Quantcast
PplWare Mobile

Solução da Netflix para partilha de contas está a confundir ainda mais os utilizadores

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Comentador profissional says:

    Isto não se resolvia com uma VPN ponto a ponto tipo Wireguard ou simplesmente com uma Socks proxy via SSH? (Faz-se só com uma linha de comando!)
    Para quem não percebeu, o dono da conta seria o “host” da VPN, assim sai tudo pelo mesmo IP, impossibilitando a identificação de utilizadores terceiros.

    • JP says:

      Grato pela partilha!
      Resta procurar um tutorial para quem não domina.

    • Miguel says:

      boa ideia, pena ser um pouco avançado para criar e ter disponivel na TV

    • FAR says:

      E que tal pagar pelos serviços de que se usufrui?

      Eu sei, ideia radical.

      • Greg says:

        Eu pago, mas a minha filha estuda a várias centenas de Km de casa.
        Eu passo pelo menos 2 meses por ano (ou bem mais) a várias centenas de kms de casa.
        Vou ter de pagar mais por causa disso?
        Diga-se que até agora usamos em todo o lado e não paguei nada a mais.

        • FAR says:

          “Vou ter de pagar mais por causa disso?”
          Sim, se o cenário que descreve se encaixa no que está descrito no contrato que aceitou e lá diga que tem de pagar mais.

          Acha mesmo que a Netflix se importa se se trata da sua filha ou de outra pessoa qualquer? Aceitou o contrato em que lá diz que paga a mais por estar noutra casa? Então paga. Simples.

          • Greg says:

            Nada disso é referido nos termos de utilização, nem agora nem altura em que fiz a subscrição.
            Daí eu ter muitas reservas sobre a deteção de utilização de contas partilhadas baseando-se na zona do país onde se acede. Eu acabei de fazer um acesso no Alentejo é recebi um aviso de que a minha conta foi usada em Castelo Branco.
            https://help.netflix.com/legal/termsofuse

        • R!cardo says:

          Real Debrid, 3€ mês e tens tudo

    • Rui says:

      Não é preciso complicações, eles nem conseguem identificar isto o spotify ja tentou mplementar isto atraves da localização e não conseguiu até porque se eu for estudar para fora ja nao tenho direito ao netflix da familia ? isto é uma coisa impossivel de implementar

    • Dinis says:

      Mais vale ires a um site pirata… com a vantagem que não é só a netflix que lá está…

      • PeterJust says:

        É o que eles arranjam com estas brincadeiras, fogo para se queimar. Se o preço for aceitável e o serviço justo a malta não se importa de pagar para não estar com filmes, se começam a complicar quando acordarem para a vida é mais piratas que pagantes. Um gigante demora tanto a levantar-se como a cair.

    • pedro says:

      A maioria dos servidores VPN tem os IPs bloqueados pela NetFlix.

      Esse método de aceder a NetFlix é já conhecido por muitos utilizadores para fugir ás restrições regionais.

  2. PoPeY says:

    O mal é que a empresa quer oferecer o serviço em todo o lado, só que não quer em todo o lado. Eu não percebo a politica da partilha de contas. Se compramos um serviço para 5 utilizadores, é irrelevante quem serão esses 5 utilizadores. PONTO. Chato seria se o serviço fosse somente para um utilizador e estivesse a ser acedido por vários.

    Na minha opinião deveriam era terminar com os 30 dias gratis, em que permitem que o mesmo IP se regista na plataforma com mails infinitamente diferentes.

    • Miguel says:

      ahah com isso não se preocupam 😀

    • FAR says:

      São as regras de quem é dono da aplicação/serviço. Usa quem quer e está de acordo com as condições deles. Simples.

      Netflix é uma empresa e foi criada para fazer dinheiro, não para ser uma democracia aberta.

      • Greg says:

        Certo, mas faz algum sentido que eu não possa usar o nexflix fora de casa porque isso pode ser interpretado como partilha de conta?
        Aliás eu no registo de utilização tenho acessos de uma TV fixa a 500km de casa e acessos em zonas onde já não vou há muitos anos.
        Só para que conste eu altero a password de 60 em 60 dias-

    • Greg says:

      Já não há 30 dias grátis há muito tempo

    • Giovane says:

      Acredito que a grande maioria dos que partilham contas, não usam planos familia, e sim planos individuais.

      • Greg says:

        Não existem planos família:
        – Base: Um acesso
        – Standard: 2 acessos em simultâneo
        – Premium: 4 acessos em simultâneo
        (*)A sua conta só pode ser usada pelas pessoas que vivem consigo
        Em lado algum está escrito que o acesso tem de ser feito em casa ou numa determinada zona.

  3. Jon says:

    Eu se quiser ver filmes sei vem onde tenho de ir obrigado pela dica Netflix

  4. João says:

    Isto é deveras engraçado. A Netflix faz muito bem em cobrar tudo na sua plataforma.
    Comparativamente a Apple anda a ser arrasada por ter uma política implementada similar no seu ecosistema.

  5. Dinis says:

    “sendo mais justo para todos” – sendo mais justo para a netflix talvez…

  6. Clara B. Fonseca says:

    Ainda não percebi este stress da Netflix. A única explicação que encontro é realmente a da ganância para ganhar ainda mais dinheiro. Três contas por assinaturas são três contas, estejam todas na mesma casa ou em três cantos do mundo. Já me aconteceu viajar e usar a Netflix noutro país enquanto o resto da família está em casa. Está ganância da Netflix é completamente despropositada. Se querem aumentar os preços não inventem descpas.

  7. Gerbazio says:

    Deixem eles implementarem o custo de contas partilhadas. Vós, se tiverdes olhos na cara, cancelam a assinatura com a netflix e eles assim ficam a xuxar no dedo. Em vez de manterem os lucros com os clientes actuais a partilharem as contas, começam a ter menos cliente e a verem as receitas a afundar… Acredito que cada empresa queira sempre aumentar os lucros, mas não é com estas atitudes que vão crescer… Lá está “Damos-lhes uma mão, querem logo o braço todo”

    • Bruno Gonçalves says:

      Que façam como alguns fazem: Registo de dispositivos e assim garantem que os acessos são controlados.

      Para os que dizem que 4 acessos são 4 acessos isso não é bem assim. Posso ter Netflix com 4 acessos e partilhar com 20 pessoas ou mais. Só consigo é ter 4 em simultâneo. Isso é uma chulice para com a empresa, só perdem possíveis novos clientes.

      Se diminuírem o preço para 3,99 e registo até 5 dispositivos já fico contente.

  8. Datafire says:

    A Wokeflix, ainda pensa que a perca de utilizadores é de partilha de contas, que sempre houve e em números muito maiores, e não dos péssimos conteúdos que tem vindo o produzir.

    Hoje é difícil é arranjar alguém que queira pagar para partilhar.

  9. Dinis says:

    Pessoal, termos de serviço não valem nada em tribunal se não houver assinaturas em todas as páginas, o que não acontece. Assim, estes contratos regem-se pela lei geral… Nos Tribunais “família” (a mais próxima, não primos afastados) é uma unidade, senão os pais não podiam mostrar aos filhos os filmes comprados por si (só à sua esposa, se tiveram comunhão de adquiridos) se seguirmos a lei à letra.
    Nenhum juiz vai condenar uma pessoa por partilhar a sua conta com o filho, especialmente se este ainda estiver a cargo, mesmo que seja longe (como um filho na faculdade).
    Eu percebo a Netflix, a ideia é dar a possibilidade de ver conteúdos diferentes numa mesma casa mas, então, quer dizer que não posso ver uma série no meu telemóvel, com a minha conta, na Cochinchina? Então porque fazem publicidade e tem uma aplicação que funciona fora de casa?
    E se eu tiver uma casa de férias, tenho que ter outra conta?
    E se for de férias não posso ver a Netflix? Então porque me cobram se eu não estou em casa?
    Não é à toa que eles estão a experimentar no México, um pais que não protege muito os seus consumidores, quero ver como vão descalçar a bota aqui na europa…

  10. ManAugusto says:

    Netflix? já mandei abaixo. Não pactuo com organizações que apoiam e incentivam a moldagem cerebral de crianças com conteúdos e ideologias nojentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.