Quantcast
PplWare Mobile

Honda e chega ao mercado português com um preço mensal de 299 euros

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. says:

    Está ao preço do Model 3 versão base, na minha opinião ainda está bastante caro, talvez uns 20/25 mil este carro fosse bastante procurado

    • Marco says:

      Em Portugal o Model 3 começa nos 48.900,00€ novo.
      Mas concordo, este Honda e ainda é muito caro.

      • Filipe Rocha says:

        O Model 3 não é um carrinho. De qualquer forma o Zoe que concerteza é superior a este Honda é mais barato e com maior autonomia.

        • Marco says:

          Concordo, entre este e o Zoe ia para o Zoe sem pensar duas vezes.

          • JP says:

            Preferir um Renault a um Honda?!?

          • paulo says:

            Nem são comparáveis. Tens de ver uns videos no youtube. Procura pelo carpervert.
            Tenho um carro eléctrico e a posição de condução do Zoe com o banco super alto e o volante demasiado inclinado a lembrar uma carrinha comercial, não obrigado. Também odiei o barulho anti peões ou o barulho configurável dos piscas. Depois é giro ser muito fácil partir os apoios dos faróis da frente ou os carregamentos de AC que custam +1000€. Zoe não obrigado.

          • Marco says:

            Ando com um Zoe com frequência, a posição de condução sim é alta, mas também conduzo carros altos e não me incomoda. O som abaixo dos 40 é chato, mas serve para alguma coisa…
            Sim prefiro Renault a Honda…mas isso são gostos.

  2. Abreu says:

    Pode ser um modelo de coleção daqui a uns anos …

  3. klimane says:

    600 euros para mudar o óleo da caixa motor e diferencial na Mercedes e mesmo assim não deu direito a revisão oficial. Eram 1000€. Eu quero um eléctrico.

    • Robin says:

      Se calhar pensas que vais pagar barato num eléctrico ?
      As marcas existem para ganhar dinheiro !
      E quanto mais novo é mais caro sai a manutenção.

    • Jlucas says:

      klimane
      Antes de se comprar o carro convém saber essas coisas e que tipo de motor e cx se compra.
      O que eu vejo é correrem para o stand e comprar porque é muito bonito ou saiu agora, saber que motor ou cx tem, se é fiável, quanto custa manter esse motor ou cx, isso nem estão interessados em saber, quando acordam para a vida já e tarde e depois queixam-se.

      • klimane says:

        Olá. Quando fores ao mecânico com a tua bicicleta e ele te disser:
        -Chefe, a varinha de condão da cambota avançada passou dois dentes e agora tem de se mandar reparar aplainar rectificar montar alinhar e meter à máquina. Vai ser aí um rim e dois pulmões a não ser que prefira andar a pé. É para reparar ou esperamos pelo novo crédito?

        • Robin says:

          Para tua informação também tenho um Mercedes e até te digo mais um Classe C a Gasolina. Mas eu sabia o que comprava mas pelos visto tu não.

          • Klimane says:

            Eu sei o que comprei e sei o que custa manter um carro na marca e sei o que custa manter um carro na concorrência mas estou ansioso por saber quanto fica a mudança de óleo num eléctrico e as revisões. Mas se tens dinheiro para esbanjar parabéns. Nem todos estamos preparados para uma avaria que nos leva as férias do próximo ano.

          • klimane says:

            Sabes que se a imensa maioria das pessoas soubesse o custo de um veículo a combustão ao fim de 10 anos fugia como o diabo da cruz?

          • Marco says:

            @klimane, não te enganaste? Mudança de óleo num eléctrico? Qual óleo? De travões? Penso que não deve ter outro…

            O problema do eléctrico só surge quando a bateria perde muita autonomia com custos astronómicos, até lá é sempre a poupar.

          • Monte Gordo says:

            Robin & Jlucas: é óbvio que quando compras um veículo de marcas conceituadas (BMW, Audi, Mercedes…) as revisões são mais caras, mas ninguém vai perguntar quanto custam as revisões “olhe desculpe, e já agora mostre-me a tabela de preços das peças e revisões”. E se vocês acham normal (como a mim 130€ por mudar um filtro de ar onde apenas 30€ eram do filtro e 100 de certeza não foi não de obra de mudar um filtro) 600€ mudar óleo, 1000 a 2000€ por revisões standard, isso é um assalto à carteira.

            Um eléctrico muda pneus, travões e na tesla a bateria passados muitas centenas de milhares de km. Nem que a bateria custe uns 10.000€, às revisões que não tiveste que ir ou fazer, já poupaste esse dinheiro com facilidade.

            Num tdi ou tsi (ou similares) entre óleos, filtros, turbo e muitos motores partidos ou juntas da culaça, o valor vai bem para cima duma bateria tesla.

          • EU says:

            @Monte Gordo: se perguntares os custos médios anuais de manutenção do automóvel, a marca diz-te. Eles sabem quanto é. Desconfio é que 99% das pessoas não pergunta nada disso.

        • Robin says:

          Se esperas que um carro eléctrico seja mais barato as marcas vão trabalhar para te tirar essa ideia. As marcas precisam de lucro e vender peças.
          Existe todo um conjunto de problemas que é preciso equacionar num carro electrico não é só comprar,
          1- só a marca vai fazer manutenção, portanto pode estabelecer os preços que quiser.
          Ninguém fora da marca está interessado em gastar milhares de euros em equipamento e formação.
          2 – quando sofrer um acidente é preciso perceber que um carro eléctrico tem um conjunto de procedimentos a fazer, as marcas não falam nisso.
          Reparar um carro eléctrico paras as seguradoras é um risco, se um caro tiver um problema eléctrico pode-se incendiar , não vão arriscar perder dinheiro.
          3 – em caso de acidente é preciso cuidado porque tem de se ter a certeza que não atinge áreas criticas , porque o choque eléctrico pode custar a vida.
          4 – Vender em 2º mão pode ser um problema , vejo a algum tempo um que se quer ver livre de um Zoe ,80,000 Km ninguém lhe toca .
          5 . se tiver de mudar as baterias o custo é meio carro.
          6 – radiação electromagnética ninguém toca no tema.
          etc, etc.

          • Klimane says:

            Se precisar de comprador para o Zoe é só dizeres o preço. Já ouviste falar no Ford Pinto? Nos Mercedes que se incendeiam na garagem e na auto estrada? Já ouviste falar em recall? Sabes quantos carros trazem tecnologia mal desenvolvida? Achas que levar 50 litros de gasolina às costas e um motor de explosão à frente é seguro? Sabes que um carro elétrico tem um centro de gravidade muito baixo e é mais seguro por isso?

          • Marco says:

            A minha opinião é que não gastas tanto aos poucos em manutenção mas gastas quando substituíres a bateria. Poupas no consumo e na eficiência mas pagas por um veículo de uma gama inferior ao preço de uma gama superior de um carro a combustão.
            A longo prazo os custos até são próximos e a opção escolhida depende muito da capacidade de investimento de cada um.

            Sim, em caso de acidente com um elétrico pode complicar muito…

          • JL says:

            Respondendo às questões :

            1- errado, em Portugal já existem oficinas multimarca para eléctricos, as garantias são iguais a todos os outros.
            2- a mesma resposta da primeira, inclusive as marcas já tem formação para isso, e até os bombeiros, não vivemos no século passado.
            3- a mesma resposta da primeira, quanto à segunda parte secalhar esqueceu se de referir que se trata de um carro com aluguer de baterias, esses sim são mais difíceis de vender, mas é uma opção de compra.
            5-Errado, custa uma fracção do carro, e mudar de baterias é como mudar o motor de outro carro, o custo segundo as marcas até é mais favorável aos electricos.
            5- não tocam porque não existem quais perigos, ou tem algum artigo científico que apoie essa questão além de muitos outros mitos que andam nessa cabeça?

    • Silva says:

      Quanto mais novos são mais caro é manter, as todos os níveis se alguém ainda tem dúvidas é uma questão de tempo, além de serem todos iguais.
      Por isso sou um cada vez mais adepto do simples, robusto e barato.
      Viva os modelos clássicos ou com mais anos, fiáveis e com mecânica provada.
      Com 10 % daquilo que muitos gastam num carro novo restauram um antigo todo e ficam com um carro novo e que não lhes dá chatice e despesa , não dá é status.

      • klimane says:

        Concordo plenamente e não há carro atual que daqui a 40 anos consiga trabalhar em condições. Estão tão cheios de electrónica, computadores e plásticos que a deterioração eventual os tornará impossíveis de manter.

      • Jlucas says:

        Por acaso esta semana vi um Renault 19, pela matricula devia ser de 94 tinha um aspecto e um brilho que arrumava muito carro novo , olha o que se vê aí de muito carro novo com pintura preta que era brilhante e com o Sol já passou a preto baço é mato, aquele ficou-me no olho estava muito bonito.

        • ElectroescadaS says:

          Comprei o ano passado um Honda Civic MA9 com 24 anos e devo dizer que tirando algumas mossas que o carro tem, o “Blue Lagoon” como carinhosamente lhe chamo está ali para as curvas e até á data tirando uma bateria nova só gasto dinheiro em combustível…

          • Jlucas says:

            Isso até sem óleo anda no Youtube esta um teste andou até cair para o lado 30 minutos depois , motores para a Guerra .

          • JP says:

            Isso é fruto da fiabilidade da Honda. Conheço um integra Type-R que já levou muita “tareia”, conta com mais de 200.000km e mantém a fiabilidade.
            No início dos comentários surgiu quem preferisse um Zoe a um Honda e…. Provavelmente não conhece a fiabilidade da Japonesa. Gostos estéticos à parte, basta comprovar a qualidade de construção num simples Jazz e compará-la com um Clio.

    • Pinto says:

      É isso. 8 ou mais anos de revisões e impostos e combustível devem dar para várias baterias novas.

  4. Carlos Marques says:

    O carro que aí está, vale 10 mil € no máximo. Faz lembrar o Renault 5 quando foi lançado. Pequeno e minimalista, plásticos por todo o lado em vez de materiais mais nobres, e quase sem potência nenhuma relativamente à restante oferta do mercado.

    Mas como é elétrico e é para os entusiastas do momento, toca a pagar 36 mil € (ou 49 mil € como li noutro comentário).

    É um ditado velhinho, mas anda sempre actualizado: o primeiro milho é para os pardais. Vá, toca a comprar agora, que é para eu daqui a meia dúzia de anos pagar só 25% ou 30% por algo melhor, e com depósitos que “recarregam” em segundos: hidrogénio.

    PS: não se esqueçam de dizer que andam num carro “verde” ou com emissões zero, mostrando toda a vossa ignorância acerca da fonte da eletricidade em Portugal: queima de gás e carvão, ou queima de biomassa e barragens (numa média de quase 300g CO2 por kWh, enquanto por exemplo na França anda nos 67g graças ao nuclear e a uma maior capacidade solar). Qual destes o maior atentado terrorista contra o ambiente…

    • klimane says:

      Estás um pouco atrasado, os eléctricos actuais já cá andam há mais de 20 anos . Há marcas a empurrar os mesmos com a barriga e este é mais um. Também acho que o preço é irrealista e não compensa. Quanto à cultura verde cada qual faz o que pode e entende mas já sabemos que quando a vontade é pouca até os tintins estorvam.

    • klimane says:

      E já agora como avalista és o maior. Da próxima vez que for comprar carro, vens comigo. A esse preço trago 3 e ainda te ofereço um. E o Renault 5 foi um dos melhores carros que houve apesar de muito fraquinho enchia as medidas a muita gente.

      • Silva says:

        Quando uma árvore tem problemas nos frutos, a origem do problema está nas raízes.
        Agora a moda é a cultura verde, …..azul cor rosa as pintas é os gases …..
        E quanto custa ao planeta ? a desonestidade, o roubo,a traição, a avareza,a mentira,a falsidade , o vale tudo, a exploração, isso ninguém diz , nem interessa falar nisso, vamos antes distrai-los com outras coisas

        • JL says:

          Mas isso não tem solução a curto prazo, é esperar que estas pessoas morram, se invista na educação e cultura e num futuro a longo prazo temos alguns problemas desses resolvidos.

    • Filipe Rocha says:

      Estes anormais ainda não perceberam que independentemente da origem da eletrecidade, a eficiência dum motor elétrico vai ser sempre dezenas de vezes superior aos motores de combustão.

      A maior fonte de poluição são os navios cargueiros, onde o petróleo é transportado, no entanto nabos como o senhor não quer falar sobre o assunto.

      • Rodrigo says:

        Nem mais. E ainda se a electricidade para carregar o carro fosse 100% de carvão (que não acontece em lado nenhum) um carro elétrico continuaria a produzir menos CO2 do que os carros tradicionais.

      • JL says:

        Calma pessoal, é malta que tem um poço de petróleo no quintal, dêem-lhe algum espaço. lol

    • klimane says:

      E é melhor reveres a opinião sobre o hidrogénio. Uma estação de abastecimento custa 1 milhão de euros e um posto de carregamento em casa, bem vou ali ao aki comprar uma extensão para a garagem. Sim já sei demora 1 dia a carregar 200 quilómetros numa toda normal, mas eu não tenho uma tomada normal nem faço 200 quilómetros todos os dias.

    • Miguel Ferreira Pinto says:

      Porque o hidrogénio é uma energia do caraças… O desperdício energético que se gera para produzir hidrogénio é de cerca de 80%, mas siga…

      E olha que eu tenho paniéis solares em casa… Carrego com zero emissões de CO2…

    • jaugusto says:

      Qto ao hidrogénio: https://tertuliaenergia.pt/
      Qto ao carro: caro apesar de ter bastante tech melhor que muitos zoes mas caro e no minimo 50 kwh bateria como a concorrência:
      Bateria: 1 kwh =150 usd logo 32 kwh = 4800 usd
      logo donde vem o resto dos 30 e tal mil a mais?

    • JL says:

      Boa Sote com o hidrogénio.

      Mais barato como ? se atualmente já é caro e ainda não o andam a consumir, Alemanha 15 euros o kg, Noruega, 12 euros o kg. Já agora, 1 kg é como fazer 4 litros num veiculo de 1500 kgs.

    • JL says:

      Certo, então usamos o valor de 300 gramas por Kwh produzido e ignoramos o facto da maior parte de energia ser de origem renovável.

      Portanto este carro tem 220 kms de autonomia wltp (vamos usar os valores wltp, porque é igual para todos)

      Fazendo umas contas simples, a bateria deste veiculo é 35 kwh, mas como todos sabem nunca é usada toda a capacidade, neste caso e seguindo alguns testes feitos, ele usa cerca de 29 kwh, adicionamos ainda 8 % de percas em carga e temos o valor de 31.3 kwh.

      Portanto segundo o que diz para produzir 31.3 kwh foram emitidos 300 gramas por kwh = 9.57 kg CO2.

      Se dá para 220 wltp então: 9.57 kg CO2 / 220 km = 43.5 gramas de CO2 por km.

      Então agora fica o desafio e MESMO ADMITINDO E CONSIDERANDO QUE O COMBUSTÍVEL NASCE NAS BOMBAS, portanto ZERO CO2 para o combustível nas bombas de abastecimento, encontre lá um veiculo que faça este consumo e como tal estas emissões.

      Fica o desafio.

    • JL says:

      Já agora é por essa razão que os eléctricos são zero emissões, porque se considera nos demais que as emissões são só a do escape, como eléctricos não têm escape, é zero.

  5. JL says:

    Muito caro para as características. Qual será a desvalorização dele ao fim de 3 anos?

  6. Jorge says:

    «inspiração retrofuturista» …. bem, deve ser outra forma de dizer “chaço de cara lavada” 🙂

  7. Say Wha.....???? says:

    só 313 km de autonomia?

  8. Jazz says:

    Caro brinquedo…com autonomia fraquissima. Por metade compra um honda jazz. Pra quem faça 15000 ano , o que sobra dá pra andar e sustentar 10 anos . Quem faça o dobro dos kms…talvez

  9. Maria says:

    Li muitos comentarios e todos têm a sua pertinrncia. O que ninguem falou aqui (acho eu) foi no beneficio para o meio ambiente. A poluiçao no planete é muito grave. E quando surge algo novo e desconhecido há sempre receio. Daqui a uns anos comprar elétrico não sera opção mas a norma. E até lá os preços baixam. Com os telemóveis foi a mesma coisa. Caríssimos e o custo das chamadas exorbitante. E agora? Há os para tiodis bolsos e tatifatios muito acessiveis. Eu gostava de ter um carro electrico para não poluir tanto o ambiente. Para bem das geracoes futuras, nossos filhos, netos…. temos de pensar nisto.

    • Silva says:

      Maria, não acredites em tudo, os carros são uma ínfima parte da poluição.
      Eu já mencionei acima quanto custa ao planeta, a desonestidade, o roubo,a traição, a avareza,a mentira,a falsidade , o vale tudo, a exploração, tudo isto polui muito mais, vou dar um exemplo , o grupo VW nos seus motores TDI apresentava valores que não correspondia a realidade, onde estava o problema nos motores ? na poluição ? ou na desonestidade dos responsáveis ? porque aqui se vê como os verdadeiros problemas reside na falta de caracter e valores morais dos povos e de cada um.

      • Silva says:

        E dos políticos e dirigentes

      • JL says:

        Sim, os carros são uma pequena parte, outra parte é a industria desses mesmos carros, a industria que extrai e transporta o combustível que esses carros consumem (sim quando falam que os barcos é que são responsáveis nunca pensam nestes, pois, porque será ?) , é que o pessoal se esquece que uma bateria dura milhares de vezes e um litro de combustível só dura………. UMA vez, e na verdade poucos sabem, mas tem de ser produzido.

        O problema da vw e outros é que morrem centenas de milhares de pessoas no mundo devido às emissões de NOx, SOx, partículas e outros.

        • Jlucas says:

          E dos elétricos .como ainda é novidade não se sabe.
          Radiação Eletromagnética alguém fala nisso ?
          Na fabricação de um Tesla e quando se filmava para mostrar como era o seu fabrico, na área onde se fazia um iman de um motor foram queimadas 5 Câmara de vídeo e estavam a uma distancia razoável.

          • JL says:

            Ninguém fala porque já se provou ser inofenciva.

            Mostre lá isso então, deve ser coisa recente, porque imans só se usam nos model 3.

          • JL says:

            Gostava de ver o que acontece a essas mesmas camaras no local onde se refina combustível e se fazem cambotas. loooooooooooooll

    • ElectroescadaS says:

      Pode sempre usar uma bicicleta. Não polui e é amiga do ambiente…

  10. Filipe says:

    E no Jazz cada peça custa-te quanto? Até a bateria é um formato proprietário que faz com que uma bateria da treta the custe uns 300€. Para além de ter corrosão com fartura ao fim de 5 anos se não tiveres garagem

    • Jazz says:

      E neste as peças devem ser de borla.Devem ter stock com fartura…Se não te agrada o Jazz pode ser qualquer outro do mesmo valor. Este tem um preço ofensivo.

    • Silva says:

      E sabes o porque de custar 300 € ?
      Por causa do Start / Stop .
      E sabes o porque do Start / Stop ? porque as marcas tem de fazer o pino para cumprir o que os tipos que estão sentados na UE que apenas servem para se encher de mordomias fazem sem perceber nada de nada.
      Alguém tem de pagar pela incompetência de muitos.

      • Silva says:

        Isso é comum a todas as marcas assim como se não mudares no representante arriscas-te a ter problemas futuros porque a centralina tem de ser informada que recebeu uma bateria nova, o tempo em que qualquer um mudava a bateria , nos carros novos acabou.

      • JL says:

        Alguém tem de fazer alguma coisa pelas centenas de milhares de pessoas que morrem por causa das emissoes, ou não ?

        • silva says:

          E são logo os trafulhas e incompetentes da UE que vão fazer isso.
          ainda acreditas no pai natal, está visto.

          • JL says:

            E você acredita ?

            Deve acreditar em fake news e coisas do género, já que a maioria das pessoas ainda acredita que uma coisa que dura apenas uma vez pode ser menos poluente que uma que dura milhares, mas enfim, cada cabeça sua sentença, é mesmo teimosia, porque a informação existe.

        • EU says:

          O meu carro indica em quanto é que o sistema start/stop poupou em emissões para o ambiente (indica o equivalente em Kms percorridos). Muitos outros também o devem fazer, mas eu não conheço muitos modelos diferentes.

          O carro tem ~25000Kms, no computador de bordo indica que o sistema start/stop poupou o ambiente a emissões equivalentes a ter percorrido ~15Kms.

          Se o meu carro durar até aos 200000Kms, e já estou a ser um bocado generoso pois é um veículo do segmento baixo, poupará o ambiente a emissões equivalentes a 120Kms percorridos.

          Fico com a sensação que é mais poluente produzir a bateria maior que o carro necessita de ter por causa desse sistema (e as que poderá vir a precisar no futuro) do que se não tivesse esse sistema.

          Mas o que interessa para os tecnocratas são as emissões do próprio veículo…

          • JL says:

            Qualquer carro eléctrico faz isso, e claro que poupa muito mais.

            E sobre as emissões da extracção/transporte(com aqueles barcos que dizem poluir mais que todos os carros, sim, esses também devem contar) /refinação/transporte de combustível, alguém se preocupa ?

            Será que uma bateria que dura milhares de vezes é mais poluente que um ou mais depósitos de combustível que só duram 1 vez ?

  11. Duarte Santos says:

    Ainda são preços fora da realidade Portuguesa. Estávamos a tentar recuperar de uma crise financeira sem que houvesse grandes reflexos a nível salarial e com significado para comprar carros com esse valor. Durante uma pandemia comprar um carro de pequena dimensão e com bastantes limitações por 37 mil euros??? Mesmo que 300 euros por mês???! Mesmo que seja altura de trocar de carro, por 20 mil euros consegue-se um bom carro e não requer esse esforço desproporcional para um carro ligeiro de pequena dimensão.

  12. JL says:

    Claro claro, ainda à gente que acredita que a gasolina e o gasóleo caiem do céu, parvos são os que pagam tanto por algo que só dura uma vez e que ainda por cima cai do céu.

    Como é bom ver a especie humana a evoluir, ou então não……

    • Jazz says:

      Não confundas…É um carro demasiado caro e inútil como familiar. Para quem possa pagar um EV, um hyundai ioniq é muito superior

      • Vítor M. says:

        Contudo, pode ser um excelente aposta ao nível das empresas. mas, sendo o primeiro, não está nada nada mal, o nível de construção e tecnologia oferecida pelo preço que estão a pedir, não tens muitos assim, 100% elétricos em portugal até com este nível de oferta não tens mesmo quase nada. Sim, tem ali um calcanhar de Aquiles para viagens longas, mas é uma boa aposta para o segmento urbano.

      • JL says:

        Eu não falei em valores, mas sim da tremenda salgalhada que a malta tem na cabeça.

        E sim, existem mais baratos.

  13. ervilhoid says:

    para aqueles que pensam que o elétrico tem menos despesas com a manutenção está enganado

    em relação ao honda, muito caro ainda por cima esse valor é mais entrada inicial e final

    • JL says:

      Então explique lá que despesas são essas, eu tenho uma carrinha electrica de 1998, não a comprei nessa altuira, mas conduzo estes veiculos desde 2007.

      Que experiência é a sua ?

  14. MalicX says:

    Quase 40k por 200km de autonomia?
    Estes JAPs estão loucos.
    Não trocava o meu e208 muito mais barato e com mais 100km de autonomia põe esse Tamagotchi. Além de se muito mais bonito e eficiente.

    E os 299€ … Já viram as condições? PPLWare a vendar hondas …

    Nota: Tenho um Civic na garagem, conheço muito bem aqualidade Honda, mas este nahhh

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.