PplWare Mobile

Carro usado? Como saber se tem os quilómetros “martelados”


Autor: Pedro Pinto


  1. Eu mesmo says:

    E se descobrir-mos que foram martelados, podemos fazer queixa?

    • Artemus says:

      Podes. Um primo meu descobriu que lhe tinham tirado 100000 kms no carro. Foi para tribunal, demorou uns dois anos, mas ainda foi buscar uns trocos valentes de indemnização.

  2. Berto says:

    Numa empresa que eu trabalhei de aluguer de carros, antes da primeira inspeção, que é as 4 anos, os kilometros eram retirados até 20.000. Para serem vendidos como carros pouco usados. Eu recomendo uma ida á marca.

  3. Fusion says:

    Mais uma forma de irem buscar dinheiro, acho que isto deveria ser um bem público.

    • Miguel Castro says:

      É um serviço público, deverias ficar mais chateado pelo facto de ter de existir um meio de prova já que infelizmente há vigaristas…o problema são esses vigaristas e não um serviço de 27€…infelizmente é a realidade…

    • RPG says:

      Claro, e pessoas que não têm carro, ou não têm carro usado, andariam a pagar isso, makes sense.

  4. semsorte says:

    Eu quando procurava carro para a minha Maria, fui a todos e mais alguns stands de carros usados. Quando estava interessado em algum pedia a um colega meu que tem acesso a essa info para saber se os kms eram reais. 0% batia certo. Desisti, fomos comprar um novo. Andei um mes a ver carros. Posso ter tido azar nos carros que me interessou e nao estou a dizer que sao todas as casas assim, mas no meu caso desistir de procurar.

  5. MACnista says:

    Não se contentam com uma porcaria de 5 ou 10 euros, não!!!!!, tem de ser 27 ou 30, então e se eu tiver dúvidas em relação ao Kms em 3 ou 4 carros… estão a ver o “filme”, certo????

    • Pedro says:

      Estou a ver que não sabes o que queres. 100000km num carro desvaloriza-o milhares de Eur e tu estás com problemas por 27 ou 100 Eur. Ok… vai à marca, depois de comprares o carro. Aí já é tarde..

      • PeterJust says:

        É um serviço caro, não haja duvida, é que esta informação já está guardada nos PCs do estado, que todos pagamos com os nossos impostos, e este serviço é uma rotina simplesmente informática que não interfere com qualquer recurso humano, logo é difícil justificar os 27€ que pedem. Isto é o equivalente a pedir um extracto ao banco, um dia destes também te pedem 27€ no banco por um extracto e vais achar caro de certeza.

  6. Vsousa says:

    O problema é que os ligeiros de passageiros só vão á inspecção ao fim de 4 anos… 4 anos dá para muita coisa… Mais 1 serviço publico muito pouco util e caro… Quem quiser realmente saber se martelaram Km deve ir á marca.

    • ToFerreira says:

      E a marca consegue saber?

      • José Carlos da Silva says:

        No caso da Mercedes, e algumas outras marcas, os quilómetros ficam registados em diferentes partes, que implicaria serem trocadas – outras vezes fica o registo de uma alteração feita aos valores, e por aí já se sabe.

        Muitas marcas permitem uma pré-inspecção a viaturas antes da sua compra. Se o vendedor for honesto, permite que o veículo seja sujeito a essa inspecção sem qualquer problema (e de preferência num local à escolha do comprador).

      • Vsousa says:

        É a melhor hipotese… Muitos carros guardam os Km´s em vários componentes a que a marca tem acesso (Não é só na centralina), e um especialista é mais capaz de verificar a veracidade dos Km´s através do estado de alguns componentes (se houver um roubo grande há coisas que saltam á vista), podem até ser enganados mas acho que seja a melhor hipótese… Hoje em dia há muitas aldrabices, nunca se sabe.

      • ToFerreira says:

        Obrigado.

  7. Manutenções e inspecções, tem? says:

    A melhor maneira de evitar sermos enganados é comprar carros com uma história de manutenção comprovada, seja com os livros de manutenções carimbados e passíveis de serem confirmados, seja pela apresentação das folhas das inspecções anuais, ou facturas. Cada vez que há uma intervenção num carro há a produção de factura com a indicação de quilómetros. Se vamos comprar um carro e o vendedor não tem qualquer documento sobre a manutenção do carro é logo um mau sinal… basta ver no Youtube videos onde se mostra com adulterar a quilometragem.

    • Urtencio says:

      Questionei sobre os livros de manutenção uma vez num stand de um conhecido!
      Ele perguntou-me quantos livros de manutenção limpos eu queria!!
      Questionei então sobre o carimbo!!
      Diz ele.. isso ainda mais fácil é de obter!!

      Por isso nada melhor que ir a marca!! se conseguir detectar marteladas!!

  8. ZOA says:

    Na verdade não há soluções infalíveis que determine o real número de KMS salvo em casos muito pontuais.
    Esta publicação estranha em “mundo de tecnologias” apenas mostra uma das velhas alternativas que talvez possa denunciar a mesma alteração…

    • Artemus says:

      Pelo contrário, tem tudo a ver com tecnologia. Como é que julgas que os kms são tirados hoje em dia? Com um berbequim com as rotações invertidas como se fazia antigamente?

      • ZOA says:

        Artmeus têm tudo a ver tecnologia em sites especializados e credíveis para o mesmo efeito, pois nem tudo que tenha eletrónica é um telefone com rodas…
        Como julgo não rapaz, eu sei o que escrevo e essa velharia do berbequim que ouviste falar é a ignorância de um arroto virtual tal que te cinges e resumes todos os veículos sujeitos a um mero berbequim das cavernas…

  9. António Marques says:

    Nada melhor q ir à marca e pedir o relatório da viatura, isto porque o valor real dos quilómetros estão (consoante a marca) tanto na chave, isqueiro, centralina, rádio entre outros sítios, muita gente pensa que é só na centralina, depois quando são apanhados, dizem que não sabiam de nada.
    O chamado “chico espertismo”.

  10. Woot! says:

    Não vale de nada. Há muitos a martelarem entre inspeções.
    O melhor é ir à marca e pronto.

  11. Nprecebo says:

    Não precebo um carro gasóleo só vai ser inspeçionado após 4 anos da data da matrícula do que isto serve? nada !compra carro novo em 4 anos faz 150mil antes da primeira inspeção manda tirar 100mil fica com 50mil,na altura da venda há …sabe era sr idoso, professora poucos km etc..
    No imt ou inspeção boca não sabem nada nem querem saber só mamar 30€ para te darem relatório,certas marcas fica na centralina.mercedes tem

  12. Abreu says:

    Isso já deu na sic notícias há mais de 3 anos, 30 EUR e para veículos importados, nacionais são 10eur. E uma boa ferramenta para lixar um stand

  13. Mestre em direito says:

    O ideal é nunca comprarem em stand sem serem da marca. A máxima “barato sai caro” aqui é válida.

    Podem ter ideia do desgaste pelo:
    – volante, pedais
    – embraiagem e caixa soltas
    – borrachas, cabos no motor e debaixo do carro.

    Carros diesel com 5 ou mais anos e poucos km não existem; carros de empresa com menos de 150 a 200.000 km não existem. E sempre dar uma volta com o carro. Se o carro se desvia, não acreditem que são rodas que têm que ser alinhadas, provavelmente é desvio no chassis após embate lateral. Barato sai caro.

    • José Martins says:

      Estar a generalizar dessa forma, corre o risco de errar…
      Porque eu tenho um BMW serie1 116d de 10/2012 à venda com 47000kms e são reais, pode levar a marca ou ir consultar Imt, etc… tenho as facturas das revisões e manutenção com datas, não falha nada. 15500€ neg.

    • Zé mecânico says:

      Isso do desgaste é relativo.
      Tens carros de gama baixa que são feitos com materiais mais baratos. Como é óbvio, esses vão apresentar um desgaste muito mais cedo

  14. PoPeY says:

    Na marca também não adiantam muito, porque depois em tribunal a marca é testemunha e eles não tão para isso.

    O mais fácil é estar atento aos pequenos detalhes nos semi-novos. Por exemplo:
    – Desgaste no valente e mudanças
    – Puxar do cinto sem força
    – Desgaste no banco do condutor

    Sobre o livro de revisões
    – verificar se a caneta e “caligrafia”não é sempre a mesma… xD

    Mas nada impede de a malta ir martelando, uns quantos mil entre revisões e inspecções.

  15. Hugo says:

    No caso de serem importados o martelo é feito antes da inspecção … portanto impossivel de detectar no IMT.
    Nesses caso recomendo o site AUTODNA que tambem é pago mas tem uma base de dados internacional enorme.

    Carros da UBER nacionais … que levam martelo antes da 1ª inspeção é o que nao falta. portanto tudo o que nao tenha revisões oficiais na marca é para excluir é martelo pela certa.

  16. Luis Silva says:

    Comprei carro usado à pouco tempo com 88 mil kms,
    Embora nota-se que foi pouco usado pois o veiculo é de 2001, este mês já não mas no próximo mês vou pedir declaração ao imt.

    • Woot! says:

      De 2001 com 88 mil km?? Duvido muuuuuuitoooooo.
      A não ser que a pessoa que o tinha (e tenha sido só uma) não tenha usado o carro durante alguns anos.

      80000 km num uso normal casa-trabalho relativamente perto faz-se entre 4 anos a 8 anos.

      • Artemus says:

        @Woot!
        O carro da minha mãe foi comprado novo em 97 e tem neste momento 77000 kms. É o carro secundário lá de casa e só serve para pequenas voltas regulares. Portanto, não é de espantar que possam aparecer.

      • nuno a says:

        Tenho uma carrinha mercedes c220 cdi de 99 com 221 mil e picos neste momento, é carro de fim de semana não faz mais que 5000 ano e por vários anos nem 3000 fez. Sim ainda existem pessoas honestas e bons carros com poucos kilometros, é dificil de os encontrar e quem os tem não se desfaz deles a não ser por estarem fartos da viatura, mas não quer dizer que tenham retirado kilometros só porque tem mais de 5, 10 ou no meu caso 20 anos

        • Woot! says:

          Verdade, mas é raro. Por isso inclui no meu comentário o “tenha sido só uma” relativamente aos registos que o carro teve. Ter mais que um registo e poucos km é logo razão para desconfiar ainda mais.

          Em comparação o meu GLA de 2016 tem 80000km em 4 anos. portanto com 20 anos (se eu o mantivesse 20 anos) iria ter praticamente o dobro do teu. Mas vou vendê-lo assim que chegar perto dos 150.

      • Luís Henrique Silva says:

        Pombal é uma cidade pequena, e as duas pessoas que teve parece que andavam pouco, como a minha mulher anda, para teres ideia de charneca a pombal e voltar não gastas muito, e se usares só para compras e algumas voltas, pois aqui mais vale a pena andar de transporte publico ou ir a pé para Pombal que dá muito bem…..por isso não duvido, ele tem pouco uso, está impecável….

  17. rc says:

    Fui ver um carro importado, o qual no AUTODNA, tinha mais 60mil em do que o anunciado no stand.
    O anuncio do veiculo foi removido da maior plataforma de anuncios automovel em Portugal, qual o meu espanto que já está novamente à mesma com os Klm martelados, noutro stand da mesma zona.

  18. TugAzeiteiro says:

    Querem saber se os Km’s são reais? Simples… basta ligar o carro via OBD e ter o hardware/software atualizado para conseguir ler os vários parâmetros. Afinal de contas estes aparelhos não servem apenas para verificar se os Km’s que aparecem no odómetro são reais, pois também têm a função de os martelar! Basta irem a um representante da marca ou por ex. a uma bosch car service ou oficina que tenha estes aparelhos. (já nem estou a falar em comprar…. pois basta ir as lojas virtuais que eles estão lá!
    Antes da 1ª inspecção ou nas intermédias, há muito “boa gente” a retirar Km’s…
    O problema aqui são as marcas que não tomam nenhuma atitude para ser difícil a manipulação dos Km’s…. Olhem o exemplo da TESLA…. os carros estão sempre conectados, logo é quase impossível alguém martelar os Km’s e a marca não saber!

  19. Sergio says:

    Não vejo grande vantagem neste serviço, caro e baseia-se nas inspeções .. e como sabem ha muito carro que so faz a primeira passado 4 anos

  20. Miguel says:

    lol isto vale zero, antes da inspecão dá para martelar a vontade. Dinheiro jogado ao lixo.

  21. choque nariz says:

    mas pagar pra quê? dá pra ver o nº de inspecções antes de concluir o processo!

  22. José Martins says:

    O mais curioso para não dizer estranho é nas inspeções ser possível um carro ser “aprovado” com menos kms do que tinha na última inspecção que fez, os inspetores não deveriam ter acesso ao histórico do carro para não permitir uma situação destas??

    • André Correia says:

      A coisa não é nem pode ser assim tão linear por exemplo este ano que passou o quadrante do meu carro avariou e tinha cerca de 220 mil km como o carro já é antigo relativamente antigo a Renault já não comercializa os mesmos e mesmo que o vendesse seria com 0km (a um preço exorbitante), procurei por sucatas este país fora e o máximo de km que consegui arranjar foi com 140mil KM obviamente que este ano na inspeção alertei o inspector que tinha procedido a mudança ao que ele disse que ficava anotado (não sei se é verdade ou não) facto é que saiu com a folha com os 190 mil km que apresenta agora portanto sem querer “martelei” os km mesmo sendo de forma forçada… Se fosse chumbado como pedes ficava sem carro…
      Cumprimentos

      • Jose Martins says:

        Não seria chumbado, desde que apresente provas de que sofreu alguma intervenção a esse nível, como o seu caso, mas e os que aparecem com km inferiores sem justificação?
        Se houvesse um entrave tinha pelo menos um efeito desmotivante, acho até que seria motivo para chamarem as autoridades.

  23. manuel says:

    pois voces falam desculpem a expressao “superficialmente”, face ao mercado e ao seu funcionamento.

    Senao vejamos, o mercado de usados esta baseado em carros provenientes de empresas de rentacar leasing etc, e sao carros que sao entregues as companhias antes do fim dos contratoe e por norma antes de terem 4 anos ate por uma questao de desvalorização.

    Assim como sabem os carros so vao a inspeçao periodica ao fim de 4 anos logo o IMTT nao tem registos anteriores a essa data, pelo que ate ai ha um grande numero de carros a circular com muitos poucos km que estao totalmente martelados em termos de km e so as concessionarias e que sabem desse facto, mas como parte interessadas muitas vezes calam-se e nao informam os clientes (ate porque nao sao eles que venderam o carro)

    Como veem a “noticia” e a meu ver despropositada, com bastante falta de rigor. Ate diria mais querem um carro com km mais ou menos correctos comprem um novo, porque esses tirando as deslocaçoes feitas antes da venda em que circulam com o conta km desligado, a provabilidade de vos sair uma pedra no sapato e mais que muita.

    Boa sorte a todos (eu incluido)

  24. Vitolas says:

    Não existe nenhum método infalível,basta que as inspecções tenham sido feitas por fora para os KM serem logo aldrabados desde a primeira inspecção,e ir as marcas tem muito que se lhe diga,existe muito boa gente com acesso a software igual ou semelhante ao das marcas portanto essa teoria que nas marcas sabem por X ou Y se foram alterados ou não cai por terra muito facilmente.

    O melhor ainda consegue ser o desgaste que o carro tem,como por exemplo o desgaste no volante principalmente se forem carros mais caros ou com maior qualidade de materiais,se disser por exemplo que tem 100k km e 5 ou 6 anos e tem o volante todo descascado existem 99% de hipóteses de haver aldrabice.

  25. soldier says:

    Ando há alguns anos á procura de um carro usado,já vi em stands, no OLX ,no custo justo,etc, fui ver alguns presencialmente,os vendedores dizem sempre que o carro está “impecável”,igual a novo,faço 2 testes e descubro 3 ou 4 problemas,outros deixam de responder quando peço para fazer uma inspecção na oficina. Todas as viaturas após 1996 têm uma entrada OBD,geralmente por baixo do volante,e ao comprarem um leitor OBD,conseguem fazer uma leitura de códigos de erro,dá para fazer um diagnóstico completo ,limpar códigos de erro entre outras funções, e os códigos de erro indicam problemas graves que possam existir e o dono esteja a ocultar. Quando a quilometragem é adulterada,deixa sempre vestígios. O que realmente importa é o estado geral do carro,já vi carros com mais de 200 mil km em muito bom estado e carros com menos de 100 mil km cheios de problemas. A manutenção que o dono teve é que importa,e não apenas a quilometragem, basta olhar para a marca dos pneus para saber a consideração que o proprietário tem em relação ao carro.

  26. Brito says:

    Amigo, se andas anos à procura de carro e não encontras, faço ideia como serás à procura de mulher pra casar. Vais morrer solteiro!
    Não há carro perfeito. O mais perto disso é novo no stand. Passa por lá que eles estão à espera de gajos como tu

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.