Quantcast
PplWare Mobile

Elon Musk: Tesla vai ter um novo carro, desenhado e produzido na Europa

                                    
                                

Fonte: Reuters

Autor: Pedro Simões


  1. David says:

    Num dos vídeos do Razão Automóvel, fala-se que a Tesla irá usar a mesma plataforma do ID3 … plataforma MEB já partilhada tb com a Ford.

    • IonFan says:

      Não me parece. A Tesla vai mudar na direcção do pack estrutural. Acho que o que quiz dizer foi que que será um carro do segmento do ID.3.

      • David says:

        Eu não quis dizer nada…
        Youtube, razão automóvel, id3 e vejam o vídeo… a vw tem já parceria com a Ford e poderá haver parceria com a Tesla … o será usado, que carro etc… não diz…

  2. Aj says:

    Talvez agora fique com melhor qualidade de contrição.

  3. Infetado says:

    Para mim, só com autonomia acima de 1500km e tempo máximo de carregamento a 100% de 15 minutos. De outra forma, não, obrigado.

    • IonFan says:

      Fazes viagens de mais de 1500km regularmente e sem parar, ou a parar 15min a cada 1500km!? Que máquina (e perigo) que és!

      • Toni da Adega says:

        Deve ser um dos milhares de Portugues que moram em Viseu e de diariamente vao trabalhar para Faro

      • Infetado says:

        A minha realidade é a minha realidade e é de certeza diferente da tua que tambem é diferente da de muitos outros. Não compreendes mas tambem não és obrigado. Só acho que é triste.

        • IonFan says:

          Eu não disse que essa não é a tua realidade. Eu perguntei te se essa é a tua realidade. Não respondeste. Estás no teu direito. Só não percebo como é que poderia compreender uma realidade que não te deste ao trabalho de descrever.

          Triste é não saber ler um comentário simples.

          • Infetado says:

            Tu só criticas e nem te dás ao trabalho de perceberes a outra realidade. E tu nunca perguntaste qual era a minha realidade. E não queres saber. Só queres é show off para daqui a pouco dizeres a todos que tens um Tesla Model S e que és o maior daqui e que mais ninguém aqui sabe do que fala, só tu.

          • IonFan says:

            @Infetado, mas como raio é que eu vou perceber uma realidade que tu não descreves?

            É irrelevante o carro que tenho. Tenta atacar as minhas ideias e não a mim. Quando se começa a atacar o mensageiro e não a mensagem, mas vale admitir logo que se perdeu a razão…

          • Infetado says:

            Então tu comentaste sem saber nada do meu contexto ? Mas mesmo assim lançaste a tua fantástica ironia. Tens de controlar os teus ímpetos. Conversar contigo é fantástico !

          • IonFan says:

            @Infetado, comentei sem saber? Eu perguntei te literalmente se “Fazes viagens de mais de 1500km regularmente e sem parar, ou a parar 15min a cada 1500km!?”. Quero mesmo saber…

            A minha ironia só é válida se não o fizeres… Se esse é o teu estilo de vida, terás razão. O facto de estares a desviar o assunto e não responderes dá indicações claras sobre qual seria a resposta.

          • Infetado says:

            Tu não compreendes. Não te faças de virgem ofendida, mas não compreendes. Eu não quero é um carro que me faça perder tempo com longos abastecimentos que serão maiores quanto menor for a autonomia do veículo e que também por esse motivo me prende os movimentos.

          • IonFan says:

            @Infetado, eu realmente não compreendo. Começo por não compreender como é que alguém precisa de um carro com 1500km de autonomia e carregamento em 15 minutos. Depois não compreendo como é que queres que compreenda isso sem me explicares o que te leva a ter essa necessidade e a ficares com os movimentos presos se não tiveres essa autonomia.

            Se não queres explicar não expliques, mas depois não podes vir para aqui acusar ou outros de não compreender algo que não explicaste… Acho que isto senso comum.

          • Infetado says:

            Não te devo qualquer tipo de explicação. Para mim, são as condições ideais para começar a pensar num VE. De outra forma, não. E sabes que prendem os movimentos, pois não tens carregadores como tens bombas de combustível. Se a tua perspetiva de vida, a tua profissão ou hobby, não envolve mobilidade, o VE não te causa transtorno nenhum, pois tudo em ti é previsível. Comigo não é assim.

          • IonFan says:

            @Infetado, claro que não deves explicações a ninguém! E da mesma forma que não deves explicações, eu não tenho que acreditar que tens uma necessidade extrema sem uma explicação…

            O que não faz sentido nisto tudo é vires para aqui acusar os outros de não compreender e serem ignorantes, quando és tu que, no teu direito, não explicas.

          • Infetado says:

            És ignorante a partir do momento em que pões em causa um comentário meu sem saber realmente o que está por detrás desse comentário. O que esperas que te diga quando tu : “… a parar 15min a cada 1500km!? Que máquina (e perigo) que és!” . Tu realmente querias saber ? Não, querias era criticar, como fizeste. E com ironia e algum desdém.

    • Mike Oliver says:

      O teu carro já rodou o conta kms quantas vezes? É o que dá beber ao pequeno almoço…

    • José says:

      Não vêem que o rapaz está infectado?

    • Carlos says:

      ahahah deves fazer 1500 km seguidos 3 vezes por semana tu ahah ? 15 minutos para carreagar? bem tirando o facto que eu demoro mais a encher o deposito quantas horas dormes por dia mesmo ?

    • Nuno says:

      Para mim so compro a combustao se encher o deposito sozinho em casa, encher o deposito por 15€ e ja agr que gastar 0,2L/100

    • Infetado says:

      Explicar-vos é uma tarefa demasiado árdua. Vocês ganham-me com a vossa elevada experiência em ignorância.

      • IonFan says:

        Adoro pessoas que quando veem os argumentos desmontados atiram que os outros é que não percebem e são ignorantes…

        • Infetado says:

          Mas desmontado porquê ? Não compreendes a minha realidade, nem tão pouco a concebes e depois ainda achas que desmontas o argumento ? Que presenução. O problema é todo teu. O tempo é muito valioso e gasta-se a todo o momento. Quando estes veículos forem totalmente abastecidos como são os de combustão em termos de consumo de tempo, aí passam a ser uma opção. Para já são moda em desenvolvimento. E para mim não interessam. E quando perceberes o que te custa o tempo, pode ser que …vás a tempo.

          • Infetado says:

            presunção

          • Tx2 says:

            Mas como é que podemos perceber uma coisa que não explicas? diz-nos la para que precisas de 1500km de autonomia?

          • IonFan says:

            Eu fiz te uma pergunta simples e directa para tentar perceber porque é que precisas de 1500km de autonomia e carregamentos em 15 minutos. Não respondeste mas mesmo assim achas que eu tenho que compreender a tua realidade? Tu estás bem?

            Que o tempo é valioso eu sei. Aliás dantes perdia uns 20 minutos por semana com o abastecimento do diesel e agora perco menos de 1 minuto com o carregamento do eléctrico. Em viagem perco mais, mas o tempo que ganho no dia a dia compensa largamente. Já para não falar do dinheiro que poupo… Seria presunçoso se achasse que o meu tempo valia tanto que podia descartar gastar 1.75€/100km em vez de 8€/100km, só porque nas raras viagens em que teria que carregar não podia perder 30 ou 40 minutos.

          • Infetado says:

            Eu não tenho tempo para esbanjar. E vocês tambem não tem, mas ainda não pensaram nisso. Se eu hoje com um carro a combustão tenho 1300km de autonomia e abasteço quiçá em menos de 15 minutos, para que quero eu um carro pelo dobro do preço e que para alem disso me consome tempo ?

          • IonFan says:

            @Infetado, és a pessoa do mundo mais atarefada mas com tempo para comentar no Pplware. Parabéns…

            Eu acabei de te dizer que perco menos tempo com abastecimentos agora do que quando tinha um diesel, mas tu insistes na questão do tempo. Ok…

          • Infetado says:

            As tuas raras viagens podem não o ser para outros, já pensaste ? O que eu faço pouco te interessa. Aliás nada te interessa a não ser o que tu pensas.

          • IonFan says:

            @Infetado, onde é que eu disse que os VEs são os indicados para quem faz viagens longas regularmente?

          • Infetado says:

            Então já me estás a dar razão ao meu comentário inicial e que te levou a esta conversa tonta!

          • IonFan says:

            @Infetado, nunca disse que, se for essa a tua necessidade, não tinhas razão em querer um EV com 1500km de autonomia e carregamento em 15 minutos. O que eu duvido é que tenhas essa necessidade. Tens mesmo essa necessidade? E se tens e quiseres dizer, porquê? Não te esqueças que a mais longa estrada de Portugal tem 739km… 1500km dá literalmente para fazer a N2 de Norte a Sul e voltar. E 1500km são 15h a conduzir a 100km/h 😉

          • Infetado says:

            Contigo é muito dificil, mas deveras interessante. Não te preciso de explicar coisa nenhuma. Mete na tua cabeça que há outras realidades diferentes da tua. Tu nem sabes de onde eu estou a escrever, mas pronto, o teu mundo é Portugal. Vou tentar explicar de outra forma: tu tens um smartphone que usas para mandar sms e fazer ou receber chamadas. Nada de mais. Tens bateria para quanto tempo ? Importa-te o tempo que o telefone está ligado à parede ? Claro que não. O meu smartphone serve para sms, chamadas, maps, agenda, mail, internet…estás a ver onde quero chegar ou não ?

          • IonFan says:

            @Infetado, ainda bem que foste buscar o assunto dos smartphones. Pela tua lógica devias continuar a usar um Nokia e só fazer chamadas e mandar SMS. Afinal, a bateria desses durava 1 semana (ou 1500km). Eu cá uso um smartphone. A bateria dá para pouco mais de 1 dia, mas como não preciso de mais do que isso, prefiro abdicar da autonomia para poder ter as vantagens de um smartphone… estás a ver onde quero chegar ou não?

            Ali em cima chamaste me ignorante. Tudo certo. Se para ti ser ignorante é não conseguir perceber o que pode levar alguém a precisar de 1500km de autonomia e carregamentos de 15 minutos, então não me importo de ser ignorante.

            É claro que não precisas de explicar nada. Também é claro que eu uso o desdém e a ironia que bem me apetecer. Se tens reais motivos para ter aquela opinião, seria muito fácil explicar e virar a minha ironia contra mim. Preferes não fazer e continuar a chamar ignorante a quem põe em causa a tua necessidade, que é absurda até prova em contrário.

            Estás a sugerir que não vives em Portugal. Não me digas que és imigrante? Não me digas que é isso que te faz precisar de conduzir mais de 1500km e a parar só 15 min em cada 12h de viagem? É que se é isso, então sempre tinha razão quando disse que eras um perigo…

            A minha opinião é que mandaste para o ar uns números que se provaram ridículos. Não tens justificação para eles e em vez de admitir que o que disseste não faz sentido, continuas a defender te com uma suposta necessidade que é “segredo” e não tens que justificar. Esta é a minha opinião e, ficas já avisado, se me pedires para justificar, vou dizer que “Não te devo qualquer tipo de explicação” e, com um pouco de sorte até te chamo ignorante por não saberes os meus motivos.

          • King Baniram says:

            @Infetado, há pessoas que nao percebem… quando nao se querem meter na pele do outro, e arranjam argumentos parvos para denegrir a tua opiniao, começa a ser parvo continuar a responder.

            @Ion, olha ai o teu carrao magnifico a fazer viagens. Ser ultrapassado por camioes é lixado 😀

            https://youtu.be/P1TaqIDzsjw

          • Rodrigo says:

            @Infetado
            Rapaz perdeste a discussão. Move on

          • IonFan says:

            @King Baniram, mas como assim meter na pele dos outros para perceber? Pensava que bastava ver uns videos no Youtube para se saber tudo sobre tudo! Não me digas que já te foste por na pele de um proprietário Tesla e fizeste o tal test drive que tinhas medo de fazer?

            E esse carro não é o meu, mas podia muito bem ser… Eu quando vou para o Algarve levo carga suficiente para ir à velocidade que quero, mas nunca se sabe se algum dia me dá a maluqueira de querer fazer 260km com 60% da bateria. É mais ou menos como a malta dos carros a gasolina no fim do mês. Ás vezes aquele deposito tem que fazer milagres… nem que seja lixado ser ultrapassado por camiões 😉

          • King Baniram says:

            @Ion
            Comigo nao é caso, gasolina 98 e nunca fui ultrapassado sequer por um Fiat, muito menos por um Tesla 😀
            Curioso é que o meu bolinhas ja picou recentemente com um Model S, numa reta e fiquei impressionado com o meu carro! Se nao fosse estar estrada molhada e estar a acabar, seria bem bonito de ver. Ia levar um bom cordel, mas olha que para um carro stock com 200cv chegar “perto” de um Model S… Mas pronto, é a mesma sensação que tu tens quando dizes que acompanhas GT3, acompanhas até à curva, depois xauzinho. Ja agora, o gajo do Hyundai ja meteu o video na perspectiva dele, se quiseres ver, diz que meto ai.

            Bem, tu achas que nao é grave a autonomia e os poucos postos, mas tu la sabes… o que nao falta ai sao historias e videos de malta sem energia no popo, e outros por ignorancia, irem para postos de combustivel sem electrico.
            E quanto a tua tentativa de humor(Sim é uma grande piada eu ir gastar 60mil€ no carro budget da marca), nao, ainda nao sentei o cu num Tesla, mas uma vez mais, basta ver videos para perceber que se estas a 60% nao podes passar dos 120km/h, com risco de nao percorrer menos de 300km. Alias até podes, bem planeado fazes os 2 ou 3 postos que existem, mas ficas montes de tempo a espera. Como tu gostas de dizer, esperar “15” minutos é na boa 😀

          • IonFan says:

            @King Baniram, tu pareces um disco riscado…

          • Infetado says:

            @IonFan, tu estás sempre certo e os outros estão sempre errados. Já reparaste nisso ? Percebo que este seja o ponto alto do teu dia, mas devias ser muito mais humilde e perceber que o que os outros dizem tem o seu fundamento. Por mais que eu te queira explicar ou fazer desenhos, tu insistes em não querer perceber. Tudo o que eu possa dizer é para ti ridiculo. Ridicula é a tua atitude. Das duas uma, ou passa-se algo contigo ou…passa-se algo contigo ! Trata-te. Pode ser que ainda vás a tempo.

          • IonFan says:

            @Infetado, outra vez a atacar o mensageiro?

          • Infetado says:

            “Fazes viagens de mais de 1500km regularmente e sem parar, ou a parar 15min a cada 1500km!? Que máquina (e perigo) que és!” … quem é que atacou quem ???

          • IonFan says:

            @Infetado, eu ataquei o que disseste e ironizei. Não minha opinião, alguém que faz 1500km de cada vez e só para 15 minutos é efectivamente um perigo na estrada.

            Queres comparar isso com o que tu escreveste? O teu comentário não adicionou um único argumento contra o que eu escrevi. Foi um ataque a mim e não a nada do que aqui escrevi. Como é que o facto de eu achar ou não que estou sempre certo, por exemplo, torna os meus argumentos inválidos?

            Pelo caminho continuas a insistir que eu não percebo o ponto de vista que ainda não conheço. Pois claro… e enquanto não me deres a conhecer, vou continuar sem perceber. Se o teu ponto de vista é segredo, então não há nada a fazer e tu vais continuar na tua e eu sem perceber. Não sei o que e que queres que te diga mais.

          • Infetado says:

            E onde é que eu disse que fazia 1500km de cada vez ou diariamente como outros também vieram para aqui exclamar? Tu é que assumes demasiadas coisas, não pensas e passas logo ao ataque. O teu raciocinio foi automaticamente limitado pelo teu preconceito. E depois o resto…é só ler. Mas, tens tempo: vê lá bem onde é que eu disse que fazia 1500km de uma só vez ou por dia. Depois conta. Verdade é que assim enviesas a conversa e depois só pensas em dominá-la. Comigo, tá descansado, que não funciona. Vai lá ler o que eu disse. E depois põe o teu cérebro a funcionar. Mas só hoje. Tens de descansar. Digo outra vez: descobre onde é que eu disse que fazia 1500 km de uma só vez ou até mesmo por dia. Se descobrires, tens um prémio.

          • IonFan says:

            @Infetado, que grande golpe de teatro que estás aqui a tentar fazer. E depois eu é que envieso a conversa…

            Tu escreveste literalmente “Para mim, só com autonomia acima de 1500km e tempo máximo de carregamento a 100% de 15 minutos”. É “Para mim” que ali está escrito! Tecnicamente não disseste que o fazes mas, ao dizeres que esse é o teu requisito, subentende se que é uma necessidade que tens. Além disso, se estivesse mos perante um caso de te teres explicado mal, não seria ao fim de umas boas dezenas de comentários que te vinhas explicar melhor… Isto soa-me a bandeirinha branca, o que só por si não tem mal nenhum. Só era escusado teres estado aqui a defender uma suposta necessidade absurda que afinal nem tens. Foi só ridículo andares a dizer que ninguém entendia as tuas necessidades para agora dizeres que afinal nunca disseste que fazes esses kms. Parece que nem tu te entendes a ti próprio.

            E já agora, podes continuar a atacar a minha pessoa à vontade. Não vais ter resposta porque não desço a esse nível 😉

          • Infetado says:

            Diz lá aqui a todos para que as coisas fiquem claras: onde é que disse que fazia 1500km de uma só vez ? Diz ! Se fores capaz, o teu carácter é finalmente revelado. “Subentende-se”…é só a tua cabeça a trabalhar. Foste tu que criaste o monstro e que alimentas com ideias só tuas. Tudo o que é diferente de ti é para ti um absurdo. E o teu comentário, uma vez mais, revela essa tua formação.

          • IonFan says:

            @Infetado, bem, que desespero o teu, para agora tentar provar que nunca disseste que fazias algo que aqui defendeste como uma necessidade tua que nós não conseguiamos perceber. Já tentaste passar a ideia que fazes viagens regulares, depois sugeriste que não vives em Portugal, agora afinal já nem precisas fazer esses kms todos… É apenas uma questão de comodidade para não ter o carro sempre ligado à tomada. Mas já sei que a seguir vais dizer que nunca disseste nada disto e que não se pode sub entender nada.

            Será que são coisas da minha cabeça? Estás a falar como se eu tivesse sido o único a por em causa essa tua suposta necessidade que agora deixou de ser…

          • Infetado says:

            Se fores capaz de demonstrar que disse o que tu descreves como eu ter dito, estás à vontade. Continuas a querer encaixar na tua realidade uma outra realidade diferente da tua e que tu não és capaz de interiorizar. Queres construir um boneco à tua semelhança porque achas que és único. Ultrapassa isso de uma vez por todas. És limitado por isso. Arranja-me um VE com 1500 km de autonomia e que carregue a 100% em 15 minutos. É só isto que eu compro. É assim tão difícil para ti ?

          • IonFan says:

            @Infetado, já vi que te vais continuar a esconder no facto de não teres dito literalmente que fazes os 1500km e paras 15m (apesar de continuares a dizer que é esse o teu requisito). No fundo não é surpresa nenhuma, já que passaste este tempo todo a esconder te atrás de teres uma suposta necessidade secreta que afinal agora já não tens.

            Não vou perder mais tempo contigo porque o mais provável é amanhã arranjares outra coisa qualquer para te esconderes. Além do mais, já ficou aqui claro o tipo de pessoa que és 😉

            Passa bem.

          • Infetado says:

            Eu não escondi nada. Tu é que construíste tudo. Tu é que supões e supões. Eu não disse mais nada. O boneco é todo teu. Esconder ? Não consegues encaixar a possibilidade de outros que não tu terem necessidades diferentes que não as tuas. E que tipo de pessoa sou eu, podes me ajudar ? Não sou igual a ti. Disso tenho certeza. Mas que tipo ? Estamos todos tipificados ? E tu cabes em que categoria ? É por categorias ? Tens de me ajudar a perceber essa do “tipo de pessoa”.

          • IonFan says:

            @Infetado, agora que vejo bem, tens razão em tudo o que disseste. Nós estávamos todos enganados e incapazes de perceber o teu ponto de vista.

            Espero que sejas feliz assim 😉

          • Infetado says:

            @IonFan, e desde quando é que passaste a achar que fazias parte da minha equação de felicidade ? Quero lá saber se percebem ou não percebem. Só queria que respeitassem uma opinião. Não percebem a possibilidade de outro ponto de vista e nem respeitam a opinião. Mas isso é da idade e compreende-se.

      • Toni da Adega says:

        Isto é só haters.
        Para aqueles que conduzem diariamente ou regularmente 12h 1500KM é sem duvida a autonomia minima a ter. Se assim não fosse não se podia fazer a viagem Marselha (ou sul de Franca) Lisboa de forma regular e sem interrupcoes.

  4. David says:

    Estão todos infectados
    Acho que deviam respirar primeiro….tirem a máscara e respirem para oxigenar o cérebro e voltem a comunicar… mas leiam primeiro…

    O exemplo dado no link foi da IVECO, um produto para o mercado empresarial, transporte pela Europa…e é realmente interessante!
    Um carro eléctrico precisa de um tempo de carga…o que as pessoas não querem é estar nas estações de serviço ligadas a uma tomada a carregar um carro por 2h…quando antes abasteciam em 10min e tinham novamente X KM para fazer….a cada Y horas de viagem precisas de descanso… mas a questão do tempo de cerca e o ter de tudo planear para uma viagem é todo um processo que supostamente em 2020 não devíamos ter de…
    “Ninguém” faz 1500km/dia… a não ser sector de camionagem…mas para os que tiverem…é interessante a ideia da IVECO…
    Tesla ou outro eléctrico … o id3 a carregar a 10A leva mais de 24h dos 0-100%…a carregar na opção mais rápida..umas 1h ou mais…

    Electrificação não sei se será o futuro … gás tb penso que não mas que teremos de repensar a nossa forma de ver as nossas viagens etc…isso teremos…
    Ah e não falamos de poluição… dentro de alguns anos veremos o quanto poluímos com a extração de lithium sendo que a maior fatia de lithium no mundo está no mar…..
    extração de gás tb não é melhor…

    Enfim…

    Divirtam-se

    • Infetado says:

      Parabéns, pois consegues ver o outro lado das coisas, ao contrário de outros.

    • Rodrigo says:

      Conheço algumas pessoas que tem um carro elétrico e essa questão da autonomia limitada ‘e um nao assunto. Essas pessoas adaptaram-se ‘a realidade de ter um elétrico e mesmo assim nao voltariam a ter um carro convencional!
      E acredito para a grande maioria da população tb seria um nao assunto. Mas ‘e mais fácil criticar do que dar ideas n’e com faz certa gente ‘infetada’?

      Sim a extracao dos compostos químicos para a criação das baterias nao ‘e muito bom mas mesmo assim essas baterias podem ser reutilizadas/recicladas no futuro..Como vais reciclar gas ja depois de queimado?

      • King Baniram says:

        Como é que sugeres que uma pessoa sem garagem faça? Extensao pela janela como ja se viu?

        É bonito de falar quando se consegue reunir boas condiçoes e usar apenas o carro para o trabalho, os convencionais 30km diarios… 30km diarios podes te dar ao luxo de nao carregar o carro durante 1 semana e no final da mesma é que o poes a carregar, isso para poupança de combustivel é fenomenal, mas nao apaga os problemas inerentes aos eletricos.

        • TSLABull says:

          @KingBaniram e @Infetado voces realmente só gostam de ser do contra, porque até agora não vi da vossa parte um único argumento plausível. Faz-me lembrar aqueles animais que teem duas palas ao lado dos olhos e só conseguem olhar para a frente, sem tempo para nada (um não tem tempo para parar quando conduz, o outro não tempo para andar a cumprir as velocidades).
          É óbvio que cada um tem o direito à sua opinião, mas insistirem tanto num assunto que está mais do que provado estarem errados chega a ser cómico.
          Desejo-vos boa sorte com as idas à oficina para fazer a revisão todos os anos, eu cá só vou para trocar os pneus de verão/inverno pouco mais!

          • Infetado says:

            Burro há muitos, de facto. Quando disse que um VE para mim só com 1500km de autonomia e 15 minutos máximo de carregamento a 100%, qual é de facto o teu problema com a minha opinião ? Esta é a minha opinião e depois só fui atacado. Quem é que está a ser contra o quê ? Só opinei, meu caro. Agora, juízos de valor, isso não.

          • Rodrigo says:

            @Infetado tens todo direito a tua opinião mas também tens de ter aceitar quando alguém criticar! Nao ‘e so dizer aquilo que quiseres e depois esconder atras do ‘E a minha opinião e pronto’!

            Nenhuma opinião ‘e imune ‘as críticas.

          • Infetado says:

            @Rodrigo, alguém te chamou de burro por teres opinado ? Eu aceito a critica mas sem ofensas ou juízos de valor. Espero que saibas fazer isso.

        • TSLABull says:

          @Infetado Mas com um opinião dessas ainda te admiras de ser atacado? É que podias dar essa opinião e ficares na tua, mas não, escreves 100 comentários a argumentar e no fim ninguém percebe essa tua brilhante lógica porque não explicas ou eventualmente tu próprio não sabes.
          É cómico 😛
          Desculpa se te ofendi

          • IonFan says:

            Esquece. Eu já lhe tentei explicar umas 3 vezes que se ele não explicar o porquê de uma necessidade tão extrema, ninguém vai conseguir perceber. Ele insiste em querer que o pessoal perceba só porque sim, como se fosse normal precisar de fazer 1500km de uma vez e só parar 15m e estar pronto para outra.

            Ás tantas até tem (ou não) um motivo perfeitamente plausível e que mais ninguém está a ver. Infelizmente parece ser segredo e nunca vamos saber…

          • Infetado says:

            Tu deixas-te influenciar muito fácilmente. Percebo a tua limitação. Mas como vocês são brilhantes, digam-me lá onde é que eu disse que fazia 1500km de uma só vez ? Tu gostas de ter o teu telefone sempre ligado à parede ? Eu não gosto de ter o carro sempre ligado à parede e com baixa autonomia ou com movimentos limitados por que preciso de ter tempo para carregar. Por isso fiz o comentário que fiz. Se falamos em evolução tecnológica, porque não havemos de ter viaturas com as características que mencionei. É só porque fui eu a dar a ideia ? Claro que da minha vida pessoal não vos dou mais. Apenas a minha opinião. Agora que vocês só gostam de ouvir coisas sobre as quais conhecem é problema vosso. Mas aprendam que os contextos, as vidas e as realidades de cada um são todas diferentes. Cresçam.

          • eu2 says:

            O que o @Infetado queria dizer não era que é realmente precisa uma autonomia de 1500km e carregamento de 15min, mas que a relativamente baixa autonomia e o relativamente alto tempo de carregamento o preocupam e deverão ser bastante melhorados até ele decidir comprar.

            A meu ver não é realista uma autonomia de 1500km porque por uma pesquisa rápida que fiz, nem os carros a combustão com maior autonomia chegam sequer aos 1000km (se bem que não percebo muito de carros, talvez dê com extras): https://www.noticiasautomotivas.com.br/top-10-carros-maior-autonomia/

            Quanto ao tempo de carregamento, acho que requer uma mudança de hábitos. Muitas pessoas pensam que vão ir a um posto de abastecimento colocar a mangueira do carregador no carro e estar lá a segurar durante 15min, mas também ninguém fica a segurar o carregador do telemóvel enquanto ele carrega. É uma questão de criar o hábito de pô-lo à carga no final de cada dia e não vão ter mais problemas com a autonomia (nem de ir ao posto de abastecimento! O que significa na prática perto de 0 minutos gastos com abastecimento – é só o tempo de ligar o carregador).

            Claro que isto também depende da utilização que lhe for dada. Por exemplo um camião ou um autocarro que tenha de estar o dia todo no ativo, seja com um ou vários motoristas (por turnos), não convém ter que o parar durante muito tempo para carregar. Mas creio que esses valores não sejam tão importantes assim para um utilizador normal numa situação normal (desde que seja capaz de criar o hábito de o pôr à carga regularmente em troca de ir encher o tanque).

          • eu2 says:

            Mas pelo primeiro comentário, o @Infetado parecia mesmo estar a falar a sério, não fosse para mim a minha dúvida quanto aos carros com >1000km de autonomia, daí ter-lhe caído em seguida uma chuva de comentários irónicos por várias pessoas.

        • Rodrigo says:

          Podes carregar no local de trabalho como fazem colegas meus!
          Quando fores ‘as compras podes deixar o carro a carregar ja que muits parques de estacionamento tem postos próprios de carregamento certo?

          Nao tens de carregar em casa se nao quiseres..logo isso tb ‘e um nao assunto!

          Como disse anteriormente um pessoa adapta-se ‘a nova realidade de ter um carro electrico e isso nao ‘e problema nenhum.

          • Infetado says:

            Olha, isso é muito bonito…mas é no papel. Na realidade isso não acontece. É um assunto é. E, uma vez mais, o conceito de liberdade a ser obliterada :” uma pessoa adapta-se à nova realidade de ter um carro electrico”…ora bolas, num mundo em que queremos liberdade e mobilidade , agora temos de ficar condicionados pelo carro que precisa de carregar ? Não é o carro que manda em mim. É o contrário. Por isso só aceito 1500km de autonomia com recuperação total desta em 15 minutos. Havemos de lá chegar. Ou a tecnologia parou no tempo para vos satisfazer ?

          • Rodrigo says:

            Estas a ver as coisas duma maneira totalmente errada e antiquada..mas tudo bem.
            Realmente tens a tua opinião mas a tua opinião esta errada.
            Nao sei pq foste buscar ‘liberdades’ e ‘o carro mandar em mim e bla bla’ ..isso nao tem nada a ver com o assunto. Sao desculpas que crias na tua cabeça para justificar o teu pensamento errado.

            Quando os carros tiverem 1500kms de autonomia vais encontrar outro assunto para criticar. Pessoas como tu são assim.

            Sim temos de nos adaptar ‘as coisas senao teremos problemas.
            Por exemplo uma empresa que nao se adapta ‘as mudanças morre..Ora a culpa disso ‘e das mudanças em si ou da empresa que se recusou aceitar a nova realidade??
            Posso te dar N exemplos de empresas que morreram pq estavam presas ao passado. Tal como tu estas.
            No futuro serão lembradas as pessoas que fizeram por aceitar as mudanças.. Pessoas como tu sera esquecidas.

            Agora responde la que ja sei que tens de ter a última palavra..pq pessoas como tu são assim. Estou ansioso para ler aquilo que vais inventar desta vez 😀

          • Infetado says:

            Ainda pensei que fosses capaz de dialogar ou discutir pontos de vista sem o juízo de valor. Enganei-me. Para ti a minha opinião é “blá blá” e “pessoas como tu são assim”. O que sou eu ? Queres explicar ? Quem é quem ?

          • eu2 says:

            @Infetado não é o carro que manda em ti, mas se estiveres sem gasolina és obrigado a ir abastecê-lo se quiseres voltar a andar. É a realidade.

  5. Verdadeiro says:

    Ora mais uma opinião, para a maioria dos portugueses e penso que europeus, um eletrico com autonomia entre 400 a 500 km a carregar em casa tomada normal 2 horas com preço entre 17 mil e 22 mil euros e claro substituição de bateria entre 2 a 4 mil euros. Penso que ja seria uma revolução no parque automovel.

  6. Frederico says:

    Depois disto vem a condução autonoma e “ubers” sem condutor.

  7. Lol says:

    É por haver pessoas com esse tipo de “realidade” que os governos criam leis para forçar elas a seguirem certos caminhos. Quantos kWs serão necessários para se ter uma autonomia de 1500km numa bateria? E a que potência será necessário carregar para “encher” a bateria em 15 minutos? Ainda vão exigir linhas de alta tensão em casa… Vejo esta situação da mesma forma como vi a questão dos sacos plásticos não reutilizáveis nos supermercados: só quando surgiu uma lei para regulamentar isso é que muitas pessoas mudaram os seus hábitos a favor do ambiente. Há gente que só vai mesmo à força.

    • Infetado says:

      E se no ano 2000 alguém dissesse que gostaria de ter um carro que se conduzisse sozinho a ponto de o condutor poder dormir descansado ao volante … o que não lhe devem ter chamado…enfim…

    • TSLABull says:

      Ya, infelizmente Portugal está cheio de pessoas que só mudam de hábitos quando são obrigados, e mesmo assim, tentam sempre dar a volta por trás. É uma das razões do nosso país não evoluír.

  8. Frederico says:

    As vendas dos carros de combustão vão continuar a baixar por haver cada vez mais pessoas a adiar a compra de carro. Acreditam que em um futuro próximo o carro elétrico será vantajoso em relação aos outros.

  9. Lexus says:

    Quem faz no seu dia a dia até 60 Km, 2 ou 3 viagens por ano, e pode carregar em casa uma bateria de de 14 KWh, a opção plugin é muito vantajosa. Quem fizer diariamente uma quilometragem maior e tiver uma powerwall ou um sistema fotovoltaico, um carro eléctrico será mais económico. Fora dos casos acima, para uma quilometragem diária intensa e percursos aleatórios, a opção de motor de combustão é mais ajustada e cómoda.
    No fundo, é uma questão de fazer as contas do custo real/km no período que se prevê ter a viatura.
    Deixo para os ambientalistas os custos ambientais que não são aqui tidos em conta

  10. Imune says:

    E pá com tantos comentários não sei como tem tempo para fazer 1500 km!!!

  11. Paulo pacheco says:

    E óbvio que os carros eléctricos são ótimos.
    Mas em nada fazem pelo ambiente?
    Ex:
    O hidrogênio deve ser o carro do futuro por duas razões :
    1 – o hidrogênio pode ser aplicado aos carros existentes.
    Poupando assim deus sabe quanto ao ambiente.
    Quantos postos de trabalho não sr iriam criar se fossem montados pelas fábricas postos de troca de combustível fóssil para hidrogênio.
    E que benefício imediato, não seria para o ambiente.!!???
    A custos compativos, com a economia que se avizinham.
    Quem o fizer ficará para a história, como ficou o Edison.

    • IonFan says:

      O “hidrogénio” não pode ser aplicado aos carros existentes…

      Os carros a célula de combustível de hidrogénio são carros elétricos que armazenam a energia em hidrogénio. O hidrogénio é depois junto novamente com oxigénio para formar água e libertar a energia.

      O que se refere é a combustão de hidrogénio e, além de perigoso, é ainda mais ineficiente que as células de combustível.

      Só gostava de perceber onde é que os defensores do hidrogénio como tecnologia sustentável pensam que se vai buscar a energia extra necessária. Um carro elétrico a bateria é 3x mais eficiente energéticamente quando comparado com um fuel cell. Ou seja, para andar os mesmos km é preciso produzir 3x mais energia.

    • Rodrigo Da Silva says:

      Tens nocao que carros a hidogenio tambem utilizam baterias? O hidrogenio cria energia que depois carrega as baterias que depois faz movimentar os carros.

      E para alem disso carros a hidrogenio nao sao tao eficientes como os carros electricos. Carros electricos sao 80-90% eficientes ou seja 80-90% da energia que se poe nos carros ‘e gasto na movimentacao dos mesmos. Enquanto que hidrogenio ‘e 50-60% e carros tradicionais uns miseros 20-30%. A maior parte dessa energia ‘e gasta em calor e som nos carros tradicionais.

      E mais, para a criacao de hidrogenio puro gasta-se muito electricidade! Ora vais gastar bastante energia para criar hidrogenio que depois vai carregar as baterias no carro que depois vai fazer andar..nao me parece muito eficiente. Mais vale por essa energia diretamente nas baterias dos carros.

      Nao digo que o hidrogenio nao seja bom mas estamos MUITO MUITO longe de ser uma alternativa minimante viavel!! Temos de arranjar maneira de criar hidrogenio barato. Porque nesta altura qualquer um consegue carregar o seu electrico em casa com paneis solares por exemplo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.