Quantcast
PplWare Mobile

Peru: Técnicos sequestrados por habitantes com medo que a rede 5G espalhe a COVID-19

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Daniel Carriço says:

    O povo tem o poder mesmo ahah

  2. Joaquim Sobreiro says:

    Haverá algum motivo especial por tanto se noticiar a associação ao vírus e não se debater a questão que considero importante: as radiações emitidas são inoculas para a saúde?
    Penso que se quer ridicularizar para se implementar sem oposição.

  3. Pedro says:

    Se tem medo de 5G, deviam também de ter medo de um micro-ondas.

  4. moonlight says:

    Gente que não tem mais nada que fazer e só tem porcaria na cabeça.
    A rede 5G usa as mesmas ondas da televisão analógica e digital e nada tem a ver com a porcaria do virus.

  5. pi says:

    isto só prova que continua a existir muita gente no mundo que come tudo o que lhes põem à frente, sem se questionarem da veracidade da informação que estão a receber e procurar por sua iniciativa própria se as coisas são mesmo assim, depois vamos assistindo a situações destas um pouco por todo o mundo…

    • Fulano says:

      Nem mais… Faz-me lembrar as últimas manifestações onde ninguém sequer se informou e foram todos para rua. Depois é que perceberam o indivíduo era um criminoso.

  6. Antonino says:

    Será que o covid vem mesmo pelas antenas ?

    • Zezinho says:

      Sim, vem a surfar nas ondas de rádio e entra na cabeça das pessoas pelas orelhas.
      Quanto maior as orelhas maior a probabilidade de ser infectado pelo virus surfista.

  7. Hugo Roberto says:

    Os testes têm o valor de quem pagar mais. Um cancro pode demorar 20 anos a manifestar-se e quando se manifestar vão dizer que é da poluição.
    O nosso corpo funciona com impulsos electricos. Estamos a falar de frequências que geram campos magnéticos.
    Fazem alterações nos impulsos electricos.
    Tudo vai depender da resistência de cada um.
    Agora só um ignorante acredita que ter dezenas de ondas electricas nas mais diversas frequencias a atravessar o corpo humano não faz mal.

    • rjSampaio says:

      A parte porreira é que so tens de provar isso que dizes, desenhas um estudo, arranjas o equipamento, testas e publicas o resultado.

      Ou achas que vamos ver o teu nome no obituario por causa disso?

        • rjSampaio says:

          obrigado pelos links, vou claro ler cada um deles.
          Entretanto comecei pelo ultimo, que infelizmente não encontrei o estudo em si, apenas a noticia, o que para mim não vale muito e prefiro ler o estudo e as conclusões de quem o fez e não o noticiado.

          • bola says:

            Podes ler então os outros…
            Começares tudo pelo fim não costuma ser boa prática, exceto se apenas existir 1!

          • rjSampaio says:

            “Começares tudo pelo fim não costuma ser boa prática”

            Porque? li a lista e tanto carreguei no ultimo porque já la estava, como a scientificamerican é a que estou mais familiarizado.

            Meteste essa ordem por algum motivo especial ou encontraste a lista em algum lado?

          • Pois says:

            @rjSampaio 10min de pesquisa em qualquer motor decente dá-te mais resultados que estes, mas é preciso querer encontrar.

            “É muito difícil convencer alguém de algo, quando o rendimento dessa pessoa depende dessa ignorância seletiva”.

          • rjSampaio says:

            @Pois
            andas a cordado a 1 da manha a pesquisar se o meu rendimento esta relacionado com o 5G?

            essas quotes não te fazem parecer inteligente…

        • Jony says:

          Acabei de ler os três primeiros. Novamente, notícias sem fundamentação através de estudos. A qualidade de casa está ao nível do Correio da Manhã

          • Pois says:

            8 dos 10 links são peer reviewed, e os três primeiros são também avaliados por pares (peer reviewed).

            O da OSRAA não é peer reviewed, mas no próprio documento mostra que foram compilados 2399 artigos e ~1423 demostravam efeitos biológicos. É um sumário de toda a literatura, mas é o único suscetível de enviesamento (é de uma ONG).

            O último é um artigo de divulgação científica da Scientific American. Não é peer reviewed, mas, como revista mainstream conceituada, acho que é de crer que o estudo de que falam existe, mesmo que uma pessoa aqui do Pplware não o tenha encontrado.

          • Jony says:

            Nos três primeiros estudos os resultados demonstram-se inconclusivos, nos seguintes fogem à questão. Aliás, o penúltimo faz cair toda a tua base argumentativa por terra

          • Pois says:

            Oh, Jony, estás a escrever para quem não lê, certo?
            O penúltimo diz:
            «Current exposure limits are based on an assumption that the only adverse health effect from RFR is heating from short-term (acute), time-averaged exposures (75). Unfortunately, in some countries, notably the US, scientific evidence of the potential hazards of RFR has been largely dismissed (76). Findings of carcinogenicity, infertility and cell damage occurring at daily exposure levels—within current limits—indicate that existing exposure standards are not sufficiently protective of public health.
            »
            https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6701402/

          • Jony says:

            Fogo mano, esse estudo foi descredibilizado. Diz no final, que foi novamente proposto para review

          • Pois says:

            Descredibilizado estás tu.
            A mentira sobre o penúltimo já foi desmontada.
            Em resposta ao teu: «Nos três primeiros estudos os resultados demonstram-se inconclusivos», e para os TL;DR.

            1º artigo – Conclusão do Abstract:
            «. Thus, polarization seems to be a trigger that significantly increases the probability for the initiation of biological/health effects.»

            2º artigo – Conclusões:
            «A 60 HzELFcan act at the cellular level to enhance breast cell proliferation by blocking melatonin’s natural on costat in action with a mechanism that may involve modulation of signal transduction events associated with melatonon’s regulation of cell growth(68).»
            Também refere no final que são as diferentes metodologias de estudos que causam confusão, e que muitos estudos não têm médodos comparáveis.

            3º artigo – Conclusões no Abstract
            «The current guidelines for the US andEuropean microwave exposure from mobile phones, for the brain are 1.6 W/Kg and 2 W/Kg, respectively. Since use of mobile phones is asso-ciated with an increased risk for brain tumour after 10 years, a new biologically based guideline is warranted. »

            É uma metaanálise, e as conclusões é de aconcelhar medidas mais estritas.

          • Pois says:

            > Diz no final, que foi novamente proposto para review

            E em relação a isso, só para provar mais uma mentira crasa, no topo da página diz:
            “Published online 2019 Aug 13. doi: 10.3389/fpubh.2019.00223”

            Procurar na página: “retracted”, “under review” e “propose” não retornam resultados. Se queres desmentir talvez seja melhor começares a citar coisas que se consigam comprovar.

            Infelizmente, na discussão destes temas, os contra-argumentos são sempre ao nível que mostraste. Acho que isso, por si só, diz tudo.

  8. PeFerreira98 says:

    E que tal… Fazerem nas vossas casas uma gaiola de faraday?

  9. Fulano says:

    Isto é o que dá fake news e total falta de inteligência.
    Depois ficam admirados quando Facebook, Twitter outros sites apagam posts e partilhas.
    Sou totalmente a favor de apagar esta desinformação em todo o lado.

  10. Samuel MG says:

    Este rapto só prova que o povo peruano é muito ignorante.

  11. AP says:

    Epah… criar o Corona é realmente muito rebuscado.
    Mas que daqui a 500 anos os nossos descendentes com brutais novas tecnologias mais limpas e menos agressivas vão estar como nós agora ao estudar práticas do antigo Egipto tipo base para os olhos com metais pesados, sangrias e sanguessugas… ai isso vão!

    Estou a imaginar um qualquer nosso tetaraneto a dizer “Epah, aqueles gajos em 2020 eram muita parvos: então achavam mesmo que as radiações dos arcaicos telemóveis desse tempo da pedra não faziam nada e andavam toda a vida a discutir uns com os outros sobre isso sem chegar a lado nenhum. Graças a eles tenho agora 4 orelhas e uma dela numa nádega!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.