Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Alemanha prepara-se para regresso maciço ao teletrabalho

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. João says:

    Enquanto aqui regresso macico ao trabalho presencial.

    • Mitra says:

      Aqui está praticamente tudo vacinado.
      1º- O serviço nacional de saúde está a pinha não é culpa do covid, a anos que está assim os governos não querem resolver o problema e empurrram.
      2º- Os que estão a dar entrada no hospital se fores a ver são vacinado porque estamos praticamente todos vacinados.
      3º- O covid veio para ficar, porque como sabemos a nível de carga viral tanto faz um vacinado como um não vacinado, pelo menos é o que diz vários estudos logo só temos que tomar a vacina e viver com isso no dia a dia, já chega do medo do covid.

    • Mac says:

      Mas então:
      Não estaríamos todos protegidos quando +70% da população estivesse inoculada?
      Não estaríamos em situação endémica (normal) quando +70% da população estivesse inoculada?
      Não seria necessária a terceira dose da sopa, uma vez que a proteção de reforço da segunda era suficiente?
      Como dominar uma população pelo medo(TV+RÁDIO+JORNAIS+DIGITAL)! MENTIRAS+MENTIRAS+MENTIRAS… E A SAGA CONTINUA.
      F R A U D E m i a C O M P L E T A.
      ACORDEM DO COMA DA LAVAGEM CEREBRAL A QUE FORAM SUBMETIDOS.

  2. Eu sei lá says:

    E a Austria prepara-se para decretar o confinamento dos não vacinados. Podem ir às compras, dar um passeio, e ir trabalhar – se trabalharem em setor prioritário. Fora disso vão ficar em casa.
    Austria: 65% da população vacinada
    Alemanha 66%
    Portugal 85%.

  3. César Oliveira says:

    É muito natural que assim seja.
    As pessoas precisam aprender que não existem seres humanos de 1º e de 2º.
    Que os países pobres precisam ser ajudados para que todo o mundo seja vacinado e não apenas os países ricos e poderosos.
    Quanto mais tempo levar a que todo o mundo esteja vacinado, mais variantes vão surgir e tornar as vacinas ineficientes.

    Está difícil aprender essa lição.

    • RatazanaDoPunjab says:

      Qual lição?
      A falácia que se todos estivermos vacinados o covid acaba?

      • António says:

        Que variantes mais problemáticas possam aparecer nesses países, por ex.

      • César Oliveira says:

        Sim, se ninguém no mundo tiver Covid-19, o covid-19 acaba.
        Se não tiver ninguém a contaminar ninguém, ninguém será contaminado.

        Ou tu és daqueles que acham que as vacinas não servem para nada ?

        • Tonheco says:

          Qual é a parte de que os vacinados apanham covid , transmitem e morrem do mesmo que não percebes?

          • César Oliveira says:

            Ok, então a vacina não serve para nada. É isso que me estás a dizer ?
            Eu falei com 2 médicos de confiança. E os dois me disseram para tomar a vacina. Então esses 2 médicos não sabem de nada. É isso que me estás a querer dizer ?

          • Sujeito says:

            O que ele te está a dizer não é nada de novo. Se tu ou os teus médicos não sabem ou não querem saber é outra história. E o que tu ou os teus médicos conhecidos retiram/concluem dessa informação é com vocês também.

            Ninguém te está a obrigar a não tomares injeções.

        • Realista says:

          “Se não tiver ninguém a contaminar ninguém, ninguém será contaminado.” – verdade de la palisse.
          A vacinação não impede, por si só, o contágio. Não é nenhum escudo invisível que impede o vírus de entrar. É exactamente por se andar a difundir esta falácia vezes sem conta que há muita gente que já não se preocupa em tomar precauções para não ser contagiada. E é por isso que vemos os casos em Portugal e no resto do mundo a aumentar. Pensam que por terem tomado a vacina estão livres de apanhar o vírus. Não estão.
          O que a vacina nos confere é uma maior capacidade de combater o vírus no caso de o apanharmos, aumentando assim a nossa probabilidade de sobrevivência. Esta é a razão pela qual as pessoas se devem vacinar.
          Eventualmente, e esticando um bocado a corda, podemos argumentar que o aumento da capacidade de combate ao vírus que a vacina nos confere faz com que o nosso corpo lide mais depressa com o mesmo. Este aumento de rapidez diminui o intervalo de tempo em que somos contagiosos. Por aqui talvez se possa argumentar que “impede” o contágio. Mas se assim for, então a palavra “impede” não é a palavra correcta.

        • Sujeito says:

          Se não tiveres ninguém vivo, o tal c19 também acaba.

          Percebes o que são falácias de raciocínio?

        • Joaquim Sobreiro says:

          Pede, ou exige por escrito, a qualquer médico desses médicos que se responsabilize, como profissional da saúde, pelos possíveis efeitos indesejáveis causados pelas vacina.

      • Zed says:

        Se todos estivessemos acabava por desaparecer sim, mas isso é impossível. Também não é necessário, basta que se torne endémico, quer através da vacina, com o custo desta, quer através da imunidade natural, com o curso de sistemas de saúde saturados.

        • Sujeito says:

          Não. Se todos estivessem não acabava.
          Não quer dizer que não pudesse ser. Exceto que, na atualidade, as evidências mostram que não podes concluir que podes concluir isso e simultaneamente só podes concluir que não podes concluir isso.

          – tanto que pela taxa de vacinação em portugal e israel já deveria ter acabado. E não acabou;
          – tanto que se sabe que não impede de contrair e transmitir;
          – tanto que estudos militares considerados dos mais rigorosos mostram que “aparece do nada”, mesmo sem contacto entre pessoas;

          Além de que vai contra o método científico:
          -não tens prova de algo que não ainda não aconteceu
          – não podes provar que algo acabou/já não existe – não podes provar uma negativa

          E é uma falácia de raciocínio:
          – A assunção de que se todos tivessem uma coisa que permite contrair e transmitir irá necessariamente impedir todos de contrair e transmitir
          – A assunção de que algo que não aconteceu (e nunca antes aconteceu) é então certa
          – A assunção (implícita) que sem intervenção química externa algo não acaba

      • Há cada gajo says:

        Falácia ? Se hipoteticamente isso fosse possível e por um período de 21 a 28 dias, sim, o COVID acabava. O que é que ainda não percebeste ao fim deste tempo todo ?

        • Sujeito says:

          Não está a não funcionar por não estarem todos a tomar. Está a não funcionar porque, como eles próprios têm vindo a admitir, não é o que eles disseram que era nem funciona como disseram que funciona.

          Portanto se uma coisa não faz aquilo que disseram que fazia, todos tomarem não vai fazer essa coisa funcionar.

          Parece que não tens estado a acompanhar a saga das aldrabices. E que espanto que é os Governos, Big pharma e CMI fazerem trafulhices. Inédito, nunca antes visto. /S

    • Eu sei lá says:

      O risco de surgirem variantes que tornem as vacinas existentes inúteis é real.
      Nos países com pouco dinheiro para vacinas, e não lhes oferecem as suficientes, é natural que a vacinação seja baixa.
      Mas a vacinação na Bulgária, com 23%, e a Roménia, com 35% não se deve a isso.
      À medida que a 5ª vaga aumente é provável que os governos europeus tomem medidas para forçar a vacinação e o confinamento dos não vacinados.

      • Pablo says:

        Vê a Indonésia. 25% vacinados. E o covid praticamente desapareceu.

        Se calhar é um vírus sazonal.
        Só por acaso…

        • Há cada gajo says:

          Desapareceu ??? Quantos testes fazem na Indonésia ? Vai lá ver.

          • Pablo says:

            Deixaram de fazer testes foi? XD
            Houve um aumento brutal devido aos testes… Dps deixaram de fazer testes… LololoL só pq sim…

          • Há cada gajo says:

            Tens de ver os números da testagem. Vai lá ver em vez de fazeres figuras tristes. Dá alguma utilidade à tua ligação à internet.

          • Pablo says:

            Testes valem bola.
            Agora tb bates recordes pq tb nunca fora testada tanta gente…

            O pessoal começou a morrer mto menos pq deixaram de fazer testes.

            O governo quis demonstrar que era preciso só 25% de vacinados para atingir tal proeza. xD

          • Há cada gajo says:

            Não podes ignorar as evidencias. É só disso que se trata. Não ignores.

          • Pablo says:

            Podes ir atrás do gambozinos. Se é o que preferes…

            Ignorar que as mortes desceram a pique com 25% de vacinados tb é obra…

        • Nuno Teixeira says:

          Que engraçado. Então se é sazonal porque é que há essa diferença entre os países europeus que estão todos quase a entrar no Inverno?
          Escusas de vir com dados de países do outro lado do mundo onde há dúvidas se os dados são de fiar e onde nem sabemos ao certo que medidas é que estão a ser tomadas

          • Pablo says:

            Que diferença? Não está a subir em toda a Europa? Basta ver todas as curvas de infeção de 20/21 forma todas no inverno. Com diferentes meses de pico, mas todas no inverno.

            Só um cego é que não vê.

          • Eu sei lá says:

            Está a subir em toda a Europa – mas não à mesma velocidade.
            O gráfico explica por que a Áustria decretou o confinamento dos não vacinados.
            Do que se sabe, a legislação a aprovar na Alemanha vai ter algumas semelhanças – quem quiser ir ao local de trabalho vai ser convidado a comprovar que tem a vacinação ou fez testes. Cá já o deviam ter feito, sem esperar que o número de casos suba.
            https://www.publico.pt/2021/11/15/mundo/noticia/covid19-paises-lingua-alema-lutam-baixa-taxa-vacinacao-recordes-infeccao-1984961

          • Pablo says:

            O que a Áustria está a fazer não tem sentido nenhum.
            São os não vacinados a terem o vírus? Lol… Engraçado, trabalho com um austríaco, os únicos a não apanhar o vírus à umas três semanas foram as crianças, as únicas não vacinadas. E fizeram testes pcr às crianças.

            Ainda nem chegamos ao inverno. E já querem vender o caos… Engole a charada, leva a tua 3a ou 4a dose… Faz o que entenderes.

            Agora deixa em paz quem não quer ter nada a ver com maluqueira mundial.

          • Eu sei lá says:

            Fica em paz, fica em casa.

          • Nuno Teixeira says:

            Ó @Pablo quem é que falou em casos?

            A vacina é para reduzir a gravidade e a letalidade da doença. Tu ou és cego ou estás a fazer-te de tonto

        • B@rão Vermelho says:

          Um inverno na Indonésia, não faz frio, apenas chove e muito, mas se estás a espera do frio não precisas de levar a manta que não vai fazer falta.

      • meister says:

        “À medida que a 5ª vaga aumente é provável que os governos europeus tomem medidas para forçar a vacinação e o confinamento dos não vacinados.”

        Tanta coisa a acontecer e a única coisa que te incomoda é os não vacinados.

        Sabes o que me incomoda a mim?
        incomoda-me isto por exemplo:

        https://multinews.sapo.pt/noticias/professora-com-cancro-morre-a-espera-de-um-atestado-medico/

        – incomoda-me que em nome do covid se possa morrer de outras doenças sem que seja dada a devida atenção.

        – incomoda-me os fundamentalismos venham eles de onde vierem.

      • Sujeito says:

        Exceto que isso foi exatamente o que foi apontado pelo laureado nobel alemão como provável de acontecer e chamaram-no de maluco negacionista.

    • Zé Fonseca A. says:

      Faz-te falta sair para um desses países que falas, falam muito de fome, medicamentos e agora vacinas mas o que pessoas como tu não percebem é que o problema não é nem nunca foi dinheiro, o problema é sempre político.
      Podias oferecer o mesmo número de vacinas aos países pseudo pobres que o problema se iria manter, 1- não têm condições de armazenamento, 2- não têm meios de distribuição, 3- não têm meios de administração. Seriam precisos anos e equipa internacionais que até nos próprios países são escassas para realizar uma operação dessa magnitude. Entregar as vacinas de nada serve se o governo local não tem como as administrar a 90% da população.

      • Sujeito says:

        Que não é um problema se esses 90% não quiserem. Com coerção já a história é outra.

        Além de que as alegadas vacinas (pois não são classificadas como vacinas), não são oferecidas, mas sim são compradas. E são experimentais, ainda a decorrer, logo os resultados são desconhecidos.

        Tanto que não faltam complicações oficiais documentadas em contrário das afirmações de serem seguras (que é óbvio que nunca nada o é a 100%);
        E tanto que agora lá admitem que, afinal, não sabem bem como funcionam e por isso é preciso mais, daquilo que não funciona como eles disseram.

  4. Zed says:

    Os chalupas a verem que a taxa de vacinação portuguesa nos está a livrar destas medidas draconianas, enquanto se espumam todos e acendem uma velinha para ver se morrem meia dúzia com a vacina ou pelo menos se nasce um terceiro braço a alguém, para poderem espalhar alguma verdade inflacionada, em vez de espalharem só mentiras.

  5. Sardinha Enlatada says:

    Este virus esta ao nivel de uma gripe. Nao exageremos ao dar-mos importancia a um virus que nao deve ser dada assim tanta importancia. A farsa continua versao 2.0 com bugs pelo meio a serem corrigidos

    • Há cada gajo says:

      Sim, diz isso aos familiares dos que já morreram.

      • Corvo says:

        Qts milhões morrem de cancro mundialmente?!?! entre outras doenças?! Covid é um peido no meio duma fossa a céu aberto!… Cresçam e façam se à vida!… tanto drama!… quem quer levar a pica que leve… agr deixe de argumentar que a culpa é dos “negacionistas” como lhes gostam de chamar!.. afinal de contas “vcs os picados continuam a morrer e a transmitir, tanto a vacinados como não vacinados” e quê prevêem que ao contrair o vírus têm sintomas mais ligeiros?!?!? desenganem se, isso varia de pessoa para pessoa!… qual é a dormência para tanta evidencia?!?!

        • FreakOnALeash says:

          “vcs os picados continuam a morrer e a transmitir, tanto a vacinados como não vacinados”

          Portanto há tantas mortes de vacinados como de não vacinados!?
          Gostaria de ver os números que suportam essa teoria.

          • Pablo says:

            Em Portugal com uns teóricos 100% de vacinados nos grupos de risco quem é que estão a morrer? As crianças não vacinadas?

            Winter is coming… Espera e verás…

          • Sujeito says:

            Basta veres os números dos internados. A esmagadora maioria são de alegados vacinados.

            E lembra-te que quem tomou as vacinas iniciais agora conta como não vacinado e terá de levar nova injeção para voltar a ser considerado vacinado. Ad aeternum.

            E daí vem outra grande mixórdia de estatística enviesada – se os prévios vacinados agora são considerados não vacinados, se tiverem complicações são contados como não vacinados.

            Da mesma maneira que têm andado a contar pessoas que morreram das mais diversas formas como sendo morte c19 só porque tiveram o diagnóstico.

        • Há cada gajo says:

          Comparas alhos com bugalhos e continuas a esquecer o potencial que a COVID tem de numa fração de tempo entupir o melhor sistema de saúde do mundo não permitindo o tratamento dos outros doentes. Precisas de ter esta evidência ou é melhor prevenir ??? Diz lá.

          • Pablo says:

            Houve um relatório sobre o sistema de tracking e de testagem no UK. Conclusão: foram gastos 10mil milhões nestes quase dois anos de pandemia. Atingiu os objectivos propostos? Não… Nicles… Rien…

            Nao há milhares. Mas digo-te, se focassem em só testar os sintomáticos, e prontos, se quiserem tb nos lares. E investirem no pessoal do SNS, mais hospitais mais pessoal, prevenção da doença (fazer desporto comer melhor). Teriam certamente melhores resultados. Mas o que fizeram??? despediram os heróis do ano passado que não quiseram a vacina.

            O sns vai voltar a entupir em Portugal. Como sempre aconteceu no inverno.
            E este ano com vacinas de 80 a 94%.

          • Há cada gajo says:

            É pena que não tenhas visto com os teus próprios olhos o que se passou nos hospitais no inicio deste ano de 2021. Irias perceber que não, o SNS nunca tinha entupido como naqueles fatídicos dias de janeiro e fevereiro. Mas, pronto, tu é que sabes.

          • Sujeito says:

            O potencial do c19 em entupir o sistema de saúde?

            Certamente não será maior que os governos a despedirem centenas de milhares de profissionais de saúde.

            Nem falemos de que atualmente, a maioria dos internados são vacinados.

          • Pablo says:

            O que se passou com o sistema nacional de saúde valida acabar com direitos fundamentais? Lockdown? Crianças sem escola? Uma coisa não tem nada a ver. Está mais que provado que nada disso resultou.

            O SNS precisa de pessoal. E precisa de melhores ordenados.

            Enterra milhões de euros em testes que nada valem.

            Ps: 10mil milhões representam 1/3 do orçamento anula do SNS inglês. Que serviu para bola.

          • Há cada gajo says:

            Sim, este SARS-COV-2 entope qualquer sistema de saúde do mundo ! Vocês ou andam demasiado distraídos ou só podem estar aqui a trollar.

          • Sujeito says:

            Ok. Então quando entupir falamos. Até lá o que viste nos media foi propaganda. Nada ficou entupido. Que é diferente de dizer que nada foi afetado.

      • Sardinha Enlatada says:

        Ha cada gajo, em cada comentario que fazes acerca de covid e sempre o mesmo argumento “diz isso aos familiares que ja morreram” e eu acrescento, vai ver o numero registado de mortes que existe sobre a pandemia a quase dois anos. Ainda nao consegues ver a luz ? Nao vale a pena inventar o que nao esta la ok ? Se querem argumentar que o covid faz estragos e e o fim do mundo, ao menos usem argumentos validos. Que ate agora nao os encontrei.

        • Há cada gajo says:

          Se dizes que eu digo isso em todos os comentários, generalizas sem pudores só para justificar a tua atitude negacionista perante todas as evidencias que há sobre este assunto. Mas tu não viste o que aconteceu ? Estavas onde ? Em órbita ?? Caramba! Quem é que inventa aqui ??? Estás tão cego com toda essa tua suposta luz que perdeste completamente a visão sobre o assunto. Raio de memória curta. Raio dos gostam do S.Tomé. Diz-me lá : o que é que tu queres ? Pores-te à frente do comboio e ver o que te acontece se ele te passar por cima, ou desviares-te a tempo de ele passar sem te magoar ???? Que irritação.

          • Sardinha Enlatada says:

            Ha cada gajo, isso que escreveste e para justificar que o covid e perigoso ?

          • Há cada gajo says:

            Não é ? Este virus consegue entupir um sistema de saúde fazendo com que outros doentes com outras doenças deixem de ter a devida assistência médica. Ora diz lá o que é que tu achas deste cenário.

          • Pablo says:

            Há cada gajo, é por isso que a ocupação das urgências bateu mínimos durante a pandemia.

            Outra curiosidade, as despesas dos seguros na Suíça caíram tanto, que irá haver um desconto, para 2022, de 20% nos prémios de saúde!
            Se o covid entupiu os serviços, as despesas deviam disparar, e bem!Já que o que fica caro são os internamentos, e UCI’S, long covid, etc… Etc

            O que mata é a má gestão hospitalar e esta imposição de medo constante, que afasta as pessoas dos hospitais.

            Aliás estas tão preocupado com a saúde em Portugal, que nem vês serviços inteiros a despedirem se devido à degradação acentuada de condições de trabalho.

            Mas o que interessa é gastar milhões de euros dia atrás de gambozinos. É mais uns milhões para as produtoras de vacinas.

          • Sardinha Enlatada says:

            Ha cada gajo e o que e que isso tem a ver com a pandemia em si ? Isso e um problema do SNS que ninguem quer resolver. Epa voces para arranjar argumentos que justifiquem esta pandemia e ponham o pais de pernas para o ar deixam muito a desejar. Alguns de voces ja perderam a nocao do ridiculo de tentar justificar o injustificavel desta pandemia. Enfim. Anda tudo louco e querem colocar os outros loucos tambem. Nao existem palavras para ausencia total de pensamento critico e analitico sobre o assunto.

          • Há cada gajo says:

            Pablo, quando chegares ao planeta avisa.

          • Pablo says:

            Nem mais nem menos sardinha…

            Quando chegamos ao inverno temos que “salvar” o SNS! E eu a pensar que o SNS foi feito para nos salvar…
            Temos que o salvar do covid, nem que leve milhares de portugueses à falência ou desemprego. Já nem falamos do aumento dos preços, inflação, etc…

            Quando à serviços de urgência que se despendem em grupo. Já não há quem venha com o discurso, temos que salvar o SNS. Aí é um grupo de profissionais egoístas e preguiçosos que quer sacar umas coroas ao estado..

          • Nuno Teixeira says:

            @Pablo e @Sardinha vocês é que parece que pararam em Março de 2021.
            Nesta fase que estamos ninguém está interessado em fazer confinamentos daí esta campanha da 3ª dose para os maiores de 65.

            Continuam a insistir que o pior ainda está para vir. É possivel que venha a subir mas basta olhar para os gráficos de internamentos e mortes e vê-se claramente que os valores desceram, estabilizaram e estão MUITO longe dos números pré-vacinação.

            Não sei porque continuam com esta jornada anti-vacina e porque misturam problemas que já existiam antes da pandemia. Não se está a dizer que é tudo cor-de-rosa no SNS mas, como é lógico, foi abalado com a pandemia. Guess what? Nãoi foi só aqui, sabiam?

          • Pablo says:

            Nuno, não deves estar a ver o que está acontecer no resto da Europa.

            Holanda, Áustria, Alemanha etc…

            Porta-te bem, que o Pai Natal deve trazer uma prendinha.

          • Nuno Teixeira says:

            @Pablo sim eu estou a ver. E também está a acontecer na Croácia, Bulgária, Polónia, etc. E porque é que não está a acontecer cá?

            Vou-te propor um exercício: vê se nestas últimas semanas os internamentos e mortes estão a subir onde as taxas de vacinação estão mais altas (acima dos 75-80%) aqui na Europa. Depois compara com países onde a taxa de vacinação esteja abaixo dos 50-60% tipo Bulgária e afins.
            Agora não venhas com Indias ou Indonésias. Deve-se comparar países na mesma sazonalidade e onde as medidas restritivas sejam idênticas.

            Se bem que eu ache que a sazonalidade não tem assim tanto peso mas isso é outra discussão

          • Pablo says:

            Agora há sazonalidade? Pensei que o sucesso da Indonésia fora os 25% de vacinação.

            É difícil obter dados concretos. Quem morre é somente quem não está vacinado? A maioria dos positivos são não vacinados? Grande peta… Os grupos de risco estão praticamente vacinados a 100%.

            Eu continuo septico.

            E este inverno vai ser um caos na msm nos hosp. Seja com Covid ou com Gripe.

            Podem chamar o que quizerem.

            Podem por a desculpa na falta de máscaras (cof cof Suécia)…

            Ou de 1% (dos elegíveis) que não se vacinou em PT

            Mas a culpa nunca será das vacinas…

          • Nuno Teixeira says:

            Desisto, parece que estou a falar para uma parede. Eu também não acho que a sazonalidade tenha um peso tão grande como outras medidas. Só falei na sazonalidade e para se comparar só na Europa para ser menos um critério a infuenciar as variáveis.

            Já sabia que ias pegar na Suécia. É incrivel que só olhes para a medida das máscaras (que foi obrigatória nos espaços fechados tal como noutros países) e cagues para todos os outros países.

            Quanto à história de os vacinados também irem para internamento como os não vacinados vê estes dados dos EUA que já tem a papinha toda feita para tu veres:

            https://covid.cdc.gov/covid-data-tracker/#covidnet-hospitalizations-vaccination

            Não vou gastar mais o meu latim para malucos ou trolls como tu e a Sardinha

          • Pablo says:

            Nuno Teixeira. Vens com os dados do CDC. A mesma entidade que vem dizer que os vacinados não precisam de ser testados?¿ Em que os seus membros no fim vão para à big Pharma? Pfff… Vai atrás deles…

            Tb tens o relatório inglês, que tb tem as suas vieses, já que conta um morto por covid alguém que testou positivo ao bixo nos 28dias e 60 dias.

            https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/1032859/Vaccine_surveillance_report_-_week_45.pdf

            Ai a vacina na melhor das hipóteses a oferece 3x melhor proteção.

            É lá está tem os vieses de testagem.

            Só não percebo pq o primeiro ministro não partilha a tua confiança na vacina. 😉

  6. Joaquim Sobreiro says:

    Enquanto se discute vacinação ou não a experiência social em curso continua.

  7. PM says:

    Quando começar a faltar comidinha no supermercado depois vocês vão comer vacinas =)

    • Pablo says:

      Nem mais… A inflação a disparar…

    • Corvo says:

      +1 =D cambada de acéfalos!… os Corruptos do poder assobiar para o lado!.. qts lideres mundiais têm mm a vacina levada?!?!? alguém viu?!?! enquanto não vir um a ser vacinado em que eu administro a dose e a escolho nd feito!.. 2º enquanto as farmaceuticas continuam a ganhar aos biliões e não se responsabilizam por alguma coisa correr mal nd me leva acrerditar nesta palhaçada!
      Já relativamente à actualidade quem vai paga a fatura somos todos nós “o povo”!.. não acordem não… deixem se andar!..

  8. Jorge Pedro Miguel says:

    Tenho um amigo a trabalhar em uma empresa Alemã e ele nunca deixou de estar em teletrabalho, julgo que esta noticia é muito forçada, apenas julgo!

  9. Pedro V says:

    O outro lado da moeda:
    SARS–CoV–2 Spike Impairs DNA Damage Repair and Inhibits V(D)J Recombination In Vitro

  10. Sardinha Enlatada says:

    Inacreditavel mike. Quase 2 anos de covid e ainda nao sabem para o que este virus veio ? Temos milhares de virus no mundo que aparecem e desaparecem, mas parece que so este covid e resistente a tudo e todos. Isso nas caracteristicas dos virus nao existe. Apenas e um prolongar e um pretexto para continuarem com o seu objectivo.

  11. Mico says:

    Christian Drosten, diretor do Instituto de Virologia da Charité de Berlim, deu Portugal e Espanha como exemplos de países que podem estar a meses do fim da pandemia.

    Em Portugal e Espanha, “a pandemia provavelmente ficará para trás na primavera” de 2022, defendeu o virologista.

    De acordo com informações dadas pelo virologista alemão ao jornal Der Spiegel, esse ‘fim à vista’ deve-se à elevada taxa de vacinação que garante uma maior segurança para a população.

  12. Pablo says:

    Vocês são msm crentes.

    É por isso que muitos países compraram milhões vacinas para os próximos anos! Deve estar msm acabar a “plandemia”… XD

  13. Joaquim Sobreiro says:

    Se já se ultrapassou os 70% apregoado como necessário para criar a imunidade de grupo porque se continua com a campanha? Mantêm os meios informativos oficiais de castigo até que digam a verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.