Quantcast
PplWare Mobile

Netflix quer acabar com a partilha de contas e vai pedir que pague mais por isso

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Diogo says:

    “Quer acabar com a partilha das contas do serviço de streaming e vai pedir aos utilizadores que paguem mais por isso.”
    “Os preços anunciados mostram que estas sub-contas vão ser apelativas por serem muito mais baratas que os preços atuais.”
    Não percebi, vai ficar mais caro ou mais barato?

  2. Bruno says:

    Começo por perguntar, quem é que decide o que é ou não justo? É o fabricante, é o cliente, é o imposto que se paga ?
    O ser humano sofre de uma “doença” com o nome ganância e por causa da ganância é que vivemos em tempos de guerra.
    Se compro algo entenda se que é meu, faço o que me apetecer, paguei para usufruir:

    Se compro um iPhone, posso fazer jailbreak ou atirá-lo contra a parede ninguém tem nada a ver com isso, pois paguei por ele …

    Se compro um carro, posso modifica lo, se é meu, paguei faço o que me apetecer… respeitando as normas de segurança.

    Se compro uma casa, a mesma coisa se é minha posso modifica la, mas ao que parece não é bem assim o povo leva uma lavagem cerebral mesmo depois de adquirir as coisas o bem não lhe pertence, o CR7 comprou casa de milhões e teve mudar uma marquise.

    Se o preço é acessível as pessoas compram, se o preço for elevando as pessoas vão procurar alternativas (pirataria) mais vale entrar pouco do que nada, a Netflix pede o valor justo !! Mas o que é justo afinal, se quiser partilhar a conta pela a família inteira não posso ?? Mas eu paguei o valor “justo”.
    A ganância é tanta que as margens de lucro tem que ser elevadas para os directores poderem comprar o tal Mercedes ou BMW ou a tal casa de sonho com piscina …

    Mas o que é justo? Quem decide? É o fornecedor, é quem decide o valor dos impostos, é o cliente ?? Bem o cliente não decide nada …

    É justo pagar imposto sobre o imposto na energia??

    O que é justo pagar ??

    • Joaquim says:

      Simples, o serviço não é um serviço necessário… logo, cancelamos a conta e voltamos à TV e pode ser que assim aprendam.
      Eu já o fiz…
      Só ativo em determinadas alturas do ano, o resto do tempo, vejo a TV, já tem canais mais que suficientes…

    • João M says:

      Quem decide o que é justo pagar é o mercado.
      Enquanto há clientes a comprar o serviço – que não é nada mais do que um luxo – então o preço é justo.
      Este tipo de serviços que não são vitais para a vida normal de uma pessoa/Familia podem fazer os preços que quiserem. Não precisam de pensar em o preço ser acessivel a quem ganha menos dinheiro se o publico alvo não for essas pessoas. Dito isto, Se a NEtflix decide aumentar os preços e acabar com a partilha de contas então duas ou três coisas podem acontecer:
      – Quem tem a conta continua com uma mas sem a partilhar.
      – Quem estava agarrado a conta de outro vai ter de arranjar conta própria ou usar o novo modelo (que até me parece porreiro)
      – Arranjam forma de continuar a partilhar contas, e a arriscar, até a netflix começar a bloquear.

      Ainda assim, falamos de 11€ por mês por um serviço desnecessário para uma vida normal. Só paga quem quer ^_^. Se a netflx começa a perder muitos clientes, alguém lá dentro irá dar por ela e começará a arranjar forma de ter mais clientes.

    • Cátia Alexandra Cardana says:

      Faço as palavras do Bruno minhas,

    • Paulo Torres says:

      Totalmente de acordo… O ser humano é muito ganancioso!

  3. Paulo says:

    Ainda não percebi bem como vão fazer esse controlo….mesmo que façam verificação em duas etapas.. uma pessoa pode enviar o código ou link na mesma para a outra pessoa.

    • Hugo Nabais says:

      O método de autenticação por duas etapas, com por exemplo envio de código para telemóvel ou email, não pode de todo ser usado, pois numa sitio legal, só de uma casa por exemplo, como é que eu faria se alguma das minhas filhas ou esposa quisesse aceder? Teriam que andar a ligar-me para pedir códigos?!
      Eu cancelaria logo nesse dia a subscrição do serviço!
      Se avançarem com algo do género, acho que essa ganancia será recompensava com perca de clientes e consequentemente prejuizo!

      • Paulo says:

        No Spotify, na minha família já receberam um aviso e tiveram que confirmar a morada de residência, mas bastou colocar a mesma e passou. Se for por aí… td bem! Usar a localização também não faz sentido.
        Enfim.. vamos ver o que vão inventar.

  4. Rodrigo says:

    OK fazem isso, então toca a criar novas contas para ter Mês grátis

  5. Miguel says:

    Qualquer dia o pessoal volta à antiga loja dos filmes… Já não me falta muito, com cada vez menos conteúdo na Netflix, mas estou a dar a benece do Covid

  6. nuno a says:

    Pago 15,99 por mes de netflix e partilho a minha conta com os meus pais e com os meus sogros.
    se tiver de pagar mais 4 euros mes por ter de partilhar fica por 20 euros.

    conta hbomax – 6 euros, conta amazon prime- 4 euros, conta apple plus -5 euros ou seja por 15 euros tenho as 3 contas e partilho na mesma. acho que podemos passar bem sem o netflix .

    se a netflix quizer perder os meus 198,88 euros ano força, e se quiser ver algum exclusivo netflix felizmente existem torrents.

  7. Joao says:

    Quero lá saber eu vou ali a loja do mestre André é mais rápido e não gasto um tostão

  8. Vladimiro says:

    Não tenho. Não vejo necessidade. Não tenho tempo.

  9. FreakOnALeash says:

    123series ftw

  10. Ricardo Pina says:

    É um tiro no pé , agora que há Disney+ , HBO , Prime e tantos outros , é altura completamente errada para ser gananciosos isso seria bom quando eram os únicos agora já o comboio saiu da estação.

  11. Revoltado says:

    Adeus Netflix. Regresso aos torrents.

  12. Joao Ptt says:

    Era tão fácil para a Netflix solucionar, bastava que cada conta só tivesse direito a uma stream.

    Então e as crianças? Poderiam ter uma conta associada, que era paga pelo adulto e controlava os conteúdos e tal, mas também só permitia uma stream.

    O preço para cada conta seria igual para todos, sem quaisquer descontos.

    Problema da utilização abusiva solucionado, já que cada conta é suposto ter direito a ver tudo, assim pode ver tudo, seja quem está a pagar, ou que tiver os dados de acesso, e como só pode receber uma stream de cada vez por conta, não dá para prejudicar a empresa ou os detentores de direitos.

  13. Marko says:

    Por mim aumentem a vontade, como disse noutro artigo sobre a Netflix aumenta preços mas a qualidade de conteúdos é a mesma de quando foi lançado portanto boa sorte!
    Acho que com a oferta que cada vez mais existe e com qualidade, e as possibilidades por outras vias o aumento de preços só leva a que a malta cancele os serviços e procure outras soluções, depois façam como a NOS com processos e mais processos 😀

  14. R!cardo says:

    Real Debrid ftw

  15. Opah says:

    Numa altura que já hbo max, disney, amazon, opto..

    Pergunto-me.. justifica-se mesmo pagar (mais ainda!) pela netflix? Tem imenso conteudo, sim senhor mas e qualidade? A qualidade do que anda por lá é uma valente m3rd@ , tirando algumas séries expecificas o resto é genérico

  16. David says:

    Já me estou a imaginar ir ao supermercado comprar um champô com uma daquelas promoções “leve 3, pague 2”, e na loja dizerem-me que só posso usá-lo em casa e não posso dar uma das embalagens a mais ninguém…

  17. Miguel says:

    E uma pessoa que trabalha remotamente e volta e meia viaja à casa de familia?

  18. João Duarte says:

    Então eles que percam clientes era bem feito

  19. Weverson says:

    Deixem o Netflix e venham para o BRASIL PARALELO, além de filmes vc vai adiquirir conhecimento por bem menos e com conteúdos melhores

  20. TXG says:

    Parece-me que o problema surge quando a Netflix começa a oferecer streaming a mais nunca única conta.

    Se cada conta tivesse acesso a um stream de cada vez, ou até 2 (como já agora é o meu caso), o “problema” não acontecia.
    Ainda assim, sinceramente ponho muito em causa que ninguém na Netflix tenha pensado nisso quando se lembraram de abrir uma conta para 4 streams em simultâneo, é certo que há famílias numerosas mas é tão fácil pensar que alguém vai dar 1 ou 2 acessos a família ou amigos…
    Ou seja, acredito que a Netflix abriu uma torneira para conquistar mais clientes e agora não sabe bem como fechar ainda por cima sabendo que pode perder clientes para outros serviços.

    Noutro aspecto, tenho lido aqui nestes e até em outros comentários que o pessoal acaba mas é com a Netflix e rapidamente se muda para a Amazon ou Disney, etc.
    Bem, eu não sei mas da minha experiência parece-me que a Netflix tem muito mais conteúdo e principalmente mais conteúdo de qualidade do que qq um dos outros.
    Ainda assim estou tentado em testar a Disney, tenho é que arranjar uma box Android ou assim…

  21. falcaobranco says:

    torrents forever…

  22. Paulo Torres says:

    Faz todo sentido, contrato um plano de 4 ecrãs e depois cada um de nós cá em casa fecha-se numa divisão tipo mongloide a ver Netflix… Não sejam gulosos, uma empresa que antes da pandemia devia estar mais para falir que outra coisa!
    Partilho a conta com a minha irmã e pago o plano de 2 ecrãs, se isso não é suficiente então cancelo a Netflix porque não me faz falta nenhuma, tenho por causa do meu filho que vive bem sem isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.