Quantcast
PplWare Mobile

Atenção aos radares de velocidade! Saiba onde vão estar em junho

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Realista says:

    Volta a caça à multa…

    • JMCXL says:

      Só apanham quem infringe os limites.

      • Andre says:

        E quem anda na estrada… lol

      • Fusion says:

        Temos herói, ela nunca andou a 51 dentro de uma localidade ou a 121 numa auto-estrada. Cuidado com ela que é toda cumpridora -.-‘

        • Paulo Alvez says:

          51 em localidade e 121 em AE não dá multa.
          Embora seja admitido que os radares em Portugal trabalham geralmente com 10 por cento de margem de erro, o melhor para o condutor é restringir-se por vontade própria a um número mais aproximado do valor máximo real. Contando apenas com 7 por cento permite controlar melhor a velocidade. Por exemplo, sabendo que a velocidade máxima permitida em autoestrada é de 120 km/h e que o radar vai funcionar a 132 km/h (ligeiramente acima do risco dos 130), o condutor pode escolher circular a 128 km/h (ligeiramente abaixo do risco dos 130).”

          Agora, sabendo que só podemos atingir 120Km/h em AE se fores apanhado a 135km/h ou mais, distracção não pode ser desculpa.

        • Rui Artur says:

          Dentro de localidade ou melhor em zonas habitacionais o limite de velocidade devia ser menos que 50Km/h.
          Se não concordas, devias de vir falar com o meu vizinho, cuja filha foi atropelada a porta de casa.

          • Realista says:

            Depende de muitas condicionantes… até podes ir a 20Km/h, mas se um peão se lembrar de mudar de direcção repentinamente e for atropelado e a culpa é logo do condutor.

          • Miguel says:

            Nas ruas que ganharam lombas deixou de haver atropelamentos.
            Foram os peões que passaram a ter mais cuidado, claro…

          • Realista says:

            Se os carros não circularem também reduzes os atropelamentos para zero…

        • Rui Artur says:

          51 em localidade e 121 em AE não dá multa.

          “Embora seja admitido que os radares em Portugal trabalham geralmente com 10 por cento de margem de erro, o melhor para o condutor é restringir-se por vontade própria a um número mais aproximado do valor máximo real. Contando apenas com 7 por cento permite controlar melhor a velocidade. Por exemplo, sabendo que a velocidade máxima permitida em autoestrada é de 120 km/h e que o radar vai funcionar a 132 km/h (ligeiramente acima do risco dos 130), o condutor pode escolher circular a 128 km/h (ligeiramente abaixo do risco dos 130).”

          Circular a cima destas velocidades, distracção nao pode ser desculpa.

      • Hugo Nabais says:

        Pois, mas há sítios onde os limites são demasiado baixos e inseguros.
        Um desses sítios (não sendo o pior) é a avenida Lusíada, com um total de 6 vias de trânsito nos dois sentidos, separador central, é melhor que algumas autoestradas do nosso país e está limitada a 50km/h!!!! Sendo um sitio que esses cromos adoram para esconder radares.
        Sendo que circular lá a menos de 50 km/h é perigoso.

      • Realista says:

        É um bom motivo para só andares a pé e não atrapalhares os outros… 😉

    • Costa says:

      Deviam estar desesperados a falta…

  2. Silvestre says:

    Eles indicam os lugares que vão estar, mas depois andam escondidos nos arbustos viaturas, muros, em locais que não estão divulgados nesta lista.
    É português, é funcionalismo público, é desonesto.

  3. JS says:

    Acho bem
    Mas sou contra da vezes que eles estão escondidos em carros não identificados e no Cimo ou no fim da Av. D. João II – Oliveira do Douro V N Gaia que todas as vezes que descemos a Av passamos logo a ultrapassar a velocidade permitida mesmo com o pé no travão
    È uma autentica caça á multa
    E se nos quiserem multar arranjam sempre maneira para isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.