PplWare Mobile

Bruxelas faz ultimato a Portugal sobre Imposto sobre Veículos (ISV)


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Joao says:

    Yessss…!!! Finalmente os xulos dos nossos governantes (todos!) vão deixar de mamar tanto, raio que os parta, toxicodependentes do dinheiro dos outros! 🙂

    • LuisAlfa says:

      Achas ?
      Trafulhas como são e especialistas na manipulação vão fazer um esquema qualquer como sempre fazem e ficam bem na fotografia.
      Basta ver é ilegal calcular imposto sobre imposto e o que faz o estado ladrão sobre os carros isso mesmo.
      Esqueçam as leis em Portugal são feitas a imagem de quem as criou, como são trafulhas na vida as são iguais a eles e muitas vezes arranjam maneira de existirem buracos nas leis para não se saber que é o pai da criança e continuarem a roubar o ze povinho.

      • Cm says:

        Estás a confundir a Administração do Estado com o Estado.
        O mesmo acontece constantemente também, em relação a Agentes e Órgãos da Autoridade, e a Autoridade (que *teoricamente*, é o Povo), mas tá bem; estamos em Portugal, ninguém leva a mal…

      • Cm says:

        Mas já agora, mais facilmente vão subir o imposto para carros em segunda-mão nacionais, que descer para importados… mas aí já fica “toda” a gente (que “conta”) contente…

    • Ufmi says:

      Basicamente quem está contente com esta decisão só vai ficar mais uma vez desiludido.
      Vais pagar o mesmo imposto + a multa que o estado vai levar.
      Mas vamos aguardar pelo desfecho, mas é a minha opinião está história já aconteceu anteriormente.

    • k says:

      Infelizmente, claro que não. Sempre que foi necessário refazer um imposto qualquer, é refeito de maneira a que fique legal (e às vezes nem isso, como a palhaçada que foi/é a net neutrality) e ficas a pagar o mesmo ou mais. Infelizmente isto é a realidade do nosso país.

  2. Gabriel says:

    Este tema e artigo estão num site acerca de informática porquê?

  3. mmendez says:

    Isto não vai dar em nada, porque em Portugal o estado faz o que quer e lhe apetece passa por cima das leis, da Constituição, etc.
    Só existe uma maneira do estado em Portugal perceber é simples.
    A UE quer resolver definitivo é assim calcula quanto o estado saca ilegalmente e depois aplica uma multa que seja o Triplo. do que o estado ganha e faz isso sempre que o estado sacar guito no carro comprado fora.

    • Fak says:

      E de que serve? O governo aumentaria logo a cargas fiscal, é como o resto do pessoal diz, quem pagaria a multa seriam os portugueses, não o governo por assim dizer…

    • Cristiano says:

      Boa, e adivinha quem fica a perder? O povo que vai ficar mais sobrecarregado com impostos adicionais.

    • DUMDUM says:

      Tens razão, mas há uma maneira de acabar com estas palhaçadas em Portugal do governo fazer o que quer, é tornar os estados regionais, tornar a UE como EUA, um governo e tudo o mesmo país, uma única economia e os governos dos estados membros serem substituídos por governos regionais, acabava-se logo com a mama do antónio costa e do super-homem centeno. A UE tem tudo para o fazer, mas tem demasiada burocracia e um sistema politico complicado.

      Não faz sentido nenhum ter de matricular e pagar impostos de um carro que já foi pago noutro estado membro, afinal fazemos todos parte do mesmo, da UE, imposto sobre imposto IVA sobre IVA.

  4. Silvestre da silva tomé says:

    Chega de burlar o Zé povinho que tanto trabalha e tão pouco ganha,que pouco ou quase nada entende e quase nada se manifesta!

  5. miguel says:

    Esta história já se arrasta há muitos anos! Vai dar em nada como sempre. O nosso governo gosta tanto de comparar com os outros países, mas quando é para favorecer os portugueses já não faz a tal comparação

  6. Infinity says:

    O Governo logo tira outro imposto da cartola para o zé pagar. Alguém tem que pagar as viagens, férias e almoços à malta da assembleia.

  7. nop90 says:

    devia era ter efeitos retroactivos.

  8. Baptista says:

    Um BMW da Alemanha paguei 18,ooo euros a este caes para o legalizar,como fazer confianca num estado igual?

    • Joaquim says:

      Mas se tens 18000€ para pagar de imposto por um BMW, não faz mal nenhum ir para o estado. Não te deve fazer muita falta.
      E os que mais se queixam são os que importam viaturas para negocio e depois o queimam para defraudar as seguradoras.
      Deixa estar esse imposto no ISV que a mim não afeta nada…

      • Lmc says:

        A ti não te afeta nada?! É com pessoas como tu que o nosso governo é feito lol

      • Ricardo says:

        Não percebo este tipo de comentários. Faz sentido pagar o equivalente a 20 mil euros por um Chevrolet Camaro nos USA, 30 mil na Alemanha e OITENTA MIL em Portugal, sendo que o carro é sempre o mesmo?

        Vá lá malta, eu por cada km de alcatrão que piso numa auto estrada com um carro estou a pagar ISV do carro, IVA do carro, IVA dos combustiveis, Imposto sobre produtos petrolíferos dos combustíveis, IUC do carro, Imposto sobre o seguro obrigatorio, portagens e com um bocado de sorte, o IMI ainda alimenta algumas infra-estruturas locais. Não faço mal a ninguém para sustentar isto tudo com o meu ordenado de trabalhador por conta de outrem.

        Como, como é que é possível torrar tanto dinheiro de impostos neste país. Como?!?!

  9. Rui says:

    Que venha rapido.

    Comprar o mesmo carro aqui custa mais 5 ou 10 mil euros q na alemanha. Mas trazer, depois legalizar sao outro 10 mil. Mamam dos dois lados.

    O modelo do meu carro, mais barato no olx ronda os 5 mil. Em espanha e inglaterra rondam os 1000€. Assim que este imposto acabar vai mudar muita coisa.

    • Marco says:

      O problema, de acordo com a notícia , é a discriminação. Portugal vai resolver o problema cobrando o imposto a todos os carros em 2a mão, incluindo os portugueses. Assim não há discriminação e o estado fica todo contente e ainda atira as culpas para Bruxelas. Win-win para o estado, loose-loose para os portugueses…

  10. Miguel says:

    O problema a sério é que o mesmo carro em Portugal em 2ª mão custa 3 ou 4 vezes mais do que na Alemanha.

    E os salários é completamente o oposto !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.