Quantcast
PplWare Mobile

Xbox Series X e Xbox Series S: afinal quais são as diferenças?

                                    
                                

Fonte: Xbox

Autor: Marisa Pinto


  1. Ruramos says:

    Tudo muito bem até a parte dos preços.
    A xbox portugal ja oficializou os preços, façam correcção dessa parte.
    Xbox Series X: 499€
    Xbox Series S: 299€
    Lançamento: 10 de Novembro
    Pré-reservas começam a 22 de Setembro:

    https://twitter.com/xbox_pt/status/1303680364133732353

  2. andy says:

    “(…) a versão Series S tem como objetivo tornar o novo equipamento mais acessível a jogadores com menos posses.” — é uma boa desculpa… mas depois os jogos e subscrições não têm os mesmos preços? Não é nas consolas que se gasta o dinheiro…
    Para mim, é puro marketing e para dar a bicada à Sony e, ao mesmo tempo tirar clientes à Nintendo, pois vai ter uma consola ao mesmo preço que uma Switch

    • Pedro Lemos says:

      Não exatamente pois nao vai suportar 4k 🙂

      • Valter Ramos says:

        Em parte é uma falha não ter 4K, mas mesmo o mercado das TV’s estar a baixar nos preços, será que toda a gente tem uma TV 4K em casa?
        Tenho uma PS4 Pro que está ligada a um monitor AOC de 27″ que é 1080, e como eu deve haver muitos com um monitor de 1080.

      • Sergio says:

        @Pedro Lemos e então? Qual é a percentagem de mercado que tem TV 4k ? para jogar em FHD, essa consola de 299e é mais que suficiente.

    • iDroid says:

      Não me parece ser concorrente directa da Switch, pois embora esta seja menos potente, tem o factor portabilidade.

    • andy says:

      Só mesmo pela questão da portabilidade, pois a Nintendo não tem (e nem julgo que vai ter a curto prazo) uma subscrição tipo gamepass.

      Sobre o 4K esta versao S da consola também dá par 4K, só que não a 120fps. Mas quem comprar a Xbox Series X pensando que vai ter 4K @ 120fps, primeiro tem que verificar se a TV / Monitor é capaz disso, senão mais vale comprar a Xbox Series S. E atenção que uma TV 4K com 120hz custa +- o dobro uma de 60Hz.

  3. andre says:

    acho que faz sentido a consola Ss, pois nem toda a gente vai jogar a 4k, e esta aqui uma boa consola para a migracao de geracao. ela ira custa em media 249€… tem gamepass com juncao do Ea-pass… isto ira ser uma facada na sony, que se nao e a imprensa a leva la ao colo a sony ps ja nem seria tao importante assim… a xbox tem dado cartadas potentes… e isto ja nao sera mais a maneira da sony. ate que enfim.

    • Filipe Rocha says:

      Facada na Sony? É mais uma facada em toda a indústria de videojogos, criar um handicap do tamanho de um buraco negro no inicio de uma nova geração de consolas, a minha ps4 base já pena com qualquer joguito third party, imaginem se a sony tivesse lançado uma consola 3x mais fraca em 2013.

      Depois espantam-se de o Halo parecer um jogo de um estudiozinho qualquer.

  4. Pedro Fernandes says:

    Não sei se existe um pequeno erro de simpatia no texto “como por exemplo a Xbox Series X tem uma capacidade de processamento de 12.15 TFLOPS, enquanto a Xbox Series X terá de 4 TFLOPS” 😉 ambas estão como Xbox Series X apesar de ter perbebido que a última se refere à S.

  5. andre says:

    e questao e que por ter menos qualidade grafica nao vai deixar de executar os jogos, a microsoft fez o que sempre aconteceu no pc, tens grafica jogadas com melhor qualidade nao tens jogas com menos, no entanto jogas os mesmos jogos das consolas de topo, coisa que a sony nao consegue fazer e limita pela consola mais fraca os seus jogos, como se ve na Ps4pro, que tenta mais uma vez o 4k e quase todos os jogos sao 1080p de verdade. a nova geracao vai ser um salto para o 1080p de qualidade… nao como acontece agora, o adaptative-resolution, e com a sony a mandar na industria de jogos todos os seus jogos sao feitos nos seus criterios o que limita tudo para outros produtores de jogos que querem liberdade de api’s, na xbox suporta tudo na sony nao.

    • Paulo Martins says:

      Isso é uma vantagem e desvantagem, Cyberpunk 2077 um dos motivos para o adiamento foi que o jogo não corria correctamente na PS4 original e Xbox One S. A Xbox a querer manter suporte nas 4 consolas irá sempre complicar a vida aos programadores, para além disso por exemplo nenhum estúdio pode realmente tirar partido do SSD se tiver que suportar a Xbox One, por exemplo um jogo como o novo Ratcher and Clank em que a personagem irá saltar entre mundos completamente diferentes de forma instantânea isso não é possível com um HDD.

      O pessoal fala que o PC tem SSDs há anos mas a verdade é que tirando o tempo em loading screens nenhum jogo tira realmente partido do SSD, depois do jogo carregar a jogabilidade é igual num SSD e num HDD.

  6. SG says:

    Muito honestamente, as consolas estão cada vez mais parecidas Com PCs, e para isso poupo e invisto num PC, que sempre dará para processamentos de texto, imagens, etc.
    Sou do tempo dos anos 80, em que a consola era simplesmente “plug n play”, desde então continuo a comprar consolas porque sempre preferi precisamente porque não tinha de estar preocupado com configurações (para a malta mais nova, não estão a ver bem a complicação que era com jogos nos anos 90 em PCs, com incompatibilidade de gráficas e memórias, etc). Neste momento, dependendo do valor que se invista, já temos desempenhos diferentes (que, aliás, já foi iniciado na geração anterior, com a Xbox One X e a Ps4 Pro.
    Bem sei que para ter desempenho equivalente em PC o valor será sempre superior aos 299 ou 499 pedidos, mas a meu ver o conceito de consola e o motivo das mesmas existirem está a deturpar-se por completo.

    • cK says:

      Exactamente. Sempre fui apologista da ideia que, no caso das consolas, os jogos é que se têm de adaptar ao hardware da consola. Nos PC, é mais o contrário. Por isso compensa mais comprar a consola. Isto é a minha opinião pessoal. Vale o que vale

      • SG says:

        Concordo plenamente, os jogos é que se têm de adaptar ao hardware da consola. O propósito da consola nunca foi ter o gráfico de topo de um PC topo de gama, mas sim a garantia de que o jogo funcionava, sem quaisquer outras preocupações para os gamers. De caminho estão a fazer jogos exclusivos para a versão mais potente das consolas (aliás, já aconteceu isso com a Nintendo New 3DS, e viu-se no que deu).

        • Milhais says:

          Eu isso nao entendo sinceramente, se fosse talvez há uns 10 anos atrás, ate podias ter esses defeitos. Hoje em dia, todos os jogos que joguei nunca tive problemas, se o teu computador e mais fraco ajustas os parâmetros para o teu PC, alias o software das GPU ja tem essa definição para poderes ajustar os parâmetros aconselhados. Por isso, como jogador de consolas e computador, tenho a dizer que nao há preocupação nenhuma. Antigamente o maior problema era ligar um comando, mas hoje em dia ate isso nao da trabalho e só “plug and play” em todos os jogos que joguei ate agora.

  7. andre says:

    aquilo de passar rapidamente para outros mundos como ratchere clant penso que seja mais uma banhada da cobra a maneira da sony, pois ja jogo em titulos que aquilo acontece sem loadings, acho que tem mais a ver com o motor de jogo do que ssd, e loading vai ter sempre que existir ate a net ter lag 0, pois os jogos dependem cada vez mais dos servidores… offline sem loading so mesmo jogos do passado, coisa que a sony so faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.