Quantcast
PplWare Mobile

WiFi4EU: Portugal terá Wi-Fi gratuito em 90% dos municípios

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Redin says:

    E que tipo de segurança estão a pensar utilizar? É que a ser gratuito para mim também é gratuito para um qualquer black haker.

  2. Rrrrrr says:

    deixem la.. com as velocidades miseraveis que alguns municipios praticam, mais vale ligar á internet do café…

  3. O Informado says:

    Aí estão os fabricantes e os integradores do costume a esfregar as mãos. 🙂

  4. rodrigues says:

    “Foram muitos os casos de jovens que tiveram que se deslocar até às câmaras municipais, juntas de freguesia ou a outros espaços, para terem condições mínimas para assistir às aulas.” E vai continuar a ser exactamente assim se foi o que aconteceu… a grande maioria destes não vive perto de um “espaço público” onde, supostamente, vai ser colocado o emissor wifi! Quantos “lugarejos” não possuem um “espaço público”? Só quem não conhece minimamente o país… mesmo em Lisboa existem sítios que a internet ainda é primitiva…

  5. Joao Ptt says:

    A malta vai ter de se registar no sistema, não é assim sem mais nem menos. Resta saber qual a qualidade da verificação/ validação dos dados.

    Quanto a pontos de acesso falso…. a tecnologia não permite evitar isso a menos que utilizem algo que envolva certificados de segurança digital e encriptação (talvez o “SecureWiFi Certificates”)… mas não vi isso implementado em lado algum, e nem sei se os dispositivos comuns conseguem aceder e se sim como.

    Provavelmente a malta terá de utilizar nessas ligações a Wi-Fi públicos as famosas VPN’s, seja para ligar às suas casas, seja a servidor dedicado em alguma empresa de alojamento, seja mesmo alugando o serviço a serviços comerciais de VPN’s e esperar que não sejam eles a recolher os dados/ manipular as ligações de forma não desejada… isto se as configurações dos Wi-Fi’s o permitirem, o que é um pouco duvidoso.

    • Joaquim says:

      Concordo, relativo ao uso de vpn em WiFi público/abertos concordo 100%.
      Eu usei Raspberry Pi pra criar vpn em casa.
      Permite usar o meo go, e aceder gmail, e demais sem questionar o diferente acesso (IP)

  6. Ci says:

    Gratuito pois.

    “Insira o seu email, insira o seu numero de telefone”, “para sabermos quem é, que isto é só terrosistas por aí e queremos protege-lo e mante-lo seguro”.

  7. C says:

    Mais dinheiro mal gasto, infelizmente a UE não sabe onde gastar o dinheiro tem de andar sempre à procura de alguma coisa. Se o serviço fosse de qualidade e se realmente cobrir os 90% como dizem até concordava no entanto toda a gente sabe que não vai funcionar bem e se cobrir 20% será um milagre. Resumindo: dinheiro para as empresas que vão conseguir fechar contratos para a venda dos equipamentos/serviços.

    • rui says:

      90% dos concelhospodem foram aprovados, não é 90% do território dos concelhos que vai ser coberta. gostava de saber que % de área do teu concelho achas que consegues cobrir com 15000€ e os AP’s não é só pendurar em árvores tem de ter uma infraestrutura

    • Vitor Teles says:

      Cem por cento de acordo caro C e parabéns pelo único comentário com pés e cabeça.
      Útil, útil seria o governo obrigar os fornecedores de serviços, coitadinhos, a colocar fibra em todo o país.
      Mas não, dá mais lucro assim com dados moveis o país inteiro coberto com 4G … quê? Onde? Ah pois esqueceram-se de ligar o fio que leva os dados às antenas … pagas sempre o mesmo que tenhas dados quer não, belo negócio.
      Portanto às empresas não interessa ligar o país com fibra, porque depois têm que alimentar a fibra com dados e para isso gastam dinheirinho a pagar aquém os vende e lá vai a mama do 4G….
      Resumindo, estes subsídios fariam algum sentido se fossem aplicados em algo útil, senão mais vale a internet do café.
      Bem haja

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.