Quantcast
PplWare Mobile

CATL: Empresa cria bateria revolucionária com 1000 km de autonomia

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. André R. says:

    A empresa teve uma redução do lucro em 24% e está num mau momento…
    O ordenado do tuga é ao contrário, está num bom momento com um lucro de 2,4%…
    Sim escrevi 2,4%…

  2. Ricardo says:

    Por isso que eu não compro elétrico ainda, além de ser caro não compensa, e depois tem este problema, os carros de hoje, no ano seguinte desvalorizam mais rápido que o costume, veja-se o que será destes com baterias assim daqui a 3 anos.

  3. Malcheirete says:

    O meu diesel faz 1200km e não e revolucionario. Só custou 24 mil euros

    • Luís says:

      Até podia ter sido mais barato…

    • Dani Silva says:

      E já fizeram mais de 1000 km em Teslas que já se encontram no mercado há anos. Tudo depende do pé direito…

      • Infinity says:

        e o Diesel foi a bomba durante – 5min e tava pronto para outros 1200km

        • Mr. Y says:

          Viste o artigo? Esta bateria permite carregar 80% em 10 minutos.
          Com certeza que não será em todos os carregadores mas o processo será idêntico aos telemóveis. Agora é possivel carregar totalmente a bateria em 30 minutos ou menos, o que era impensável há uns anos.

        • Dani Silva says:

          Ainda bem para si. Aos preços actuais do gasóleo, deve saber mesmo bem atestar o depósito…

          • King Banido says:

            E sabe, apartir do momento que não se gasta 60mil€ e apenas 24mil€… aposto que o que o Malcheirete ainda nem gastou 10mil€em combustivel e manutenção. Portanto sim, sai muitooooo mais em conta que qualquer eletrico, fora todos os problemas inerentes a um eletrico, e o principal deles, as cargas. E outro andamento… sim, comprar um carro com X cavalos e só andar a 90 como medo de não chegar a casa, é simplesmente horrivel, mas cada um vive a sua vida.

            Não sei o que a malta tem na cabeça quando argumenta que ha postos para todos e 30minutos chegam pa carregar o carro, e até estão certos, esquecem-se é que se todos nós comprarmos eletricos, as filas para carregar serão infinitas, então sim, é mais “esperto” o que compra um a combustão.

            E adoro os que tem o eletrico para pouparem 100€ por mais e tem um a combustão para viagens, tudo porque o seu pópó a pilhas não é fiavel, mas é a minha mera opinião, de quem não percebe nada de senso comum.

          • RC says:

            Aposta ? então quer mesmo fazer contas ?

            Problemas inerentes aos eléctricos ? então que problemas teve ?

            Cargas são um problema ? para mim são o melhor que eles têm, consigo abastecer sem sair de casa e até produzir energia a um custo muito baixo.

            Andam só a 90 ? com medo de não chegar a casa ? então as pessoas que compram estes carros são cegos ?

            Enfim, não conseguiu dar um argumento que demonstre experiência com eles, apenas preconceitos generalizados de alguém que deve vender gasolina.

            Então mas você vive em que planeta ? as pessoas argumentam que chega para os que existem, nunca viu a instalarem postos.

            Enfim, apenas agarram-se a uma foto que viram 5 ou 6 teslas em fila a carregar, quando na verdade nem 15 minutos demora a desfazer aquela fila. E aconteceu uma vez…….

            Se tiver alguma inteligência basta pensar que: conforme os números aumentam, mais carregadores vão instalar.

            Adora ? então quantos conhece que faz isso ?

            A pilhas ? a pilhas não existem cá, esses são aqueles que são desejados por aqueles que não os conhecem, os a hidrogénio. Esses sim são a pilhas, se quiser explico porquê.

            Sim, realmente não percebe nada, senão não dizia tanto disparate.

          • King Banido says:

            Ok RC, faça as contas a contar com o futuro(de Portugal, os outros paises nao interessam) e depois diga-me se o meu senso comum não está certo 😉

            Estamos em Portugal amigo, onde mais de 60% dos predios não tem garagem, são velhos e não tem quadros que aguentem, nem tão pouco a rede eletrica tem capacidade para aguentar a carga pretendida, e uma vez mais, estamos em Portugal, onde os incentivos são da compra do carro e não da montagem de infraestrutura que aguente o prometido.

            Carrega em casa? Boa! Aproveite, pois só assim será rentavel, visto que o carregamento num posto rápido já igualou o valor do combustivel, já outros não tem a mesma sorte, mas é tipico do Portugues em pensar unicamente no seu umbigo como é o seu caso.

            Não tenho EVs e dispenso, e não é por falta de capacidade financeira ou de garagem, tenho ambas, só não tenho é um neurónio a menos e adoro desportividade, por isso andar a 90 para chegar a casa não é para mim.

            Daqui a 10 anos vamos ver o discurso se mantem, de que os EVs são uma maravilha de poupança. IUC vai ser igual(Andam na estrada, nao andam?) não por Co2 mas sim por KW(tbm polui a produção, que eu saiba, secalhar tbm tou errado neste assunto). ISP sobre os postos eletricos igual ou pior que combustão… Problemas de manutenções que vão começar a aparecer fora de garantias(Relembro do caso da Renault, 24k para novas pilhas…)

            Enfim, o futuro nos dirá quem tem razão 🙂

          • RC says:

            Não é isso os moços da eredes dizem.

            Mas é preciso um quadro eléctrico potente para carregar um eléctrico? Lol

            A minha casa tem um quadro de 3.45 e carrega 3 veículos.

            É mentira que o carregamento rápido igualou o valor do combustível, isso só é notícia para aqueles que fizeram burrada e não sabem usar, pode até usar o exemplo do gajo da revista, que é dos mais absurdos de todos.

            Por não ter ve é que não percebe nada do assunto, também percebe de tricot e croché ?

            Já existem muitos carros com 10 anos, tenho cá 3, um com 10, uma Mota com 13 é uma carrinha com 23.

            Renault 24 com problemas de baterias ? looooooool, assim se vê o quanto tá informado, o problema desses zoe não era as baterias, mas sim os motores, onde já existe solução.

            Enfim, mais um que não pesca nada do assunto e fala como se percebesse de alguma coisa.

            Se nao gosta e não quer, porque se importa tanto ? É um invejoso ?

            Ou tem uma bomba de combustível ? Ou então uma oficina de chaços? Daquelas que quando não sabem o que fazer para reparar, dizem que o defeito é o veículo não prestar?

          • King Banido says:

            Deus do ceu… a sua vontade de atacar é maior que a de ouvir, normal para quem contra argumenta sabendo que não tem razão.
            Uma vez mais, esta conversa é po futuro, não de agora, mas os EVs ouvem aquilo que querem 🙂

            Ja que adora dizer que sou um nabo que não percebe nada do que fala e que tambem sou invejoso, aparentemente o senhor não faz patavina do que sabe sequer, quanto mais pode argumentar que os outros é que são nabos.
            O Carro em questão foi um LEAF e não ZOE, e sim foram as baterias, não o motor, ai ai…

            Aposto que o que faz as viagens ai em casa é o pópó de macho, o velhinho. Mas ja agora, se são assim tão bons, porque que todos os utilizadores de EV’s, nomeadamente Teslas, tem sempre em casinha um carro a combustão? Isso é que é curioso!

            Portanto, se o senhor tem muito dinheiro para esbanjar em coisas demasiado futeis como poupar 100€ por mes em combustivel, força! Agora não faça é dos outros parvos.

          • RC says:

            Contra atacar não, eu dei argumentos que você não consegue refutar porque não tem conhecimento para isso.

            Ora viu que se enganou em tudo.

            Têm todos ? Conhece todos ? Loool

            Quer apostar o quê? Um tesla ou um Ferrari ?

            Pois, como sempre usam argumentos que inventam para demostrar o seu preconceito.

            Sim estou muito feliz, deve encontrar muitos que não estejam.

            O dinheiro é meu e faço com ele o que eu quiser, mas preferi gastar 10 mil euros num carro destes do que o dar aos barões do petróleo que é aquilo que você quer, secalhar até é um deles.

    • Óla says:

      O meu diesel fez 350k Km em 20 anos e ainda está como novo, não preciso de elétricos, para quê?

    • JL says:

      Pois, mas é “Malcheirete” como o meu…

    • RC says:

      + quanto ? é que a mim ainda não oferecem gasóleo, no entanto na electricidade gastei um valor que já recuperei, na prática tenho electricidade de borla.

      Só volto a comprar um a diesel quando poder instalar uns paineis que produzam gasóleo.

    • Gonçalo says:

      e quanto custa hj em dia fazer esses 1200 km 200 euros ?

  4. João Cartaxo says:

    Ainda temos mentes muitos fechadas que não sabem para onde vamos.. Simplesmente mais ayrse ou mais cedo só no resta comprar um carro novo e deixar o gasóleo e gasolina de lado. As bombas de combustível estão a subir os preços para poderem terem o máximo de lucros pois os anos de vida deles estao contados.

    • Batata says:

      As “bombas de gasolina “, vão continuar a existir. E iremos pagar eletricidade praticamente ao mesmo preço que o atual combustível.

      • Sabe-se lá says:

        Nas “bombas de gasolina Elétricas”, acredito. Postos de carregamento e afins. Tem que se pagar o investimento da infraestrutura… Mas em casa, sai sempre mais barato…

        • Ogoid says:

          A ver vamos se em casa, as coisas também não se vão tornar menos favorável… Por exemplo taxas para quem tem painéis solares. Escalões de consumo com preços altos para quem consome mais, como acontece com a agua.
          Quem pode aproveitar agora, força! Tenho duvidas que daqui a uns anos, os valores do kWh não vá subir, devido principalmente a taxas/impostos.

        • Mr. Y says:

          Exacto e além disso o preço nos postos públicos irão equiparar-se (com uma pequena margem de lucro) ao custo da rede doméstica senão não terão clientes

          • Infinity says:

            O problema em massificar a existencia de carregadores será um problema pois a maioria dos prédios tem +10 anos e nao estao preparados para tal

        • Luís Costa says:

          Sendo que a maioria da população em Portugal vive em apartamentos, boa sorte para esse “em casa sai sempre mais barato”.. sai barato se tiveres painéis solares porque não penses que as elétricas vão ficar a olhar

          • Toni da Adega says:

            “não penses que as eléctricas vão ficar a olhar”
            Em certos países existe uma tarifa especial para carregar carros eléctricos durante a noite. Sendo que essa tarifa é bastante mais baixa. Em Portugal como o povo gosta de pagar, duvido que isso seja implementado

          • Mr. Y says:

            Sim, tens razão. Mas assim que se começar a massificar deverão existir carregadores por todo o lado, inclusive em parques de estacionamento e/ou garagens.

      • Carlos Horta says:

        Recorda-se quando os carros a diesel pagavam um imposto anual de +/- 40 contos? é o que vai suceder aos elétricos a partir de 2030.

    • Mr. Y says:

      Parece que o pessoal se esquece que é muito mais fácil instalar um carregador eléctrico do que uma bomba de gasolina. Quando os veículos eléctricos ficarem mais baratos e se massificarem, a oferta de locais para se carregar irá aumentar. Já se começa a ver isso nos parques dos supermercados e nalguns restaurantes.

  5. manuel says:

    Comprem aos chineses e depois quando houver crise em taiwan ficam todos pendurados a exemplo das compras energéticas á russia.

  6. Secadegas says:

    Se não entrar em produção nos próximos 2 meses é apenas mais uma bonita história…

  7. GyBla says:

    Podemos acreditar que os eletricos não poluem e são o futuro. Sim vão-nos impor a compra de eletricos mas, na verdade, um eletrico quando chega ao mercado, já foram emitidos gases poluentes na extração dos minérios raros que compõem as baterias, equivalentes ao emitido por 100.000km de um carro diesel. E parte da eletricidade vem ainda de centrais a carvão. Ou seja, quando andam não emitem poluição no local onde passam, porque a poluição é produzida sobretudo antes da comercialização , mas lá longe onde mineram os componentes. Mas a poluição não deixa de ser produzida

    • Mr. Y says:

      Ninguém diz que a produção dos eléctricos não causa mais ‘poluição’ do que um veículo a combustão. Isso é um facto, por causa das baterias.
      Mas deve-se ter em conta o que se deixa de poluir com extração, transporte, transformação e consumo dos combustíveis fósseis. Este processo todo além de poluir também consome energia fóssil.
      Além disso, o consumo de energia eléctrica é mais eficiente em comparação ao fóssil. E acredita-se que haverá desenvolvimento no tipo de material usado nas baterias, podendo haver alternativas ao lítio.
      Outro ponto é que haverá cada vez mais produção de electricidade através de energia verde e, por isso, o carvão irá ficar cada vez mais obsoleto.

      • Luís Costa says:

        Ah bom, tu pensas que de um dia para o outro (eu diria no mínimo 50 anos) tudo vai deixar de “transporte, transformação e extração” de combustiveis fosseis é isso? Boa sorte então

        • Mr. Y says:

          Claro que não acho que é de um dia para o outro. 🙂
          Ainda haverá muita dependência nos combustiveis fósseis durante uns anos.
          Se serão 50 anos? Não sei. Mas a tendência está aí e acho que muito dificilmente será parada.

          • Luís Costa says:

            Vai levar muito mais que 50 anos isso é certo.. e quando o povo começar a ver o que dói no bolso logo se vê

        • Gonçalo says:

          os combustiveis fosseis nunca vão desaparecer nem daqui a 200 anos tens é de reduzr de forma drastica a sua utilização e isso inclui grande parte dos transportes

      • CF says:

        Esse mais eficiente é relativo, é um facto que as baterias não tem as eficiências relatadas, mesma história dos certificados de emissões manipulados.
        Depois temos o mau uso de baterias, o esquecimento de carregar, degradação por passar horas ao sol, etc. etc., elétrico é mt bonito no papel.
        Esquecem-se que também há gasóleo verde e não estou a falar do dos agricultores.

        • RC says:

          Têm sim, as baterias têm uma eficiência alta, muito mais alta comparada com outros sistemas, sejam eles a combustão ou até mesmo os eléctricos com hidrogénio.

          Degradação por passar horas ao Sol ? essa é nova. Esquecimento de carregar é mau uso ?

          Para mim o electrico é o melhor que tive até agora.

          Sim, o gasóleo verde, mas é no mínimo ridículo, então não querem gasta 10 de eletricidade para andar de electrico, e vão querer gastar 100 para andar num veiculo a combustão, que usa combustível feito de eletricidade. Para os preconceituosos, isso deve ser um problema. 😀 😀 😀

    • RC says:

      Então qual é a solução ?

    • Daniel C says:

      Onde foi buscar essa das emissões equivalentes a 100.000 km de um carro a diesel? E não são emitidos gases poluentes na produção de um carro a diesel? Disse, e bem, que parte da energia produzida vem do carvão (cada vez menos, pelo menos por cá), mas também não são emitidos gases poluentes na extração do petróleo, tratamento e transporte?

      As pessoas fazem as contas para um lado mas não fazem para o outro.

    • Gonçalo says:

      e já fizeste essas contas para a extração do petroleo transporte e refinação ? até o gasoleo entrar no teu carro já poluiu mais do que vai poluir no teu carro

  8. JL says:

    É tudo muito fantástico. Baterias com autonomia para 1000 kms e carregam em 10 minutos…mas primeiro que se veja isto de forma massiva e barata…

    • CF says:

      Muita gente desconhece a subida do preço do lítio e isto ainda está a começar, a lei da oferta e procura é soberana, daqui a uns anos há malta a querer trocar de eléctrico para gasolina, porque é mt mais barato.

      • RC says:

        Toda a gente sabe, o preço do lítio aumentou, TAL COMO TUDO AUMENTOU, tanto é que o litio para ser usado nos veiculos a combustão também aumentou, e por isso eles também aumentaram.

        A sério ? foi a Maya que lhe disse que isso vai acontecer ? 😀 😀 😀

  9. Pedro says:

    O maior problema hoje é o preço,se imaginar um elétrico com tamanho mini custando $-150.000 aqui no Brasil vai vender meia dúzia para alguns curiosos, e naopara por ai porque se for fazer seguro o valor também vai ser enorme, ainda tem o IPVA,então eu vejo da seguinte forma, compro um veiculo popular por $-60k e tenho $-90k sobrando para o consumo, simples assim.

    • RC says:

      E realidade europeia é um pouco diferente, por cá os eléctricos são mais caros mas não tanto, ronda os 30% mais caros para carros de baixa gama e em alta gama até chegam a ser mais baratos.

  10. Pedro says:

    1000 km de autonomia a um consumo de 20kWh/100 significa 200 kWh de baterias dentro do carro. Carrega em 10 min (10 a80%), ou seja o carregador tem de ter uma potência de quase 1 MW. Isto não faz sentido nenhum porque não é possível ter carregadores de 1 MW por aí. Não é um tema tecnológico, é um tema económico, quer pelo custo do carregador, quer pelo custo da infra estrutura.

    • RC says:

      E porque havia de consumir 20 kwh / 100 kms ? isso já um consumo bem alto para os padrões autuais.

      Não é possivel ? Ter 3 carregadores de 350 kw ou ter 1 de MW não é o mesmo ? a diferença é que um carrega em 10 minutos, e o outro em meia hora.

      • Pedro says:

        20kWh é um consumo habitual médio. Mas se for 17 as contas não mudam muito. Para carregar em 10min precisamos de quase 1 MW. E já viram bem a corrente de carga? Se a tensão for cerca de 900 V precisamos de 1000 A. Como é que um cabo que tem que ser movido à mão pode transportar 1000A mesmo que seja refrigerado? E os contactos na ficha? Como se dissipa a potência Gerada por 1000 A?
        O que quer dizer com isto é que a mobilidade eléctrica não pode evoluir desta maneira. Não podemos ter carros com autonomia de 1000 A porque não os conseguimos carregar. Podemos carregar alguns, mas não é possível ter sistemas de carregamento massificados com esta potência

        • RC says:

          Médio para que carro ?

          Para fazer essas médias só num tesla model s a 150 kmh.

          • Pedro says:

            Nao percebeu? o tema aqui não é o consumo do carro…. faça as contas com 25, 20, ou 15 kWh/100km. O tema aqui é a impossibilidade de ter carregadores de 1 MW, ou melhor, a impossibilidade ter uma rede de carregadores de 1 MW

  11. Carlos Horta says:

    Se não houvesse um espirito de inovação, ainda andávamos a correr descalços a apanhar gambuzinos.
    É necessário uma mente aberta à inovação.

  12. Rui says:

    Veículos eléctricos não vingaram a mais tempo devido a lobbys. Submarino eléctrico fabricado em 1886 por Claude Goubet. Carros eléctricos pós II guerra mundial no Japão. Toyota RAV4 nos EUA nos anos 90….
    O desenvolvimento que estamos a ter agora podia estar 100 anos a frente se não fossem as mentes tacanhas…
    Por outro lado pagamos de forma exorbitante combustível que no fundo eraresiduo da produção de querosene …em suma devido aos milhões de toneladas de resíduos de uma só indústria empurramos o desenvolvimento tecnológico para o fundo da gaveta. O compacto disc quando saiu para o mercado era uma tecnologia já obsoleta a nível de desenvolvimento…

    Chega de sermos tacanhos e exigirmos o melhor para todos nós …o o futuro e eléctrico seja com baterias ou fuel cell ou hidrogênio …deixemos de ser tacanhos.

    • RC says:

      Nem mais, mas na minha opinião não vingaram porque a tecnologia era outra, as autonomias eram baixas e a infraestrutura também era inexistente.

  13. Rui says:

    Não houve interesse no desenvolvimento por causa de lobbys de outras indústrias.
    Antes de haver carros a combustão já existiam caros eléctricos … É um tecnologia nos tempos modernos quase tão antiga com o vapor.
    Senão tivesse ficado no baú possivelmente o desenvolvimento que estamos a ver agora tinha chegado nos anos 70.

    O que as pessoas não entendem e que a maioria da tecnologia usada hoje seja em que área for tem os seus primórdios na segunda guerra mundial …não e novo apenas atualizada …por isso um Boeing pode voar 50 anos …. O famoso sr71 que ainda continua a ser o avião mais rápido do mundo tripulado foi desenvolvido nos anos 60…..a boa vontade permite progresso sustentável ……a avareza esconde um mundo melhor….

    Haja HOMENS de boa vontade…. E a humanidade pode ser uma utopia ….

  14. Rui says:

    Engraçado toda a gente a discutir o “sexo dos anjos”….
    Podem estar semanas assim …todos tem razão …não existem provas dadas de nada nem para um lado nem para o outro …a mudança e sempre complicada …
    Para se perceber o que vai acontecer no futuro e necessário perceber alguns conceitos como barreira de coulomb, energia de activação , efeito túnel, propriedades eléctricas de materiais, propriedades de resistividade, capacidades e comportamentos de supercondutores….
    Os comuns mortais só podem falar daquilo que conhecem que no fundo é aquilo que lhes dão a conhecer … A tecnologia tem de ser liberada a conta gotas porque a população não a iria entender …
    E bastante provável que os próximos 400 anos de tecnologia já estejam desenvolvidos ou em aprimoramento mas a população humana na sua maioria não tem capacidade para a entender….
    Capacitem-se somos um rebanho e não passamos disso….
    Poderíamos estar muito melhor com boa vontade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.