Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Quais as novidades no ataque à pandemia em Portugal?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Vilna says:

    @Pedro Pinto, Este post foi antes do tempo não?

  2. Spoky says:

    Exigido? Mas vão exigir o quê? Relativamente ao certificado, como é referido pelo Publico, pa:sa a ser exigido em.”

    É uma estupidez, um crime a liberdade e aos direitos humanos. Cumprir com as regras? Sim, claro.

    Obrigar a apresentar um certificado é ridiculo, quem tiver apresenta, quem não tem paciência.

    Se tivesse o meu restaurante, não pedia certificado nenhum até porque iria perder clientes. Talvez no início peçam, mas depois de meses vão deixar de pedir. Porque cansa e a malta esquece-se.

    Estamos a brincar o quê? Que ditadura, o corpo é meu, decido se injeto ou não.

    Peçam também um certificado digital para HIV em Clubes de Alterne, Motel e por ai fora… Ai já não, a malta já não gosta, se fosse um certificado de orientação sexual já era discriminação, direitos violados por ai fora!

    Mas que patetice! Eu não me importo de fazer um teste PCR antes de ir viajar, antes ou depois! Cumpro com as regras, mas não sou obrigado a injectar algo no meu corpo que NÃO QUERO.

    Onde anda os direitos humanos? Em relação aos restaurantes basta usar o pretexto de manipulação “se não querem ganhar mais 30€ / 40€ então pronto, e exigem certificado, vou me embora e não como mais aqui”

    Num instante mudam de ideias, assim que virem perdas de clientes até vão fechar os olhos. E muitos nem vão exigir nada, e se exigirem é deixar a dica do “boca a boca”

    • Tiago says:

      Tens a mania que es rebelde mas vais ser vacinado como os outros ou entao cadeia. Baixa a bola miudo

      • Fernando says:

        Refiro-me obviamente a este Tiago que manda os outros “baixar a bola”

      • Spoky says:

        Hahahaha «entao cadeia» alem de não teres piada, não sabes dos direitos humanos da UE entre outras, não sabes o que foi e o que é o 25 de abril pelos vistos.

        Ninguem vai ir para a Cadeira por não tomar a Vacina, na cadeia já estas tu! Tu e mais uns quantos no rebanho seguem o mesmo caminho.

        Se o Estado faz isto ou aquilo, tu passas a mão na cabecinha, “é para o nosso bem”
        Faz o seguinte Tiago, assim que receberes o Ordenado da ao Estado e ao Governo como forma de apoio, eles vão mesmo se importar quem és e quem foi que lhe deu o Ordenado.

        Estão se nas tintas para ti, nem sabem quem tu és. Saber sabem, não querem é saber de ti (os poderosos)

        Enquanto isso anda ai a solta Salgados, LFV, Paulo Portas, Socrates, Berardo, Relvas isso não é importante, o mais importante é o certificado digital. BES e dividas ao Novo banco? Corrupção!? Pedir ajuda aos contribuintes para pagar aquilo que não deviam pagar… Naaa, isso não importa! O que importa é ter o certificado digital que não serve para nada.

        Tiago.. tiago… para a próxima vem com uma argumentação melhor, e essa argumentação foi para meter medo? Ainda andas no Halloween disfarçado a pensar que assustas alguém.

        • Daniel Sousa says:

          Não queres fazer parte do rebanho mas se pensares bem bem a fundo se calhar até queres. A democracia tem regras. Não é só colher a parte boa. Não queres ser vacinado, não sejas, mas o que queres depois? Viver num mundo só teu, em que vigoram as tuas regras? Queres que eu pague o teu internamento por covid?

          • Vítor M. says:

            O mais provável é o Spoky já estar vacinado. Ele parece aqueles que trazem a cartilha, mas no fundo sabem que estão a ser usados, no caso dele, abusado. Tomem a vacina, protejam-se, protejam as vossas famílias. Cuidado com os Spokys que andam por este mundo, são apenas cordeiros em pelo de lobo. Ele está já vacinado.

          • Chalupa pela verdade says:

            É o próximo João Tilly ahahah foi um dos que foi para lá mandar vir com ele

      • Joaquim Sobreiro says:

        Com tanto ódio expresso, és muito claro nos teus pensamentos.

        • qowei says:

          Toda a gente tem de ser vacinada, quer queiram quer nao. Os que recusarem tem de ser forcados ou entao deixam de frequentar espacos publicos. Tao simples quanto isto

          • PeterOak says:

            Deves estar a brincar, só pode! “Forçados” a tomar vacina? Tens NOÇÃO da gravidade daquilo que acabaste de escrever?!?

          • Infinity says:

            “Obrigados”? em que caverna vives? vai te informar das leis antes de atirares postas de pescada

    • Há cada gajo says:

      Ninguém te obriga a sere vacinado. Ninguém te obriga a teres certificado. Não aderes à vacina, fazes teste.

    • ToFerreira says:

      Alguém te obriga a injetar alguma coisa? Não me podem é obrigar a mim a correr riscos quando estiver num estabelecimento, so porque um coninhas tem medo de picas.
      Gostava de saber é que liberdade é essa que tanto apregoas. Estarás a confundir liberdade com libertinagem? Que liberdade tens agora? Tens liberdade de andar de carro sem cinto de segurança, que é algo que só serve para te proteger a ti? O corpo não é teu? Cresce e ganha juizo.

      • Spoky says:

        “Não me podem é obrigar a mim a correr riscos quando estiver num estabelecimento”

        Oh ToToFerreira, mas tu que és tão esperto sabes que continua a transmitir o vírus com ou sem vacina, então o que é que o Certificado digital faz?

        Que riscos? Todos nos corremos COM ou SEM vacina, informa-te. Pareces daqueles que toma a Vacina e anda por ai em festas, bares, sem mascara a beber e em grupo.

        Cresce e ganha juizo e deixam os outros em paz, não sou obrigado a usar e a trazer a porcaria de um smartphone por causa de um certificado inútil.

        É inconstitucional, lê e vai ler. E ler livros fazia-te bem.
        https://eco.sapo.pt/2021/03/27/certificado-de-vacinacao-pode-ser-inconstitucional-alertam-especialistas/

        Já agora aproveita, o teu conhecimento..
        https://patentscope.wipo.int/search/en/detail.jsf?docId=WO2020060606&fbclid=IwAR02JnrBDeFqRxSEOuxp8_AaGrmJkdKDeAwFrDDBkNLT9UCNMa8gfs1CFR0

        Tenho mais, mas fica para uma próxima.
        Não te vou dizer para que serve isso, pensa não és esperto? Pensa…

        • ToFerreira says:

          Não me respondeste que liberdade é a que apregoas, quando nem posso conduzir sem cinto de segurança, sendo algo que só me beneficia a mim mesmo.
          Mas, falando em liberdade, os profissionais de saúde não têm a mesma “liberdade”? Os profissionais de saude, que foram obrigados a trabalhar sem se poderem despedir, obrigados a turnos de 16h, sem folgas, sem férias, para que não faltassem cuidados de saúde básicos a todos, à conta dos covidiotas negacionistas, não são pessoas? Não têm os mesmos direitos? Não têm o tal direito à “liberdade”?

          • John says:

            Estás então a defender a falta de liberdade para toda a gente incluindo para ti?
            Muito convincente e encantador. Fácil de ver para quem trabalhas.

        • Jofre Martins says:

          O seu argumento é correcto mas é areia demais para certas “camionetas” por isso os políticos fazem tudo o que querem desde que lhes vão dando alguma coisa do que querem porque a grande maioria já não sabe reflectir e usar o pensamento lógico. É triste mas é a realidade não distinguem entre o certo e errado. O cinto de segurança citado por alguém não se adequa à questão. O cinto é seguro e protege quem o usa mas a vacina nem protege nem é segura e há outros medicamentos melhores, dizem, que essas vacinas. Se não fossem seguras e eficazes ninguém reclamaria.

          • Chalupa pela verdade says:

            Sabe que o cinto de segurança também teve uns iluminados a dizer que era contra a nossa liberdade e não sei mais o quê? Vê agora como era ridículo?

            É como daqui a uns anos se vai sentir a olhar para trás.

            Aonde é que estão os estudos científicos a dizer isso? É que só existem referentes às vacinas, todos os medicamentos sugeridos por bolsonaros, trumps e muitos outros burros só se provou que nada fazem oi fazem mal. Deixe de ser ignorante que até mete dó.

            Cada frase cada barbaridade. Acho que ainda não percebeu que quem reclama é uma percentagem muito baixa da sociedade tendo em conta a % de população já vacinada e que está a entupir completamente a marcação de vacinas.

      • Infinity says:

        E se fores infectado por alguem que esta vacinado e com o dito certificado? já não há problema?

        • Chalupa pela verdade says:

          Se fores infectado com alguém com o dito certificado (poderá ser vacinação completa ou teste negativo) a carga viral iria ser menor do que uma pessoa que tivesse com covid e já tivesse uma carga viral superior e ainda não tivesse sintomas.

          menor carga viral menor probabilidade de ficares todo lixado.

          Vacinado (muito) menor probabilidade de ficares todo lixado.

          Capiche?

          Irra que isto é só estupidez.

          Não queres ser vacinado porque tens medo de efeitos secundários ou porque tem 5g ou porque é só soro fisiológico é contigo, mas ao menos não faças perguntas idiotas e lê um bocado de informação para perceberes do que estás a falar

          • Infinity says:

            Estupidez por que?! Como sabes que a pessoa fica menos lixado? pode ficar pior, deves ser cientista so pode! pois todas as pessoas sao diferentes. Olha que dos que actualmente estao internado, quantos estao vacinados?! e quantos não continuam infelizmente a morrer mesmo vacinados. Pois, esses detalhes eles não dizem, por que será?

          • Chalupa pela verdade says:

            Alguém falou em estupidez?

            A partir do momento que vens com a conversa “eles não dizem” acerca do fármaco mais debatido do nosso século está tudo dito.

            Como já foi dito a vacina pode não ter efeito desejado em 7% das pessoas que tomam no caso da pfizer ou moderna e pode ter efeitos secundários graves em 0,0000001% das pessoas. O covid mata normalmente 1% das pessoas que têm e deixa mazelas em muitas outras. Caso houvesse novamente uma subida de casos não vacinados como houve em janeiro iriam morrer mais pessoas por não conseguirmos dar vazão a tanta gente. É complicado? Não.

            Não quer tomar a vacina, não tome, não venham é com teorias da conspiração ao nível da terra ser plana.

          • Infinity says:

            Anyway, so sei que graças ao covid (que alem do futebol é o que vende), houve pessoas que tiveram cirurgias e outras tratamentos adiados porque tudo o que chegava ao hospital era covid, nem que fosse com um braco ao peito. Isto veio para ficar assim como foi com a gripe, olha que nunca mais ouve gripe em Portugal

          • Chalupa pela verdade says:

            Mas vende o quê? Acha que alguém queria estar nesta situação? É com cada uma

            Sim, foi só em Portugal que deixou de haver gripe, ou pelo menos casos graves de gripes. “Ah mas já houve um ano que morreram 3 mil pessoas de gripe” certo, aqui morreram mais de 17 mil em ano e meio. “Ah mas só foram confirmados por os médicos XPTO 50 casos.” Certo, mas essa quantidade limitada de médicos não ia andar por todo o país a confirmar todas as mortes por covid certo?

            Pois é, e o que é que pessoas como vocês fazem? Continuam a desinformar para ver se isto continua durante ainda mais tempo em vez de ajudar para ver se conseguimos voltar ao normal mais depressa

    • Cláudio Andrade says:

      qual crime ? se a policia te exigir o CC tens que o mostrar ou estás sujeito a uma noite na sela deles…
      não é ditadura.. é o que tem que ser para o bem de todos.. simples crlh… parem de ser coninhas que já chateia

      • Joao Ptt says:

        Decreto-Lei n.º 78/87, artigo 250:, alínea 6:
        Na impossibilidade de identificação nos termos dos n.os 3, 4 e 5, os órgãos de polícia criminal podem conduzir o suspeito ao posto policial mais próximo e compeli-lo a permanecer ali pelo tempo estritamente indispensável à identificação, em caso algum superior a seis horas, realizando, em caso de necessidade, provas dactiloscópicas, fotográficas ou de natureza análoga e convidando o identificando a indicar residência onde possa ser encontrado e receber comunicações.

    • Carlos Fernandes says:

      Se eu souber que o restaurante não exige certificado ou não cumpre as regras mínimas de higiene, perdem os meus 30 a 40€ e ganham uma chamada para a PSP/ ASAE.

    • Algo says:

      Em França há restaurantes que permitem a entrada de pessoas com ou sem certificado Covid em resposta ao Macrom.

      Eu acho o gesto admirável.

    • Chalupa pela verdade says:

      este gajo parece uma criança. Vais ter mais de 85 % das pessoas vacinadas, mas realmente vão perder negócio porcausa daqueles 15 % ou menos que não querem.. até tremem LOL que rídiculo

    • Pe@ce says:

      Cala-te puto! Já cansas.

    • sillax says:

      Este comentário é tão ridículo que nem há palavras… Infelizmente há muitas pessoas como este Spoky..

    • Jofre Martins says:

      Há uma forma, creio de os calar, que é exigir que o estado assine um documento responsabilizando-se pelos danos que possam surgir num prazo de tempo não inferior a 15 anos. Caso não assine há mais que justificação para recusar. Outro argumento é a recusa por consciência, uma vez que células com origem em células de abortos são usadas para a elaboração das vacinas. Temos mais do que razão para rejeitar essas vacinas: a) o corpo é da pessoa e a pessoa é que decide se quer ou não; b) ninguém está assumindo a responsabilidade por quem sofre qualquer dano das vacinas; c) a imoralidade e falta de ética na elaboração das vacinas são contra minha consciência por isso as rejeito. Quem quiser que as tome mas não têm o direito de me obrigarem ou marginalizar por as não querer. Só gente que não sabe onde tem a mão direita é que pode tomar essa decisão aberrante, injusta, ignorante, não cientifica.. de exigir um certificado que não garante nada a não ser que foi uma cobaia da vontade de alguns lunáticos.

  3. Barbatos says:

    “Bares e discotecas com certificado ou teste negativo” – Bem, se durante a pandemia haviam locais a fazer festas ilegais organizadas pelos donos deste género de estabelecimentos e estava proibida a realização destes eventos, nem imagino depois. Vai ser tudo a abrir por todos os lados a deixarem entrar sem quererem saber e ninguém vai controlar nada. Vai o número de casos aumentar ridiculamente e depois vão fechar os restaurantes e/ou cabeleireiros e barbearias como medida de controlo. Valente palhaçada.

    • Spoky says:

      Nenhum bar ou restaurante é o inspector gadget. Com ou sem vacinas continuará a existir o vírus, não é por ter vacina que vai deixar de transmitir.

      Logo o certificado é ridiculo, e ninguém vai cumprir com isso, talvez no início como é recente depois estão se a lixar e fazem muito bem.

      Se deixar o telemóvel em casa já não posso entrar.. porque é digital. Ridiculo quem adere a isto

      Este certificado é inconstitucional

      • Há cada gajo says:

        “este certificado é inconstitucional”, não te fazia especialista em Direito Constitucional.

      • Paulo says:

        És tão esperto e nem percebes que o o código QR pode ser impresso…
        Está explicado porque és contra as vacinas

        • Spoky says:

          Não Paulo, agora vai vir uma lei nova. Onde temos de ter QRCode das Vacinas impressas nas t-shirts, camisas, calças assim já se faz o registo, e se caso esquecermos as calças, metem nas cuecas. Não se iriam importar de fazer scan….

      • JF says:

        Se tiveres um bilhete de avião digital no telemóvel e se deixares o telemóvel em casa, achas que te deixam entrar no avião? Então porque haverias tu de entrar na discoteca se te esqueceres do telemóvel? Se a ASAE fizer inspeções tu vais ver se eles não controlam…

        Não é para me gabar, mas acho que percebo eu mais de vacas prenhas do que to de (in)constituições…

        • Spoky says:

          Sim a ASAE vai fiscalizar como? Vai pedir o QRCode? Vai pedir a senha do meu telemóvel? E se a bateria estiver terminado vai me multar?

          Motivo da multa: Telemóvel sem bateria.

          Não dei a senha, multa por não dar a senha. Está gente é demais pa.

          Não é para te gabar, mas pelos vistos percebes de vacas prenhas, menos de constituição, direitos humanos, direito a liberdade.

          • João says:

            “Sim a ASAE vai fiscalizar como? Vai pedir o QRCode?”
            Sim.

            “E se a bateria estiver terminado vai me multar?”
            Vais para a rua.

            Simples.

      • Cláudio Andrade says:

        a vacina não vai impedir que o virus se transmita, mas vai permitir que caso sejas infetado, a probabilidade de teres sintomas leves é muito maior.. percebem isso ? ou não querem perceber para que servem as vacinas ?? o certificado nao é digital, podes imprimir e levar a folha …. vais ter que arranjar argumentos melhores que esses que andas sempre ai a deitar não tem assunto

        • Honorato says:

          Se a vacina não elimina o vírus tem 0% de eficácia uma vacina so tem eficácia se elimina o vírus. Ainda ontem vi no jornal público um comentário: “eu tomei a vacina mas não sei se daqui a 3-5 anos não andamos a cair na rua por causa dos efeitos a longo prazo da vacina” . É muito bonita dizer vacine se e nem sabemos os efeitos a longo prazo. Um vacina feita num ano e testes dela feitos à pressa fiem se na virgem e não corram. Já se esqueceram se que ou nem sabem que os governos querem nos matar mais de 6.5 mil milhões de pessoas é uma teoria e eles querem só ter na terra 500 milhões de pessoas na terra. É assim ficam com o dinheiro todo e nós controlam. O vírus e a vacina foi feita para isso

          • Cláudio Andrade says:

            entao daqui a 5 anos vamos ficar sem médicos, sem enfermeiros, sem policias..
            Não elimina mas previne que nao seja tao forte, o que faz com que nao tenhas hospitais cheios de gente em UCI, logo não vais colapsar os sistemas de saude, onde tivemos que ficar em casa e rebentar economias…

            Os estudos em 1 ano não querem dizer nada, faço vacina das alergias ( que ja anda no mercado ha anos ) todos os meses, e em 2 anos tive graves problemas quando fiz a da gripe, ou seja, não posso fazer a da gripe porque as duas ao mesmo tempo fazem com que o meu corpo rega da pior forma. por isso não é por ter muitos anos de estudos que nao posso vir a correr mal..
            para quem nao sabe a vacina contra o covid estava pronta em janeiro de 2020 …. as vacinas por NRMA não sao uma novidade.. já levam anos de estudos..
            essa da população nem vou comentar.. é só ridiculo.

          • LM says:

            Eu não li isto. Hahahahahahahahahahahahahahahaah

          • Chalupa pela verdade says:

            A carga viral desce nos vacinados, logo a probabilidade de passares é menor do que nos não vacinados, simples raciocínio mas que custa a tantos iluminados atingir.

            Não te preocupes então que vai morrer muita gente e vais sobrar tu e outros como o Spoky e o Cérebro Enlatado para governarem os países de África e afins porque quem trabalha em hospitais, farmacêuticas vão todos morrer e não fabricar vacinas para assassinar os milhões de pessoas desse continente lol

            Ah esqueci-me, a Suécia também vai estar incluída nesse lote, o oásis da Europa

    • Fernando says:

      Mas não acreditas nas vacinas?

    • ToFerreira says:

      Quando começarem a chover as multas e os estabelcimentos fechados, vamos ver se cumprem ou não. Vamos ver se arriscam ganhar 30 ou 40€ como disse o expert acima, em troca de prejuizo de milhares.

      • Spoky says:

        Hahaha chover multas, queres falar disso? RGPD… Uiii as multas que se falaram no inicio, e até agora pouco efeito ou nenhum teve.

        Rir.. no Inicio é o que é, todos a cumprir, depois a malta esquece e esta-se nas tintas.

        Sei do que falo, até há bares a noite que deixam a malta sem mascará dentro do bar, quando chega a bofia os empregados pedem ao pessoal jovem para colocar mascará para evitar que a policia feche o bar. < Vi e assisti pessoalmente a isto.

        Por tanto, resumindo, tu pensas mas não sabes metade do que se passa na vida noturna, os bares estão se a lixar para isso. E o mais engraçado é ver o dono do Bar a ir para a TV falar.

        Não sejas ingénuo. Não há nenhuma lei que me obrigue a inspecionar, investigar quem tem certificado ou não, não é da minha competência e vais por 1 PSP por cada concelho nem chega!

        São tantos que nem a bófia da recado.

        • PauloT says:

          so pra chatear e agarrando no teu post “..quando chega a bofia os empregados pedem ao pessoal jovem para colocar mascará para evitar que a policia feche o bar. < Vi e assisti pessoalmente a isto" … quer dizer que e so garganta porque pelo que diz os empregados mandaram toda a gente colocar a máscara, logo tu colocas-te. Se es assim tão forte e não estas confortável com a apresentação de um papel … porque colocas-te a mascara? Não me lembro se foi na França ou alemanha que queriam implementar uma lei que só quem tivesse vacinação completa e que podia aceder ao serviço de saude publico. Muitos americanos tambem eram contra a vacinação no entanto quando existiu a hipótese de ganhar 1Milhao de dolrs foi tuda correr ser vacinado, até para receber uma galinha iam a correr ser vacinados. Em resumo com a proposta certa vamos todos atraz da manada, no entanto concordo contigo a falta de punição em certas situações faz com que a malta fique chateada. Se eu tivesse um loja ou café garanto-te que so entravas com papel ou certificado, porque existe e maior a probabilidade de aparecer a porta do cafe gente vacinada do que gente vacinada. Cada um e como e, e deve lutar pelo que acredita.

        • ToFerreira says:

          Ainda bem que que te denunciaste. Portanto, és apenas dono de um estabelecimento que perdeu lucro com a pandemia e agora defendes a libertinagem apenas para recuperar os lucros, adoeça quem adoecer, morra quem morrer. Os meus parabéns! Afinal nao és só ignorante, também és egoísta. Para teu azar, quem toma as decisões baseia-se em espcialistas e em factos cientificos, náo no chico da esquina. E para nossa sorte, o laxismo das autoridades, que referes, só vai acontecer quando o risco já for minimo.

    • Chalupa pela verdade says:

      Sim, realmente as 85% de pessoas ou mais que tomaram a vacina vão querer que seja tudo como tu dizes para beneficiar os 15% ou menos que não tomaram. Tem todo o sentido do mundo.

  4. Fernando says:

    Portanto nem com 85% da população vacinada se largam as máscaras e os passaportes para dentro do próprio país.

  5. meister says:

    Boa tarde a todos…

    Antes de mais queria referir que sou a favor das vacinas sempre as tomei todas e os meus filhos igual.
    Não sou negacionista…o vírus existe e vai existir na sociedade por muito anos, pelo menos e a minha convicção.
    Vou dividir este meu post em duas partes ciência e politica.

    Ciência:

    O que me preocupa nestas vacinas é não ter todos os dados relativos a efeito secundários, uma vez que vão sendo
    reportados praticamente diariamente.
    O facto de não saber (porque neste momento e impossível alguém responder) dos possíveis efeitos secundários a longo prazo preocupa-me.
    Ninguém pode garantir com seriedade a segurança desta vacinas com os dados disponíveis hoje.

    Pois então vejamos a seguinte fonte:
    https://www.who.int/pt/news-room/feature-stories/detail/side-effects-of-covid-19-vaccines

    Efeitos colaterais comuns das vacinas COVID-19:

    Como qualquer vacina, as vacinas COVID-19 podem causar efeitos colaterais, a maioria das quais são leves ou moderadas e desaparecem dentro de alguns dias por conta própria. Como mostrado nos resultados dos ensaios clínicos, são possíveis efeitos colaterais mais graves ou duradouros. As vacinas são continuamente monitorado para detetar eventos adversos.

    Os efeitos colaterais relatados das vacinas COVID-19 têm sido, em sua maioria, leves a moderados e não duraram mais do que alguns dias. Efeitos colaterais típicos incluem dor no local da injeção, febre, fadiga, dor de cabeça, dor muscular, calafrios e diarreia. As chances de qualquer um desses efeitos colaterais que ocorrem após a vacinação diferem de acordo com a vacina específica.

    Vacinas COVID-19 protegem apenas contra o vírus SARS-CoV-2, por isso ainda é importante manter-se saudável e bem.

    Efeitos colaterais menos comuns:

    Ao receber a vacina, uma pessoa deve ficar por 15 a 30 minutos no local de vacinação para que os profissionais de saúde estejam disponíveis em caso de reações imediatas. Os indivíduos devem alertar seus prestadores de serviços de saúde locais após a vacinação se eles experimentarem quaisquer efeitos colaterais inesperados ou outros eventos de saúde – como efeitos colaterais que duram mais de três dias. Efeitos colaterais menos comuns relatados para algumas vacinas COVID-19 incluíram reações alérgicas graves, como anafilaxia; no entanto, essa reação é extremamente rara.

    Autoridades nacionais e organismos internacionais, incluindo a OMS, estão monitorando de perto quaisquer efeitos colaterais inesperados após o uso da vacina COVID-19.

    Efeitos colaterais a longo prazo:

    Efeitos colaterais geralmente ocorrem nos primeiros dias após a obtenção de uma vacina. Desde o início do primeiro programa de vacinação em massa, no início de dezembro de 2020, centenas de milhões de doses de vacina foram aplicadas.

    Houve preocupações com as vacinas COVID-19 que adoecem com COVID-19. Mas nenhuma das vacinas aprovadas contém o vírus vivo que causa COVID-19, o que significa que as vacinas COVID-19 não podem deixá-lo doente com COVID-19.

    Após a vacinação, geralmente leva algumas semanas para o corpo construir imunidade contra sars-CoV-2, o vírus que causa COVID-19. Então é possível que uma pessoa possa estar infectada com SARS-CoV-2 pouco antes ou depois da vacinação e ainda ficar doente com Covid-19. Isso porque a vacina ainda não teve tempo suficiente para fornecer proteção.

    Experimentar efeitos colaterais após a vacinação significa que a vacina está funcionando e seu sistema imunológico está respondendo como deveria. As vacinas são seguras, e se vacinar ajudará a protegê-lo contra o COVID-19.

    No campo dos efeitos colaterais a longo prazo a mim não me diz nada, e isso preocupa-me muito pois nunca gostei de roletas russas…

    Mudando de questão:

    Quando se diz que os não vacinados andam a espalhar o vírus, talvez seja verdade mas pelo que se sabe os vacinados também o podem fazer.
    https://www.jn.pt/mundo/oms-avisa-que-os-vacinados-podem-transmitir-o-virus-a-outras-pessoas-13347936.html

    Politica (parte suja de toda a pandemia):

    VII REVISÃO CONSTITUCIONAL [2005]

    Artigo 13.º

    Princípio da igualdade

    1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.

    2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.

    Conselho da Europa: Vacinas Covid-19 não são obrigatórias
    Resolução também afirma que todos devem ser informados sobre possíveis efeitos colaterais e que ninguém pode ser discriminado por não ter sido vacinado, mesmo se por vontade própria.

    A Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (PACE), em reunião realizada no último dia 27 de janeiro, na Comissão dos Assuntos Sociais, da Saúde e do Desenvolvimento Sustentável, aprovou a Resolução nº 2361 (2021). O documento apresenta uma série de recomendações éticas, legais e práticas para a implantação mundial de vacinas, contra Covid-19, nos países do bloco Europeu. Aprovada pela maioria, a deliberação afirma que, em seus Estados-Membros – entre os quais a Itália -, a vacinação não é obrigatória e não deve ser usada para discriminar os trabalhadores ou qualquer pessoa não vacinada.

    Em caso de violação, o fato pode ser comunicado ao Secretário do Conselho da Europa como uma violação das regras que os Estados-Membros devem cumprir.

    Veja a seguir os pontos específicos que tratam deste tema.

    7.3 com relação a garantir a alta absorção da vacina:
    7.3.1 assegurar que os cidadãos sejam informados de que a vacinação NÃO é obrigatória e que ninguém é politicamente, socialmente ou de qualquer outra forma pressionado para se vacinar, se não o quiserem eles próprios;
    7.3.2 garantir que ninguém seja discriminado por não ter sido vacinado, por possíveis riscos à saúde ou por não querer ser vacinado;
    7.3.3 tomar medidas eficazes para combater a desinformação, desinformação e hesitação em relação às vacinas Covid-19;
    7.3.4 distribuir informações transparentes sobre a segurança e os possíveis efeitos colaterais das vacinas, trabalhando e regulamentando as plataformas de mídia social para prevenir a disseminação de desinformação;
    7.3.5 comunicar com transparência o conteúdo dos contratos com produtores de vacinas e torná-los publicamente disponíveis para escrutínio parlamentar e público;
    7.5.2 usar certificados de vacinação apenas para o propósito designado de monitorar a eficácia da vacina, potenciais efeitos colaterais e eventos adversos;

    Agora para não me acusarem de ter fabricado esta informação, aqui fica a fonte:

    https://pace.coe.int/en/files/29004/html?fbclid=IwAR2PbLYLUieAzohY0yiRNiTrchnDKPFReXpM2FjH9TX_0JBGIDPY6KMfb_M

    Sou a favor do cumprimento da lei, embora como diz o ditado:

    As leis foram feitas para serem quebradas, mas não por qualquer um.

    Cumprimentos.

    • João says:

      “Quando se diz que os não vacinados andam a espalhar o vírus, talvez seja verdade mas pelo que se sabe os vacinados também o podem fazer.”

      Em (muito) menor escala. E quando falamos de internados, internados em estado grave e mortos então estes números caem significativamente no campo dos vacinados.

      Relativamente ao princípio da igualdade:

      “2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.”

      Nenhum destes pontos se aplicam ao da vacinação obrigatória, e existem vacinas obrigatórias neste país mas aparentemente agora é que é um problema.

      • meister says:

        “Em (muito) menor escala.”

        isso era verdade, neste momento não se sabe conforme este artigo:
        https://www.nature.com/articles/d41586-021-02054-z
        e mais recente este:
        https: //sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-07-30-Vacinados-infetados-transmitem-a-variante-Delta-tanto-quanto-os-nao-vacinados-a1c631f4

        “E quando falamos de internados, internados em estado grave e mortos então estes números caem significativamente no campo dos vacinados.”

        concordo…mas continuo com duvidas sobre possíveis efeitos secundários, nunca gostei de pensar só no momento, tento sempre ver um pouco mais além.

        “Nenhum destes pontos se aplicam ao da vacinação obrigatória, e existem vacinas obrigatórias neste país mas aparentemente agora é que é um problema.”

        Isto não tem fundamento…pois se não vejamos:

        As vacinas “de emergência” para covid-19 não são obrigatórias.

        O cumprimento da toma das vacinas do Programa Nacional de Vacinação, na generalidade, não é obrigatório. Contudo, existem exceções como a vacina contra a difteria e o tétano.
        fonte: https://eportugal.gov.pt/cidadaos-europeus-viajar-viver-e-fazer-negocios-em-portugal/cuidados-de-saude-em-portugal/saude-preventiva-em-portugal-vacinas-e-programas-de-rastreio

        Nota que o governo não está a obrigar ninguém e certo, o que esta a fazer é chantagear.

        cumprimentos.

        • João says:

          A obrigatoriedade da vacinação seria um caso mais extremo da alegada chantagem, no entanto como referi, existem vacinas obrigatórias há décadas, logo do ponto de vista da constituição, se existem as ditas vacinas obrigatórias como é que esta, que nem é obrigatória, seria inconstitucional e as outras não? Ou a vacina contra o tétano também é inconstitucional?

          • meister says:

            vamos por partes…

            “Ou a vacina contra o tétano também é inconstitucional?”

            pelo meu entendimento não.

            estas vacinas “experimentais ” sim mesmo que fossem obrigatórias.

            Artigo 26.º, relativo a outros direitos pessoais:

            3. A lei garantirá a dignidade pessoal e a identidade genética do ser humano, nomeadamente na criação, desenvolvimento e utilização das tecnologias e na experimentação científica.”

            como todas as informações sobre efeitos secundários destas vacinas não são conhecidos, a obrigatoriedade nunca seria legal.

            poderia estar aqui a enumerar mais uma data de factos para defender a minha visão, mas penso que ja me fiz entender.

            cumprimentos

          • João says:

            A vacina para o covid não é experimental, finalizou os ensaios clínicos. A partir daqui o “experimental” não passa de interpretação subjectiva e como tal, não tem lugar numa discussão sobre inconstitucionalidade.

    • Zé Fonseca A. says:

      Só para saberes que ninguém vai ler o que escreveste.
      Tenho contratos com menos texto.

      • meister says:

        “Em (muito) menor escala.”

        isso era verdade, neste momento não se sabe conforme este artigo:
        https://www.nature.com/articles/d41586-021-02054-z

        “E quando falamos de internados, internados em estado grave e mortos então estes números caem significativamente no campo dos vacinados.”

        concordo…mas continuo com duvidas sobre possíveis efeitos secundários, nunca gostei de pensar só no momento, tento sempre ver um pouco mais além.

        “Nenhum destes pontos se aplicam ao da vacinação obrigatória, e existem vacinas obrigatórias neste país mas aparentemente agora é que é um problema.”

        Isto não tem fundamento…pois se não vejamos:

        As vacinas “de emergência” para covid-19 não são obrigatórias.

        O cumprimento da toma das vacinas do Programa Nacional de Vacinação, na generalidade, não é obrigatório. Contudo, existem exceções como a vacina contra a difteria e o tétano.
        fonte: https://eportugal.gov.pt/cidadaos-europeus-viajar-viver-e-fazer-negocios-em-portugal/cuidados-de-saude-em-portugal/saude-preventiva-em-portugal-vacinas-e-programas-de-rastreio

        Nota que o governo não está a obrigar ninguém e certo, o que esta a fazer é chantagear.

        cumprimentos.

      • meister says:

        Zé Fonseca A.

        “Só para saberes que ninguém vai ler o que escreveste.
        Tenho contratos com menos texto.”

        acredito sinceramente nisso…
        O problema e esse mesmo, as pessoas não leem.
        Muitas chegam expõem pontos de vista com base no insulto e sem fundamentar nada.
        Agora vou para de escrever se não ninguém vai ler.

      • meister says:

        @João

        Peço desculpa mas não estou a consegui responder abaixo do teu post…

        quando dizes:

        “A vacina para o covid não é experimental, finalizou os ensaios clínicos. A partir daqui o “experimental” não passa de interpretação subjectiva e como tal, não tem lugar numa discussão sobre inconstitucionalidade.”

        Não e verdade…

        1. Como são autorizadas as vacinas contra a COVID-19 na UE?

        Todos os criadores de uma vacina que pretendam colocá-la no mercado da UE devem, em primeiro lugar, solicitar uma autorização de introdução no mercado para a vacina. O pedido é apresentado à Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que avalia a segurança, a eficácia e a qualidade da vacina. Se a EMA emitir uma recomendação positiva, a Comissão pode proceder à autorização da vacina no mercado da UE.

        Em resposta a ameaças para a saúde pública, como a atual pandemia, a UE dispõe de um instrumento regulamentar específico para permitir que os medicamentos estejam rapidamente disponíveis para utilização em situações de emergência. Em tais situações de emergência, o procedimento de autorização condicional de introdução no mercado foi especificamente criado para permitir conceder autorizações de introdução no mercado o mais rapidamente possível, logo que estejam disponíveis dados suficientes.

        3. Quais são as principais diferenças entre a autorização condicional de introdução no mercado da UE e a autorização de utilização de emergência emitida por outros países?

        Uma autorização condicional de introdução no mercado respeita um quadro controlado e sólido que oferece garantias que as autorizações de utilização de emergência poderão não prever. Na realidade, uma autorização de utilização de emergência não é uma autorização da vacina mas uma autorização de utilização temporária da vacina não autorizada.

        com isto acho que esclareço as duvidas.

          • meister says:

            e mais ainda:

            RESPONSABILIDADE E INDEMNIZAÇÃO

            A Comissão fez concessões ao setor em matéria de responsabilidades, em especial no que diz respeito à indemnização de determinados prejuízos?

            A Comissão assegura que qualquer acordo celebrado para garantir o acesso a vacinas através da estratégia em matéria de vacinas estará em plena conformidade com o direito da UE. Os contratos que a Comissão está a negociar respeitam e protegem plenamente os direitos dos cidadãos, de acordo com a diretiva relativa à responsabilidade pelos produtos.

            Em conformidade com as regras da UE em matéria de responsabilidade pelos produtos, esta responsabilidade cabe à empresa. No entanto, a fim de compensar os riscos potenciais assumidos pelos fabricantes devido ao período excecionalmente curto para o desenvolvimento das vacinas, os APA preveem que os Estados-Membros indemnizem o fabricante por possíveis responsabilidades incorridas apenas em condições específicas estabelecidas nos APA.

            pode-se ler todo o documento aqui:
            https://ec.europa.eu/commission/presscorner/detail/pt/qanda_20_1662

        • João says:

          O facto de que a vacina recebeu uma autorização de emergência de introdução do mercado não implica que a mesma seja considerada experimental mas sim que, derivado da emergência da situação, o processo de produção, testagem e aprovação da vacina, que demora anos, foi alterado de maneira a fazer várias coisas ao mesmo tempo, ficando com uma autorização condicional enquanto são feitas avaliações regulamentares ao invés de apenas receber autorização findas a conclusão das mesmas. Com o processo tradicional de aprovação de vacinas teriamos de esperar cerca de 10 anos.

          No caso da vacina covid os ensaios clínicos que por norma são efectuados em fases subsequentes com anos de duração, foram feitas em simultâneo o que permitiu concluir a fase de ensaios clínicos em meses.

          • meister says:

            Varias coisas ao mesmo tempo aumenta significativamente as probabilidades de erros da mais diversa ordem.

            E ainda temos a questão em onde referem o seguinte:

            No entanto, a fim de compensar os riscos potenciais assumidos pelos fabricantes devido ao período excecionalmente curto para o desenvolvimento das vacinas, os APA preveem que os Estados-Membros indemnizem o fabricante por possíveis responsabilidades incorridas apenas em condições específicas estabelecidas nos APA

            Esta parte não transmite muita segurança, sigo eu
            Mas enfim esperemos que tudo corra pelo melhor.

            Cumprimentos

  6. Algo says:

    Questão: Isso quer dizer que mesmo trabalhando em hotelaria/restauração eu não poderei usar testes semanais como alternativa? Vou ter se ser obrigado a levar a vacina?

    Eu sou contra a vacina Covid e oxido de grafeno.

    • João says:

      As vacinas não têm oxido de grafeno…

      https: //visao.sapo.pt/atualidade/verificado/2021-07-16-fact-check-as-vacinas-contra-a-covid-19-contem-oxido-de-grafeno/

      • Algo says:

        Também disseram que elas não causavam Guillain Barre e coagulação sanguínea até á mais recente data.

        Obrigado, mas eu prefiro fazer testes semanais.

        • Chalupa pela verdade says:

          Eles não disseram, simplesmente não apareceram. Agora que apareceram meia dúzia de casos em milhões já aparece na bula. Sabe que a vacina para a poliomielite também causou com que muitas poucas pessoas ficassem paralisadas? Mas no entanto salvou incomparavelmente mais de ficarem paralisadas.

          • Chalupa pela verdade says:

            Sabia que quando vai ser operado com uma anestesia geral existia uma percentagem muito pequena de pessoas que morre?

            Sabia que quem toma pílulas, aspirinas tem uma probabilidade muito pequena de ter coágulos?

  7. Ricardo says:

    Pronto, la vai o pessoal fazer as festas na rua de novo, continuem a deixar as discos fechadas, mais engraçado é previsão de abertura para outubro com regras que podiam ser impostas agora.

  8. SANDOKAN 1514 says:

    “Bares e discotecas reabrem atividade habitual mediante apresentação de Certificado Digital COVID da UE ou de um teste com resultado negativo.” Atenção a isto.São 2 premissas.Ou se entra com o Certificado Digital ou com um teste com resultado negativo.Possivelmente no mês de Outubro abrirão quer uns quer outros espaços.Lembrem-se que quem não estiver vacinado(e não tenha o Certificado Digital),e tenha que optar por fazer um teste de modo a entrar num destes espaços,este tipo de testes não são nada baratos.Bem pelo contrário !!

  9. Sardinha Enlatada says:

    Esses pedidos de certificados ou testes a entrada de estabelecimentos ja parece as entradas do pessoal quando vai entrar no estadio de futebol, revista rapida e ja esta, proximo. Ja chegamos ao cumulo deste pessoal achar esta coisa de certificados normal. A formatacao e tanta que ja nao conseguem pensar fora da box. Vivemos todos em sociedade mas nao me lembro de um virus destes ser tao especial de corrida capaz de quebrar o paradoxo de todos os outros virus existentes. E apenas um simples virus pessoal, e nao e assim tao perigoso como falam, senao o numero de mortes era a galope. Mas pronto muitos de voces ja nao conseguem abrir o olho. E para os queixinhas que aqui andam tomem .|.

    • Chalupa pela verdade says:

      loooool no Euro 2020 tinhas que apresentar teste PCR negativo nas últimas 72 horas para receberes uma pulseira que te permitia entrar no estádio no dia do jogo, isto em Budapeste que tem bem menos controlo que aqui em Portugal. Só rir com vocês, sempre a espalhar falsa informação.

      • Sardinha Enlatada says:

        Jovem tiu ao menos sabes interpretar o que os outros comentam ? Voces estao tao cegos que nem conseguem ler os comentarios dos outros em condicoes. Sao especialistas em distorcer o que outros falam. Parabens. Ja sei a atencao que deves ter da minha parte.

  10. Joaquim Sobreiro says:

    Bom dia, ainda não há vacina aprovada contra SARS-CoV-2 hoje.
    Israel, que se gabava de alta inoculação e boa gestão epidemiológica, decidiu parar de fornecer dados comparativos entre admissões e mortes com e sem inoculação. Além disso, já está iniciando a aplicação da terceira dose.
    Os movimentos sociais estão crescendo em todo o mundo, embora não os veja na TV porque eles tentam escondê-los.
    As medidas sanitárias ditatoriais na França e nas Ilhas Canárias são estabelecidas nos tribunais e nas altas instituições, conforme esperado.
    Entre os sanitários há uma luta interna, alguns passam a ter consciência e a querer fazer alguma coisa, mas sem arriscar o emprego e o prestígio. Mas o que se vê nos hospitais e centros de saúde é avassalador: milhares de vacinados com novas e graves patologias que não tinham ou o agravamento das que estavam controladas.
    Os suicídios estão crescendo principalmente entre os jovens, tornando-se a principal causa de morte entre eles, outra epidemia que se esconde.
    Muitas pessoas vacinadas percebem que cometeram um erro e recusam a segunda dose. O triste é que a aspiração máxima de uma pessoa vacinada é não ser imune, ela já sabe que não é, senão “que nada lhe acontece” Patético picar uma substância experimental com saúde rezar para ficar igual.

    • Chalupa pela verdade says:

      Ahahahahahahahahahahah provas? Vacinação completamente lotada em Portugal.

    • Chalupa pela verdade says:

      E os vossos amigos da Suécia que já distribuíram mais de 10 Milhões de dose? Então.. mas aquilo estava tudo tão bom para que a necessidade?

      https://graphics.reuters.com/world-coronavirus-tracker-and-maps/countries-and-territories/sweden/

    • Algo says:

      O que andam a dizer é que no Israel as mortes de Covid vêm das pessoas já vacinadas. E mais estudos feitos por lá revelam a ineficácia dessas mesmas vacinas.

      O timing: Agora os mainstream media andam a publicar artigos de sintomas Covid em pessoas já vacinadas.

      Estamos em Agosto, e andam a dizer que haverá uma nova vaga em Dezembro.

      A moda agora é culpar aqueles que se recusam em tomar a vacina pelo número ascendente de Casos diários.

      Como o Joe Biden disse o Covid é um sistema…

      E mais não digo.

      • Chalupa pela verdade says:

        Tanta mentira num comentário que até mete pena.

        “Agora andam a publicar artigos de sintomas covid em pessoas já vacinadas.” Ora bem, só pegando no exemplo de Portugal, se temos 51,34% da população vacinada completamente vacinadas são cerca de 5 milhões de pessoas. Se 7% das pessoas vacinadas vão ter na mesma sintomas, são 359380 pessoas que possivelmente iam desenvolver sintomas caso houvesse propagação por toda a população possível.. logo vai haver pessoas com sintomas.. estás a perceber a ideia ou queres um desenho?

        Andas mal informado, existem mais casos provavelmente por as pessoas se sentirem mais livres depois de terem a vacinação completa e não terem tantos cuidados.. daí teres um número alto de novos casos e poucos internamentos e mortes.. capiche?

        “O que andam a dizer em Israel?” Quem quiser que anda mesmo?

        “O Biden disse que o covid é um sistema”, olha o Biden também disse que quem tomasse a vacina não teria covid, claramente não é a melhor fonte de informação.

        E mais não digo.

  11. meister says:

    Bom dia a todos…
    A minha precessão é que as pessoas estão demasiado obcecadas pela pandemia e não estão a perceber o que se está a passar a sua volta.
    A pandemia é uma realidade, mas a vida não e só a pandemia, não é só as vacinas e os não vacinados que espalham o vírus etc, etc.
    A questão de se dever ou não vacinar contra a covid-19 é sempre discutível, em debate de ideias existirá sempre argumentos válidos quer a favor de ser vacinado, quer contra.

    Problemas maiores estão se levantando na sociedade em geral e poucas pessoas se importam com eles…
    Provavelmente quando se vierem a importar já vai ser tarde.
    Deixo aqui um Artigo de opinião para que se possa refletir:

    https ://observador.pt/opiniao/a-mascara-de-covid/

    Nunca tive especial interesse pela politica, mas sempre gostei de perceber o que se passa a minha volta.
    A história diz-nos que as piores pandemias são essencialmente politicas ou religiosas.
    Outra coisa que a História nos diz e que ela se repete sempre.

    cumprimentos.

    • Chalupa pela verdade says:

      Mas.. então os media não estão comprados? Ou é só para o que interessa?

      Isso foi uma suposição, não é preto no branco.

      • meister says:

        Chalupa pela verdade
        “Mas.. então os media não estão comprados? Ou é só para o que interessa?

        Isso foi uma suposição, não é preto no branco.”

        Onde e que eu disse que os media estão comprados?
        A informação esta disponível nos mais diversos locais cabe a cada um de nos reunir o máximo dela possível e tirar as próprias conclusões .

        • Chalupa pela verdade says:

          Desculpa confundi-te com aquelas pessoas que só usam as notícias que lhes interessam e que quando não interessam os media já estão todos comprados.

          Mas essa notícia que tu colocaste é um suposição, não é nada absoluto.

          • meister says:

            “Mas essa notícia que tu colocaste é um suposição, não é nada absoluto.”

            sim…claro mais um estudo, naturalmente precisa de ser validado.

  12. Joaquim Sobreiro says:

    A todos os que estão a servir de cobaias, com químicos ou placebo, o meu agradecimento.
    O futuro esclarecerá sobre as divergências de opinião.
    Que no futuro sejamos mais complacentes com os que agora tomem livremente qualquer opção.

    • Chalupa pela verdade says:

      A todos que estão a servir de cobaias com o vírus do covid 19 por vontade própria, o meu agradecimento.
      O futuro esclarecerá sobre as divergências de opinião.

      Que no futuro sejamos mais complacentes com os que agora tomem livremente qualquer opção.

      • Jofre Martins says:

        Só tenho uma opinião sobre essas vacinas experimentais: Metam-nas todas no lixo! O inverno vai ser o grande tira teimas. Se as coisas correrem bem as vacinas terão feito alguma coisa mas se for igual ou pior que o passado quero ver o que esses ditadores vacinais vão dizer.

        • Chalupa pela verdade says:

          E se correr bem vamos buscar à lixeira para lhe dar?

          • Jofre Martins says:

            Reconheço que esse meu comentário foi exagerado ou irreflectido mas a opinião não é minha mas de médicos que afirmam que toda a vacina antes de pelo menos 4 anos de estudo no total das fases de elaboração deve ser considerada lixo. Segundo outros os efeitos nefastos de uma vacina podem-se manifestar depois de 10 ou mais anos. Fazer essas vacinas se forem seguras o que só se sabe ao fim de anos de estudo é fácil e as farmacêuticas agradecem mas retornar a saúde aos que sofrerem possíveis danos das vacinas não vai ser possível em muitas situações. E quanto ao discurso de que estas vacinas livraram da morte este ou aquele número de pessoas não é assim tão verdade como querem fazer parecer porque muitos médicos desde o início da pandemia garantem que nenhum dos seus pacientes com infecção grave pelo vírus morreram com o tratamento adequado que a elite rejeita. Essa atitude de querer forçar a vacina com vacinas experimentais rejeitando todo o resto do conhecimento e experiência gera desconfiança e resistência de quem não embala no discurso oficial. Há vacinas úteis mas para isso foram cumpridos todos os passos de elaboração e que se mostram eficazes e seguras mas estas não cumpriram esses requisitos logo são um enorme risco.

          • Chalupa pela verdade says:

            Tanta mentira num comentário só.

            É impressionante.. então são 4 anos de testes, mas podem se manifestar em 10? Nem sequer conseguem que os argumentos falsos façam lógica. Ridículo.

            O que aconteceu foi que os processos burocráticos foram acelerados, não foram os testes nas pessoas. Normalmente uma vacina demora anos a ser aceite porque a burocracia faz com que seja um processo moroso e desta vez como foi urgente as empresas (e bem) aceleraram o máximo que conseguiram. Já para não falar do investimento infinito que nunca antes existiu.

            E para não dizer que este tipo de tecnologia mRNA já é estudada à décadas e daí já querem implantar em tratamentos para o cancro!

            Mas de isso não serve sabe quantas pessoas costumam estar num ensaio normal? 3/4 mil pessoas. Sabe quantas estiveram por exemplo no da pfizer? 40 mil, apenas dez vezes mais do que o normal. Mas realmente isto foi feito em cima do joelho, tem toda a razão.

            As vacinas podem ter consequências até 8 semanas, depois ela desaparece no nosso corpo e o que fica é na memória do nosso corpo como reagir ao vírus! Sabe quantas pessoas já tomaram a vacina e já passaram 8 semanas da 2 toma? Milhares de milhões! Sabe quantas tiveram efeitos secundários graves? 0,00001%?

            Ponha lixívia no corpo como o vosso grande líder sugeria.

            Deixe de ser ridículo que dá dó.

            Se souber inglês leia o que está abaixo e passe a ser uma pessoa informada em vez de uma desinformada e ignorante.

            https://www.uab.edu/news/health/item/12143-three-things-to-know-about-the-long-term-side-effects-of-covid-vaccines

  13. iAndroid says:

    Ao ler estes comentários so penso no seguinte “Não era Portugal um país de pessoas inteligentes e pessoas com formação?”
    Nem quero pensar se este virus fosse muito mais agressivo, so pela estupidez que vou lendo por aqui ja tínhamos ido todos à vida.
    Ja dizia o outro “Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta.”

    • Jofre Martins says:

      Plenamente de acordo. Olha os democratas! Não são estes que pregam a inclusão de tudo e mais alguma coisa? Pois é pior não levar a vacina para esses democratas do ser ladrão pois esses andam todos à vontade. Ah! Ah! Que estupidez infinita.

  14. Jofre Martins says:

    Não estou nada preocupado com o certificado pois estou cada vez mais convencido de que o certificado lhes vai sair pela culatra devido a pelo menos dois graves erros. Vou esperar para ver mas sem vacina. Quem decide se me vacino ou não sou eu e mais ninguém e não adiante fazer pressão ou chantagem.

  15. contacto says:

    a vacina não impede que se apanhe a doença. A vacinação é óptima para os políticos porque atenua a probabilidade de uma revolução e revolta do povo.

  16. Jofre Martins says:

    Só mais uma opinião. O certificado só mostra a falta de inteligência de quem fez a lei. Na verdade o certificado de vacina é na verdade um certificado de ignorância uma vez que o certificado não prova que quem o tem não está infectado. Eles próprios o dizem que a vacina não dá imunidade a todos. Estão a brincar connosco? Eu é que não entrava nesses restaurantes onde querem garantir segurança pois lá será pior que nos lugares livres. Que coisa mais estúpida essa lei do certificado .

    • Chalupa pela verdade says:

      Ya, todo o mundo está correto, com exceção do Sr. Jofre do tasco

      • Chalupa pela verdade says:

        Digo, incorreto.

      • Jofre Martins says:

        Contra factos não há argumentos. São os próprios pró-vacina que o dizem: os vacinados podem ser infectados e transmitir a infecção. Qual a lógica do certificado se querem com ele impedir as infecções? Na realidade vai gerar o efeito contrário porque o certificado não garante que o seu possuidor não esteja infectado. Se querem garantir que estejam nesses locais apenas pessoas não infectadas e assim impedir as infecções só se todos fizerem o teste antes de entrar.

        • Chalupa pela verdade says:

          A probabilidade de passar a doença caso seja vacinado reduz em 40% comparando com um não vacinado.

          93% dos vacinados não irá ter sintomas graves e provavelmente nem irá ter sintomas, logo não vai ter carga viral para suficiente para passar. Ora se a vacina reduz na probabilidade de passar carga viral e de uma pessoa ter sintomas graves o que é que aconteceria se uma pessoa tivesse covid numa sala com 100 pessoas todas vacinadas? As probabilidades diriam que no máximo meia dúzia de pessoas poderiam sintomas. Caso fosse uma sala sem vacinados essa probabilidade subiria. Parece difícil de perceber mas não é.

          Até o vosso todo poderoso João Tilly teve que tomar lol lol lol

          • Jofre Martins says:

            Partindo do princípio de que tudo isso é verdade não nega o argumento de ser um lugar de infecção para alguns que saindo vão infectar outros também

          • Chalupa pela verdade says:

            Óbvio, como também pode ir lá e apanhar gripe e ficar com pneumonia e morrer.

            A probabilidade de isso acontecer é extremamente reduzida.

            É essa a grande diferença que a vossa cabecinha não consegue atingir infelizmente.

  17. Sardinha Enlatada says:

    Na verdade esta pandemia vai ficar registada na historia como uma pandemia de luta entre o bem e o mal. Ha pessoas que se preocupam em esclarecer pela verdade outros gostam de continuar com a mentira. Exemplo disso e muitas pessoas aqui no site dao a importancia que merecem aos numeros que ja existem. Uns sao sensatos e vem nesses numeros conclusoes sensatas e nada alarmistas ou caoticas, ja outros os interpretam com o fim do mundo, e vamos morrer todos, se protegam. Ora para esses ultimos tenho pena deles. Pela sua ignorancia, e maldade. No final isto e como nos filmes o BEM vence sempre. Por isso nao se cansem muito em continuar com mentiras parvas sobre este virus, que de pandemico nao tem nada. A vacina chegou para limpar a bosta que eles proprios criaram, e como as pessoas tem facilidade em ser enganadas psicologicamente, estas vacinas acabam por ser uma boia de salvacao para as pessoas, e deixa-las acreditar que isto ira resolver o problema que esses FDP criaram ao mundo.

    • Chalupa pela verdade says:

      Ahahahahahahahah tu serias sem dúvida o Bubu gordo desta história toda: uma personagem que não diz nada de jeito e as pessoas lhe dão chocolate e riem-se dele.

      Deixa de ser ridículo e vai ver na história quem passou por burro na gripe espanhola: foram os que apregoaram que era tudo uma treta e uma conspiração e depois morreram aos milhares de milhões por não termos a capacidade científica que temos agora. Não queres tomar a vacina não tomes, não venhas agora dizer coisas ridículas e literalmente cuspir nas milhares de pessoas que perderam entes queridos ou que tem pessoas com mazelas passado meses de terem tido o vírus.

      Vê-se mesmo o rapazinho por trás do teclado que é o maior e na vida real é um triste. Vê lá se não viras um João Tilly.

  18. Jofre Martins says:

    Só uma reflexão sobre o mencionado neste artigo se é que a lei é assim, custa-me a crer que esteja a ler e a interpretá-la bem. «Bares e discotecas reabrem atividade habitual mediante apresentação de Certificado Digital COVID da UE ou de um teste com resultado negativo.» Conseguem ver as implicações desta lei? A pessoa certificada que pode estar infectada ou infectar os outros entra sem teste; A pessoa não certificada sem teste não pode entrar porque se estiver infectada (isto é o que se pode extrair desta lei) pode infectar os vacinados ou não vacinados; As pessoas não certificadas com teste negativo podem entrar porque assim não vão infectar os vacinados e não vacinados; As pessoas não certificadas com teste negativo podem entrar e correr o risco de serem infectadas pelas pessoas vacinadas com certificado que são as que entram sem o teste. Que grande protecção para os não vacinados que podem entrar! Eu pensava que a segurança estaria em todos fazerem o teste para entrarem uma vez que os vacinados certificados segundo o que se sabe podem estar infectados e transmitir a infecção. Estamos sempre aprender.

    • Chalupa pela verdade says:

      Se tiverem todos a vacina a probabilidade de acontecer sintomas graves é quase o mesmo de teres sintomas graves com uma constipação normal. Por isso é que a vacinação está a ser marcada de forma massiva pela população. Queres arriscar e não tomar? Azar o teu.

  19. Joaquim Sobreiro says:

    Tanto ódio expresso. Que sejam inoculados com um produto que os acalme e lhes dê a confiança suficiente para não necessitarem da paciência de outros para aturar seus insultos.

    • Chalupa pela verdade says:

      Tanto ódio expresso. Que sejam inoculados com o efeito placebo da desinformação que os acalme e lhes dê a confiança suficiente para não necessitarem de irem para as urgências caso corra mal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.