PplWare Mobile

Há um pneu que se enche sozinho e em andamento caso perca ar


Imagem: Continental

Fonte: Continental

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Rui says:

    Não é mais prático e bom (e barato) o velho sistema Run Flat, que permite andar 200km com um pneu furado ou até mesmo rasgado?

    • Vitor says:

      Isto é apenas um protótipo que nem têm a certeza se irá ser comercializado, Mas seria uma estupidez estarem a gastar milhões a desenvolver um produto inferior a algo que já existe no mercado…e estas multinacionais não “gostam” de perder dinheiro! Mas por vezes acontece…veja o caso do dinheiro que a NASA gasta para tentar ir a Marte quando o que o mundo mais necessita é de um chocolate que não engorde!

    • Radamel says:

      Não, imagine o seu carro autonomo detetar que precisa de pneus novos e ir tratar disso sozinho enquanto voce fica a trabalhar ou a jogar uma futebolada com os seus amigos?

      Faz sentido o sensor e faz sentido a comunicação com o carro. Mas terão de ser protocolos unicos e standards, para integrar todas as marcas de carros com todas as marcas de pneus. Há muito trabalho nesta area. Legislacao, protocolos unificados, etc.

      • Rui says:

        Não vamos estar ambos vivos quando isso acontecer!!!!!!

        Os veículos militares já utilizam este sistema à muitas décadas: https://en.wikipedia.org/wiki/Central_tire_inflation_system

        A verdadeira inovação é o controlo permanente da pressão (já se faz desde os anos 60) e transmitir essa informação ao condutor.

        Mas este sistema não evita que um pneu rebente ou uma falha catastrófica, o enchimento não resolve nada, por isso afirmo que o runflat é melhor.

        Utilizo pneus runflat (o carro não tem sobressalente nem nada para encher o pneu). Se este rebentar, continuo a andar, apenas tenho de baixar a velocidade (80km/h em curvas largas e 120km/h a direito, mais que isto e o carro vai deslizando de lado, pode perder o controlo). Se existir uma falha catastrófica com o pneu, nada bate o runflat!!!!!

        • Rui says:

          E já tive parafusos enterrados nos pneus e até um pneu que rebentou porque …… era tão largo que não dei conta que já estava gasto à muito por dentro e foi aos arames ….. até rebentar (aconteceu-me na altura do Natal!!!! Mas continuei a circular até chegar ao destino).

  2. miguelito says:

    ao tempo que já vi isso. num filme do 007

  3. Xnelox says:

    Prefiro esperar pelo depósito que enche sozinho em andamento… Prioridades…

    • Mike says:

      Essa tecnologia já existe… Ainda tem alguns bugs mas pode testar já hoje! Basta seguir os seguintes passos:
      – Circular até a viatura entrar na reserva;
      – Estacionar a viatura na garagem; *
      – Já em casa, dirigir-se à sua cara metade e proferir as seguintes palavras “Querida, amanhã levo o teu!”
      – No final do dia seguinte, confira o nível de combustível.

      Hum… Boa Sorte!

      *Neste passo, é vital estacionar a viatura, de forma a facilitar a saída da garagem, caso contrário não irá funcionar!

  4. Rodrigo says:

    Já existem 2 marcas chinesas que têm um sistema identico a funcionar e a comercializar. Em Portugal já se comercializa um modelo de pneus que não necessita de ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.