PplWare Mobile

Lembra-se do SETI@Home? Projeto entra em pausa e não encontrou vida extraterrestre


Autor: Pedro Simões


  1. SANDOKAN 1513 says:

    Que frustração para aqueles que acompanhavam este projecto e que dedicavam parte do seu tempo e dos seus recursos informáticos a ele.Olhem,é a vida.Os “gajos” não aparecem ou não querem aparecer,que é que se há-de fazer… 🙂

  2. Redin says:

    Mudem de estratégia. Criem uma moeda crypto e usem esse esforço computacional para atribuir valor aos “mineradores” dos dados distribuídos. Se eu obtesse retorno nos gastos de energia talvez colaborasse.

    • Luis says:

      That’s the spirit!!! ! Participar de forma desinteressada só a troco de algo!
      Não entendo o que ” mudem a estratégia” tem a ver com a notícia

  3. Fiu says:

    Ai que novidade!!! Não encontrou nada. Estou deveras surpreso e triste. Quero ver marcianos!

    • PTdoNorte says:

      Vais à assembleia da República Portuguesa e vais ver marcianos
      É cada marciano

    • Fulano says:

      Talvez uma “mente brilhante” como a tua saiba como analisar correctamente os dados obtidos e perceber entre os milhões de terabytes de informação recolhidos desde o início do projecto SETI se estamos mesmo a receber nada, ou se a nossa tecnologia não consegue decifrar eventualmente um sistema de comunicação anos luz à frente do que sabemos. É de “genios” como tu que o Planeta está cheio…

  4. Sargas says:

    Estão a pedir o maior número de computadores, para lutar contra Covid-19. Neste momento é muito importante e urgente todos contribuirmos:
    O Pplware deveria criar tópico sobre este pedido:

    https://visao.sapo.pt/exameinformatica/noticias-ei/hardware/2020-03-03-folding-at-home-como-ajudar-luta-contra-covid-19/

    https://foldingathome.org/2020/02/27/foldinghome-takes-up-the-fight-against-covid-19-2019-ncov/

  5. Xnelox says:

    Ainda me recordo de deixar o meu velho MX166 ligado com o software instalado a processar para ajudar a encontrar sinais de inteligência… recordações…

  6. André says:

    Se calhar encontrou e foram silenciados pelos homens de negro 😀

  7. mlopes says:

    a probabilidade de haver vida fora da terra é tão grande que é quase uma certeza, o problema é que a probabilidade de não a conseguir-mos encontrar é igualmente grande.
    carl sagen escreveu sobre isto vastas vezes

  8. Ruy Acquaviva says:

    Para além da questão da busca por inteligência extraterreste, o projeto SETI@Home foi importante ao introduzir um tipo de processamento colaborativo que depois foi utilizado por outras pesquisas relacionadas à cura do cancro, sequenciamento e expressão gênica, análise sísmica, etc.
    Infelizmente o modelo parece ter sido usado por malwares, aí sem a permissão ou o conhecimento do utilizador da máquina, para gerar ataques DDoS, mineração de BitCoins e propagação de fake news.
    Existe um imenso poder computacional desperdiçado em computadores e smartphones em todo o mundo. O SETI@Home apontou em primeiro lugar uma forma de utilizar esse potencial de forma produtiva. Bom… Tudo bem, não foi muito produtivo já que não alcançou o objetivo de localizar sinais de vida inteligente extraterrestre, mas foi uma boa tentativa e no mínimo permitiu a conclusão de que não é nada fácil obter esses sinais, se de fato existirem.
    Com o crescimento da IoT, haverá um aumento concomitante no poder computacional desperdiçado devido ao grande número desse tipo de dispositivo, mesmo que os mesmos possuam processadores muito simples e portanto com pouca capacidade excedente. Seria interessante ter um uso produtivo para esse poder de processamento desperdiçado.

  9. Anonimo says:

    Apoiei o protejo até 2014 quando descobrir que poderia utilizar o poder de computação das placas gráficas para minar Bitcoins.
    Na altura uma só gráfica gerava 2 ou 3 BTC por mês.
    Bendito Seti@Home.

  10. Sandro says:

    Não encontraram, porque não há nada para encontrar,

  11. falcaobranco says:

    Muita teoria da conspiração se podia tirar daqui…porque quem me diz a mim que não encontraram nada, como podem ter encontrado e não querem divulgar ao mundo… quando já tivemos varias situações reportadas pela NASA ( não muito evidentes, é claro… ) e de repente este projecto encerra… é de estranhar muito esta posição de milhares de pessoas por trás disto… é de ficar a pensar…

  12. nelson mota says:

    acho o 7 uma perca de tempo , acho que a procura de vida inteligente um, desperdicio, acho que se devia de estudar , mais os fenomenos ditos paranormais , aparentemente somos visitados todos os dias por extraterrestes , e passa nos isso tudo ao lado, em vez de procurar la fora , devemos acreditar , nas pessoas que juram ter visto algo de anormal, afinal nos ainda não sabemos o que aconteceu ao feiticeiros, do senhor dos aneis , as lendas dos senhores dos aneis não estaram a falar de feiticeiros , tipo homem de ferro , com alta tecnologia , com bio fatos , nos ainda nem entendemos o passado das terras altas e terras baixas das lendas , da irlanda e dos reinos unidos goticos , e ja vamos querer enteder algo que esta distante a trilhiões de anos luz

  13. Leandro Gavinier says:

    Colaboro há uns 3 anos com SETI através do BOINC. Espero que a pausa seja apenas para analise dos dados processados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.