dados são coincidentes com o que já no passado foi mostrado. Apenas não coincidem com valores estipulados à posteriori.

          • IonFan says:

            No passado a Nissan teve que fazer um esclarecimento sobre um assunto parecido porque uma oficina não estava a apresentar os valores correctos.

            Qualquer oficina pode emitir uma factura proforma.
            O importante aqui é perceber porque é que alguém publica e diz que pagou uma factura proforma, ainda por cima de algo coberto pela garantia. Qual é o objectivo?

          • Vítor M. says:

            Então se não estiver coberto pela garantia, é este o valor?

          • IonFan says:

            Não sei se é esse o valor fora de garantia. Se for é muito mau para a Nissan e não vejo como podem competir num futuro próximo…

          • Vítor M. says:

            Sem dúvida. Repara, se aquele é o valor orçamentado (não sei se pago, dada que a publicação fala em pagar mas o doc é uma proforma), tem de corresponder a alguma coisa. Estão a inventar valores? Não creio, e o documento tem tudo devidamente descriminado. Mas de facto é como dizes… assim, não vai ser fácil não.

          • IonFan says:

            @Vítor M., da última vez a Nissan veio esclarecer que os valores não estavam correctos…

          • Vítor M. says:

            Mas o documento era real. Depois de oferece a lavagem ou a mão de obra, é outra coisa.

          • Rudi says:

            Não sei se o isto é verdade ou não, o que posso dar são alternativas, umas delas é a Muxan que faz upgrades de baterias para os Leaf Mk1.

            Contudo por 23000€ nem vale a pena sequer fazer um upgrade para 40Kw, porque um Leaf mais recente de segunda mão com menos de 50000Km custa mais ou menos isso e ainda com 5 anos de garantia de bateria.

            isto precisa de fact check e de também a Nissan precisa de mudar a politica das baterias, é suposto estarem a custar muito menos do que custam.

          • Vítor M. says:

            Obrigado pela informação, como referi, desconheço as alternativas a esses preços.

        • Toni da Adega says:

          @IonFan se está no Facebook é verdadeiro e não é necessário um fact check.

          • Vítor M. says:

            Tem um rosto por trás dos dados, há um documento com identificação da origem. 😉 e já no passado, que deu origem a informação nos mais variados meios de comunicação, apareceu no facebook 😉 por isso…

          • IonFan says:

            Eu não duvido da autenticidade da factura. Só tenho dúvidas sobre o pagamento e no que leva alguém a publicar que pagou por uma reparação que está coberta por garantia.

          • Rui Costa says:

            “se está no Facebook é verdadeiro e não é necessário um fact check.” AHAHAHAHHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHA

            Qualquer pessoa neste planeta, se disser algo, é quase obrigatório verificar se será ou não verdade, agora se isso já estiver no facebook, já é inquestionável! Este Toni, escreveu isto depois de ter ido à Adega algumas vezes esta manhã. Anedótico!!!!!!!

      • Ricardo Antunes says:

        Até agora, que se tenha conhecimento, ninguém pagou uma fatura dessas. Os concessionários apresentam os valores que acharem bem. Existe muito barulho acerca do preço das baterias mas o que é facto é que ninguém pagou ainda esses valores.

        • Vítor M. says:

          Mas então apresentam faturas proforma ou orçamentos para “assustar” os clientes? Não percebi o teu ponto de vista. É que isto não é propriamente novidade. Mas se não pagarem este valor, ficam com os carros com os problemas até os mandarem para a sucata? Ou há no mercado paralelo este tipo de material?

          • Ricardo Antunes says:

            Os concessionários não ganham dinheiro com os VE. Neste caso, o carro está em garantia. O orçamento dado simplesmente não faz sentido nenhum, só para fazer barulho.

          • Vítor M. says:

            Não ganham dinheiro? Não acredito, mas também não sei para falar. Contudo, se enviam esse orçamento para fazer barulho, está mal, assustam os clientes que vão precisar trocar de bateria (que são muitos em breve).

          • IonFan says:

            Não me parece despropositado que um dos principais prejudicados pela mudança para a mobilidade eléctrica, as oficinas, encetem manobras menos claras para descredibilizar a tecnologia.

          • Vítor M. says:

            Ui mas aí estás a entrar em caminhos apertados. Então um concessionário de uma marca vai descredibilizar a marca para afastar as pessoas dos elétricos? Isso é grave. Mais ainda quando, como temos visto, não há volta a dar no que toca à eletrificação automóvel.

          • Ricardo Antunes says:

            Os próprios vendedores da Nissan falavam mal dos elétricos e apontavam para os ICE. As margens estão tão esmagadas que a subsistência está no pós-venda. Se pensarem bem, com os elétricos e com a maneira da Tesla funcionar (vende diretamente) os concessionários passam a ser meras oficinas. E se os VE não dão problemas…… Em sei lá eu quantos milhares de Leafs nas estradas, estes casos que se leem são, no máximo, meia dúzia.

          • IonFan says:

            @Vítor M., eu, pessoalmente, não tenho dúvidas de que o objectivo seja assustar. Só não acho que o alvo do “susto” sejam os clientes que já têm um VE.

            Outra coisa que também acho é que só estão a cavar a própria sepultura. A única coisa que vão conseguir é que os clientes fujam para as marcas que levam esta transição a sério. É que essas marcas parecem ser precisamente as que não contam com concessionários e as oficinas destes para a pouca manutenção que os VE precisam…

          • IonFan says:

            @Vítor, eu sei que é um caminho apertado. Por isso é que estou a deixar claro que isto é o que me parece e que não passa da minha opinião.

          • PTO says:

            Não é para assustar os clientes, chama-se “atirar o barro à parede”.

            Até podem apanhar um gajo cheio de massa que até vê a fatura proforma e diz “ok, reparem lá isso”. Pimba, dinheiro em caixa.

            A Toyota há uns anos tb me deu um orçamento de mais de 7000 euros para reparar uma pancada (razoável) que me deram na porta traseira e na zona da roda traseira.

            Mandei-os passear e fiz a reparação de tudo, em oficina credenciada e com garantia da reparação, por 2700 euros, um terço do que eles pediam. Mas acredito que muitos no meu lugar, por desconhecimento ou endinheirados paguem logo à Toyota e não bufem.

          • King Baniram says:

            @PTO

            As marcas sempre tiveram margem de lucro maior que as oficinas. Não é só uma questao de pescar um cliente ignorante.

            Meti um carro a arranjar na marca, ficou por 9mil€, numa oficina ficava a 3/4… como tava no seguro caguei e borrifei.

            @Ion,
            os 8 anos da Tesla estao a terminar… mais ano menos ano, e vamos ver as redes sociais inundadas de reclamaçoes pelos preços. Ai é que eu quero ver se realmente é uma marca que compensa o dinheiro inicial, ou apenas é uma marca com carros rapidos.

          • IonFan says:

            @King Baniram, tu é que pareces perceber pouco do assunto. A maioria das marcas não premium vende os carros a preço de custo ou abaixo. O lucro vem do serviço e área financeira (créditos).

            Agora tens uma bola de cristal para saber o que vai acontecer aos Tesla depois dos 8 anos? Os dados demonstram degradações bastante reduzidas. Depois ainda há a parte da Tesla cobrar metade disto por baterias com o dobro da capacidade 😉

          • King Baniram says:

            @Ion,
            Referia-me as margens dos serviços de reparaçao/pos venda.

            Claro que nao tenho, mas se uma Nissan cobra 20mil€, quanto achas que uma marca, que tem as melhores baterias do mercado se irá comportar? Não é assim tao dificil de perceber… Fora da garantia é que eu quero ver a quantidade de insatisfação gerada pelas baterias.

          • IonFan says:

            @King Baniram, Tesla vende a bateria do Model 3, com 80kWh brutos, ou seja, o dobro dessa, por pouco mais de metade do preço. Agora tira as tuas conclusões.

            Se consegues prever o que acontece depois do fim das garantias, devias abrir um negócio de consultoria. Talvez da próxima vez que decidir comprar um carro recorra aos teus serviços…

          • Pedro says:

            @Vitor M. Eu tenho um Nissan a gasóleo e quando entrego o carro para fazer uma revisão, recebo sempre uma fatura proforma com os valores previstos de serem cobrados naquele ato.

            No entanto, também tenho um contrato de manutenção por três anos. Isso permite-me ter todas as manutenções previstas durante três anos “gratuitas” (exceto os materiais de desgaste rápido, como pastilhas de travão).

            “gratuitas” -» Ou mais em conta, dado que o contrato custou cerca de 400€.

            Por isso, penso que não será uma questão de assustar o cliente. Mas sim a forma de trabalhar da Nissan. Eles dão a conhecer ao cliente o custo previsto, mas posteriormente o valor só é cobrado se o veiculo não estiver em garantia e/ou não tiver um contrato de manutenção.

            Daí achar que devem informar, mas manter a ressalva que não há garantia que a fatura tenha sido efetivamente paga.

          • Vítor M. says:

            Quem o disse não fomos nós, como diz no texto, foi o cliente que supostamente a pagou. Se derem um salto ao fórum da Nissan, verão não esta, mas muitas mais queixas sobre esse assunto. Como referi, eu não faço ideia do valor cobrado por estes serviços, mas não é um caso inédito.

          • JL says:

            @Vitor M.

            A sério que pagaram uma factura proforma ? looool é ilegal.

            É que ele não diz isso em lado nenhum.

          • Vítor M. says:

            Onde diz que pagaram a fatura proforma? Não diz em lugar nenhum. O que foi dito foi “Compras carro eléctrico e passado 112 000 km pagas 16 831 euros por uma bateria e 22 890 euros na oficina.
            Fatura de 22/10/2020.” É o que diz. Pese o facto de mostrar a proforma, não quer dizer que não haja uma fatura e recibo 😉 Portanto, lê bem.

          • JL says:

            E pelas mensagens que por ali circula foi mais um que apanhou essa imagem e partilhou, como é que um veiculo de 2018 com 112 k kms que tem 5 anos de garantia com 160 k kms, está fora de garantia ?

          • JL says:

            Você é que disse que supostamente pagou.

            Vá ver os comentários dessa pessoa na fonte que refere.

          • Vítor M. says:

            Eu não, isso é o que está escrito. Aliás, o que está mostrado é o valor para aquele serviço. O que referi foi aquele valor.

          • JL says:

            @Vitor M. você diz num dos posts acima que foi o que “foi o cliente que supostamente a pagou”

          • Vítor M. says:

            Supostamente porque foi dito “Compras carro eléctrico e passado 112 000 km pagas 16 831 euros por uma bateria e 22 890 euros na oficina.
            Fatura de 22/10/2020.” Já tinha dito isso, não fui eu que disse que ele pagou, foi quem mostrou o documento. Qual parte não entendeste?

          • JL says:

            Mas qual factura, está ali alguma coisa a dizer factura ??

          • JL says:

            É que nem um orçamento é, pois não tem numero nem data, qualquer um faz isso no paint.

          • Vítor M. says:

            Dizes tu, porque aquilo tem muita informação correta, tem dados sobre a obra a executar. Tem elementos que não são estranhos ao serviço, por isso, dizeres tu que não é verdadeira vale tanto como nada.

          • JL says:

            Não sou que digo, é a lei.

            Não estou a dizer que a informação não é verdadeira, estou apenas a dizer que isso não é uma fatura, e muito menos um orçamento oficial, é um rascunho que até pode ter sido feito na marca, mas não é um documento oficial, porque não contem dados obrigatórios.

            Se acredito nessa info assim: não, sei de casos onde pediram esse valor mas não num caso que está em garantia. O que leva tudo a crer que não é verdadeiro.

          • Vítor M. says:

            Estas a desvalorizar o trabalho orçamentado nesse documento que tem timbre da empresa, descrição do serviço… Se calhar a seguir vais dizer que aquilo serve em qualquer carro não? Depois, não ter numeração não quer dizer que não tenha sido apresentado ao cliente e que esse documento não tenha seguido para o processo seguinte. O que temos ali é uma coisa, o que estás a especular, é outra.

          • JL says:

            Exacto, começo por desvalorizar logo a começar pela fonte. Não há mais nada a dizer, a não ser que haja um comunicado da empresa a confirmar ou o verdadeiro dono do carro a fazê-lo, porque especulação é o que se faz mais por estes meios.

            Por aqui me fico.

          • Vítor M. says:

            Podes querer transformar isso numa especulação, é contigo. O documento foi exposto, não é caso único, já no passado aconteceu, existem dados que mostram ser informação da empresa, com descrição técnica, mas cada um acredita se quiser, não fomos nós que inventamos.

          • JL says:

            Vitor M. eu não quero transformar em nada, quero saber da verdade tal como todos, é claro que não vou acreditar num post de facebook com uma foto de um documento em baixa resolução e com falta de dados obrigatórios que tornam os documentos verdadeiros, é para isso que servem os documentos e as certificações dos documentos, por falar nisso, nem isso aparece, pode ter ficado fora do documento, logo não vou especular, mas como está e por quem é dito, não vale de nada.

          • Vítor M. says:

            Bom, não é a primeira vez que isto acontece. Tens aqui outro exemplo: https://bit.ly/3es1FdA além de tudo o que está descrito nessa. Não inventamos as coisas. Quem está a especular és tu.

    • TwoEyez says:

      Sim sei o que é, é um orçamento para o trabalho e peças que tem que mudar para poder andar com o carro. Ou paga o que o orçamento pede ou manda o carro p’rá sucata… simples

  7. IonFan says:

    Agora que penso melhor sobre esta factura e post que a divulgou, fico com a forte sensação de que não são muito, fieis à realidade, digamos assim.

    Sou obrigado a desconfiar desta historia por um motivo muito simples e óbvio: Os Leaf de segunda geração têm 8 anos ou 160.000km de garantia da bateria. Sendo que este carro tem 112.000km (segundo o post) e o modelo foi lançado em Outubro de 2017, é impossível ter a bateria fora da garantia. Porque motivo alguém pagaria a substituição de uma bateria avariada dentro da garantia?

  8. Henrique Melo says:

    O resto nao foi mão-de-obra, o resto foi IVA…

  9. Miguel says:

    Alguém pagou o estrago. Se tinha garantia foi a marca, mas deixou o dono jápreparado para o futuro ahahahaha

  10. Redin says:

    Se optarem por um GPL também têm redução da pegada ecológica em 85% e metade do valor por litro

  11. Toni da Adega says:

    Onde já se viu cobrar mão de obra 2 vezes.
    E alguém diga ao proprietário do carro que a factura não é de 22/10/2020, é de Setembro

  12. Filipe says:

    Daqui a menos de 10 anos todos os iluminados e “amigos do ambiente” irão entender que não vale a pena comprar veículo elétrico em Portugal pois haverão taxas e taxas sobre taxas. Até agora é tudo muito bonito, até aparecer mais uma “taxa social” na carta da luz. Já faltou mais para todos andarmos a pagar mais um gimmick em que nem 10% da população usa.

  13. falcaobranco says:

    Digam o que disserem, apresentem as facturas que apresentem… só mais uma vez prova que as baterias ainda são bastante caras, assim como os carros… têm muitos anos pela frente para ficar mais acessiveis.

    • Carlos says:

      As baterias são muito caras e a mão de obra para a trocar não custa pouco.
      Esse é que é o grande problema e isso fará com que qualquer carro eléctrico usado, com 5 anos tenha um valor de mercado muitíssimo baixo.

  14. Xnelox says:

    Ele que ponha à venda o carro e não diga nada!! Recupera algum dinheiro e deixa o outro com a batata quente.

  15. Nuno Galhardo says:

    Tenho GPL, desde 2004, e só por isso não troquei de carro, o investimento tá mais do que pago e ca-tra-pago. Com cartão universo na Galp, fica a 52 CTS o litro.
    Sistema Prins, Nunca tive problemas até hoje.
    Incrivelmentee pouca gente mete a GPL, continua a ir pa diesel, gasóleo tá caro e carro em si e peças são mais caras…
    Enfim, só poucos fazem as contas…

  16. Nuno Galhardo says:

    Eléctrico tem este problema já há MT identificado, da vida útil das baterias… Há interesses no guito… Hidrogênio seria a alternativa, mas sempre adiada…outros interesses se sobrepõem.
    O problema será quando os políticos continuarem a carregar de impostos os veículos a combustível ainda MT mais do que hoje, com a justificacão do aquecimento global…

    • IonFan says:

      Onde é que está escrito que o problema ali é a vida útil? Pela descrição do problema é uma avaria. Avarias todos os carros podem ter. Não é comum é uma marca cobrar o dobro por uma bateria com metade da capacidade do líder de mercado…

      Quanto à vida útil, mede se em ciclos. Este carro faz mais de 200km por ciclo, ou seja, tem uns 500 ciclos. Uma bateria bem mantida pelo carro (o Leaf não é o melhor nisso) pode durar mais de 2000 ciclos até perder 20% da capacidade original.

    • JL says:

      E onde é que já se provou que o hidrogénio tem duração, se o problema segundo diz são as baterias, que não é, como é que o hidrogénio será alternativa se também usa baterias ?

      • Redin says:

        JL, o conceito de energia elétrica produzido por meio de Hidrogénio, é só uma forma de aproveitamento da mesma para mover um veiculo com apenas emissões de agua pelo escape e em consequência zero emissões de gases.
        Mas a luta pela necessidade do mundo recorrer ao hidrogénio tem muito mais do que uma simples conversão.
        Existe uma enorme deficiência no armazenamento de energia para uso futuro que somente o hidrogénio pode proporcionar. O armazenamento por meio de baterias torna-se ao longo do tempo inútil, caro, poluente e ineficiente. Por isso, é que se recorre a produção de hidrogénio (convém obviamente seja por meio de produção verde e não fóssil) para armazenar e utilizar durante por ex. os períodos noturnos.
        É este o motivo para se produzir hidrogénio. A utilização do mesmo para a industria automóvel, é só e apenas uma consequência feliz para um mundo mais limpo e saudável.
        Para vermos a utilização de algo, não podemos só olhar apenas para o óbvio sem apreciar o panorama geral.
        Visão, precisa-se.

        • JL says:

          Acho que não entendeu o que disse, numa aplicação de hidrogénio num veiculo tem de ter uma bateria, pequena em relação às dos ve’s, para armazenar energia periodicamente, isto porque as fuel cell não permitem abrandamentos e aceleramentos no processo de produção, sem bateria, quando o semáforo abrisse, carregava no acelerador e esperava 30 segundos para o carro começar a andar.

          Isso é que querem vender para gastar os fundos da união europeia, a verdade que não lhe dizem é que dos 100 % de energia que entra no processo, nem 20 % dai dele, o resto são perdas e custos, nunca com a tecnologia atual, o hidrogénio terá qualquer viabilidade, só mesmo para cativar investimento tal como sempre foi, desde à 60 anos.

          Se querem aproveitar a energia que se produz de noite, comprem veículos eléctricos, pois a galp e outras já oferecem grandes descontos na electricidade que é vendida de noite a quem tem viaturas eléctricas.

          Nunca vai ser verde, tal como as baterias, pois além de baterias também precisa de metais raros como a platina, e o famoso cobalto também usado na refinação de combustiveis.

          O futuro depende de tecnologias eficientes, não de tecnologias velhas que nunca evoluíram devido à física e química que têm no máximo 25 % de eficiência.

          • Redin says:

            Qualquer carro tem de ter uma bateria, mesmo que pequena para esse efeito que falou. A diferença, além da que já expliquei antes, tem também a ver com o tempo de carga. Um depósito cheio de hidrogénio leva 5 minutos.
            Talvez a única vantagem de carregar uma bateria será podermos faze-lo em casa. Mas eu sou um crente que num futuro próximo, poderemos ter na nossa casa ou garagem comunitária de um prédio um gerador de hidrogénio.
            Quando me refiro a “verde”, estou a referir-me ao uso de energia elétrica proveniente de fontes renováveis.
            Quanto a tecnologias velhas, acho que estás enganado. A elétrica é bem mais velha do que a do Hidrogénio. Apenas não houve espaço para o Hidrogénio por razões de segurança que hoje já não tem problemas.

          • JL says:

            Não é bem assim, leva 5 minutos se o posto estiver com a pressão máxima, ou seja, se tiver um carro à minha frente, acabar de abastecer, o meu já não vai levar 5 minutos, leva mais ou menos 15, isto porque o posto vai ter de pressurizar o tanque intermédio para a pressão que o meu carro leva, isso demora tempo.

            Mas ainda assim é muito mais rápido que carregar baterias, a diferença é que o custo é cerca de 10 x maior, nos dias de hoje custa cerca de 20 euros de hidrogénio para fazer 100 kms, duvido que no futuro com a demanda vá ficar mais barato.

            Certo, pode usar energia verde, mas o que será melhor, usar essa energia verde em veículos com eficiência de 80 %, ou em veículos com 20% de eficiência ?

            Em termos de poluição vai ser igual ou pior para os hidrogénio, isto porque as células de combustível têm uma duração muito curta, e também usam minerais nobres, as baterias já são 95 a 98% recicláveis, no hidrogénio ainda ninguém falou nisso, mas segundo o que andei a ler, não fica lá muito para reciclar além do grafite, a platina e o cobalto das células de combustível oxida e sai pelo escape juntamente com a água.

            Mas vamos ver se inventam algo novo, porque desde 1966 que se investe no hidrogénio, e nada evoluiu.

            As baterias são mais antigas, mas em termos das baterias mais recentes, NMC, LFP são muito mais novas que hidrogénio. Só este século se investiu nestas, enquanto que em células de combustível já se investe à muitas décadas, cá em Portugal já existiu uma fabrica delas, que tive oportunidade de visitar à cerca de 15 anos.

            Se quer saber porque não é viável, fale com o seu professor de física e química, eles sabem porque não funciona, os políticos é que são teimosos, o discurso deles vai para onde existe dinheiro.

          • Redin says:

            Aqui está um artigo que exemplifica o que eu disse antes sobre um dos meus sonhos.
            https://reneweconomy.com.au/australian-invented-hydrogen-storage-for-homes-and-businesses-hits-the-market-14324/

  17. Carlos says:

    Basta entrar numa qualquer plataforma de venda de carros usados e ver a desvalorização dos carros eléctricos.

  18. eu says:

    Uso GPL desde 2009. Desde então poupei em relação à gasolina, o que esse Sr. recebeu de faturas de substituição de bateria. Irónico.
    Tendo em conta que o meu carro custou uma fração do preço do Leaf, então nem se compara.
    Ou se é inteligente ou se segue as modas.

  19. Francisco says:

    Uma pergunta, que me pareceu não ter sido colocada ainda: a garantia das baterias não especifica um X de kms anuais? Poderá a Nissan considerar uso abusivo e assim anular a garantia?

  20. Carlos says:

    No caso do LEAF a garantia de 8 anos só é aplicada se a bateria perder mais de 25% da capacidade, ou seja para um carro que fazia 300km quando era novo, se ao fim de 7,9 anos só estiver a fazer 225, a garantia não paga a substituição.
    Tendo em conta que ao fim de 8 anos o carro valerá 7 ou 8 mil euros, a substituição da bateria pode custar o dobro do valor do carro.
    Por outras palavras, o Leaf (e outros semelhantes) foram feitos para durar 8 anos.

  21. Carlos says:

    Querem ver que o velho 220d que eu uso nas ferias, vai valer mais do que um LEAF daqui a 8 anos!!!

    • IonFan says:

      Não porque o Leaf vai poder entrar em todas a capitais europeias e o teu 220d não. Agora pensa quanto é que alguém vai estar disposto a dar por um carro que não pode entrar na sua capital de distrito…

      • Cláudio says:

        Não te preocupes que não é em 2030 que isso vai acontecer. Existe muitos interesses por trás para matar assim o gasóleo e gasolina. É a electricidade não é um deles

      • IonFan says:

        Já vi que gostam muito do diesel. Ainda bem que aqui ainda ninguém disse para irem comprar um eléctrico a correr 😉

        • Cláudio says:

          Prefiro gasolina, mas volto a dizer eléctrico puro não é o futuro.

          Mais vale esperar pelo hidrogénio.

          Mas quem faz empréstimos para comprar um tesla, pode trocar de baterias de x em x anos.

      • Toni da Adega says:

        Isso já acontece em muitos países um carro a Diesel usado no Reino Unido vale muito menos que um carro a gasolina. Quem os tem nem os consegue vender

      • Luis carreira says:

        mas se calhar mais de 50% de população de um pais não vai à capital…. ja para não falar que a maioria da população se vê à rasca para ter uma carro de 5000€ quanto mais um eletrico de 50 mil ja para não falar na falta de garagens para carregar o carro…

        • IonFan says:

          Mas, se calhar, 90% da população não precisa de mais de 100kms de autonomia. No entanto toda a gente acha que um eléctrico tem que ter 800km para ser viável, porque acham que vai haver uma vez na vida que vão precisar de fazer o país de norte a sul… Da mesma forma, muitos desses eventuais 50% que nunca vai à capital (e eu disse de distrito…), também vão querer um carro que possa lá para aquela vez na vida que vão precisar 😉

          E os eléctricos são caros agora. Os preços estão e vão continuar a descer, tal como qualquer nova tecnologia na historia. Um carro com 400km custava 100.000€ há 8 anos e agora custa 50.000€. Eventualmente vão mesmo ser mais baratos que qualquer carro equivalente a gasolina ou a gasóleo.

          • luiscarreira says:

            desculpa mas tu disseste capitais europeias e não de distrito…. Esses 50% como tu dizes que vão querer comprar um carro para la entrar… é capaz mas do querer a ter dinheiro para vai uma grande distancia…. para teres uma noção com o meu salario base de 690€ achas que alguma vez vou comprar um electrico quando o meu atual carro diesel custou-me 250€… não não falta nenhum zero… não me dá chatices nenhumas com uma autonomia de 1000 km a andar normalmente… é velho??? opa é mas é o que uma ordenado que a maioria da população tem…

          • IonFan says:

            @luiscarreira, é só olhares para cima… Eu escrevi “Agora pensa quanto é que alguém vai estar disposto a dar por um carro que não pode entrar na sua capital de distrito…”

            E qual foi a parte de “E os eléctricos são caros agora. Os preços estão e vão continuar a descer, tal como qualquer nova tecnologia na historia.” que não percebeste?

  22. King Baniram says:

    Preparem a carteira Tesla boys !!!!

    Nao só ninguem vos compra o carro usado, como ainda vao pagar um segundo Tesla para meter o antigo a andar. :D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D

    • IonFan says:

      Tu sonhas com a Tesla. De ultima vez que verifiquei, o artigo era sobre um carro da Nissan…

      • King Baniram says:

        Bem… cheguei aqui ao post, li o que tinha a ler e depois vim ver os comentarios… surpresa das surpresas, já cá estavas tu…

        Foi só para picar os Tesla boys que ja cá estavam 😉

        • IonFan says:

          Acho que o facto de estar a comentar numa noticia que nada tem a ver com a Tesla, demonstra bem a diferença de postura de alguém que acredita na mobilidade eléctrica, contra alguém que parece ter alguma coisa atravessada por causa de algum Tesla…

          • JL says:

            @IonFan, não ligues, no facebook todos eles andam muito. lol

          • King Baniram says:

            Uau, palavras bonitas, juro que fiquei emocionado agora 🙂

            0 coisas atravessadas, de momento, 0 Teslas passaram por mim. Quando vejo um na IC19, ta sempre no meio a 80, assim nem piada tem… Vou fazer birra e espalhar o meu azeite todo neste blogue!
            O meu ibiza de 98 com pd160 e bilha é pior que um Tesla 🙁 🙁 🙁

            Se fosses um utilizador ativo neste blogue, vias que comento quase tudo o que é setor automovel, telemoveis e pcs/consolas. Nao comento apenas noticias de VEs, e só passa a vida a falar de Teslas 😉

            Es tao bonitinho, que a tua primeira introduçao neste post foi:
            “Eu tenho um Model 3 (full extras, como qualquer Tesla) e custou 60.000€. É um carro do segmento D com tracção às 4 rodas e mais de 400cv. Qual é o carro a gasolina ou gasóleo equivalente e mais barato?”

            Sabes o que que costumo chamar a pessoas como tu? As ditas vitimas? Hipocritas.

          • IonFan says:

            @King Baniram, quem é que trouxe o assunto Tesla para esta discussão? Eu até tive o cuidado de escrever coisas como “líder no custo de baterias” para não ferir a susceptibilidade os mais inquietos.

            Se não tens nada atravessado porque é que insistes em falar da marca, mesmo quando o artigo não tem nada a ver com ela? Se não gostas é simples! Não compras!

            E não, essa não foi a minha introdução. Bastava teres visto as horas dos posts e percebias isso… Isso foi uma resposta onde foi necessário dizer o modelo em concreto.

            Sabes ao menos o significado da palavra “hipocrisia”? Pelo que escreveste não parece…

          • King Baniram says:

            @Ion,
            Eu comento, pelo facto de comentares. É giro ver-te a esperniar a provar que o teu carro, é capaz de ir para Nurburgring e dar coça a carros a gasolina, carros esses que foram feitos para fazer curvas e nao viagens confortaveis, mas no entanto, tambem fazes excelentes viagens cheias de conforto nos desportivos 😉

            Sei sim, a meu ver, tu quiseste dizer que tinhas um model 3 e puxas-te a conversa para a tua brasa… lá está, aquela teoria do vizinho que tu dizes que nao, mas depois tas sempre de boca aberta para dizer que tens um Model 3 e que custou 60mil€… Se eu fosse ao teu facebook ou instagram, aposto que seria só fotos do carrinho de brincar.

          • IonFan says:

            @King Baniram, “Sei sim, a meu ver, tu quiseste dizer que tinhas um model 3 e puxas-te a conversa para a tua brasa…”, é hipocrisia? Ok, é oficial, não sabes o que significa hipocrisia…

            E enganas te. Em mais de um ano e meio pus 2 fotos do carro no Instagram e 0 (zero) no Facebook 😉 As duas fotos que tirei ao carro podia muito bem ter tirado na rua. Não fica claro que seja o meu carro. A minha foto de perfil continua a ser a mesma de sempre em todas as redes sociais.

            E quem mais gosta de lembrar que o carro custa esse dinheiro és tu. Eu, pelo contrário, já admiti várias vezes que só tenho um carro deste valor porque é eléctrico e poupo a diferença nas despesa mais baixa que me dá. Se prestares atenção, das vezes que falo do preço do carro é com o ênfase de mostrar que não é caro comparado com as ofertas equivalentes. Outra coisa que já escrevi varias vezes por aqui é que comprava na mesma nem que tivesse metade da potência. Parece que não andas muito atento e formaste uma imagem um pouco distorcida de mim.

    • JL says:

      O preço das tesla já é conhecido.

  23. Robin says:

    Depois do 1º dono sucata com ele.

  24. Ze Duarte says:

    Ainda ontem lá fui e não era nada disso. O tipo disse que só no outro é que chegava.

  25. Filipe says:

    Atenção que uma fatura proforma não é considerado uma fatura final !!!
    Não confundir

    • Vítor M. says:

      Vês… tínhamos razão. Afinal não é como dizias coisas do paint 😉 eu disse… e lá vamos nos outra vez. O pplware mostra, e… afinal tinham razão.

      • JL says:

        Nem por isso, disse que o condutor recebeu uma factura de 23 mil, o sr da fonte não é o condutor do carro, além disso esta vem confirmar que o valor é incorrecto.

        Portanto existem 2 preços, um para quem é cliente e quer substituir e outro para quem quer comprar a bateria para por exemplo aumentar a que tem, tal como eu já tinha sugerido.

        • Vítor M. says:

          Aqui em causa, e no artigo, não foi o senhor ou o cavalheiro, foi a fatura proforma. Não desvirtues o assunto, E tal como é explicado, o documento é verídico e aconteceu. Coisa que dias ser uma montagem do paint. Portanto, não desvirtues o assunto, estavas errado. Agora estás a mudar o assunto “aa e tal o valor estava incorreto”… isso agora 😉 depois do batizado feito, não faltam padrinhos!

          • JL says:

            Mas aconteceu como, a fonte da vossa informação diz que não é dono do carro e viu noutra publicação ?

            Como pode afirmar que aconteceu ?

          • Vítor M. says:

            😀 voltas a fugir ao assunto. Já percebi. Como tínhamos dito, o documento é verdadeiro, já vi que deu origem a uma marca se retratar. Pronto. Está esclarecido o que queríamos, era apenas a verdade dos factos. Tínhamos razão. Para este peditório já dei.

          • JL says:

            Mas qual assunto ?

            Mas consegue provar é uma fatura proforma válida ? como se não tem tem data nem numero, nem validade. Acha que os orçamentos duram para toda a vida ?

            Ainda não me confirmou porque dizem que a fonte da informação é o dono do carro, que não é.

          • Vítor M. says:

            Que importa se o dono do carro é quem deu a conhecer a fatura? Que interesse tem isso? O que nos interessa e isso parece que não entendeste ainda, é que a fatura proforma é real. O serviço nela contido é real, os valores foram apresentados. Tal como referimos. Estavas enganado e a mensagem que querias passar, para enganar os mais incautos, não passou. Mas eu referi isso várias vezes, não sei porque insistes. 😉

          • JL says:

            Então se não importa como podem afirmar que é real ?

            Onde é que eu disse isso ?

            Pela 10x volto a repetir, dizem que o dono do carro recebeu essa factura, agora muda de assunto e eu é que ando a inventar ?

            LOOOOOOL

          • Vítor M. says:

            Sim é real, existe e não é paint que disseste. Aaa espera, disseste que não disseste, mas afinal disseste. 😉 é muita informação para encaixares. Sim tudo o que está dito no artigo está correto.

          • JL says:

            Claro que está, tudo está certo, até o dono dizer que não é dono .LOOOL

          • Vítor M. says:

            Claro, agora afinal não é paint…. 🙂

          • JL says:

            AHHHHHHAHAHAHHA

            Agora já disse que era paint ???

            Pode-me dizer em que escola é que andou ? eu tenho de ligar para lá a perguntar que português andam a ensinar aos alunos.

            LOOOOL

          • Vítor M. says:

            Não vou baixar de nível a conversa. Abraço.

          • JL says:

            Correcção, “que não era paint”…

      • JL says:

        Mas tinham razão em quê ? Ainda não percebi ?

        A fonte da informação não é o cliente, o valor está errado, eu não falei em paint, apenas disse que não era uma factura, que ninguém pagou esse valor, e para ser um orçamento tinha de estar preenchido como tal, o que não acontece.

        A única coisa que vejo que acertaram foi divulgar informação incompleta como se fosse verdadeira.

        • Vítor M. says:

          A informação é verdadeira. Podes não querer aceitar, mas isso é lá contigo (e colocaste mesmo em causa o nosso trabalho). E mais que uma vez disseste que o documento era falso, afinal não é. Aliás, claro que não é e que os valor foi orçamentado a um cliente. Se era aquele senhor, ou o cavalheiro ao lado, o foco não era esse, era o valor alocado ao trabalho…

          • JL says:

            Claro que coloco;

            ““Compras carro elétrico e passado 112 000 km pagas 16 831 euros por uma bateria e 22 890 euros na oficina. Fatura proforma de 22/10/2020”, pode ler-se numa publicação de um proprietário de um Nissan Leaf.”

            Mas qual proprietário ? o dono da publicação diz que o carro não é dele ?

            Assim é melhor ?

            Mas onde é que eu disse que era falso ????? está a tirar essa palavra de onde ?
            Esse é o vosso problema, tiram palavras de onde elas não existem.

          • Vítor M. says:

            🙂 “Mas qual factura, está ali alguma coisa a dizer factura ??” “É que nem um orçamento é, pois não tem numero nem data, qualquer um faz isso no paint.”

            Não vale a pena perder tempo quando não se tem um discurso conciso.

          • JL says:

            Que provas tem que o documento é oficial ?

            Nota: em cima não disse que era falso, estou a questionar onde está a prova que é oficial ?

          • Vítor M. says:

            Investigação sobre o dono do carro e da fatura (até tem o documento no seu Facebook). E sim, tu por várias vezes referiste que o documento não valia nada e que era feito no paint.

          • JL says:

            Não respondeu à minha pergunta, onde disse que era falso ?

          • Vítor M. says:

            Já respondi a isso. Basta ler o que respondi.

          • JL says:

            @Vitor M. o dono do carro não é o do perfil que aqui partilhou, se seguir o link ele diz:

            “Francisco Carvalho
            ………
            Eu partilhei uma fatura que outra pessoa publicou, não tenho motivo para não publicar.
            A fatura parece ser verdadeira.”

            Portanto neste este sabe se é verdadeira.

          • Vítor M. says:

            A fatura tem um nome do cliente que efetivamente partilhou a foto e que depois foi partilhada por outros. E quando dissemos que era verdadeira, estava correta a informação, porque sabíamos que era um doc real. Aliás, tínhamos razão, caso contrário não o publicaríamos. O paint é que não fazia parte… mas é assim.

          • JL says:

            LOOOOOOOOL

            Tá bem, tá bem..

          • Vítor M. says:

            Sim eu sei que está.

          • JL says:

            Sim está, até o suposto dono do carro dizer que o carro não é dele e ter acabado por apagar o post e levando a fatura como ele, portanto é tão verdadeira que desapareceu. …

          • Vítor M. says:

            Estás enganado 😉 lá por desaparecer o post, os factos não desaparecem. Isso querias tu, mas não tens hipótese. Factos são factos. 🙂 e como vês, está tudo de novo reposto 😉 ainda bem que alertaste, assim as pessoas ficam com a informação completa novamente.

          • JL says:

            https:/ /visao.sapo.pt/exameinformatica/2020-11-06-nissan-volta-a-confirmar-preco-de-e7000-para-substituicao-de-baterias-do-leaf/?fbclid=IwAR3y11SXZT8Rh7KFp2Onk1lqmQFQPq50rCNj2CBtuOXw24uePoRqbvijuyM

            A nissan afirma que nunca ninguém colocou baterias por esses valor e que o preço são os 7000.

          • Vítor M. says:

            Continuas a ter um discurso com falta de honestidade. Leste a notícia, lá não vem a dizer que o documento é falso, como insinuaste. Vem mesmo a confirmar que os orçamentos dados podem ser com a promoção, ou sem se o carro já não ter direito à promoção. Portanto, isso mostra que estes valores podem acontecer, e que tu estás errado ao tentar ludibriar a verdade.

            Tal como já tínhamos dito, na publicação é referido que “orçamentos que têm sido partilhados pelos utilizadores é consequência de os concessionários da marca estarem a apresentar o preço da bateria sem adicionarem a promoção, ou seja incluírem o valor de subsídio da marca. Isto porque a bateria, quando vendida fora do processo de substituição num carro, tem, de facto, o tal custo acima dos €20.000.”

            Portanto, a bateria, pelo que é dito, pode ser vendida com ou sem subsídio da marca. Podemos concluir que uns clientes têm subsídio, e outros não. Lá está, os orçamentos de vinte e tal mil euros. 😉

            Como vês, estás errado e deverias retratar-te pelo que andaste a insinuar.

            PS: a música dos 7 mil euros, que está aí a tentar assobiar, é só para os distraídos comerem… porque 7 mil mais iva são 8610 euros, mais 918 euros de mão de obra, mais 1230 euros de sobretaxa, dá um total de 10758 euros. Isto para uns, porque sem o apoio da marca, são 22890 euros.

        • JL says:

          Desonestidade como? Não fui eu que escrevi um artigo a dizer que um proprietário tem de pagar 22 mil euros por uma substituição de uma bateria, confirmei que a fonte não era proprietário coisa alguma, tudo se trata de um engano, o documento não tem qualquer valor porque além de ilegal tá errado, e no fim sou desonesto? Boa

          Factos: tal como já se sabia a bateria custa 7000 euros e como é confirmado, NINGUÉM pagou o valor de 22 mil, é assim porque a nissan recebeu muitos pedidos para fornecerem a bateria aquele preço, porque é uma pexincha, mais nenhuma bateria daquela capacidade custa isso, portanto quem a queira e não tenha carro custa isso, a Tesla por exemplo, entre outras marcas não vende nem baterias nem um pisca a quem não apresente um VIN válido. A nissan só vende a bateria com o carro na oficina deles.

          Portanto se procurar a verdade é ser desonesto, nem quero saber o que é realmente ser desonesto.

          • Vítor M. says:

            Tu o homem do paint procura a verdade? Essa é boa. Tu sempre insinuaste que o documento era falso, e não era. Isso sim é ser honesto, de facto ser honesto é dizeres que não sabes, mas assumes que sabes… afinal estás errado e agora queres virar o bico ao prego 😉

            O facto de haver um documento, verdadeiro, indicia que o serviço num documento válido segue o seu curso. Se pagou ou não, isso depois é um assunto que, assumindo que o documento é uma fatura válida em termos fiscais, pode ou não dar origem ao pagamento. Quem indiciou o pagamento, fê-lo com base no documento verdadeiro. Aliás, alguém já pagou o valor, porque se não tiver o “bónus” na marca, é esse o valor. Por muitos eu te custe aceitar 😉

            Falhaste e não tiveste uma atitude correta, como tal, todos os artigos espoletados pelo nosso artigo, só vem confirmar que ainda há quem queira cobrar esse valor (caso contrário não o colocava numa fatura).

          • JL says:

            Não existe nenhum documento verdadeiro, existe uma foto tirada sabe-se lá de onde, também paga fatura sendo fotos? Na autoridade tributária também lhe aceitam recibos que sejam fotos?

            Se realmente é verdadeira pegue nela e mostre a de vários ângulos para a malta ver. Loool

          • Vítor M. says:

            Haha agora volta a não existir. Atrás disseste que afinal não tinhas dito que era falso, antes tinhas dito que era paint. Estás desorientado, não estás a dizer coisa com coisa. Já viste que afinal existe o valor, a marca disse que aqueles valores são possíveis e mesmo assim, estás a tentar espelhar uma mentira, mesmo depois de teres visto outros artigos a frisar que é verdade, que os valores são possíveis e acontecem. Agora estás completamente a andar em círculos. Enfim…

  26. jotape says:

    tanto bla bla mas estamos em portugal a gatunagem do iva ninguem fala, criticam os 23 mil euros mas sao capazes de andarem de BMW o Mercedes de 45 mil euros a ir atestar semana a semana e trocam de 8 em 8 anos…

    • King Baniram says:

      Ao fim de 8 anos, ainda há quem queira comprar o carro. É essa a diferença para a Tesla.

      Uma coisa é certa, o mercado de Teslas usados nao para de crescer! Alias o mercado não, o parque nacional de usados. Quem é que no seu perfeito juizo, compra um popo a pilhas fora da garantia? Ninguem! Vão ficar a ganhar pó, como ja estão a ganhar…

      O Eletrico por ser novidade traz destas coisas, é mais que normal que as pilhas e a mao de obra sejam elevadissimas, mas os experts dos EVs, dizem todos que a manutenção é mais barata… quem sou eu para dizer o contrario ¯\_(ツ)_/¯

      • IonFan says:

        Não há nenhum motivo técnico para a mão de obra num EV ser mais cara que outra qualquer. Se acontece é porque os técnicos especializados ainda são poucos e o mercado assim o dita. Mas isto vai mudar nos próximos anos.

        A manutenção é efectivamente muito mais barata. Tens inúmeros exemplos de proprietários de muitos anos que gastaram quantias irrisórias. Eu estou agora a ter essa experiência, e estou a confirmar a estimativa que fiz, mas com pouco mais de 1 ano e meio, é cedo para tirar conclusões. Por isso, quando dizes “quem sou eu para dizer o contrario”, dás me esperança de que finalmente começas a perceber…

        Tu (e outros) achas que ninguém vai querer comprar um eléctrico, nomeadamente um Tesla, com mais de 8 anos. Eu acho o contrário. Na realidade não há forma de saber ao certo quem tem razão. Entretanto está a correr bem para o meu lado (https://thedriven.io/2020/02/10/tesla-model-3-top-list-of-cars-that-hold-their-value/)
        mas vamos ter que esperar para saber o que acontece depois do fim das garantias.

  27. jotape says:

    esse preço pela manutenços por ano de maquinas como BM´s e mercedes e audis mas enfim estou a ver que a liberalizaçao do mercado a bem do cliente veio dar lugar a fake news e mitos sobre outras formas de veiuculos no mercado os lobbys do petroleo sao tao grandes que obrigam as pessoas a comprar tudo que eles dao e nao optar por outros gostos

  28. Pedro says:

    Nissan leaf de certeza que não comprava! No setor de importação a par da 1ª geração dos zoe são os que menos autonomia têm. Com cerca de 90% de carga a autonomia mal passa os 100km em muitos dos carros que já tive contato.

  29. Miguel Seabra says:

    Todos vocês vão comprar um Tesla só que ainda sabem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.