Quantcast
PplWare Mobile

Lisboa: 20 novos radares de velocidade já a 1 de junho! Saiba onde ficam

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Jorge says:

    São mais de 60.000 funcionários públicos que entraram entre 2015 e 2021 …
    “Bora lá malta” dar de comer a esta gente que tanto trabalha e que contribui para a riqueza gerada em Portugal.

    • Louro says:

      Nao queres? É só cumprir os limites de velocidade.

      Deviam era de instalar ainda mais radares, assim os que insistem que sao pilotos podiam sempre pagar pela crise ao invés de serem sempre os mesmos.

      • says:

        Isso é muito bonito de se dizer, mas os limites de velocidade em muitas estradas em Portugal são ridiculos, sendo que parece que o único objectivo é mesmo a caça a multa.
        Enquanto a tecnologia da segurança automóvel evolui, os limites de velocidade permanecem os mesmos e agora ainda querem baixar o limite de velocidade em Lisboa para 10km/h.

        Sr. Louro, com isto quero dizer que não precisa de ser um Colin McRae ao volante para passar o limite de velocidade em Portugal, apenas um cidadão comum que não tem a paz de espirito suficiente para dirigir a velocidades por vezes absurdas.

    • Greg says:

      Há falta de médicos, há falta de enfermeiros, há falta de professores, há falta de funcionários judiciais, há falta de policias, há falta até de militares (quem diria), há falta de tanta gente, mas tudo isso tem de ser feito sem funcionários públicos.
      O que não falta são condutores que sistematicamente gostam de andar acima dos limites e querem continuar a fazer o mesmo sem qualquer tipo de controlo.

      • Jane Doe says:

        Concordo com a parte dos funcionários públicos,não concordo com a segunda parte. Os que andam sistematicamente em excesso de velocidade andam atentos aos radares e nunca são apanhados. Quem é apanhado é quem anda a velocidades normais, por isso despreocupado e depois acaba por ser apanhado nos sítios onde o limite definido é ridiculamente baixo.

    • Micas says:

      O “rendimento” dos radares serve para pagar os estragos que os “aceleras e fangios” provocam aos outros. Para aprenderem a respeitar as regras. E enquanto isso não acontece geram rendimento.

    • secalharya says:

      O povo que pague as regalias que os funcionários públicos têm.

  2. Vasco says:

    Fazem falta mais. Este fds atravessei Espanha ida e volta e raramente se é ultrapassado nas AE’s cumprindo os limites e quando isso sucede é um ultrapassar controlado, lento e seguro. Os nossos amigos aqui do lado têm radares em tudo quanto é sitio e apesar de latinos não cometem as nossas asneiras. Aqui conduz-se de forma inconsciente. Venham mais radares.

    • Fusion says:

      Radares para controlar? Super de acordo e deveria haver mais.
      Agora radares em locais estratégicos com limites de velocidade irrealistas? Isso é puramente caça a multa, não vai prevenir nada, apenas encher os bolsos de alguns

      • Greg says:

        Concordo com o termo “caça à multa” quando os radares estão escondidos, mas neste caso estarão todos sinalizados, logo só cai quem quer.

        • José Carlos da Silva says:

          Isto.

        • Fusion says:

          No entanto continuam a ser colocados em sitios estratégicos mesmo que assinalados. Não faz sentido colocar um radar de 50 em locais onde se pode andar facilmente a 80 ou mais. Sabes o que acontece com isto? Muitos vão travar metros antes do radar e logo após o radar voltar acelerar, portanto para mim isto tem zero de prevenção

          • PeFerreira says:

            Isto basicamente. Que é o que toda a gente faz no radar do Estadio do Dragão na VCI. Uma reta enorme e um radar de 80. Só luzes vermelhas a travar e depois parece um “Lights off” da F1. Ridículo.
            O que está situado proximo dessa area que é em sentido contrário, faz todo o sentido porque situa-se numa curva em que há bastante sinistros. Isso sim.

      • Vasco says:

        Aí plenamente de acordo. Caça à multa, não.

      • darksantacruz says:

        isto!!!!

    • Greg says:

      Principalmente em zonas mais complicadas de algumas autoestradas.
      A chegada da A1 a Lisboa em hora de ponta com carros a circular a 100 ao lado de outros a 200 numa via com transito intenso é apenas um pequeno exemplo do que não pode acontecer, e há piores.

      • AlexS says:

        Autobahn, autobahn

        • Blackbit says:

          +1
          Ha troços de AE onde se poderia facilmente implementar o “sem-limite” de velocidades que existe na Alemanha. Ao inves, háa outros troços onde até o limite de 120 km/h é um valor alto, é uma questão de ajustar ao justo valor.

          • Greg says:

            O “Sem limite” da Alemanha aplica-se a AE com muitas faixas de rodagem em zonas sem saídas e sem entradas, coisa que não existe em Portugal

          • PeFerreira says:

            @Greg explica isto… Autobahn com somente 2 vias de transito na faixa e entrada com via de aceleração.
            https://youtu.be/j5byKvAka0o?t=74

            Não precisamos de “espaço”, precisamos é de pessoas que olhem para o espelho antes de fazer manobras e que não sejam senhoras de si a conduzir na esquerda com a direita livre.
            Alias… Está mais que visto que não ter mais vias de transito equivale a mais asneiras feitas pelas pessoas, principalmente conduzir nas duas vias centrais deixando a direita desocupada inteiramente como se fosse uma especie de “via para o Bus e taxis”.

          • PeFerreira says:

            Correção…
            “…Está mais que visto que *ter* mais vias de transito equivale a *mais asneiras* feitas…”

  3. secalharya says:

    E se colocassem mais médicos nos centros de saúde?

    …mas caça à multa é mais lucrativo e benéfico para o país…

    Os ricos cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres.

  4. Juvenal says:

    Há mais radares em Portugal que em França, Espanha e Itália em conjunto…

  5. falcaobranco says:

    Existe aí um “dos novos” que já está em utilização (em todos os termos ) há mais de 3 meses… fica a dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.