Quantcast
PplWare Mobile

Jogo Online: Estado arrecadou mais de 567 milhões de euros

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Sergio says:

    A verdade é que a tecnologia também chegou em força a esta área.
    Há 11 anos quando fui pela primeira vez ao casino de espinho, as salas sempre à pinha até as 2h da manhã e teria talvez o dobro dos funcionários.

    Mesmo uma casita de jogos aqui ao lado com jogos da santa casa raspadinhas e afins, em 2000 trabalhava com 7 funcionários hoje trabalha com 3.

    É o mundo a mudar.

  2. MCakaZim says:

    Legalização powered by santa casa misericordia e monopolio dos jogos de sorte em portugal

  3. David Guerreiro says:

    Arrecadou e esbanjou tudo. O dinheiro esfuma-se todo e não temos nada.

  4. says:

    Um casal aqui da rua separou-se , tem 2 filhos …. foi intrigante , mas soube-se à pouco , Ele está viciado no jogo, Rapou da conta conjunta uns milhares e… perdeu tudo , assim vai este mundo.

  5. Luis Rosalino says:

    Era bom que este dinheiro, que nao é pouco, fosse bem usado pelo Estado.
    Sonho com um mundo em que o Estado tem um sitio acessivel a todos onde descrimine ponto a ponto onde é colocado o dinheiro gerado.

  6. mlopes says:

    há muitos anos proibiram, e muito bem, a publicidade ao tabaco. é uma vergonha que os interesses financeiros se continuem a sobrepor a tudo e que a publicidade ao jogo e ao álcool, dois dos maiores flagelos sociais, ainda sejam permitidas

  7. Joao Ptt says:

    Mais um exemplo de como o Estado lucra ao promover (permitir) a desgraça individual.

  8. compro essa também says:

    E se tivesse controlo assertivo … , o Estado ganharia muitissimo, mas muitissimo mais ….

  9. Bernardo duro says:

    Básico Darwinismo os fracos morrem na miséria…

  10. varredor de ruas says:

    Não há fiscalização suficiente sobre os casinos (Slots Machines têm “x” RTP, mas é falso tendo em conta o desconto que não vemos antes; Termos dos Bónus Abusivos, velocidade das slots machines algumas slots rodam muito mais rápido do que deviam etc etc).
    Podiam tornar o jogo mais justo em vez de roubar o que já bem roubado, ok o “jogo é roubado” por si só, porque não colocar as casas legais melhores que as ilegais? (Hummm mentalidade antiga ainda está no Governo).
    Depois, o Trading de Desporto, ainda não existe passando 6 anos, porque as casas nem querem saber do modelo português.

    Ah e as odds das Apostas deveriam ser crime. Cara ou coroa, para um exemplo rápido deveria ser 50%-50%, então traduzindo em odd seria 2,00-2,00, as casas em Portugal dão 1,70-1,70…vais a uma casa de apostas normal europeia é 1,90-1,90…devo meter 100€ para 170€ ou para 190€??

    Enfim, depois temos os Jogos Santa Casa que não têm proteção contra menores, nem contra ninguém. Qualquer um compra raspadinhas sem conseguir controlar algum possível vício…

    -> Isto é assim hierarquicamente em Portugal (a nivel de jogos de fortuna e azar):
    1º Jogos Santa Casa (Euromilhões, Raspadinhas, Placard)
    2º Casinos Físicos (Estoril, Solverde p/exemplo)
    3º SRIJ (regulador)
    4º Restantes Casas/Casinos..

    A unica coisa que tem de jeito (casinos online legais) é o controlo que cada player consegue ter sobre a sua conta, embora seja fudi** para explorares depositos/levantamentos antigos, há casas que parece que querem esconder o teu profit. Já tive problemas com a Solverde por não me quererem dar acesso a histórico com mais de um ano. Mas por exemplo a ESC online facultou logo tudo. Enfim.

    Peço desculpa o resumo estar desorganizado mas é a verdade do jogo aqui em Portugal. E quem joga Casino aconselho a rodar os Casinos nunca ficar no mesmo, controlar ganhos e perdas sempre. Nas apostas é ir na melhor odd que tiverem disponível para a vossa aposta. Moderação 😉

  11. Toni says:

    Qual a melhor forma de investir em jogo físico e online? Que empresas tem ações na bolsa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.