Quantcast
PplWare Mobile

BMW vai construir uma fábrica na China dedicada aos elétricos

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Nunxx says:

    Não são lá muito espertos estes alemães.
    Estão a levar umas bofetadas valentes dos russos e ainda vão levar muitas mais.
    Vão para a China?
    Comem-lhes a tecnologia, comem-lhes a fábrica e aina lhes dão uma valente coça.
    Vamos esperar para ver cópias de BMWs a metade do preço, isto antes da coça…!
    Grande estratégia, eh eh eh!

    • Jane Doe says:

      Já há muito que há “cópias”, mas e então? Uma cópia é sempre uma cópia, e sendo chinesa, não há comparação possivel com o original.

    • Pensamento Positivo says:

      Vamos por partes: Primeiro do que tudo um carro para circular na Europa tem de ser homologado pelas autoridades competentes. Se aparecer uma cópia foleira que não cumpre, não entra.

      Candonga chinesa e Indiana de peças e partes para carros, isso é o mais falta, aliás, quase impossível de contornar, visto que fica em regra 90% mais barato que comprar peças originais e para carros mais antigos é mesmo a única escolha…

      Finalmente; nas vésperas de uma possível guerra China/EU em Taiwan e no Mar do Sul da China, esta não foi de facto a melhor data para anunciar uma fábrica lá para esses lados, não, mas eles lá sabem!…

      • AP says:

        Está na hora de começar a produzir chips a todo o vapor na Europa para a China deixar de salivar pela ilha. Mas antes é fechar aquilo e meter-lhe o fogo.

  2. says:

    Comenta-se e afirma-se que a Europa tem de atingir um patamar para não estar dependente do exterior , este pessoal , por motivos de $ & % $$ vai colocar uma fábrica na china , palmas e mais palmas ao demagogismo da treta ( em geral né )

  3. LA says:

    Depois do que se está a passar, estes otários vão fazer mais uma fabrica na China.

  4. Goncalo Pinto says:

    Mais um motivo para a BMW ser uma marca a evitar. Já não bastava as grelhas pirosas, agora vão patrocinar os Chineses que patrocinam os Russos. Boa BMW, esperemos que com esta medida a marca perca imenso mercado no resto do mundo, para ver se abrem os olhos e voltam atrás nesta vergonhosa decisão

  5. Fernando says:

    Efetivamente, existe mesmo, um grande problema, com os dirigentes na europa, não aprende, enfim…

  6. Luís Costa says:

    Depois não se queixem se a China tomar a mesma medida que a Rússia tomou mas neste caso em relação a Taiwan.. estes europeus não aprendem mesmo principalmente os Alemães que parece que não aprenderam mesmo com o gás

  7. Joao says:

    O problema não são eles, mas todos nós que continuamos a comprar, a pois é.

  8. GM says:

    A juntar à BMW, temos a LEICA e a ZEISS, e HASSELBLAD, a colaborarem com VIVO, XIAOMI e ONEPLUS.

  9. João says:

    Claro, são as centenas, mas alguém acha que os grandes interesses algum dia os deixam por qualquer povo.
    Pessoas acima dos lucros só quem é louco acharia que algum dia os grandes capitais o fariam.

  10. João says:

    Nós por cá até com as gasolinas nos deixamos comer, e depois a quem defenda que a culpa é dos impostos serem altos, a a culpa é do estado.
    Tretas e mais tretas, se o estado acaba-se mesmo com o imposto eles aumentariam para o mesmo preço ao fim de uma semana. O mal são os grandes capitais que fazem o que querem e lhes apetece, acho que este caso diz tudo ao que estamos entregues no Mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.