Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Tem mais de 43 anos? Agende já a sua vacina

PUB

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. SANDOKAN 1513 says:

    Já está.Dia 25 de Junho aí vou eu tomá-la. 🙂

  2. DataSmurf says:

    Joel Kallman, 54 anos, Diretor Senior de desenvolvimento de software da Oracle, da divisão APEX, levou a primeira dose da vacina da covid-19 a 26 de Março de 2021, divulgado pelo próprio na sua página do twitter, e morreu a 25 de Maio de 2021 de…. COVID-19!! A causa da morte foi divulgada através de comunicado da empresa. Não é especulação.
    Mas que bela “reação adversa”. Gostaria de poder saber o número de pessoas que morrem, que foram vacinadas e estavam infetadas com o coronavírus, e que neste período pós vacinação não estão a ser contabilizadas como mortes por covid-19, ao contrário do período pré vacinação, em que até vítimas de acidente de mota chegaram a entrar nas estatisticas de mortes por covid-19.
    Espero que este meu comentário não seja censurado. Também espero que o meu comentário não aguarde moderação até esta notícia ganhar cabelos brancos, por assim dizer, como tantas vezes tem acontecido, e quanto a mim, constitui em si outra forma de censura, quanto a mim mais rebuscada.

    • Pouco Anónimo says:

      Confirmo, mas com um pequeno detalhe. Ele tomou a primeira dose na data que indica, ao fim de um mês tomou a segunda dose e a 25 de maio de 2021 faleceu imagine-se….de COVID-19 (com duas doses)! Contudo, não atribuem a sua morte à “vacina”. Daqui a uns anos logo se verá se vão atribuir as milhares de mortes que têm ocorrido à “vacina” ou a outra coisa qualquer. Aguardemos.

      • DataSmurf says:

        Pouco Anónimo, não referi esse detalhe porque não encontrei, pois o homem praticamente deixou de usar a conta do twitter depois de levar a primeira dose. Mas supus que sim, que acabou também por levar a segunda dose. Paz à sua alma.

      • Test User says:

        Não existem vacinas 100 por cento protecção. Apesar de ser vacinado pode ser infectado.
        Se ele estava infectado antes da segunda dose não tinha protecção máxima da vacina que é proporcionada pela segunda dose.

        Por isso é importante ter precauções até segunda dose. Se tiver problemas saúde graves deve continuar ter precaução.

    • Test User says:

      Censura do Art 6 da Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital ou outra?

    • AlexX says:

      Queres saber o no de mortes na europa é “simples”, vais ao site adrreports e selecionas a aba onde constam (a penúltima salvo erro). Depois é somar as mortes no gráfico por cada uma das reacções adversas graves selecionadas e tens que repetir o procedimento para cada uma das 4 vacinas. À data de 5 de junho tínhamos 13867 mortes e 1354336 reacções adversas na europa (Inglaterra já não consta nessa estatística). Tudo perfeitamente normal e aceitável dado que a dgs insiste que apanhar esta gripe pode ser pior e até concordo, caso a pessoa recorra a um centro hospitalar em vez de ficar em casa na cama numa dieta apenas a canja e citrinos.

      • DataSmurf says:

        Os americanos também têm um sistema similar de notificações, chamado de VAERS, mas acredita-se que apenas uma percentagem muito pequena dos médicos o usa (cerca de 1%), o que quer dizer que os casos estão a ser notificados muito menos do que seria esperado. Não será que estamos a assistir ao mesmo na Europa? Fica a pergunta.

        • AlexX says:

          Conheço, os norte-americanos têm cerca de 5000 mortes pós esta vacina e segundo esse mesmo vaers equivalem agora ao mesmo no de mortes dos últimos 23 anos com todas as outras vacinas em existência naquele país. Portanto, tudo normal.

      • Test User says:

        1- Se tiveres uma ruptura nos hospitais como é que vais para hospital, já te esqueceste das ambulâncias a espera nos hospitais.
        2- Vacina é único meio para reduzir casos graves
        3- Gripe? Alguma vez tiveste uma vírus influenza comparável em termos transmissão e que levasse ruptura dos hospitais por um período prolongado e com tantos casos graves.

        • AlexX says:

          Coronavírus está classificado como sendo vírus de gripe, independentemente de ser sars1, sars2, ou 3, 4 ou 5 que ainda possam vir. De X em X anos as gripes são mais violentas e causam mais mortes, não foi o mesmo em 2008(?) com influenza? E nos anos 90, finais dos anos 70…
          Quanto ao ponto 1, 80% das fatalidades em 2020 ocorreram em hospitais. Talvez seja melhor ficar em casa, as hipóteses de sobrevivência são maiores.

          • test user says:

            esta incorrecto. não esta classificado como gripe.
            para ser gripe tem de ser provocado por virus influenza.
            gripe aves era provocado virus influenza .
            gripe espanhola provocado pelo virus influenza.

            covid nunca e referido como gripe covid. é um virus diferente.

            A serio queres comparar 2008. compara fatalidades.

            não faz sentido teu argumento. se ficassem em casa e ocorrerem-se em casa fatalidades, tinham mais hipoteses no hospital?

          • JFMoreira says:

            Não são iguais: https://www.cdc.gov/flu/symptoms/flu-vs-covid19.htm

            Além disso, a gripe deixa as urgências à beira de um ataque de nervos, enquanto que o COVID19 atira os doentes para as UCIs e muitas delas têm de usar ventilador – coisa que não acontece com a gripe.

          • Tiago E. says:

            Engraçado como desvalorizam todas as fatalidades causadas pela doença mas se morre uma pessoa no meio de milhões pela vacina já acham a vacina assassina…

          • AlexX says:

            @JFMoreira
            Correcto, erro meu escrever “classificado como” que podia sugerir serem da mesma família e não são. No entanto vejo mais semelhanças que diferenças, mesmo nesse link do cdc. Na definição de “common cold” na wikipédia coronavírus segue sendo mencionado entre influenza vírus, rhinovírus e adenovírus como os mais frequentes vírus da causa. Bem sei que a wikipédia é má fonte de informação mas neste caso estará de todo errado?

            @Tiago E
            Desvalorizei em tom sarcástico precisamente o número de mortes pós a vacina. Até contava com muitas mais fatalidades tendo em conta vacinas que foram criadas em menos de um ano, algo inédito. E nenhuma vacina é assassina, dizer isso é o mesmo que dizer que armas matam.
            Só loucos da conspiração para pensar que companhias farmacêuticas corruptas com cadastros criminais bem documentados, que causaram danos sérios tendo disso conhecimento prévio e falsificaram dados, subornaram médicos etc, pudessem ter a audácia de seguir fazendo o que sempre fizeram, não é verdade?
            É a era da informação e desinformação e ambas abundam, de resto cada qual é responsável pelas decisões que toma.

    • Test User says:

      Não existem vacinas 100 por cento protecção. Apesar de ser vacinado pode ser infectado.
      Se ele estava infectado antes da segunda dose não tinha protecção máxima da vacina que é proporcionada pela segunda dose.

      Por isso é importante ter precauções até segunda dose. Se tiver problemas saúde graves deve continuar ter precaução.

  3. Fulano says:

    Para Braga não existem datas disponíveis!
    Enquanto isto, numa cadeia próxima de si, todos os reclusos já estarão vacinados durante o dia de amanhã.
    Percebo que em termos logísticos, se vacine um estabelecimento prisional inteiro, mas acho que é uma grande injustiça para as pessoas que estão cá fora.
    Afinal o crime compensa!

  4. jnsilva says:

    Estive infetado em novembro de 2020, tenho 47 anos, preenchi o formulário e menos de 24h depois posterio recebi um SMS a informar que não estou elegível por ter estado infetado com COVID-19…

    • DataSmurf says:

      jnsilva se já estiveste infetado, tens imunidade natural, os anti-corpos da vacina não te iriam ajudar, bem pelo contrário! Procura por COVID-19: Infetados podem criar anticorpos para toda a vida, aqui no pplware.
      Não foste elegível para levar a vacina, mas és elegível para doar sangue, muitos daqueles que venham a cair numa cama de hospital em estado grave por causa dessa doença, agradecerão. Há muitos casos de pessoas que tinham uma taxa muito baixa de sobrevivência e que depois de receberem transfusões de sangue com anti-corpos naturais de pessoas que já estiveram infetadas, sobreviveram, e tiveram uma recuperação muito rápida. Porém, não sei se em Portugal se recorre a este tipo de tratamento.

      • dasda says:

        ta calado nao digas asneiras. ainda ontem tive com uma amiga ke ja teve covid e ja foi vacinada 1x e que nao vai levar segunda dose. ainda me mostrou o papel ke lhe deram ke tinha la essa indicacao. quanto ao jnsilva, uma coisa é o ke ele diz outra coisa é o que é verdade. pode ter interpretado mal o que recebeu, ou outro motivo qualquer de nao a tomar agora. Mas nada como falar com quem de direito em vez de vir para aki chorar.

    • Rui Migue says:

      https: //amp.expresso.pt/coronavirus/2021-02-04-Covid-19.-Infetados-so-necessitam-de-uma-dose-da-vacina

  5. Rui Migue says:

    Isso não é assim. Quem esteve infetado na casa dos 40,s passados 6 meses, recebe só uma dose de vacina mRNA.
    Tenho conhecimento de muitos casos. Os próprios nos centros de vacinação, dizem que são indicações da DGS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.