Quantcast
PplWare Mobile

Netflix vai mesmo limitar a partilha de contas, mas ainda não encontrou a forma certa

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. miguel says:

    Resumindo não bloqueiam porque não querem, qualquer pessoa formada em TI sabe que existe tantas formas de bloquear o acesso.
    Esta posição por parte da Netflix tem que ser mesmo assim, devido a pressão que as grandes empresas de direitos de autor fazem sobre a Netflix isto porque estão em causa muitos milhões para muitos estúdios, mas a Netflix sabe que ao deixar as coisas como estão é o melhor pois crescem na mesma…

    • João says:

      Depende. Não pode ser por localização pois podemos ter duas casa e querer aceder ao Netflix em ambas . Ou podemos querer usar Netflix no telemóvel em qualquer sítio … a única forma “fácil” é implementarem um 2FA mas isso torna o acesso chato … enfim, algo hão de encontrar mas não é tão fácil assim…

  2. João says:

    No dia que decidirem essa esperteza para deixarem de “perder dinheiro” é o dia que cancelo a minha conta que partilho com a minha irma que vive noutra cidade e em vez de ganharem 10 euros com duas pessoas, ganham 0

    • António Oliveira says:

      Essa ideia de que a Netflix perde dinheiro com a partilha de contas é a mesma ideia de que as operadoras perdem dinheiro com a pirataria dos canais premium, ou seja, é uma ideia falsa. Pois a maioria das pessoas quando deixar de poder dividir os custos de subscrição simplesmente cancela o serviço. Além disso a partilha de contas só é possível nas subscrições mais caras, logo na verdade eu acho que eles até ganham é dinheiro.

      • scp says:

        Claro, ninguém vai pagar 8€ para ver conteúdo em SD (480p) na sua televisão 4k. Daí a partilha de conta por duas pessoas na subscrição de 11€ para verem em FullHD (1080p) e 14€ para verem em 4k/HDR.

        Se baixarem a subscrição individual para 5€ ou 6€ com vídeo de qualidade alta e resolução FullHD já vale mais a pena, mas isso já obtêm mais ou menos com a partilha de contas.

      • José Fonseca Amadeu says:

        Tens uma percentagem reduzia que cancelaria a subscrição, e outra percentagem onde cada elemento faria uma subscrição nova, no final de contas o ganho iria sempre ser superior.

        • RC says:

          Penso que será exactamente o oposto. Quem partilha é porque não está disposto a pagar o valor da subscrição de forma individual. Caso contrário teria feito isso logo desde o inicio em vez de partilhar.

  3. Helio says:

    Noutra visão, pode-se dizer que a Netflix está a ganhar dinheiro em “permitir” que exista o conceito de contas partilhadas. Assim factura algo que com o preço normal por utilizador não iria facturar.

    • B@rão Vermelho says:

      Completamente de acordo, o que ñ falta é aplicações para se ver o mesmo conteúdo da Netflix e similares, eu pago porque tenho conta partilhada, assim que isso acabar lá se vais a Netflix a vida.

  4. nuno a says:

    Partilho a minha conta com os meus pais e com os meus sogros, moramos a 5 km de distancia uns dos outros.
    Pago 13,99€ mês pelo netflix para ter 3 ecrans em simultâneo, se não poder partilhar as 3 contas hd custam 32,97€ mês mas 3 contas HBO custa 14,97€ , nem penso 2 vezes compro 3 contas HBO e cancelo o netflix .

    • Luis Rosalino says:

      E fazes bem do meu ponto de vista pq a HBO tem melhores séries do que a Netflix (minha opiniao) os filmes, qualquer filme se ve em qualquer lado…O custo de ter uma Netflix , HBO ou Disney Plus ou Hulu ou Prime ou whatever é imensamente alto para muitas pessoas que não questionam isso, pagam a subscrição mensal altissima e não conseguem ver sequer 1% do catalogo disponivel em cada mes…isso diz muito

      • José Fonseca Amadeu says:

        Talvez isso seja facil de entender para pessoal novo nos serviços de subscrições.
        Eu sempre tive subscrições de revistas, jornais e afins e metade ia para o lixo, ninguém lia.
        Igual com a mensalidade do ginasio.
        Tudo isso são meras comodidades, servem precisamente para estarem lá disponiveis no dia que te apetecer.

        Aqui num outro topico dei-me ao trabalho de fazer as minhas contas e guardei para saber a quantas ando:
        Netflix – 17,99 USD
        HBO Max – 14,99 USD
        Amazon Prime – 8,99 USD
        Hulu + Disney+ blundle – 19,99 USD
        Apple TV+ – 0€ (oferta com iPhone)
        Spotify – 6,99€
        Tidal HiFi – 13,99€
        Peloton Fitness – 12,99 USD
        PS Now e Game Pass – Aproveito as promos

        Verdade que acumulei mais subscrições com o primeiro confinamento, neste momento posso-te dizer que desde Janeiro que não uso nenhuma tirando o Peloton e PS Now, no entanto estou descansado em saber que quando quiser estão lá.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Questão é que em Junho o HBO como o conheces vai morrer para dar lugar ao HBO Max, com um custo de subscrição maior.

  5. Márcio Pego says:

    Bla Bla Bla. Isso nunca vai acontecer.

  6. Outra vez ?! says:

    Até me dá vontade rir… Não tenho tempo para ver TV que luxo…

  7. Carlos says:

    Eu vivo bem longe de lisboa e a minha filha estuda em lisboa.
    Era o que faltava ela não poder usar a conta da familia.

  8. Nuno Pinto says:

    Parece claro que impor a limitação de uma conta a um utilizador irá levar à perda de muitos clientes, estes avisos da Netflix servem sobretudo para tentar persuadir alguns a criar novas contas em vez de terem contas partilhadas.

  9. PauloT says:

    Pelo que sei ainda não existe um bloqueio a partilha, porque a netflix não tem 1 modo seguro de validar que partilha legalmente 1 conta por casa varios ocupantes independente da localização dos mesmos, vs a partilha efetuada de 1 grupo de estudantes em que usam todos a mesma conta / mail, em pontos distintps ao mesmo tempo.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Se eles quiserem fazer isso duvido que algum dia o consigam fazer, até porque pode ser um grupo de estudantes que vive junto durante a semana e ao fim-de-semana vai para casa dos papás.

      • Carlos says:

        A minha minha estuda a 900km de casa e usa a conta de Netflix da familia.
        Se tentarem bloquear uma situação destas cancelo a conta na hora, até porque uso muito o netflix quando viajo

  10. LA says:

    Eles deviam se preocupar era, em cumprir a lei e apagar as contas, quando lhes é solicitado.

  11. Joao Ptt says:

    É simples.

    Pagar por cada streaming, sem desconto algum. Assim não existe incentivo para partilhas e tal.

    Só precisam de ver um stream premium? 17,21 euros. Precisam de três? 51,62 euros.

    Sem descontos ou outras complicações que criam os tais preocupações lá nas cabecinhas das administrações.

    A seguir seria arranjarem forma da pessoa ter de usar uma caixa que tenha sensores que consigam detectar todas as pessoas capazes de ver o conteúdo e cobrar um extra por cada pessoa extra que estivesse a assistir ao conteúdo. Uma pessoa estaria incluída no streaming, mas se tivessem mais poderia ser por exemplo mais 5 euros por cada pessoa/ conteúdo/ cumulativamente de tal forma que cobrava os cinco euros a mais no final do mês com base no número máximo (individual) de pessoas que assistiram a qualquer dos conteúdos durante o período anterior de cobrança. Ou seja, se normalmente só assiste duas pessoa mas para um filme qualquer estiveram a ver oito pessoas no final em vez de cobrar mais 5 euros, cobrava 35 euros pelas sete pessoas a mais. Ou poderiam cobrar por cada conteúdo assistido o número de pessoas a mais que o autorizado… assim como se tivessem a entrar para uma sala de cinema. E depois poderiam ter alguns conteúdos próprios em que poderia autorizar qualquer número de pessoas a assistir sem cobrar mais por isso.

    Isto é só ideias para ganharem mais dinheiro Netflix! Netflix, mete os olhos neste comentário… ainda estão a pensar como fazer para cobrar por cada streaming e eu já estou a ir mais longe e a pensar como cobrar por cada pessoa a ver esse um streaming. Quem é amigo, quem é?

  12. SANDOKAN 1513 says:

    Com esta prática de bloqueios há muita gente que vai sair fora.Olhem o que eu vos digo.Além disso há outras plataformas de momento tão boas como a Netflix. 😉

  13. RC says:

    A conclusão de que está a perder dinheiro com a partilha de contas é bem capaz de ser a mais falaciosa de todo o artigo.
    Potencialmente a Netflix ganha mais dinheiro devido à partilha de contas. Temo e parece-me que Netflix também, que terminar com essa prática (mesmo que não seja autorizada pela empresa) vá terminar em ter as contas partilhadas (na sua maioria) terminadas e aí sim, passará a perder dinheiro, em vez de ganhar menos do que podia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.