PplWare Mobile

Nissan está a desenvolver um carro elétrico bem mais potente, com dois motores e 4WD


Fonte: Nissan

Autor: Eduardo Mota


  1. Rui says:

    Eu se estivesse muito inclinado a comprar um Leaf, pedia já um orçamento com validade de 10 anos, para substituição das baterias!!!! Assim não era surpreendido!

    • Klimane says:

      Tu achas que estás é com défice de atenção e vens p’rá aqui à pesca. Serias surpreendido na mesma, a tecnologia de hoje não será a mesma daqui a 10 anos e se hoje já é possível através de um kit substituir o motor de combustão interna por um totalmente eléctrico e transformar um poluidor nato num veículo mais ecológico daqui a uma década a tecnologia vai concerteza surpreender-te de uma maneira que hoje não consegues conceber.

  2. Joao says:

    Não será antes AWD? É que são conceitos diferentes…

    • Rui says:

      O artigo é claro: “A contribuir para este aprimoramento da dinâmica e condução, a Nissan implementou ainda um sistema de tração às quatro rodas. Tal faz todo o sentido, tendo em conta que os dois motores elétricos estão localizados juntos dos eixos do veículo. Assim, os próximos veículos elétricos da Nissan terão uma performance nitidamente superior sem beliscar na eficiência.”

      Tracção às 4 rodas, com 1 motor eléctrico por eixo.

    • Eduardo Mota says:

      João, a Nissan indica que é 4WD!

  3. mike litoris says:

    Depois pagam 30K pelas substituição das baterias

  4. Philleas says:

    A Nissan em Portugal com a história dos 30 mil euros para substituir as baterias, eu um valente tiro no pé e enterrou o Leaf. Paz a sua alma.

  5. hmk says:

    mais um para depois pagar mais de 30 mil euros pela bateria

    • Klimane says:

      Fui ver a notícia e o tipo comprou o Leaf em Maio de 2017, espetou 200 mil quilómetros no carro em 2 anos e meio e agora quer meter uma bateria porque o carro só faz 60 quilometos numa carga completa.
      Eu se comprasse um carro a gasóleo e em dois anos fizesse 200.000 km tinha gasto só em combustível a 6l/100 16.000€ contas redondas, fora as revisões. que provavelmente seriam uma pipa de massa para 200mil quilometros. Porra um carro que faz em dois anos, se calhar a custo zero (agora paga-se os carregamentos) 200 mil quilometros e só mete pneus É O MELHOR CARRO DO MUNDO.

      • Rui says:

        Tem de dizer-me onde é que carrega o carro eléctrico de graça!
        E também como é que trava, bloqueia o rotor? Para ter só gastos em pneus!!!!!

        E não faz as contas à desvalorização do carro? Se vender um eléctrico que precisa urgentemente de baterias, quanto é que vale?

        Realmente fazer contas é consigo, não percebo porque é que os carros a combustão vendem ainda assim muito mais que os eléctricos, em Portugal!!!!

        Mas dou-lhe outra dica, que carro a combustão utiliza para comparar com o LEAF de 35.000€? É que com esse custo, compro um BMW série 3 ou Mercedes Classe C, mas na realidade o carro que compara em tamanho, comodidade, mala….. é mais com o Clio de 20.000€!!!!

        • Klimane says:

          Enfia 200.000 km num carro em 2 anos e vendes muito bem oh sim. Não percebes nada de elétricos e nunca andaste num Leaf para conhecer o conforto nem sabes a tecnologia que o carro tem igual ou superior a alguns BMW. Vai ver a notícia e ouve com atenção, Eu se fosse a Nissan não queria ver o gajo nem pintado de ouro. Metem-lhe uma bateria nova e o gajo estoura com cargas ráoidas em 2 anos e vem reclamar outra. AINDA É POSSÍVEL CARREGAR A CUSTO ZERO, OUVE O QUE TE DIGO.

          • mmendez says:

            200.000 Km para um mercedes ! acabou de nascer, para um citroen saxo 1.5d 200.000 faz a brincar com um custo de fazer rir porque já existem alguns com 700.000 e para outros tantos que com 30.000 euros até compra 3 carros e poupa dinheiro.
            dar 30.000€ por um carro a pilhas e depois de 200.000km dar mais 30.000 só um idiota.
            pra mim esse lixo a pilhas bem podem ficar com eles , nem de borla os quero.

          • Marco says:

            Se ele andou é porque podia, se carregou é porque a Nissan assim o permitiu…segundo a sua opinião, o veículo tem à disposição os carregamentos rápidos mas não pode usar, pode comprar o carro mas não pode fazer 100 mil km ao ano. Tristes dos taxistas que compraram eléctricos…afinal parece que não são o futuro.
            Em relação à bateria, é proibido substituir quando está em fim de vida? E as outras marcas que trocam por custos muito inferiores! A BMW tem um sistema de módulo e só troca o módulo estragado…será que as da Nissan são assim tão avançadas para esse preço exorbitante?

          • Infinity says:

            200.000 Km num carro com as revisões de dia, ou seja bem estimado não é nada.
            Quanto ao conforto, depende ser tiveres que pagar um hotel para fazer uma viagem enquanto carregas o carro pode ser melhor, a não ser que leves a tenda, pois num BMW ou Mercedes de certeza que o basta os 5-10 minutos para abastecer e tens conforto durante a viagem.

            Se as baterias não aguentam porque dizem que podem fazer carregamentos rápidos?

  6. Klimane says:

    Eu tenho um Mercedes e sei quanto custam as revisões o tipo faz 7000 km por mês num elétrico. Poupa milhares em revisões, combustível e impostos o carro é tão bom que ele ainda quis comprar outra bateria. Não meteu uma usada, não vendeu o carro, quer uma bateria nem que seja por 100000 e está disposto a ir a tribunal.

    • MMendez says:

      Eu tb tenho um Mercedes e sei quanto custam as revisões, lixo eléctrico não quero e essa do poupar é pra rir no eléctrico, 1º só pode ir a marca , a marca faz o preço que quer, depois na venda é perda total ninguém vai comprar um eléctrico em 2º mão, em termos de segurança temos alta voltagem em causo de embate tem de se saber o que faz pode existir o risco de electrocussão, depois temos a radiação electromagnética que ninguém fala e sobre o que faz aos corpos. Como eu digo , deixa as cobaias ir a frente.

  7. Klimane says:

    Então chegaste à conclusão que algo não bate certo? Isso já eu tinha visto. Ninguém perguntou ao tipo quanto gastou em manutenção e carregamentos

  8. tdsines says:

    A pergunta que impera aqui é: este já vai trazer ventilação/refrigeração para as baterias? é que a primeira geração não ter ainda se come, mas não terem feito nada acerca disto para esta actual é sim um grande tiro no pé.
    Mais do que a distância percorrida, não me espanta a degradação da bateria em apenas 2 anos. Acredito que precisamente pela falta de ventilação da mesma.

  9. Pedro says:

    Deve custar 100.000 euros a substituição de bateria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.