Quantcast
PplWare Mobile

Atenção às burlas com carros elétricos em Portugal

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Carlos says:

    Tem um Video no Youtube do Filipe View, onde ele mesmo conta a sua historia sobre esse mesmo assunto, vale a pena ver … recomendo…

  2. aj says:

    essa treta de aluguer é que nunca devia existir

  3. Gonçalo Ribeiro says:

    Como condutor de um carro elétrico posso dizer que o elétrico e apenas uma fantasia e não o futuro…
    Para além deste tipo de notícias ao preço que o carregamento fica em que apenas 35% desse valor e para energia tudo o resto e tachas e impostos….
    Chegar a manutenção ou seguros e alugueres da bateria fica muito mais caro que os combustíveis fósseis…

    • robin says:

      Em Portugal tudo o que mete estado ou políticas é pra desconfiar porque eles são os principais ladrões e mentirosos.

    • luis says:

      Então se não estas satisfeito, porque não vendes o carro e voltas a gasolina?

    • Berto says:

      És mais fake que nota de 15€.
      Tenho um Leaf á 5 anos e poupei como nunca.
      Experimenta verdadeiramente um eléctrico depois dá a tua opinião.

      • Gonçalo Ribeiro says:

        Tenho leaf a 4 anos…
        Média de100€ por mês em carregamentos (fora o que carrega em casa)em que mais de 60€ e de impostos e tachas posso provar…
        Está com 110.000km…e com gasto de bateria um pouco a cima dos 50% se não está dentro do assunto posso lhe mostrar o orçamento para a reparação das baterias…

        • RC says:

          Então mostre lá.

          Já agora gostava de saber como gasta 100 euros por mês fora de casa e mais 60 € em casa para fazer 2300 kms por mês.

          Já agora, esse não tem aluguer, senão não estava a falar da reparação da bateria.

          • Gonçalo Ribeiro says:

            Sim sem aluguer…
            Disse que por cada 100 € de carregamento 60 são pelo menos de taxas e impostos…
            Mas sim gasto mais de 100€ por mês em carregamentos… Faço uma média de 2700 km mensais…

          • RC says:

            Então e é caro ?

          • RC says:

            Não, impostos só existe o iva, e as taxas são o custo do operador do posto, ou pensa que os carregadores e os locais de carregamento são de borla ?

        • RC says:

          Então se está com 110 mil kms, e 50% da bateria porque não aciona a garantia ?

          É a primeira vez que vejo um leaf que com 110 mil kms tem pouco mais de 50 % de SOH.

          • Gonçalo Ribeiro says:

            A electricidade até esta um bom preço…mas sim e caro pois um carro da mesma gama fica em média entre 8000 a 10000 euros mais baratos na compra…para não falar no valor que terá que pagar um dia mais tarde pela troca das baterias mais alguns 5000 € …no final fazendo as contas será que compensa…?
            E acha que a garantia resolve alguma coisa…

          • Gonçalo Ribeiro says:

            Atenção não levem a mal pois estou super satisfeito com o carro e se tivesse que comprar outro hoje voltava a optar pelo eléctrico sem dúvida nenhuma o que digo e que do ponto de vista econômico hoje em dia não compensa…

          • RC says:

            Desculpe, mas não percebi, então diz que tem o carrocim pouco mais de 50% de soh da bateria em 4 anos e 110 kms, o que é dificil de acreditar, até hoje nunca vi nenhum nessas condições, nem com 300 mil, sim eu trabalho com eles, e ainda diz que a garantia não resolve ? A garanto se tiver menos de 70% metem lhe uma nova, desde que tenha menos de 160 mil e 8 anos.

            Portanto o carro não é seu ou então não sabe o que está a falar, já para não dizer como gasta esse dinheiro para fazer esses kms.

          • Gonçalo Ribeiro says:

            Se conhece o carro digo no mostrador já perdeu 5 traços de vida na bateria neste momento a 100% de carregamento marca e faz pouco mais de 120km…
            Quanto ao valor simples carrega durante a noite e no fim do trabalho tem que carregar para voltar para casa faz em média 2 carregamentos por dia…
            Quanto a garantia ainda não me informei mas pela sorte que tenho na vida tenho a certeza que vão arranjar maneira de fugir…

          • RC says:

            Então mas que nissan leaf é ?

    • João Cartaxo says:

      Em português… Assim não se percebe nada.
      Quem não sabe como funciona um eletrico, não deve comprar.

    • electrão says:

      ZOE com 4 anos, 60.000 Km
      Fiz um comparativo em excel ZOE vs CLIO.
      Considero todas as despesas incluindo o valor da compra.
      Neste momento já amortizei completamente a diferença do CLIO,
      Gasto 1.5 € por cada 100km. 99% carregado em casa.
      A bateria ainda está a 90% pelo que ainda tenho muito a poupar.
      Quem afirma que os elétricos não o futuro não sabe o que diz.

      • Gonçalo Ribeiro says:

        Para quem só precisa do carro para viagem do dia a dia e só carrega em casa sim começa a carregar fora e depois vê a diferença…

    • RC says:

      Qual é o carro electrico que tem ?

      O seu tem aluguer ?

      • Gonçalo Ribeiro says:

        Nissan leaf…
        Não tem aluguer porque hoje em dia nem há essa opção…
        Mas o aluguer nem e má ideia pois qualquer problema e troca de bateria fica por conta deles e o carro fica mais barato na compra…
        Se comprar a bateria o carro fica mais e quando tiver que trocar as baterias nos preços de hoje são mais alguns 3000 € que sai do bolso…

      • Gonçalo Ribeiro says:

        E o leaf original o primeiro modelo que foi comercializado…

        • Rick says:

          Ja faz tudo sentido. Esse Leaf não tem arrefecimento de baterias, nesse caso os 50% sao expectáveis. Nada a ver com os modelos mais recentes.

          • Gonçalo Ribeiro says:

            Sei que ao ser pioneiro de mercado há sempre complicações pois as melhorias aparecem de um dia para o outro…sei que a garantia vai cobrir algo mas duvido que seja valor total da bateria…
            Fazendo contas se a cada 159.000km tiver que levar uma revisão ou mesmo uma bateria falamos de 3/5.000€ a cada 5 anos…
            Onde fica a economia…

          • RC says:

            Por acaso não faz, certo que não tem arrefecimento, mas o leaf original só saiu até 2015, a partir daqui já é outra versão.

          • RC says:

            Nenhum leaf tem arrefecimento das baterias.

          • RC says:

            Onde fica ? nas minhas contas ainda ficou a ganhar até depois de meter a diferença que esse carro custa a mais que um igual.

        • RC says:

          Se diz que tem 4 anos não bate certo, os primeiros leaf com baterias de 24 kwh só foram vendidos até 2015/2016. Em todos eles quando se perde a 4 barra tem direito a bateria nova ou recondicionada desde que tenha menos de 160 mil e 8 anos.

  4. Danny says:

    O problema nem é apenas a burla em baterias de aluguer. O que vemos é que pagamos caro e até bem caro pelos veiculos, mas não são nossos. Então compramos o carro e não podemos carregar por falta de pagamento? Apenas quero dizer que, se quiserem desligam o nosso veiculo e controlam tudo o que temos. Deixar o MEU carro nas mão de outros? não…obrigado.

    • Vitolas says:

      Compras o carro mas neste caso não compras as baterias, são alugadas, logo como qualquer outra coisa alugada e não só, não pagas não usas.

      • Danny says:

        “Compras o carro mas neste caso não compras as baterias, são alugadas”…. acho que não chegaste a aquilo que quis dizer…ou nao queres lá chegar.

        agora vamos a gargalhada…ahahaha! como qualquer outra coisa alugada? Então deixa ver, hum… alugas um carro ( a gasolina) mas não precisas do tanque para meter gasolina certo? ou seja, preferes pagar para usar o tanque para armazenar a gasolina?

    • RC says:

      Errado, a opção de aluguer só existia no ZOE, no Nissan Leaf, e já nem existem, e são uma OPÇÃO, o carro fica 8 mil euros mais barato porque não comprou a bateria, apenas alugou, esse é o preço dela, em qualquer altura pode comprar pelo valor residual ou falta pagar por ela, exemplo, zoe com 5 anos de aluguer pagam entre 2 a 3 mil euros para ficarem com a bateria própria.

      Mas essa opção já não existe. Houve quem comprasse com medo da duração das baterias, mas como já se viu que esse não é um problema, deixou de ser comercializado com essa opção.

  5. PorcoDoPunjab says:

    Com que então vendem o carro mas omitem este “pequeno” pormenor?
    Burla qualificada.
    Eu aposto com qualquer um que se um desses burlados fosse cigano, esse stand e vendedores iam ver a vida a andar para trás e de que maneira.
    Stand invadido e tudo corrido a pontapé, para não dizer a tiros de caçadeira.
    Teriam o meu aplauso…
    Burlões só entendem esta linguagem.
    Isto de ir para tribunais demora anos e as pessoas cansam-se… e eles bem sabem disso.

    • RC says:

      Porque era uma OPÇÃO, só neste modelo, a nissan chegou a ter no leaf mas durante pouco tempo, neste momento já nem existe esta opção para o Zoe.

      Então quem desconhece que podem haver carros com esta opção, compra pelo preço, normalmente são carros importados, com contratos feitos em outros países. Mas mais tarde ou mais cedo a conta aparece.

  6. Louro says:

    Mas as pessoas compram as coisas sem se informarem primeiro?

    Se compraram num stand, deviam de ser informados claro, se compraram a um privado, já nao é bem assim…

  7. Gonçalo Ribeiro says:

    Claro como em tudo o resto o stand e que tem a obrigação de informar e esclarecer o cliente sobre o produto que vende e não o contrário…

  8. Filipe Costa says:

    Eu comprei na E-Drive há 2 anos. Confirmar se a bateria era ou não alugada foi definitivamente a parte mais complicada.

    A RCI Portugal não conseguia dar resposta em menos de 2 semanas (!), tivemos de ligar para a RCI Francesa para conseguirmos ter uma confirmação mais fidedigna que a bateria não tinha contrato de aluguer (ainda assim, sem documento de prova).

    Apesar de estarmos satisfeitos com o carro, a experiência com esta empresa foi péssima.
    Em particular com o senhor Alberto Ramalho que nos fez ameaças por estarmos a duvidar da palavra dele… Surreal.

    A Renault também tem culpa por ter criado este sistema e não ter uma forma imediata e credível de se verificar esta informação.

  9. PR says:

    Definitivamente todo este processo da implementação do eléctrico em Portugal cheira a esturro à distância…e não, não estou a falar de baterias queimadas.

    • RC says:

      Não tem nada a ver com Portugal, tem a ver com o modelo de aluguer que só a Renault tinha em todo o mundo.

      Nem vale a pena falar, isso é um não assunto, senão também vamos falar de motores partidos e incêndios em várias outras marcas com outro tipo de veiculos.

  10. Rui Marçal says:

    Boas malta. O aluguer das baterias acabou quando? Mais ou menos em que altura? Tenho uma proposta de venda de um Zoe na e-drive para uma viatura que veio da Alemanha, mas estou com receio de levar mais uma burla com a história do aluguer das baterias! Mas se a Renault já terminou com isso, não deverá haver problema!
    Obrigado!

  11. Ricardo says:

    Vê este video, https://www.youtube.com/watch?v=Q9M-7mLWI0M

    Não te fies nisso de quando acabou que nem sequer tenho a certeza se acabou. Joga pelo seguro e faz o que fala no video. Ou seja, pedes que o stand te faculte esse número ou vês o número quando fores ver o carro e depois envias e-mail para esse departamento da renault.

  12. Rui Marçal says:

    Obrigado Ricardo. Já vi o vídeo e cada vez estou a afastar-me mais desse stand. Até parece mentira nos tempos que correm…

    Tenho este número de chassi. VF1AG000265697911

    Onde posso consultar se estas baterias são de aluguer ou não? O carro é importado e já fui ao site da RSI Portugal mas diz que não encontra os dados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.