PplWare Mobile

Nissan: Grande bateria da Tesla na Austrália é um “completo desperdício de recursos”


Fonte: Teslarati

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Quim says:

    as barbaridades que esta gente se sujeita a dizer para ter 5mins de fama.
    a tesla foi a primeira a fazer dos carros baterias para casa mas abandonou essa ideia por ser idiota! em casa quero é carregar o carro e nao o contrario.
    para alem da complexidade que aumenta no circuito da bateria… é simplesmente idiota mas a tesla já fazia isto ha 10 anos atras!!

  2. Tim says:

    Conceito da Nissan? Vão a Porto Santo e vêem que o conceito é da Renault já alguns anos!

  3. TugAzeiteiro says:

    O Sr. Nic Thomas deve-se ter esquecido que nem todos os que têm EV’s vivem em vivendas como ele, onde sim, se pode usar as baterias dos carros enquanto estes estão parados….

  4. jaugusto says:

    Idiota…
    Primeiro: as baterias qdo atigem por volta de 75% da sua capacidade retenção ao fim de milhares de ciclos deixam de poder ser usadas pelos carros devido á exigência elevada a que estes obrigam
    Segundo: por isso são recicladas como poweralls ou suportes de estabilização rede como na austrália onde já pouparam milhões de dollars **
    Terceiro: V2G vai criar um peso nas baterias que levam á sua degração constante em pouco tempo, a não ser em situações de emergência
    Quarto: a energia vem do telhado e fica numa powerall que faz a gestão diária consoante os consumos da casa.

    **https://www.inverse.com/article/51515-tesla-s-battery-has-already-saved-south-australia-a-huge-amount-of-money

  5. Miguel says:

    Até compreendo a ideia de usar o carro elétrico como bateria para outras coisas. No entanto, para além de não gostar da autonomia e tempo de carregamento destes carros, há uma coisa de que gosto muito de ter no meu carro: estar pronto para andar e com a máxima autonomia possível. Em especial se for elétrico. Além disso, o uso extra das baterias para além do uso normal de fornecimento de energia para o carro andar não contribui para a redução mais rápida da capacidade da bateria e seu tempo de vida?

  6. Vitor says:

    E extraordinário como existem AQUI pessoas que chamam “idiotas” a outras pessoas que (salvo prova em contrário!) têm provas dadas na sua especialidade e ocupam lugares a que (os “idiotas” que aqui comentam) nunca sonhariam sequer ter acesso nos seus sonhos mais dourados…

    • Sujeito says:

      Essa extrapolação é falaciosa e perigosa. Muitos dos lugares ocupados não são, como sugere, ocupados por especialistas. Isso é apenas crença sua.

  7. JP says:

    Tem lógica, quando Nic Thomas diz que a bateria do veículo pode alimentar parte do consumo doméstico, no período noturno. Contudo é necessário captar a energia, para um novo dia de circulação e garantir que é carregado durante esse mesmo dia. O que não me parece encaixar em grande parte do perfil dos utilizadores. O grande segredo seria os veículos criarem mais energia do que consomem, para alimentar outras estruturas.

  8. Palm says:

    É bom para o patrão, provavelmente esses carros elétricos vão estar parados à porta do emprego durante o dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.