Sondagem: 69% dos leitores utiliza GNU/Linux


Destaques PPLWARE

59 Respostas

  1. Marcio Roberto Cruz de Faria says:

    Acho esse tipo de pesquisa muito interessante e por isso mesmo poderia ser mais completa buscando dados como como por exemplo quais as dificuldades em cada SO, quais as facilidades, o que procura em um SO, qual o SO utilizado (distro) e no caso da utilização em dual boot o porque dessa opção…

    • Khidreal says:

      eu posso falar por mim. acho essa ideia extremamente interessante, embora trabalhosa para o Pplware…
      eu já experimentei Deepin OS; Feroda; Ubuntu; Elementary OS, Remix OS. todos são bons, mas…

      Deepin: distro oriental, precisarias de um mirror mais proximo para baixar as atualizações do OS. o mais proximo localiza-se em itália e inglaterra. sacar updates a 40KB/s? no thanks.
      Fedora: o melhor na minha opinião. nunca tive problemas com ele, embora não tenha ficado com ele de vez, pela razão que vou apesentar no final de explicar os problemas destas distros, que é comum a todas.
      Ubuntu: tbm muito bom, maioria dos guias na net são para ubuntu ou debian, o que ajuda bastante, embora a interface unity seja uma autentica porcaria na minha sincera opinião, eles estavam muito melhor com o gnome.
      Elementary OS: os programas são todos escolhidos a dedo e instalar programas sem corromper o seu design espetacular é preciso muitas horas de pesquisa na net, e muitas vezes nem existe. é parecido com Mac OSx e na versão Freya existem problemas de performance. além disso, a equipa tem o pensamento “se não doas-te para o projecto então não mereces usar o nosso software” e por vezes se eles sabem que não doas-te eles até te ignoram nos forums, foi o que ouvi dizer.
      Remix OS: excelente performance e interface. problema? é o mesmo que com o bluestacks ou o nox app player: tenta jogar por exemplo “Hill climb racing” nele, vai lá, tenta xd. há certas apps que simplesmente não estão feitas para serem utilizadas com rato e teclado, como este joguinho. além disso pode demorar mais de 15 minutos a aparecer alguma interface quando o tentas instalar, ou seja, durante 15 minutos ficas com o ecrã todo preto (a menos que tenhas disco SSD, aí nem 2 minutos demora).
      _____
      em todas estas distros, com excessão do fedora, sempre tive windows em dual boot. porque?
      no mundo linux é tudo opensource, ou grande maioria e isso faz com que ninguém integre nada no OS. por exemplo, no gnome DE, podiam integrar um gestor de addons, mas não, ao invez disso tens de ir a um site e ter java instalado para instalar os plugins, quando podia ser feito nativamente. há muito aquela ideia de “se já existe como add on ou programa, para que integrar no OS?” mesmo que isso fosse melhorar significativamente a interface. depois o pessoal liga demasiado ao terminal: dei por mim uma vez a usar o terminal para instalar um programa, estive mais de 5 minutos a copiar/colar linhas de terminal. quando rolei a pagina para os comentarios vi “ou simplesmente instala desde a central de programas” (similar à windows store ou playstore). isso deixou-me lixado xd. basicamente tudo o que é tutorial no mundo linux é para ser usado em terminal (tipo linha de comandos no windows, aquelas janelas pretas) e vi poucos guias em como instalar algo graficamente. além disso, existem programas como o keepass que têm uma interface extremamente grande no Fedora e no elementary OS. No fedora não tive dual boot porque simplesmente ia ficar com ele definitivamente, até reparar que as companhias não oferecem lá grande suporte no mundo linux, isto é comum em todos os linux, embora o ubuntu tenha mais suporte acima dos outros que mencionei. se o mundo linux tivesse tanto suporte quanto o mundo linux, definitivamente ninguém me via a usar windows e acredito que o linux iria tomar a frente no ranking dos OS mais utilizados.

    • Vítor M. says:

      Há muitos artigos que podem ser feitos para explorar o mundo Linux, contudo, há muita informação que temos, milhares de artigos, que estão actuais ou com ligeiros upgrades, fruto da evolução das distros apresentadas.

      Temos vindo a fazer artigos sobre o mundo Linux de uma forma mais actual, isto porque se no passado o Linux exigia muito ‘trabalho manual’ hoje já não é assim. Este sistema operativo evoluiu encesta muito mais maduro e automatizado.

      Uma instalação de uma actualização, actualmente é simples e intuitiva, já não era assim no passado e exploramos esses guias muitas vezes. Criar uma instalação dual boot, era um ‘bicho de sete cabeças’ … hoje já não.

      Mostra como está moderno e optimizado o Linux e muito mais user frendly.

      Temos provavelmente a maior compilação de artigos em português sobre Linux, mas agradecemos os vossos desafios e sugestões, sempre foram elas que abriram novas linhas de edição sobre este tema tão rico.

  2. FernandoRJ says:

    Interessante essa pesquisa, posso estar enganado, mas tenho percebido uma menor publicação de matérias sobre Linux. Não faltam leitores.

  3. Paulo says:

    Tiveram muitas mudanças desde o ano passado. Pplware poderia voltar a fazer outra sondagens sobre ” Qual o melhor ambientes gráficos Linux “

    • NT says:

      Sim e não… 🙁
      Porque cada um é diferente na sua maneira de trabalhar.
      Mas seria curioso saber quantos do leitores pplware usam o gnome, kde, mate, unity…

  4. José Carlos Ferreira says:

    Faltou uma hipótese acho que também ela muito usada. Linux com o Windows numa VM. É o meu caso, embora use a VM muito raramente.

  5. Hoje Maria Leal aqui só para ti says:

    O Linux ganhou porque os utilizadores votaram uma vez cada vez que mudam de distro. Como passam a vida a mudar de distros votaram umas 100 vezes cada um.

    Toda a gente sabe que o Linux é só para nerds e que é um sistema operativo só para marcar passo, pois importância para o consumidor é igual a 0. Por isso é que tem uns míseros 1 ou 2 por cento de quota.

    • Khidreal says:

      LOL não digas asneiras xd. eu já testei algumas distros e os OS linux em primeiro não são para nerds (a minha mae, 52 anos, aprendeu mais rapido a mexer no Fedora com 10 lições do que no windows 10 com mais de 20 LOL). além disso, a importancia dada ao consumidor pelas companhias é maior caso contrário os programas não eram feitos em conjunto com os utilizadores no GitHub por exemplo.
      Aceita a realidade, o windows está arruinado desde o 8, muita gente mudou para linux principalmente quando saiu o windows 10, o forum do ubuntu à data andava a ser bombardeado de novos utilizadores xd.
      e não, quem usa linux não votou cada vez que muda de OS por uma simples razão: a pergunta, pergunta “utiliza GNU linux?” não diz “vote sempre que mudar de distro”. claro que pode haver sempre alguém que o faça.

      • T says:

        A realidade é que o windows nunca estará acabado porque há dependência tanto do sistema como das muitos programas e jogos. Apesar de todos os problemas que tem vindo a acontecer 😉
        Linux continua a evoluir, lentamente, vai ganhando mais adeptos, sim. Mas tudo muito lentamente. E porque ? porque tem as mesmas incompatibilidades de sempre,seja nos programas seja nas drivers.
        Eu instalo uma qualquer distribuição num pc e tudo funciona perfeitamente, instalo num outro qualquer e há problemas de falta de drivers ou de ter de se perder horas a configurar à unha. É culpa do sistema? Não. Mas isso prejudica a sua massificação.

        • Khidreal says:

          @T
          sim, concordo. mas também acho que conforme o Linux vai ganhando mais utilizadores ganha cada vez mais a atenção dos fabricantes. além disso, maioria das distros mais usadas já vêm preparados out of the box para tudo, o maior problema é mesmo as drivers de video da AMD/ATI e da Nvidea, porque a nvidea nem sequer quer saber, e a AMD está na transição das drivers antigas para a Crimsom, então é normal que demore tempo até a amd lançar um update para linux das drivers antigas para crimsom. a meu ver esse é o unico problema do mundo linux, as drivers para GPU, que tudo o resto vem a funcionar a 100% out of the box. e claro está, a falta de suporte e interesse. empresas comerciais nunca irão apostar no mundo linux, mundo linux não gosta de pagar 30€ por um atualizador de drivers quando o proprio linux fá-lo por ele mesmo com uma simples linha de codigo no terminal… esse é o verdadeiro problema até, a falta de investimento.

          • T says:

            Exatamente. Falta de investimento. E ainda por cima são drivers fulcrais para um bom funcionamento do Computador. Não faz sentido em 2016 ainda termos incompatibilidades deste género. Se fosse um driver de uma placa bluetooth antiga até se percebia agora de GPU não.
            Não faz sentido nesta altura termos um sistema Optimus a funcionar em pleno em windows e a não funcionar em Linux. Num portatil onde se quer autonomia, desempenho e baixas temperaturas isto é tudo negado com o mau funcionamento deste sistema. Ora claro está o utilizador comum não vai trocar um sistema que lhe dá 1:30h de bateria por um que lhe dá 3:00h por muito que o sistema lhe agrade.

      • Pérolas says:

        O avô de um amigo meu, que tem 84, anos utiliza o xubuntu e está super contente, pois, é a unica forma de ter um pc a funcionar. Nos ultimos 4 anos ja foram 2 pcs com o windows para o galheiro + umas formações pelo meio; malwere, virus, spywere, etc…

  6. Sérgio Pimenta says:

    Neste momento estou a escrever este comentário num ChromeBook com o ChromeOS (linux) e uso o ambiente gráfico LXDE

  7. Rui says:

    Cruzes credo. Se os vossos PCs com windows são lentos comprem um SSD. Linux para mim é como o windows phone: não tem apps.

    • Khidreal says:

      @Rui
      há algumas distros assim… tenta Fedora, gosto muito dessa distro. já vem com tudo o que é essencial para usar o OS: browser, libre office, visualizador de imagens, video, musica, e pode ter mais alguns programas, agora não penses que é como o android que vem com apps inuteis que nunca irás usar na tua vida xd.
      depois se queres programas tens o software center (equivalente à windows store, play store) para baixar novos programas.

      • Rui says:

        Se quiser jogar GTA V ou outro jogo qualquer não posso pois não funciona em linux bem como outros programas. Prefiro o meu bom e velho windows.

        • Dedo Maroto says:

          Velho talvez, bom cada vez menos. Windows cada vez a negar mais opções ao utilizador comum a fazer de coisas que eram antigamente simples para qualquer um trabalho para sysadmins (e.g windows update).

          • Portimão says:

            Cada vez menos??? LOL Windows 10 é só a melhor atualização dos últimos anos.
            Roda que é uma maravilha num Insys de 200eur que comprei para usar ao lado do meu Mac.
            Não confundas mau SO com falta de drives de marcas preguiçosas!

            Tomara qualquer uma das milhares de distros chegarem aos calcanhares do Windows. Se o Linux fosse algo de jeito as empresas interessavam-se por ele. A quota de mercado é quase 0, a do Windows é de 95%.

            Por amor de Deus, tenham a noção das coisas, vocês vivem numa realidade paralela?

          • pérolas says:

            Jovem Portimão, 9 em cada 10 servidores no MUNDO rodam em linux, o supercomputador mais rápido do mundo roda linux e as maiores empresas do mundo rodam linux. 99% das startups rodam em linux. E para desespero de Muito$, muitas pmes estão a migrar para open source. A era do windows e do seu esquema de licenciamento chegou ao limite. Para evoluirmos temos de nos libertar das grilhetas da M$ e do se software fechado e que na se sabe o que está a fazer lá por trás.

        • Dedo Maroto says:

          E aposto um rim em como o GTAV corre melhor no wine do que no windows. joga Dota 2 em windows e linux (em que há versão nativa linux) no mesmo PC depois manda um toque com os resultados.

          • Khidreal says:

            @Dedo maroto
            eu não aposto nada, mas da maneira que o windows 10 está, o Wine deve correr melhor os jogos windows que o proprio windows 10 e 8 LOL.

        • Khidreal says:

          @Rui
          tbm se não procuras alternativas…
          por exemplo, a steam está cheia de jogos extremamente engraçados e bons para linux, é uma questão de colocar um olhinho em cima, agora não queiras rodar jogos windows-only no linux né? tens de abrir orizontes.

          por exemplo: Music bee, um dos melhores reprodutores de musica da atualidade. 100% estavel e funcional no linux, extremamente bonito e custumizavel, igual que no windows.
          Vivaldi: espetaculo, não deixa nada a desejar comparado com o vivaldi para windows. gestor de palavras passe: embutido no proprio linux, nada de andar a sacar cá last pass ou keepass, o linux já tem um gestor de passwords (com encriptação) que já vem instalado (ou pelo menos o Fedora tem). jogos? steam está cheia deles, até a treta do minecraft (que eu tanto adoro) existe lá LOL. podia enumerar mais alternativas, mas tava aqui toda a noite xd. é uma questão de procurar mesmo.

    • Daniel says:

      Podes dizer que tem escassez de algums jogos, suportados nativamente (podes sempre correr os jogos ou aplicações com wine, e para isso tens excelentes frameworks para facilitar o uso do wine, por exemplo o PlayOnLinux ou CrossOver), mas dizer que não tem apps é no mínimo ignorar a realidade do mundo linux.
      A não ser que precises de algo muito específico, tens tudo o que precisas para o dia a dia (e ainda mais) em linux: para imagem tens o gimp, para produtividade tens o LibreOffice, tens o plex ou o kodi para media center, etc..

      Longe vai o tempo de ter somente a widget dos olhos e um terminal.

    • Dedo Maroto says:

      Emprestas dinheiro ai ao pessoal? Ou posso continuar a perceber um bocado disto e não ter que fazer upgrades de hardware todos os anos?

    • Joao says:

      Aqui o meu gestor de programas do linux mint diz-me que tenho disponíveis 83383 pacotes (ou apps se preferires) não me parecem poucas 🙂
      Agora se estas apps não servem para a tua utilização deves logicamente usar outro SO.
      Eu tenho um dual boot, uso o windows para trabalhos em cad e o linux para tudo o resto.

  8. Asdrubal says:

    Utilizo algumas distros linux apenas em VM. O OS principal continua a ser o Windows.

  9. Kleber Stender says:

    Uso arch Linux como s.o principal é o Windows 10 como se fosse um Xbo : Só uso pra jogar. Ultimamente não tenho jogado nada então só uso o Linux mesmo =P

  10. Khidreal says:

    linux n tem nada a ver com nerdices… é extremamente facil de utilizar, em 2 dias estás a utilizar linux tão facil como utilizas o teu windows, agora, depende da disto claro. há distros mais user friendly e há distros mais cheias de nerdices que requerem conhecimentos informaticos. tenta Zorin OS, não te vais arrepender, é uma distro que imita o windows 7, mas de uma forma muito mais bonita e funcional.

  11. Joao Carvalhinho says:

    Devia perguntar além de dual boot se em solução virtualizada, e quantas vezes loginam num linux por dia/semana… Eu uso linux, 1 vez por mês em virtualização. Pertenço aos 68%

  12. guru says:

    há muito que lido com a informática, desde a era Ms-dos, e tenho vindo a acompanhar as evoluções ao longo dos últimos 30 anos dos sistemas operativos, particularmente o linux, que na sua fase inicial, era bastante complicado, e requeria um nível de conhecimentos na informática já bastante avantajado para o conseguir por em funcionamento, embora houvesse o problema de suporte por parte dos fabricantes, algo que com o passar dos anos melhorou bastante, e hoje já se consegue instalar uma distro linux sem grandes problemas, e o suporte dos fabricante já está um pouco melhor, no entanto o linux para uma utilização caseira, é perfeito se não houver dependência de softwares\ou hardware que só operam em cima de windows por não haver suporte para os mesmos, o que acontece muito quando passamos para uma utilização profissional, em que ainda hoje por melhor que estejam as distros, ainda se continua simplesmente a desenvolver apenas equipamentos e respectivos softwares apenas para funcionarem em plataforma windows, sem qualquer hipótese de alternativa em linux, e os poucos na vertente profissional que apostam em usar a plataforma linux, tem de mandar desenvolver o software perante as necessidades para tirar uso e frutos do mesmo…

    penso que se os vários developer’s das mais variadas distros se unissem todos e desenvolvessem uma única distro com o melhor de cada uma das actuais, então teríamos algo que no futuro fizesse mossa aos concorrentes Microsoft e Apple, agora assim com uma desfragmentação tão grande, linux nunca passará de um mero sistema operativo alternativo…

  13. Eduardo Silva says:

    Migrei definitivamente para Linux em 2009 (já usava desde 2004), aquando a saida do Ubuntu 9.10 que trouxe pela primeira vez uma loja de aplicações no Desktop. Desde aí, uso Windows apenas no Trabalho e para alguma aplicação incompatível em Linux, que são já muito poucas. Passo meses sem ir ao Windows. Experimento todas as distros e a que tenho usado mais ultimamente é o Mint Rosa, mas tenho aqui um portátil com o Ubuntu 16.04 que vai servindo de TV (Kodi) mesmo aqui ao lado do desktop.

  14. David says:

    É de reconhecer o enorme esforço do Pplware, com grande destaque para o Vitor M e o Pedro Pinto que se esforçam para trazer bons artigos sobre o mundo linux e open source. Reconheço que ao contrário de um blogue o pplware quer ser uma referência no mundo da tecnologia e portanto tem todo o direito de profissionalizar o seu trabalho e covinhamos que falar de open source e linux não dá dinheiro em portugal.

    Portanto, o pplware só pode estar de parabéns pelo excelente serviço que nos presta. O enorme esforço de cativar pessoas falando do que a maioria quer ouvir relacionando este tipo de temas que nem sempre são fáceis pois não são aceites e acabam por ser tabu no mundo da informática, esta é a verdade.

    Assim como o pplware revolucionou na altura que saiu, levando o seu tempo, penso que a aposta que fazem agora terão frutos mais tarde, e é desta forma impar que fazem a diferença, dai que não concordo terem sido nomeados como blogue pela TVI. Eles não são um blogue são sim um canal de comunicação de informática, na minha opinião o melhor. É preciso muita humildade para aceitar a nomeação da TVI.

    Voltando ao assunto, li nos comentários, como todos estamos acostumados, falarem mentiras do Gnu/Linux e Open Source, que se queixam dos desenvolvedores pediremuma pequena ajuda para o seu trabalho, bom pedir a quem está habituado a baixar tudo ilegal deve ser realmente desagradável de ouvir. Mas, nem vou prolongar muito este assunto que não nos leva a lado nenhum. O que penso é que sim as distribuições linux têm problemas e sim os softwares open source estão longe da perfeição mas são importantes que existam e se desenvolvam. O caminho que já percorremos é notável.

    Claro que quem quer jogar terá mais trabalho em cracar porque pagos existem imensos e modernos basta procurar no maior site do tipo. O problema de quem usa windows será basicamente esse, o resto só em áreas muito especificas como por exemplo para usar em maquinaria industrial, obviamente que os softwares são feitos para o windows só por questume mas as coisas mudam. Boa sondagem continuem.

    Há, muito pouco se sabe sobre o ubuntuPhone e se é possível ser instalado em um telemóvel android. Obrigado.

  15. Edisson says:

    Difícil acreditar nesses números, acho que o pessoal não entendeu a pergunta, afinal USAR é diferente de EXPERIMENTAR. O uso do Linux é em torno de 2% dos usuários (pelo menos é o que noticiam os sites de tecnologia) , então se for pelos números do Pplware o Windows já estaria definhando, mas não. Uso Gnu-Linux apenas, nada de dual boot.

    • Joao says:

      O pplware é em si um site para informáticos e nerds (no bom sentido), portanto é normal que a percentagem de leitores que usam linux sejam bastante superior em relação à percentagem “real” dos utilizadores que não frequentam o pplware.

    • lmx says:

      Eu acho é que as pessoas se esquecem, que a pergunta:
      “Qual o sistema que mais Gosta?”
      É completamente diferente da pergunta :
      “Qual o sistema que utiliza?”

      E é isso que do meu ponto de vista confunde o Edisson…é que as pessoas ao experimentarem ..estão a usar, por quanto tempo?
      pelo tempo que acharem necessário, ou quiserem continuar a usar..

      Se eu passar um mês a usar o Windows, para experimentar, não posso dizer que não estou a usar windows, porque efectivamente é isso que estou a fazer.
      Se no futuro vou continuar a utilizar?, isso já é uma outra questão, que se calhar nem a pessoa em causa conhece a resposta…

      • Edisson says:

        Então lmx, é isso que estou dizendo, experimentar é diferente de usar.Experimentar é usar por um período curto ou relativamente curto, e usar é ter como sistema padrão definitivo. Por isso esses números para mim não batem.

  16. FILIPE says:

    O meu SO principal é sem dúvida o Windows, devido aos programas que utilizo profissionalmente, no entanto para lazer tenho Ubuntu instalado, onde uso para consultar email, filmes, música e navegar pela web e também para alguns familiares usarem assim não corro tanto risco com os viruzinhos manhosos.

  17. Pedro says:

    fiz mais de 20 tentativas para usar linux nos ultimos 20 anos e acabei sempre com o windows. porque? porque nao ha apps com o mesmo potencial.
    o computador para mim é como uma maquina de lavar roupa, carrega-se em 1 ou 2 botão e job done… com linux nao é bem assim…

  18. marcio says:

    Uso o Linux Mint para aceder a sites, e-mail, etc e tal… Tudo na net através do linux.
    Vejo filmes, música e imagens com o Mint 18.
    O Windows 10, uso para jogar pelo que sendo o único uso que me faz falta no Linux, deixou de ser o meu SO preferido.

  19. NT says:

    Em defesa do linux a “desculpa” das aplicações já não pega. A falta de jogos… alguns, mas tem montanhas de bons jogos. A nível de aplicações, no meu ponto de vista é difícil é escolher.
    Mas pronto muita gente diz que é difícil de usar/instalar. Acho que é até bem mais fácil de instalar que um windows, tirando o windows 10 os outros tens que ir buscar drivers se queres o pc a funcionar, coisa que não costumo ter problemas em linux.
    Mas pronto não uso o linux porque é melhor, mais seguro, mais personalizável, mais fácil de usar… etc.
    Uso o linux porque gosto e é divertido! Comecei a usar por causa do ping of dead e similares do tempo do windows 95/98, nessa altura era sempre a guerra para pôr os winmodems a trabalhar mas depois era estar no IRC/ICQ, fazer pesquisas no altavista sem qualquer problema, enquanto o resto do pessoal(windows) estava sempre a cair. Depois continuei a usar porque num jogo(CSS), apesar de a nível gráfico ter que baixar as coisas para o mínimo tinha ping’s invejáveis com uma ligação da treta.
    Hoje em dia uso porque é bem mais fácil e o meu “trabalho” é reinstalar windows quase todos os dias… (Por vezes lá aparece uma avaria e tenho que substituir uma peça ou outra.)

    • T says:

      Não adianta ter montanhas de jogos se os que queres não os tens ou não tens com a mesma qualidade que tens em windows. E podes utilizar o mesmo exemplo no contexto dos sistemas mobile com as apps mobile. De que adianta ao windows mobile ter montes de apps (porque tem) se não tem as mesmas apps que em android ou com a mesma qualidade? E quem já testou ou utiliza windows 10 mobile já percebeu que o sistema está robusto e fluído.

  20. David says:

    Agora uso windows porque comprei um chinês com processador x5 e o Pplware ainda não ensinou a instalar nestes computadores. Mas não é o meu pc principal é tenho lá instalado só open source.

  21. qwertyuiopus says:

    Tenho contacto com Linux desde o Mandrake (mais tarde Mandriva) e enquanto fui consumidor de jogos com (demasiado) tempo livre, usava-o em dualboot com o Windows.
    Poucas foram as temporadas que usava apenas Linux (apenas para trabalhos do curso da época).
    Outras vezes, só usava Windows depois de formatado, enquanto não apareciam os problemas.

    Actualmente uso Ubuntu instalado num portátil antigo emprestado, e uso-o apenas como utilizador básico:
    -Para consumo de internet (e raramente fecho tabs), series/filmes e produção de ficheiros de texto, cumpre sem problemas.
    -Tudo funciona.
    -Apps há cada vez mais e fáceis de instalar, sem precisar de usar linha-de-comandos, nem a fazer “makefiles”.
    -Não tenho que andar a preocupar-me com desfragmentações regulares, nem checkdisks periódicos, nem com limpezas de ficheiros temporários e muito menos em formatar de 2 em 2 anos.

    Com o trabalho, os estudos, a vida social e o pouco tempo que tenho, gosto de me focar apenas no que quero fazer quando pego no portátil.

  22. murkdum says:

    Migrei do opensuse 42.1 para o 42.2 e estou a usar desde então. Desde 2010 que não toco em windows, a não ser na faculdade (em que ainda usam o xp). Com o plasma 5 estável e sem composição ligada, melhor experiência de sempre (fã do kde desde o 3)

  23. Eduardo Silva says:

    Queremos uma nova sondagem. Mais completa, por exemplo, qual o meu primeiro sistema desktop, Windows; Mac ou Linux.

  24. Miqueias Kevison says:

    Poderia ter mais tutoriais sobre o Linux

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.