Quantcast
PplWare Mobile

#FreeFortnite Cup – Epic Games anuncia torneio de Fortnite com prémio anti-Apple

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Wishmaster says:

    É o que resulta dos monopólios… Está na altura dos consumidores deixarem Google, Apple, MS, FB, Amazon.
    Não faltam alternativas por aí!

    Quem ouviu a audição dos respectivos presidentes pôde constatar que não têm resposta para as acusações ou contornavam as questões.

    • Monte Gordo says:

      Enquanto as plataformas/ SO onde os jogos e apps correm, custarem milhões em trabalhadores e milhares de horas de trabalho, estas empresas têm é que pagar a sua parte.

      Achas mesmo que desenvolver um SO, mantê-lo e criar um DX, metal, etc etc sai grátis? Manter uma loja de aplicações e tentar manter ordem, organização e livre de vírus sai grátis ou fácil?

      A EPIC não tem razão e só na cabeça de certas pessoas (a maioria estudantes ou desempregados) é que faz sentido o que a EPIC quer. Nisto só se vai afundar e fechar as portas (EPIC). E é de notar que a Epic a ficar com “só” 70% dos lucros, ganhou já muitíssimos milhões

      • Wishmaster says:

        @Monte Gordo
        Uma coisa são os custos e outra é uma posição dominante conseguida por práticas monopolistas. Isto não se reduz a “tirar uma parte”!

        Acho que não ouviste a inquirição dos CEOs…

      • Little Battery says:

        Não ficam com 70% dos lucros mas sim da faturação.
        Eles também pagam funcionários…
        Só não percebo porque é que a Microsoft não podia oferecer o internet explorer no windows por ser um abuso e uma posição de monopólio e a apple pode espetar lá o safari e não se passa nada. E ainda pode obrigar todos os que queiram fazer apps para o iphone a pagar à apple 30% da faturação…
        ???

      • Rafael says:

        A EPIC também tem funcionários, e a Apple e a Google fazem imenso com esses cortes de 30% que pagam bem mais que os custos de manter uma app/play store, seria assim tão mau reduzir a taxa? Já foi o que foi com o Spotify que se queixava que os cortes eram tantos que não conseguiam fazer lucro, ainda por cima manter uma conta de developer na apple custa 99€ por ano.

    • Crow- says:

      Deixas a Google e a Apple e compras um smartphone com o quê?
      Que se lixe a Epic, eles esticaram a corda e violaram as regras que tinham previamente aceite, e agora estão a chorar. Que lancem então eles próprios um OS para smartphones para não dependeram da Google e Apple.

  2. Abreu says:

    Tá fixe! Hahahahahah

  3. Behemot says:

    Então pq que o artigo que pus no meu comentário da ENGAGET sobre a mesma temática continua a aguardar moderação?

  4. Nuno says:

    ora bem: eu tenho uma loja de venda de produtos e como tal, tenho condições para lá colocarem produtos à venda. as empresas aceitam as condições e contratos e de um momento para o outro acham injustos. não deviam ter aceite de inicio, e isto é válido para a Apple, Google (visadas neste caso), como para os continentes, auchans, amazons, ebays ou a loja do mestre andré. ninguém mudou as regras do jogo a meio. as condições sempre existiram. antes 50% de 100 de 100% de nada. se a epic não tivesse aceite as condições e não tivesse lá metido o jogo, garanto que não tinha facturado tanto, nem tinha esta visibilidade. e não estou a defender o comércio monopolista ou posições dominantes. estou a defender a defesa do cumprimento de contratos estabelecidos. se eu tiver um produto e quiser colocar o mesmo à venda no ebay ou amazon tenho duas hipóteses: aceito as condições dele ou não aceito. não vou aceitar e depois dizer que pago demasiadas comissões. se vocês tivessem uma loja, as regras da mesma serias as estipuladas por vocês, justas ou injustas para os fornecedores, mas eram as vossas regras para a vossa loja. e já sei que as grandes plataformas ou superfícies têm mais esse poder, mas são as regras do jogo.

    • Little Battery says:

      Não estás a defender o comércio monopolista?
      Então mas acabaste de dizer que a apple pode cobrar 30% do dinheiro dos outros com exclusividade!?!?!
      A epic aceitou ter o pagamento via apple. Mas acrescentou alternativas…
      É como comprares numa loja e poderes pagar em cheque, dinheiro, paypal ou MB…
      E nenhuma delas pode exigir exclusividade…

      • Jorge Carvalho says:

        Pode . Os contratos servem para isso , tal como o Facebook games faz.

        Abc

        • Dinamico says:

          Sempre ouvi dizer, dois errados não fazem um certo.

          É compreensível haver uma taxa na AppStore mas 30%? 30%? para uma empresa que gera lucro de micro-transações dentro de aplicações, fora já impostos que tem de pagar, fica um bocado á rasca.

          Importante ver que estas medidas não afetam só as grandes empresas(que todos odeiam porque são muita ricas e ladrões) mas também developers indie que estão a criar jogos para a malta jogar e além de se pagarem a eles e as suas pequenas entidades têm de pagar 30% á apple(sobre qualquer micro-transação).

          Então pela tua questão dos Contratos, podemos importar mão de obra barata que estão a fugir de situações extremas nos seus países de origem e pôr no contrato que são nossos empregados pelo menos durante 5 anos, ou então têm de reembolsar a empresa em 1 milhão.

          Lá no fim, os contratos servem para isso.

          • Jorge Carvalho says:

            Os 30%.são standard em todas as lojas ( xbox , playstation, apple , google , etc). Porque é que a EPIC só ataca a Apple ?
            Se não quiserem pagar os 30% façam subs por website que não é proibido.
            Os 30% são um falso argumento da EPIC .
            O que esta em causa é a EPIC querer colocar a sua store dentro do IOS …

            Abc

          • Xica says:

            A Google não impede ninguém de instalar o jogo. A apple impede…

          • Pedro F. says:

            Os 30% são standard? Mas sem exclusividade…
            Eu posso comprar um jogo para a xbox ou para a PlayStation na worten, na mediamarkt, na cdkeys, etc…

          • Dinamico says:

            Jorge Caravalho,

            Posso estar enganado, mas a Nextflix já não teve problemas com a apple por isso mesmo, e o Spotify também? em que reencaminhavam a pessoa para o website para não pagar taxas e a apple ameaçou logo remover da appstore 2019?

        • Xica says:

          Continuo a dizer que se era errado a Microsoft oferecer o internet explorer e foi multada por isso, acusada de monopólio tendo de oferecer alternativas, não percebo a diferença para a Apple. Não se esqueçam que para instalar apps num iPhone não há alternativas…

    • Maria says:

      Não é assim. O continente e afins não te obriga a cozinhar os produtos que lá compras apenas nos seus tachos.

  5. Jota says:

    É muito bem feito! A Apple gosta de controlar tudo, empresas, criadores de conteúdos, utilizadores, etc, tem aqui uma boa resposta!

  6. Andre says:

    A Apple cobra 100 dolares para listar apps na store. Para submeter uma app é preciso fazer parte do Apple Developer Program.

  7. supersilva says:

    Ótima referência.

  8. Os Rótulos says:

    “Ah e tal, a Apple é um monopólio!”
    Como é que se pode falar em monopólio com uma quota de mercado de 14%?
    Quando se fala de Windows/IE e do Google Search é acima dos 90%.
    Quem não gosta da Apple tem outras opções.
    Quer comprar o Fortnite 25% mais barato? Compra um equipamento Android descarrega a APK das store da Epic e já está (quando descarregava da Google Play pagava os mesmos 30%).

    Diz o post que: “A guerra entre a Epic Games e a Apple está oficialmente aberta.”
    Já se está anotar os efeitos. Hoje a Apple valorizou mais 5,15%, fechou a valer 2,13 biliões.

    • Pedro F. says:

      Não sabia que ter a exclusividade de um produto a 100% e obrigar a que todas as instalações e pagamento fossem sujeitos a taxas não contava como monopólio por haver outras marcas…
      Belo pensamento!
      Portanto o que a Apple faz é correcto e não é monopólio até que cota de mercado? Pode saber-se?

  9. Filipe Cristiano Coutinho Silva volta Sousa says:

    devia ao existir o fortnite na playstation 4, porque isso põem as crianças malucas.

  10. Luis Martins says:

    O que está a fazer a Apple é crime, não me digam que é legal por exemplo comprar um carro à Apple construido pela Apple só podia abastecer de gasolina nas bombas da Apple ? O carro é o iPhone, a gasolina são as apps para o IPhone.

    • Crow- says:

      Porque só falas da Apple se a Play Store funciona da mesma forma? Inclusive a Google baniu a Epic da Play Store pelo mesmo motivo que a Apple.
      Nenhuma empresa é obrigada a publicar as suas apps na App Store ou na Play Store, mas se o quiserem fazer aceitam os termos do serviço, tão simples quanto isso.
      A Epic simplesmente discorda da percentagem de 30% que a Apple e a Google ficam em cada venda. A titulo de exemplo a própria Epic fica com 12% de cada jogo vendido na Epic Games Store.

      • Luis Martins says:

        Se tivesses um pouco de tecnologia saberias que a Google deixa instalar apps fora da loja da Play Store, ao contrário da APPLE que impede isso só deixa instalar apps atraves da loja da Apple. Nem sequeres sabes interpretar a analogia que fiz os carros e gasolina, imagina o teu carro só deixa abastecer de gasolina nas lojas da Apple e mais nenhuma porque o carro comprado à Apple nao deixa usar a gasolina de outras marcas, isso é crime, ponto final , haja alguém com coragem , dinheiro e neurónios para dar a maior lição de justiça de todos os tempos à Apple e a outras empresas monopolistas.
        Imagina a Microsoft fazer o mesmo que a Apple, ou por exemplo os construtores de automóveis fazerem o mesmo que a Apple, ou os hipermercados obrigarem à exclusividade os seus fornecedores, isso é um puro roubo, abuso de poder e abuso de um monopolista etc é crime e dos grandes numa economia de mercado e nao de monopólios.

      • Luis Martins says:

        Nao preciso da play store da Google para instalar o quer que seja no meu Android percebes? Ao contrário da Apple que nao deixa instalar nada, só através da loja da Apple. A Google nao é monopolista como a Apple, ninguém é obrigado a usar a loja da Google para vender ou instalar apps para o Android.

        • Crow- says:

          Então porque a Epic tentou publicar a sua app na Play Store sendo que violava claramente as policies desta?
          A razão é simples, o utilizador comum só instala as apps através das respetivas stores e não instala apks de sites de terceiros, o que reduz a abrangência da distribuição da app.
          Mesmo tendo essa via a Epic preferiu esticar a corda e forçar o seu sistema de pagamentos numa app publicada na Play Store.
          Percebes tu agora? Não quero saber da tua analogia do carro e da gasolina para nada lol, não tem nada a ver com o assunto.

          • Luis Martins says:

            Nao está a violar nada, quem está a violar é a Apple e a Google com práticas monopolistas ilegais em qualquer parte do mundo democrático esta é a verdade dos factos e o que se passa é que as empresas nao têm recursos financeiros ou nao estão disponíveis para litígios milionários para enfrentar grandes empresas como a Apple ou a Google, mas basta haver uma empresa que se disponibilize para por a Apple e a Google em tribunal para fazer história e vai ficar na história da informática e dos negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.