Quantcast
PplWare Mobile

Entrevista Pplware à Guild “Lusitanos” de World of Warcraft…

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Paulo Silva


  1. m4x says:

    ….. não fizeram 25? temos várias guilds tuggas que fizeram ICC25, antes dos nerfs de ICC e antes dos buffs das classes no 4.0 claro. Não tenho a certeza dos hard modes.

  2. Courela says:

    Só um reparo: fica um bocado difícil de entender certas frases devido à falta de acentos (já nem digo vírgulas) em certas palavras.

    • Vítor M. says:

      Não acho, acho que está até facilitada a leitura e podes indicar onde faltam os acentos?

      • JFF says:

        Li com toda a atenção a entrevista, apesar de nada pescar do assunto…
        Faltam, de facto, umas duas dezenas de acentos e tem uns erros (por exemplo: na 2ª resposta “acerca” em vez de “há cerca” e “mata-mos” em vez de “matámos”, imediatamente acima da 4ª foto).
        Mas percebe-se bem, apesar das expressões técnicas usadas. 🙂
        Bom trabalho!

    • Slipvayne says:

      Sim é verdade, era intenção minha corrigir esses pequenos erros, no entanto a entrevista foi enviada antes disso ser feito, ainda pensei que na altura da edição para aqui fosse corrigido, mas acabaram por mantê-lo, e entendo a sua razão.

      Aproveito para chamar a atenção que esta não é uma guild Hardcore-raider, daí haver guilds portuguesas com melhor progresso obviamente. WoW é muito mais do que raids…

      Obrigado pela oportunidade de nos darem a conhecer melhor.

      http://www.lusitanoswow.com

  3. Tiago says:

    “Sim vários membros da guild são casados e tem família”, por enquanto… ou então as mulheres têm um membro a mais para jogarem enquanto jogam WOW…

  4. Dkpownz says:

    “Priest ter andado a por gemas de Defence Rating e quando confrontado com isso ter dito que era para levar menos dano nos bosses, entre muitas outras.”
    Kil 4 EVER!!! 😀

  5. Ganondorf says:

    Jogam á 4 anos, 3h e meia por dia, não matam a Sindragosa 25man e dizem-se veteranos? Ou esta guild é demasiado casual, ou então o ppl n entende nada das taticas.

    É raro eu jogar e mesmo assim, já consegui ir mais á frente do isso…

    Um dos pontos negativos deste jogo é o facto de se depender mto dos outros. É bastante divertido se todos fizerem bem o seu papel, mas se assim não for, então torna-se uma experiência bastante negativa.
    Não completei algumas raids, nem special mounts (como é o caso do swift alliance steed) precisamente pq não consegui encontrar gente pra faze-los. O ppl da guild n era mto dado a isso :S

    De qq maneira, eu desejo o melhor pra esta guild.

    • Slipvayne says:

      Ninguém o disse 🙂 A guild nasceu social, e vai continuar a ser. Se bem que ultimamente tivemos uma vertente mais forte em raids 10/HC.

      Mas com o Cataclysm nunca se sabe..

      Pode-se ler na nossa info:
      “Gostamos de raidar mas se não se acaba a raid hoje acaba-se amanha ou depois”

      Ou seja, a prioridade sempre foi dada ao bom ambiente na guild e a vida social dos membros.

      Obrigado. Cumps.

    • Blackbirde says:

      Tal como cheguei a referir na entrevista os Lusitanos sendo uma Guild acima de tudo social não tem o progresso que as vezes gostaríamos de ter mas com a constante rotatividade de jogadores alguns dos quais com pouca experiência em raids torna-se complicado matar alguns bosses mais “difíceis” pelo menos no que diz respeito a raids 25.

  6. Vitor B. says:

    É impressionante como um género de jogo como o MMORPG gera uma linguagem completamente paralela!

    Frases como “eu e os Lusitanos matamos o Lich King 10man após termos passado mais de 1 mês a fazer extend a raid e a wipar no mesmo”, deixam-me completamente a “apanhar bonés”.

    • Vítor M. says:

      É verdade, mas o léxico é muito próprio, inclusive no próprio mundo da tecnologia. 😉 mas na verdade fico como tu algumas vezes.. num pesco nada.

      Mas o que temos a fazer é entrar na onda… até Googlar já passou a “verbo” 😉

    • Otamendi says:

      Eles falam nerdês

      • Vítor M. says:

        hehehe… olha que deve ser algo mais avançado… estas coisas com o tempo vão ficando cravadas “no dias -a-dia” e acabam por se tornar “oficiais”.

        Mas que eu (tou a ficar velho) por vezes não percebo… isso é verdade 😉

    • Ganondorf says:

      Se tás mm interessado em saber, pesquisa por cada uma das coisas: raid, extend raid, wipe.

    • Luis says:

      Hehehe, todas as sub-culturas geram linguagens paralelas. Vemos isso nas ruas, nos estilos de música, etc..

      Mas para facilitar :

      Wipar = morte da raid (grupo formado para derrotar um boss) sem conseguir atingir o objectivo, que naturalmente seria matar o boss, no caso referido o Lich King boss final.

      10 man = raid composta por 10 jogadores, podia ser de 25 elementos, sendo nese caso a dificuldade ajustada ao nº de jogadores envolvidos.

      Extend = possibilidade de extender o estado de progressão da raid actual para além do período em que normalmente faz reset.

  7. Vítor M. says:

    Na verdade estas comunidades estão a crescer. Existem eventos famosos e grandes “sagas” em volta destas comunidades. São comunidades importantes dentro do mundo da tecnologia e todos sabemos o que vale o mundo da tecnologia actualmente.

    Gostei de “ler e perceber” um pouco mais sobre este fenómeno.

  8. Adelino Faria says:

    Acho que ha guilds portuguesas por ai com mais sucesso por ai. Corruption-Burning Steps seria uma delas.

  9. PES 2011 says:

    Nunca percebi muito bem este jogo…nem o fascínio de tantos milhões…

    • WoW says:

      Nunca percebi muito bem o PES… nem o fascínio de alguns milhares…

      • David says:

        São apenas escolhas e gostos, eu por exemplo nunca gostei de PES por se dar tanto alarido a um jogo que não merece, a meu ver é um jogo casual, para ser jogado quando se está com o pessoal.

        WOW apenas não jogo porque nunca tive muita paciência nem uma boa “micro-gestão”, porque WOW é um jogo que requer muita perícia, enquanto que PES eu consigo ganhar a gajos que dizem ter todos os jogos desde do PES 2 e passam a vida a fazer jogos daquilo…eu que muito raramente jogo.

  10. Boas, gostaria de agradecer a oportunidade da pplware, e esclarecer as pessoas que falaram sobre o progresso da Lusitanos.

    Somos uma guild Social, onde procuramos que a malta se divirta, e como Social Guild, não temos cá uma série de factores e imposições que muitas vezes levam outras guilds a um maior progresso.

    Tentamos sempre fazer uma rotação entre os players, o que torna muito difícil o progresso em 25man, uma vez que todas as semanas estamos a iniciar uma raid nova.

    Mas isso não nos incomoda nem um pouco, as risadas e a diversão são melhores que qualquer boss down

    cumpz

    • Vítor M. says:

      Iremos certamente falar de várias, concretamente a área gamer está a ganhar forma e entraremos mais na seiva deste mundo em ascensão.

      Parabéns pelo vosso trabalho.

    • Joao Reis says:

      Gostei desse espirito, embora eu considere o WOW um jogo não de skill mas sim de “qto tempo mais jogas mais longe vais” e daí ser fácil ter milhoes de seguidores.

      A abordagem social que vocês têm é o ideal num jogo destes, dou os meus parabéns, é necessário muita organização e aí sim, rentabilizar no menor tempo as maiores vitórias, o truque está aí e não em jogar muito e ganhar muito, porque isso é facil.

      Cumpts e Boa Sorte

      • Anónimo says:

        Isto do nao skill é totalmente errado. Vai para arena, e diz-me.

        Agora torna-se mais facil em PVE, com raids 10 man, mas antigamente na velha guarda, comandar 40 homens, em fights tipo c’thun, onde se um falha e nao tem skill para a fazer, morrem todos, é deveras complicado.

        Abraço

  11. Brave says:

    Guilds Portuguesas que limparam todos o content em Hard Modes :

    Corruption no Burning Stepps
    Juggernaut no Grim Batol
    MOMENTUM no Grim Batol

    ah pois 🙂

    • Blackbirde says:

      Tanto nos Corruption como nos Juggernaut estão ou estiveram jogadores que passaram pelos Lusitanos e que saíram a procura de um Guild mais Hardcore, dos quais vários continuam com Chars nos Lusitanos e a aparecer frequentemente no nosso Ventrilo… 😀

  12. Anónimo says:

    Boas, fico deveres triste a ter de ler isto: “das maiores e mais mediáticas Guilds portuguesas de World of Warcraft, os Lusitanos!”

    Só para entender que, existe uma guild portuguesa, que já fez europe first no TBC, e encontra-se na vanguarda desde então.

    Não vou dizer nem realm, (Até porque se mudou agora de realm, mas fica a dica que está noutra faction, e no mesmo realm de uma das melhores, senao a melhoor (Atm) guild do mundo), nem muito menos nome (Até porque mudamos agora), mas fico triste, de saber que só se liga a certos e importantes cunhas, ou a publicidade passada.

    Cumps

    • Anónimo says:

      E com cunhas ou publicidade, cito o realm Grim Batol, ou qualquer Burning X (Steppes, Blade), onde estão concentrados a maioria dos Players portugueses.

      • Blackbirde says:

        Em relação a isso das cunhas posso dizer desde já que nem conhecia o site pplware até o Sr. Paulo Silve ter contactado os Lusitanos através do mail da guild, inclusive antes de ter respondido ao mail relativamente a entrevista, tanto eu como alguns officers estivemos primeiro a ver a credibilidade tanto do Site pplware como do Sr. Paulo Silva…

        Quanto as publicidades passadas apenas o Sr Paulo Silva pode responder como obteve conhecimento dos Lusitanos pois a nossa única publicidade é o nosso site.

        E Sr. anónimo antes de fazer acusações ofensivas de cunhas tente saber se as mesmas são verdadeiras…

        Em Relação a haver outras Guilds com muito mais progresso do que os Lusitanos sem duvida nenhuma que há e conheço muitas delas.

        Deixo aqui apenas uma pequena pergunta. Será que matar mais um Boss que o outro ou ser o primeiro a mata-lo significa serem melhores que ele?

        Será o progresso da guild o mais importante para a sua qualidade ou o ambiente dentro da mesma??

        Nunca considerei os Lusitanos a melhor guild tuga nem nunca ninguém me ouviu dizer tal coisa.

      • Paulo Silva says:

        @Anónimo

        Sinceramente após ler os teus comentários fico sem vontade de responder.
        Felizmente outros já responderam por mim, que me evita trabalho e atenção a mais para o que eles merecem.

        Ponto 1.
        Nunca houve, nem haverá qualquer sistema de cunhas no Pplware. As noticias, artigos, entrevistas, análises são, sempre foram e serão completamente imparciais e isentas.

        Ponto 2.
        Publicidade, sim temos … a que o nosso acordo com o Sapo nos solicita.

        Ponto 3.
        Quanto à existência de outras guilds (maiores ou menores que os Lusitanos) em WoW (ou noutro jogo qualquer), sim, nós sabemos que existem, e apenas te posso assegurar (a ti e a todos os outros leitores do Pplware) que isto (entrevistas) não termina aqui. Não quero dizer que as que referiste serão obrigatoriamente alvos de futuras iniciativas do género, mas queria assegurar todos de que o Pplware está vivo e atento e que podem contar connosco.

        Achava preferível que tivesses optado por um discurso mais sensato, mas pelo que me apercebo não se pode pedir tudo.

        Cumprimentos e bom fim de semana!

      • Ricardo says:

        Vindo de um Anónimo já é habitual este tipos de comentários, e daí menos credibilidade têm.

        Infelizmente não se pode agradar a todos não é 🙂

        Um coisa é certa, até então não conhecia a Pplware, mas certamente que a partir de hoje vou ser um utilizador assíduo deste site/blog, e tenho pena de não ter tido conhecimento há muito mais tempo.

        Bom trabalho e bom fds.

        Cumps.

    • Vítor M. says:

      Anónimo cuidado não te estiques!

      Nós não funcionamos com cunhas, podes usar isso no teu dia a dia mas aqui não acusas ninguém.

      Temos uma lista de Guild que queríamos contactar, mas acabaste de riscar algumas.

      Os espertos tratam-se assim. Acalma a dor de cotovelo e respeita as pessoas.

  13. Arwenz says:

    Boas

    Infelizmente, algumas iniciativas são sempre má interpretadas, por pessoas que, pelos vistos, não gastam tempo pra ler atentamente, mas perdem imenso tempo a criticar..

    Como já foi citado acima, em nenhum momento a Guild Lusitanos foi classificada como a MELHOR ( já que para alguns, qualidade = quantidade ) e sim como UMA DAS maiores e mais midiaticas..

    Sinceramente, é uma pena que essa iniciativa seja manchada por um comentário de uma pessoa que nem sequer se identifica..

    Não tamos cá a fazer propaganda, e sim a mostrar o nosso ambiente, como funcionamos e tudo mais.. se alguem se interessar e se identificar com a guild, será bem vindo.. como falamos inúmeras vezes, somos uma guild social, que tem como maior objectivo: o bom ambiente e respeito entre os players..

    • Vítor M. says:

      Nunca penses assim, nunca nada é manchado quando o feedback traz os bons e os maus… é sinal que o conteúdo é especial e tocou em quem leu…

      Se ignorassem… preocupava-me, era sinal que tínhamos falado de algo sem importância… mas não. Eu não conhecia a vossa actividade, o vosso projecto e este “ruído” todo em volta, fez-me perceber do que se tratava… a mim e a muita gente.

    • Anónimo says:

      Em nenhuma altura manchei o nome da vossa guild que por acaso conheço. Mas nunca lá passei.

      Conheço bons jogadores que foram para lá, conheço bons jogadores que sairam de lá.

      Eu pergunto apenas, qual foi o critério de escolha de guilds?

      Vitor M.

      Leio este blog desde que ele existe. (Sim, nao apareci aqui agora), e nem sequer vou dar a cara.

      Pq? porque o meu nick é o nick do wow.

      E a seguir, de longe ter dor de cotovelo, fico contente pela guild, nao gostei foi da forma como foi apresentada, porque conheço N guilds com mais skill e reputação a nivel mundial.

      Cumps e abraços, continuem o drama, que eu nao quiz criar nenhuM.

  14. Capmoura says:

    FOR THE HORD!!!!!!

  15. Neriak says:

    Ainda estive bastante tempo nesta Guild, até ser banido por não aparecer no jogo durante mêses =X

    Damnit! Quero voltar pra guild! Para poder raidar xD

  16. Hélio Soares says:

    Parabéns à guild, não é todos os dias que se vê uma guild que dure tanto tempo.

    Relaxona @Shattered Halls

  17. +1 Anónimo (Yoshihiza) says:

    Por um lado concordo com o Anónimo e percebo o porquê da indignação dele e tem razão num aspecto, “qual foi o critério de escolha?”, apenas ouvi a falar de respeito mas nenhuma razão.

    Dependendo do critério de avaliação as coisas mudam de figura, mas se colocassem um título do tipo,
    “Conhecer o mundo do WoW – Falamos com uma Guild já conhecida neste mundo, os Lusitanos!”;

    Isto criaria menos atritos entre aqueles que por pouco entram em (Nerd Rage).

    Cuidado com a maneira como dizem as noticias, se é mesmo uma escolha imparcial, então não existem melhores nem piores, existem apenas.

    Cumps,
    Yoshihiza

    • Paulo Silva says:

      @Yoshihiza

      Ora cá está um comentário construtivo e com respeito, não só pelo artigo em sim, como pelo site Pplware, como para com a Guild Lusitanos e inclusive para com os restantes leitores.

      Não há nada como colocar as nossas questões de forma educada, calma, serena e sem entrar em euforias excessivas.

      Acima de tudo, queria frisar que em parte alguma do artigo foi mencionado que a Guild Lusitanos era a melhor, maior, mais profissional, mais séria, mais seja o que for. Apenas foi referido que se trata duma das maiores e mais mediáticas Guilds do Universo WoW e como tal surgiu naturalmente esta entrevista.
      Isto não quer dizer que num futuro mais ou menos próximo não hajam outras iniciativas que envolvam as restantes Guilds aqui enunciadas, ou mesmo outras, inclusive mais pequenas, pois o Pplware dá voz a todos, sejam grandes ou sejam pequenos.

      Não criem confusões e atritos onde eles não existem. Não tirem conclusões precipitadas nem censurem apenas por censurar. Acima de tudo peço que, como em tudo na vida, façam um esforço para compreender as situações.

      Gostaria de repetir novamente o agradecimento do Pplware à Guild Lusitanos pela disponibilidade e amabilidade prestada na criação desta entrevista, apenas mostrando as minhas desculpas pessoais pelo facto de alguns comentários menos próprios, de certa forma, a terem manchado.

      Aos restantes (e a ti, Yoshihiza), queria-vos agradecer a forma como tentaram moderar de certa forma esta discussão completamente incipiente com participações de valor e sérias.

      E ao Anónimo (ao que não se identificou) queria apenas referir que o Pplware, não é um site surdo e cego. Nós ouvimos e vemos, apenas têm é de falar connosco de forma respeitosa e sensata. E espero que este comentário, de certa forma, retire quaisquer dúvidas que pudessem subsistir.

      Obrigado!

  18. pd says:

    Este jogo tira vidas.

    • Hélio Soares says:

      Não generalizes, pois há que ter moderação em tudo. É claro, que um hardcore gamer “perde” a sua vida a jogar, mas isso não acontece só no wow.

      • Yoshihiza says:

        É verdade sim senhor, o Jogo mundialmente Famoso chamado: “Solitário!”, esse sim é um jogo muito hardcore e que nós destroi a vida aos poucos, não é por alguma razão que lhe chaman de Solitário!

        lol ^^

        Mas acredita, o facto de jogares e entrares no espírito daquilo, mesmo com moderação, às vezes dás por ti agarrado aquilo, começas a falar de WoW no teu dia-a-dia como por “magia” 😛

        Cumps,
        Yoshihiza

  19. Pedro Poeta says:

    Ora muito boa tarde Lusitanos 🙂

    Antes de mais, parabéns por terem mais ou menos 150 mains portugueses, são provavelmente a maior guild mundial portuguesa. Em segundo, concordo que há vida para além do WoW, mas, a meu ver, a vossa progressão é muito fraquinha 🙁 Isto porque em 150 pessoas devem haver pelo menos umas 20-30 que percebam e dominem os chars, que leiam o site dos EJ, etc, e que com um pouquito de organização façam LK10 hc, e LK25 11/12 hc, ainda para mais com o buff de 30%.

    E eu falo por experiência própria, quando comecei a jogar (para aí há um ano e meio) não percebia patavina disto e agora é desfazer o LK em nada e limpar a Sindra 10man com 4 pessoas 🙂

    Em todo o caso, parabéns pela longa existência, e fica prometido que vou fazer um char nesse realm para vos conhecer 🙂

    Grande abraço & let the light shine on you!

  20. Putz says:

    Pro Guild. End comment. 😛

  21. Ariops says:

    É impressionante a dor de cotovelo de alguns dos comentadores por aqui, quase que conseguia apostar que são membros de outras guilds portuguesas de WoW.

    Os Lusitanos congratulam-se não pelo seu progress em raids mas sim pelo seu ambiente e união, algo muito mais difícil de conseguir do que mandar uns bosses abaixo.

    Para quem está por dentro do assunto, sabe que é muito difícil manter uma guild deste género em plena harmonia portanto os meus parabéns ao Blackbirde, a todos os officers e class leaders dos Lusitanos, assim como ao Slipvayne pelo excelente trabalho com o site da guild, do melhor que tenho visto por aí.

  22. PreK says:

    Existem algumas guild’s do mesmo conceito, nomeadamente a que me encontro no momento
    http://www.rfn-guild.co.cc se quiserem conhecer, e possivelmente se juntarem a nós ;D
    “see you in game ^^”

  23. Ryuuku says:

    Boas,

    Sempre disse a amigos meus que nunca iria jogar numa guild Portuguesa e aqui está uma das razões, o flame aqui criado após ter sido salientado o amadorismo da guild é impressionante. Vieram à praça publica e nao aguentam com algumas criticas que inclusive são justificadas.
    O artigo inclui frases em se proclama esta guild como uma das maiores guilds Portuguesas, maior em quê ? Progress ? Quantidade de membros ? A maioria dos jogadores de WoW joga pelo progress e nada mais logo deveria ter sido feito um melhor uso das palavras quando se fala de uma guild “Casual”. Dizer-se que uma guild Casual é das maiores guilds portuguesas para mim é no minimo ridiculo, ou melhor o facto de se dar relevancia a esta guild e não a outra com maior sucesso foi um pouco mau.
    Dizem-se uma guild casual onde se promove a amizade e a convivência, mas vêm de imediato postar identificando-se como CL de x ou y classe, a que proposito ? Wtv contradições.

    Esta discussão poderia levar horas e centenas de posts mas resumindo, nada contra a guild apenas contra as postas de pescada apos o primeiro ou segundo comentario negativo acerca da guild. Artigo fraco para o contexto abordado e com alguma falta de conhecimento sobre o proprio jogo apesar de eu perceber que se dirigia para o publico em geral.

    Have fun !

    • Socrátes says:

      E desde quando maior é sinonimo de melhor?

      Qual foi a parte do… Este artigo é somente sobre uma guild ao acaso, que é constituída por um numero elevado de membros, que não percebeste?

      E que eu saiba o que levou a mais discussão aqui, nem foi propriamente acerca do seu progresso.

      Mas como dizes, acabaste tu por não aguentar e deitar cá para fora mais umas criticas no mínimo ridículas…

      Have fun!

    • Arwenz says:

      “A maioria dos jogadores de WoW joga pelo progress e nada mais”

      Na minha opinião, quem quer jogar por progresso unicamente, vai pra uma guild Hardcore.. mas esse sou eu, um mero player que paga um jogo para me divertir e socializar..

      Em momento nenhum a Lusitanos, nem nenhum integrante da mesma, disse aqui que eramos a melhor guild em termos de progresos, mas sim, somos UMA DAS ( one more time, não A MAIOR ) maiores em termos de número de players, tempo de existência e conhecimento de outros players..

      O que mais nos incomodou foi um simples comentário, a dizer que a Guild foi escolhida por cunhas, foi a isso que viemos replicar..

      Sinceramente, tirando isso, o que pensam ou deixam de pensar, a mim dá igual.. o que nós tentamos mostrar foi um pouco do nosso cotidiano, se o leitor se identifica, optimo, se não, siga para o bingo, mas acho um pouco chato a pessoa vir cá criticar e falar coisas sem conhecimento de causa..

      cumpz

  24. Arwenz says:

    By the way, fartei-me de rir com a teoria do Solitário!

    a vida eu nunca vi ninguem perder, mas já quase fiquei sem emprego por ser pego a jogar Solitário! =X

    e existe sim um meio termo entre o player Hardcore e o player social.. acho que seria um player que não prioriza o wow acima de tudo, mas naquelas 3 horinhas que tá ali, dá o melhor de si.. claro que sempre “perdemos tempo” a ler taticas, ver as cenas, mas com um pouco de maturidade e controlo, dá sim..

  25. Sharky @ PTNet says:

    100% tuga no Burning Steppes e com bom progress (so faltou o LK em heroic 25 man)

    http://ihatehorde.com/ (link na bnet http://goo.gl/Utotb)

  26. PP says:

    Pois para mim as melhores guilds são estas.

    Lá tenho eu paciência ou vida para Guilds hardcore, cheias jogadores que têm tanto de eficácia como de arrogante, com regras e horários que não permitem levar outra vida a não ser WoW.

    É quase certo que nunca vou limpar o endgame todo, que nunca vou ter toda a gear top, que nunca vou chegar ao gold cap, nem ter 200 mounts e 400 pets, mas divirto-me na mesma (quiçá mais…).

    Eu tenho um par de chars numa guild deste género, mais pequena e nova, mas internacional, e é lá que me sinto bem.

    Já agora, alguém conhece uma guild deste tipo, portuguesa, mas na Horde?

    • A.Amb says:

      Bom comentário!

      Uma pessoa esquece-se de uma coisa fundamental, que o jogo foi criado para pura diversão, e não para levar com gente arrogante a pensar que é melhor do que todos lá porque passa mais horas a nerdar no jogo, e matou mais um boss que o outro!

      Já bastam os problemas da vida real, para que é que eu vou chatear-me por causa de um jogo.. 0_o

      É por causa de certas pessoas que aqui comentaram que o jogo é mau reputado em certos aspectos..

      Entretenham-se la com as vossas guildzecas sem piada!
      Se querem ser hardcore, tudo bem! Ninguém vos proíbe, mas agora não venham cá tentar destruir o bom ambiente que existe noutras guilds deste género, que ao contrario das vossas, que até aposto que não têm consideração nenhuma por vocês e levas um kick só porque….sim.

      Paciência…. acima de tudo divirtam-se! Peace!

    • Eu says:

      Concordo com a parte da arrogância que mencionaste. Num artigo dedicado à Guild dos Lusitanos aparecerem tantos comentários inflamados (provavelmente de elementos de outras Guilds) só me leva a crer que existe muita arrogância por aí.

      Em vez de encontrarem paz e sossego, só pensam em arranjar problemas.

      Putos é o que eu digo …

      Parecem aquelas discussões de “a minha pila é maior que a tua”

      Se nunca se entrevistassem os mais pequenos então o Rio Ave, Nacional, Leixões (sem tirar valor às equipas) nunca apareceriam na televisão.

      Realmente há muita gente que ainda tem muito a aprender e a crescer!

      Quanto à entrevista, achei-a boa, especialmente por não ser jogador de WOW.

      Boa entrevista!

  27. Cantiflas says:

    Cá está, Lusitanos a serem entrevistados LOOOL BRUTAL!

    Finalmente alguém dá o devido valor à guild onde joguei durante ano e meio (e penso ainda ter a char xD)!

    E à cerca desses comentários inflamados, é tanta azia junta por muitas das vezes esses jogadores serem completamente “cilindrados” ingame por membros de uma guild “casual” como esta!

    Tantas vezes nós nos partimos a rir quando apanhamos jogadores como estes em algumas pugs, com o peito inchado, e que depois nem conseguem aparecer no damage/healer meter ou morrem 2 e 3 vezes no mesmo boss!

    Não se esqueçam que mesmo em guilds como esta existem jogadores tão bons ou por vezes até melhores que muitos “hardcore gamers”, e que preferem ficar na guild pelos simples factos de que não levam o jogo tão a sério como certos indivíduos, e que gostam do ambiente que se “vive” em guilds como os Lusitanos!

    Enfim, lá diz o velho “ditado”: “Arguing on the internet is like running in the Special Olympics. Even if you win, you’re still retarded.”

    Cumprimentos a todo o pessoal dos Lusitanos e que continuem o bom trabalho, talvez daqui a uns tempos volte a jogar 😛

  28. Pedro Poeta says:

    Alguém disse que a maioria dos jogadores de WoW jogam pelo progress e se orgulham disso mesmo e é a mais pura das verdades.

    Para começar, uma guild com tantos membros (e tantos deles que nem fazem a mínima ideia que atack power para retris é pior que str, ou qual o soft cap das stats) nunca pode ir muito longe em termos de progress.

    Se vocês, Lusitanos, já jogaram noutras guilds, não exclusivamente portuguesas, e se não gostaram da experiência, eu digo-vos que não acertaram na guild certa.
    Eu já joguei em algumas, e nenhuma delas tinha outro membro Português para além de mim e isso, a meu ver, só traz vantagens: escreves e falas inglês a torto e a direito (o que é extremamente útil para o resto da tua vida académica/profissional), há muito mais respeito pelo pessoal, pelas diferentes culturas etc (por exemplo, ninguém dizia “go fuck yourself” a palestinianos), há um objectivo traçado (progress) e há sentido de responsabilidade (que se traduz no: falhas 3 vezes no mesmo aspecto depois de teres sido avisado e alertado e levas demote), etc etc etc.

    Claro que também é bom ter amigos portugueses no realm, noutras guilds (e eu tinha), mas continuo a preferir guilds internacionais.

    Anyway, também concordo com alguém que disse que foi um bocado impensado o facto de apresentarem uma guild que não se orgulha do progress mas sim do tempo de existencia e da quantidade de membros, MAS, por outro lado, por norma, guilds internacionas têm muito melhor progress do que guilds exclusimanente portuguesas.

    Cumps

  29. Pedro Poeta says:

    Alguém disse que a maioria dos jogadores de WoW jogam pelo progress e se orgulham disso mesmo e é a mais pura das verdades.

    Para começar, uma guild com tantos membros (e tantos deles que nem fazem a mínima ideia que atack power para retris é pior que str, ou qual o soft cap das stats) nunca pode ir muito longe em termos de progress.

    Se vocês, Lusitanos, já jogaram noutras guilds, não exclusivamente portuguesas, e se não gostaram da experiência, eu digo-vos que não acertaram na guild certa.
    Eu já joguei em algumas, e nenhuma delas tinha outro membro Português para além de mim e isso, a meu ver, só traz vantagens: escreves e falas inglês a torto e a direito (o que é extremamente útil para o resto da tua vida académica/profissional), há muito mais respeito pelo pessoal, pelas diferentes culturas etc (por exemplo, ninguém dizia “go fuck yourself” a palestinianos), há um objectivo traçado (progress) e há sentido de responsabilidade (que se traduz no: falhas 3 vezes no mesmo aspecto depois de teres sido avisado e alertado e levas demote), etc etc etc.

    Claro que também é bom ter amigos portugueses no realm, noutras guilds (e eu tinha), mas continuo a preferir guilds internacionais.

    Anyway, também concordo com alguém que disse que foi um bocado impensado o facto de apresentarem uma guild que não se orgulha do progress mas sim do tempo de existencia e da quantidade de membros, MAS, por outro lado, por norma, guilds internacionas têm muito melhor progress do que guilds exclusivamanente portuguesas.

    Cumps

    • Luis says:

      Faz lembrar um bocadinho dos forums da Blizzard 🙂

      O jogo é só isso, um jogo. Há espaço para quem quer ter todos os achievments e para quem quer entrar para dar dusa de treta e matar uns bichos. Eu que já passei por uma das melhores guilds portuguesas, se não a melhor, sei bem o que é ser hardcore e o que é ser casual. Ambas as vertentes têm as suas recompensas. Fundamentalmente devia-se jogar para nos divertirmos. A forma como cada qual se diverte é opção de cada um. Dá um gozo tremendo ter uma 1st kill, como dá um gozo tremendo fazer uma 5 man com malta conhecida onde as asneiras servem para alimentar as gargalhadas. São opções. Não fiquem é com dor de cotovelo porque não são vocês os entrevistados. Não vai ser com certeza a entrevista do Pplware que vos vai dar uma 1st kill, ou vos vai encher de épicos… 🙂

      • Pedro Poeta says:

        Ora nem mais, concordo plenamente com a tua resposta! 🙂

        E ver um pala healer a fazer DI num tank e wipar uma raid de 10 amigos e toda a gente a morrer a rir em vez de estarem chateados. Faz tudo parte, concordo plenamente!

  30. Excelente guild era a agora extinta “Tugas Society” no servidor RP – Argent Dawn.
    Existiu desde dos primeiros meses do lançamento do WoW na Europa existiu durante 3 anos, e só se ficou estinta devido às demasiadas alterações que a Shitlizzard fez ao jogo, que deixou de dar gozo jogar….a fazer PvP à bruta (com Commanders, Marshalls, Grand-Marshalls) e alguns raids high-end de 20…até raids de instancias low-level era uma loucura fazer…com os chars todos nús. 🙂

    Alguns dos antigos membros estão agora espalhados no mesmo servidor entre as duas facções.

  31. csarmento says:

    é bem aliance(não sou da vossa guild)é bem (adoro wow)
    assim é que é não deixem a aliance nem a guild aproveitam que essa vai bem

  32. Nuno says:

    E Imaginar que quase 11 anos depois ( a fazer em Junho) estaria aqui a recordar que uma guild que nunca foi a melhor, nem a maior, nem a primeira em nada de extraordinário me deu tantos momentos de excelente convívio, amizade e entretenimento?

    De reconhecer que de certa forma nesta altura (2010) existiu bastante vibe com esta entrevista como havia também com o jogo, que agradou a uns e não agradou a outros. (Gostam todos do mesmo tipo de mulher, carro ou clube de futebol…?)
    Os Lusitanos que foram criados numa brincadeira entre 5 militares de 3 patentes distintas (já provando que afinal a amizade pode existir independentemente do estrato social, grau de educação ou hierarquia) para experimentar um jogo recente na altura, e para quem como eu ficou mais de 7 anos longe do jogo mas sempre com um carinho especial para com ele, fica a ideia que não interessou nada da grandeza, do ser pioneiro ou de ser o melhor, porque o convívio, a experiência, a amizade ou camaradagem são coisas que não se compram, não dão obrigações ás pessoas nem tão pouco fazem delas pessoas menores que as outras…e com vida…
    …e afinal de contas…

    … podem nunca ter sido os melhores, os maiores ou os primeiros, mas Os Lusitanos ainda existem!!!

    Vesgo saúda vos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.