Quantcast
PplWare Mobile

E-Bike de montanha Bezior XF900 com grande autonomia e velocidade máxima até 45km/h

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. deeppurple says:

    já vi nas specs que varia em função do modo.

  2. V.T. says:

    Bicicletas eléctricas são… batota!

    • Luis Rosalino says:

      batota de que?

      • GM says:

        Bicicleta, por definição, é para dares ao canelo. Se queres ajuda de motor deixa de ser bicicleta para ser designado por ciclomotor, neste caso, eléctrico. E existem também com motores térmicos.

    • Grunho says:

      Batota ou não, em ambiente urbano nada faz melhor o servicinho nem por tão pouco carcanhol. Para todos. Normais para os dinâmicos, eléctricas para os trengos.

    • Jose Antunes says:

      E se eu quiser andar de bicicleta e aproveitar um domingo com a minha familia sem ter que ir no dia seguinte trabalhar cheio de dores nas pernas, costas, etc, etc

    • Pedro Fonseca says:

      Bicicletas elétricas são um meio de transporte e um meio lúdico. Ninguém vai usar isto, legalmente, em competições velocípedes!
      O VT deve estar a referir-se a eventos velocípedes de confraternização em que cada vez mais aparece malta com bicicletas elétricas andando mais e mais facilmente do que os outros. Mas esta malta com bicicletas elétricas é equivalente aquela malta de bicicleta tradicional que treina diariamente e também anda mais e mais facilmente do que os outros 🙂
      VT se queres medir a tua performance física participa em eventos desportivos!
      (E não, não tenho uma bicicleta elétrica. Mas, gostando de fazer trilhos e rodar pelos montes, uma bicicleta elétrica é cada vez mais um meio apelativo para quem não tem a forma física desejável, ou isso, ou uma moto todo o terreno 😉 )

      • V.T. says:

        Pedro, eu estou apenas a brincar, cada um compra o que quiser. Eu só escrevi aquilo da batota porque tenho um amigo que tem uma e nas subidas vejo-me à rasca para o acompanhar. Lol

  3. Jota says:

    Dá para concorrer ao apoio do estado para comprar esta bicicleta? Para isso tem que ter alguma declaração do vendedor a dizer alguma coisa?

  4. Grunho says:

    É só montar uma grade atrás e substitui a 101% o carro em ambiente urbano.

  5. Bruno Miguel Gonçalves says:

    Montei um kit da bagafan por 800€ motor 750w 120 nm bateria 48v 18000 mA 864w velocidade máxima a pedalar 45 k/h,

  6. mrc says:

    Não pode andar na via pública sem licença… o limite são 250w e 25km/h de velocidade máxima.

  7. Manso says:

    45 km/h já é considerado um velocipedo, e tem obrigatoriamente de ter matricula e seguro automóvel… Para além se todos os outros impostos.

    Cito aqui a Lei:

    “A potência máxima dos velocípedes com motor (bicicletas elétricas) passa de 250 W para 1 kW. No caso das trotinetes elétricas, hoverboards e outros dispositivos de circulação com motor elétrico, autoequilibrados e automotores ou outros meios de circulação análogos com motor, mantém-se o limite de potência nos 250 W.

    A velocidade limite para as bicicletas elétricas e todos os outros veículos equiparados a velocípedes mantém a limitação obrigatória dos 25 quilómetros por hora.

    O desrespeito pelas características técnicas dos veículos referentes aos limites de potência máxima do motor ou pelos limites de velocidade é sancionado com coima de 60 a 300 euros, e os veículos são apreendidos de imediato.”

    • Hugo Cura says:

      Não vamos criar confusão. Esta e-bike, tal como está referido no texto e pode ser visto na página do produto, está limitada a 25 km/h e tem um motor de 750 W. NO ENTANTO, quem preferir andar fora da lei, pode desativar esse bloqueio e fazer uso do motor para chegar até um máximo de 45 km/h.
      É fácil andar fora da lei com qualquer veículo, é só querer.

      Portanto, esta e-bike está totalmente enquadrada no código da estrada, no que respeita à velocidade máxima e potência.

  8. Pedro says:

    25km/h é piada, nos meus tempos energéticos andava mais rápido de patins, ainda me recordo como patinador de rua, participar uma prova de maratona de patinagem de velocidad e concluí em pouco menos de 1h:35mim

    • Luis Rosalino says:

      E uma bicicleta sem motor tmb dá mais 25km no entanto as que têm motor têm de ser limitadas a esse valor, e se nao der para desligar a assistencia do motor é dificil ultrapassar o limite pois sente-se a bicicleta a travar por mais q se puxe

  9. ervilhoid says:

    “Nos termos do número anterior entende -se por «veículo novo» qualquer bicicleta com assistência elétrica, concebida pelo fabricante para uso citadino, não incluindo bicicletas destinadas a uso desportivo, nomeadamente para circuitos de cross ou montanha, nem trotinetes ou velocípedes de outro tipo.”

    https://www.portusinvest.pt/l/apoio-aquisicao-veiculos-de-emissoes-nulas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.