PplWare Mobile

Google pode perder 50 milhões de dólares porque Fortnite não vai para a Play Store


Autor: Pedro Simões


  1. Mateus says:

    A Google não os pode perder porque não os ganhou. Pode perder de ganhar, isso sim. Eu não vejo é o fascínio por estes jogos…

    • Ricardo says:

      Eu perdi 100 milhões de euros, porque não acertei nos números do Euromilhões. Tá correcto peoplware?

      • Hugo says:

        O negócio da google era praticamente certo, já o euromilhões é o inverso.
        Convém aprenderem a arranjar metáforas que façam algum sentido.

        • Joao says:

          só é certo se estiver na loja…nao estando…vale zero…..para perder algo é preciso ter na pose esse algo…o jogo nunca teve na loja logo…nao perdeu nada. esta na definicao…nao fui eu que inventei….

          • Hugo says:

            Por “definição” o titulo não diz PERDEU em lado nenhum.
            Onde eu quero chegar é que vocês são uns cabeças ocas que só sabem criticar. Se de facto não perceberam o titulo então são mesmo ignorantes. É isto.

          • carlos soares says:

            Google pode perder 50 milhões de dólares porque Fortnite não vai para a Play Store

            a google não perde mas sim deixa de lucrar

  2. cantor says:

    Perdeu ?!?!?!

    Deixou de Ganhar.

    • Hugo says:

      Epah deixem de ser grunhos pah. Compliquem assuntos realmente complicados.
      Ah e tal chegas ao fim do mês e o patrão não te paga…não ligues…não perdeste nada. Só não ganhaste.

      • Filipe View says:

        Que raio de exemplo. Um salário é garantido, o Euromilhões não. Isto seria mais um Euromilhões do que um salário, percebeste ou ainda n chegaste lá?

        • Hugo says:

          Se o negócio esteve próximo de se concretizar parece-me mais um salário, tendo em conta as probabilidades claro.

          • Engenheiro Antonio says:

            Estar proximo e estar garantido sao 2 coisas muito diferentes. Ja tive muito proximo de jogar no real madrid quando joguei futebol mas acabei a trabalhar na KPMG

          • Hugo says:

            Se estiveste próximo desse feito concerteza não foi um mero acaso e algo fizeste por isso.
            Percebo que seja impossível perder algo que nunca ganhámos, mas digamos a verdade, quem ficar a remoer no título ou é burro ou só estúpido. Era aí que queria chegar. O cerne da questão está para lá do titulo embora as virgens ofendidas fiquem sempre muito chateadas com os títulos que por aqui aparecem.

  3. EC says:

    E os milhões que a Epic poderá não ganhar por não ter o seu jogo na Google Play Store?

    • Nuno Pereira says:

      Ora aí está uma questão importante. Com certeza que fizeram as suas estimativas, mas que se arriscam a perder mais do que a ganhar, isso arriscam.

    • Vitor says:

      Não perde absolutamente nada…pelo contrário! Só perderia se a app não fosse disponibilizada para Android.Apenas não estará na “loja” da Google,mas poderá ser baixada diretamente do site do desenvolvedor que ficará com TODA a receita gerada por algo em que trabalhou e desenvolveu…simples assim!

      • Jose Lapao says:

        Exacto, mas a google trabalhou e desenvolveu o S.O. onde a aplicação da epic funciona, se a google não tivesse desenvolvido o Android a epic não iria fazer a app para essa plataforma, logo não poderia ganhar o que prevê ganhar. Isto é sempre um pau de dois bicos, as empresas desenvolvedoras de software precisam das empresas desenvolvedoras de hardware edas desenvolvedoras de sistemas operativos umas não vivem sem as outras a não ser que queiram ser um sistema fechado de ponta a ponta onde produzem deste o hardware, S.O. e todo o software que la funciona. Vamos lá colaborar entre todos e ganhar todos com isso.

      • Toni da Adega says:

        Não é bem assim, primeiro updates automáticos esquece não há,é preciso desinstalar e volta a instalar.
        Segundo, a instalação de aplicaoes fora da App é simples, mas é um processo manual e existe muito pessoal que não sabe bem como é.
        Depois existe muito pessoal que nao instala nada fora da loja.
        Basta 30% do pessoal falhar a instalação por qualquer uma das razoes e lá vai o lucro extra.

        • Rafael Silva says:

          Isso é treta, tenho aplicações fora da playstore e quando lanço um update os utilizadores assim que abrem a aplicação recebem uma notificação para atualizarem e fazem o update dentro da própria aplicação sem necessitarem de desinstalar faz tudo automático. O processo é manual mas mal clicas no botão para instalar o jogo no site ele saca o apk e instala, qual é a dificuldade? Existe muita gente que não instala nada fora da loja em sites manhosos que não é o caso da EPIC.

  4. V.T. says:

    Penso que este cenário afectará mais a Epic, porque a quantidade de downloads não será tão grande como as do PubG o seu grande rival, sendo assim a Epic com a ganância de ganhar ainda mais guito acabou de dar um tiro no próprio pé! Além disso, acho que este tipo de jogos não dá muito jeito de jogar em smartphones, mas sim em consolas ou PCs. Já o instalei a partir da Galaxy Apps e já o desinstalei.

  5. zeze camarinha says:

    ja perdeu e ainda nao jogou nao a treinador que resista a uma equipa assim

  6. David Guerreiro says:

    E será que eles tentaram ao menos negociar com a Google para baixar a margem de 30% da Google?

  7. Rafael says:

    Tenho iphone

  8. Miguel Garcia says:

    Eu não sei qual é a piega desse jogo eu tenho o jogo na ps4 estou aspera sim do residente evil ediction 4 ou o residente evil 5 ou o Grid para Android agora esse jogo nem acho grande piega a esse tipo de jogo mas enfim à sempre alguém que gosta

  9. Mota says:

    Tanto hype não sei porquê. Isto é tipo pokemon go, no final do ano ninguém se vai lembrar do nome deste jogo.. pq é isso mesmo.. só mais um jogo.

    • Filipe Cordeiro says:

      o Fortnite deixou se ser apenas uma questão de hype à muito tempo, até porque já lá vão 11 meses desde que foi lançado e continua ainda a aumentar o número de jogadores. Falta apenas saber quanto tempo irá permanecer como o jogo mais jogado, principalmente em PC, mas não vejo este ser completamente abandonado pela comunidade mesmo com os jogos que estão para chegar e têm modos de jogo semelhantes.
      A Epic Games parece saber o que está a fazer, com constantes uptades que vão mantendo a longevidade do jogo e estão a investir no Fortnite como esport. Ai poderá estar o grande segredo para a longevidade, contudo não sou grande fan do que já vi. Dos vários torneios de Battle Royal, os que mais me cativaram foram do PUBG, pena que a Bluehole Studio não parece ter a capacidade para “polir” o jogo.

  10. Filipe Cordeiro says:

    Acredito que venha a estar disponibilizado na Play Store, mas não numa fase inicial e muito provavelmente depois de revistas as margens sobre as compras efectuadas dentro da app.
    Contudo foi a Google que permitiu isso, com a opção de permitir instalarem aplicações fora da Play Store.

    A curto prazo a decisão da Epic Games tem tudo a favor deles, pois o público alvo do jogo sabe perfeitamente como instalar a app, a longo prazo podem perder potenciais jogadores, mas até que ponto esses potenciais jogadores iriam gastar algum dinheiro no jogo essa é a questão. Isso porque no Fortnite apenas gasta-se dinheiro em “cosméticos”, e penso eu que muitos desses potenciais jogadores não são o publico alvo desse género de jogos, mas dos típicos “pay to win” dos “mobile games”.

  11. Arrotodragon says:

    Jose Lapao

    …Se a google não tivesse desenvolvido o Android a epic não iria fazer a app para essa plataforma, logo não poderia ganhar …

    Não podemos ir por aí penso eu.
    Eu crio uma plataforma que se torna “universal” entre os smartphones logo por criar uma APP que seja compatível não quer dizer que seja obrigado a por na loja da Google, android, etc.
    Apenas é compatível e eu próprio vou comercializar uma vez que já dispensa publicidade.
    Já agora 30% é muita massa para um negócio destes.

    Minha opinião claro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.