Quantcast
PplWare Mobile

Combustíveis devem voltar a baixar segunda-feira! Saiba quanto…

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Joaquim Gil Antunes says:

    Vigaristas, então com o petróleo a 88 dls. O barril, e baixam 2 cms??Baixou 6 dls numa semana, olha se estivesse a 100 dls o que seria!!!!

    • Keyboardcat says:

      Podes sempre culpar o governo com os impostos, como o pessoal passou a vida a dizer. Agora o preço do petróleo baixou, a fatia dos impostos é menor e as petrolíferas estão a fazer mais lucro que nunca.

      A parte mais hilariante é que não vais ver um centimo desse lucro. E com a menor receita do estado devido ao corte nos impostos do combustível, vais acabar por pagar esse défice com juros noutro lado.

      Mas podes sempre fazer double down na narrativa, e continuar a culpar o estado pela ganância das petrolíferas. Porque essas empresas são boas e preocupam-se contigo.

      • Notifique-se! says:

        Sendo o Estado Português, acionista, através da Parpública, S.A., em, aproximadamente, 7,5% da Galp, sendo esta detentora da Petrogal, S.A., única refinaria, além de outras valências, em Portugal, não admira o seu interesse na especulação de preços e manutenção dos mesmos.
        O seu comentário não é de todo descabido ou desinformado, mas, não reflete, no cômputo geral, a realidade que vivemos.
        Portanto, sim, a culpa é, também, do Governo que deve pautar a sua atuação pela defesa das necessidades eminentes dos cidadãos.

        • Keyboardcat says:

          Mas este fenómeno não é único a Portugal. O mesmo acontece na maioria dos países. O mercado petrolífero é um autêntico cartel.

          A partir do momento em que as reservas de petróleo são controladas por um grupo restrito de países, é um erro a sociedade ser tão dependente do mesmo.

          E a dura realidade é que os impostos sobre os combustíveis são gastos na infra-estrutura e na redução do impacto ambiental. Tal como tudo, parte deles podem ser mal gastos, o governo Português não é santo. Mas as petrolíferas não são melhores.

        • Jane Doe says:

          +1
          A somar a isso, note-se que quanto mais elevado for o preço dos combustíveis, mais o Estado arrecada em impostos.

    • Miguel says:

      Brent

      2022-09-09 — 89,38 €
      2022-09-10 — #N/D
      2022-09-11 — #N/D
      2022-09-12 — 92,08 €
      2022-09-13 — 93,93 €
      2022-09-14 — 93,92 €
      2022-09-15 — 92,86 €
      2022-09-16 — 90,78 €
      2022-09-17 — #N/D
      2022-09-18 — #N/D
      2022-09-19 — 91,46 €
      2022-09-20 — 91,66 €
      2022-09-21 — 91,82 €
      2022-09-22 — 91,70 €
      2022-09-23 — 91,35 €

  2. Grunho says:

    E enquanto houver otários parados nas filas de para-arranca a perder de vista à entrada de Lisboa e Porto, todos a ver alegremente o ordenado a fugir pelo tubo de escape, quanto mais descer o preço do barril mais sobem os combustíveis.

    • Keyboardcat says:

      É pena que quando alguma câmara decide melhorar a mobilidade urbana, e criar algumas alternativas ao automóvel a maioria fica furioso. Odeiam as ciclovias, vias dedicadas a autocarros, etc. O que eles querem é mais estacionamentos e faixas de rodagem. Destroem habitações para dar lugar a autoestradas que vão acabar deslocar pessoas para a periferia, e criar mais engarrafamentos. Muitos terrenos nos centros urbanos são convertidos em parques de estacionamento em vez de habitação, que por sua vez vão induzir o maior uso do automóvel.

      Agora destruíram qualquer alternativa para mobilidade e são escravos das petrolíferas para poderem ir para o trabalho.

    • Jane Doe says:

      Tens razão, mais vale ficar em casa a receber o RSI, só trabalha quem é burro.

  3. kolas says:

    Portugueses, continuem a fingir que não existem subvenções vitalícias, quem as recebe e porquê, que perdem o direito à indignação acerca de tudo o resto. Comecem por aí, e queixem-se bem alto. Essa é a razão de tudo o resto.

  4. Beterraba do Punjab says:

    Mudem para eletrico! A gasolina devia subir sempre. Eu com o meu model s a rir, poupo todos os meses mais de 5000 euros em combustivel

    • xxx0pt says:

      Este comentário está tão bom que nem percebi se era ironia ou real!

    • Notifique-se! says:

      Ahahahhaha, como diria o nosso ilustre Jorge Palma : “Deixa-me rir!”. Deve ter apanhado com algum bafo aromático da boca deste vozeirão português!

    • AJ says:

      com toda essa poupança já deve ter que chegue para se tratar.

    • Tugo says:

      Mas ainda não sabe que, para fabricar as baterias dos elétricos, vai haver muito mais poluição? Informem-se, p.f.

      • Infinity says:

        Pagaste uns 100.000€ pelo carro e eu 24€ pelo meu híbrido. Até eu gastar os 76.000 de diferença em combustivel e revisoes ja tiveste que comprar outro para substituir… sem contar que pagas mais de seguro, tipo talvez o dobro e a electricidade nao é de borla também

      • Álvaro Campos says:

        E a extração, transporte, refinação e, novo, transporte do petróleo não polui, pois não?
        Pois é, há sempre o reverso da medalha, em todos os assuntos

      • Jane Doe says:

        O fabrico ocorre uma vez, os consumos de combustível são diários.

    • Infinity says:

      Pagaste uns 100.000€ pelo carro e eu 24€ pelo meu híbrido. Até eu gastar os 76.000 de diferença em combustivel e revisoes ja tiveste que comprar outro para substituir… sem contar que pagas mais de seguro, tipo talvez o dobro e a electricidade nao é de borla também

    • Jane Doe says:

      A brincar, a brincar, ninguém comenta o facto das petrolíferas serem as maiores impulsionadoras dos elétricos (com os preços absurdos à procura do lucro fácil e rápido).

    • Vrael says:

      Ya deves poupar 5000€ todos os meses, deves fazer a volta à Europa todos os meses e mesmo assim nao gastavas 5000€ em combustível… deixa la que os preços da eletricidade em breve vão chegar aos carros eletricos e depois rio me eu em gasolina

  5. Sergio says:

    Demasiado barato tambem prejudica o ambiente, bota subir isso. 2€ estava bom

  6. Zé Montanelas says:

    Acho que vai cair mais com a queda que o petróleo deu hoje

  7. PM says:

    Toda a gente mama. Já dizia o Carlão “Assobia para o lado”. Andem de transportes públicos ou a pé.

    • Grunho says:

      Nem uma coisa nem outra. Bicicleta. É grátis, 3X mais rápido que a pé e nem calçado gastas. E em ambiente urbano és logo o homem mais rápido em pista. Basta não ficares parado em filas de carros.

      • Sergio says:

        isso é engraçado para quem trabalhos cuja apresentação é a farda da empresa ou tem balneários. Ou viver em cidades em que chove metade do ano.
        Para alem que ter essa rapidez que falas ja tem que ser uma bike eletrica, convem teres um seguro uma vez que nao faltam malucos na estrada.
        Cada caso é um caso, a bike pode ser optima mas tambem pode ser pessima, os transportes em cidades como Aveiro são uma miséria e uma pessoa vê-se obrigada a optar pelo automóvel ou moto.

  8. Joao Ptt says:

    As associações ambientais por elas defendiam o litro a 100€ ou mais. A boa notícia para as ditas associações ambientais é que com a guerra mundial, e outras alterações quase a acontecer em breve nem por 1000€ arranjarão 1 litro que seja… e por essa altura os gases dos escapes vão ser de todos os males o menor deles.

  9. deeppurple says:

    Pessoal, vejam o lado positivo:
    combustíveis fósseis caros faz as pessoas serem mais poupadinhas e até pensarem em mudar para o elétrico. Assim, ganham maior consciência ambiental e todos contribuímos mais e melhor para a grande causa que é o combate às alterações climáticas, ajudando os políticos a governar melhor e todos seremos mais felizes.
    Só é preciso acreditar. Força!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.