Quantcast
PplWare Mobile

BMW X5 movido a células de combustível de hidrogénio inicia testes

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. Jon@s says:

    Para mim esta é a alternativa mais coerente e que irá vingar.

    • lunatic says:

      Mas continuas preso às petrolíferas ou fornecedores do hidrogénio. Se for a baterias, podes ter a possibilidade de seres tu mesmo a produzir a energia com recurso a painéis solares, etc.
      Acho que as 2 tecnologias se complementam uma a outra, mas para mim faz mais sentido usar as células de combustíveis para camiões de carga, autocarros, por exemplo.

      • Zé Fonseca A. says:

        Se o hidrogenio chegar a valores equiparados aos da energia como se prevê, para que queres isso? Para poluires mais com baterias e ainda por cima teres de as trocar passados 8 anos?

        • RC says:

          Carros a hidrogénio também usam baterias, além disso usam celulas de combustivel que usam minerais caros como platina, ainda a piorar, essas mesmas células duram muito menos que as baterias, e custam muito mais.

      • GM says:

        Quantos painéis FV necessitas para carregar as baterias de um EV? E, no período diurno (que por acaso coincide com a disponibilidade de sol) tens a viatura em casa? E quem reside em apartamento, onde é que coloca os painéis FV?

        • RC says:

          Então e quantos mais precisa para produzir hidrogénio para fazer os mesmos kms? eu dou-lhe uma dica, cerca de 5x mais.

          Duvido que esteja interessado em gastar 20 a 30 euros para fazer 100 kms a hidrogénio.

    • Redin says:

      Estou com um GPL e sinto-me confortável em saber que tem uma redução de CO2 a volta de 80%.
      Até começar a aparecer viaturas a Hidrogénio, não vou comprar carro novo nem sequer elétrico.
      Considero este estado uma transição e vou aguardar.
      Para quem não sabe, já existem empresas (não em Portugal, é obvio) que vendem equipamentos que vão permitir a qualquer interessado em transformar agua em contentores de hidrogénio para criar reservas de energia elétrica, que pelos métodos atuais, o recurso a baterias é extremamente caro, volumoso, materiais raros ao longo do tempo e com necessidade de reciclagem especifica.
      A evolução da tecnologia ao longo dos próximos tempos, vai poder permitir tornar o uso em viaturas particulares e com segurança.
      Quando dermos por ela, nem iremos acreditar, tais já estão a ser criados avanços nesta industria.

      • RC says:

        Mas viatura a hidrogénio é electrica.

        Existe, e sabe o custo disso e de quanta energia gasta ? quando souber acaba-se logo esse interesse. lol

        Deve ser por estas e por outras que existem prototipos com 60 anos e continuam assim, e quando os lançam, ninguem os quer.

    • Luís F. Silva says:

      Concordo inteiramente! Penso que é o caminho certo.

  2. Seal says:

    Aos poucos está a avançar…

  3. Carlos says:

    A BMW já têm inumeros veiculos (3GT) de teste a circular em Munique… Estão em testes para este combustivel pelo menos desde 2018.

  4. dude says:

    Finalmente. Uma luz verde ao fundo do tunel. Baterias não é um futuro sustentável

  5. lapizazul says:

    Normal… A Alemanha está a apostar em grande no hidrogénio porque é impossível em termos logísticos todos terem VE. Para além de os carros a H2 fazerem muitos mais quilómetros e não haver a necessidade de substituir a bateria passados 8 a 10 anos.

  6. Estefâneo Empregos says:

    Good news!!!

  7. darksantacruz says:

    Excelente notícias que hajam mais marcas a apostar nesta tecnologia.

  8. Fernando Machado says:

    Eu sou contra os carros a hidrogénio. A célula do carro junta os átomos de hidrogénio que estão nos reservatórios aos átomos de oxigénio do ar . Formando a molécula H2O, agua destilada. Vocês não estão a imaginar toneladas de oxigénio roubado á nossa atmosfera que não pode ser reposto a não ser pela hidrólise. Mas para isso é preciso que o homem gaste energia para repor o oxigénio roubado. É muito mais grave esta “poluição” que a libertação de gases, acreditem! O dióxido de carbono as plantas pela fotossíntese pode repor o oxigénio, agora “partir” a agua já nao conseguem. Até admira nenhum físico ter contestado este roubo em massa. Daqui a algum tempo quando falta oxigénio nas cidades e os pássaros começaram a cair do céu algum “Albert Einstein” virá com esta tese.

  9. Eu says:

    As vezes que me obrigaste a respirar fundo de oxigénio até poder assimilar a burrice e estupidez dos teus pensamentos. Deves ser carente de atenção.
    Tinha pensado que já tinha lido o suficiente da estupidez humana, mas atingiste o recorde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.