Quantcast
PplWare Mobile

Bitcoin: Valor de mercado supera pela primeira vez 1 bilião de dólares

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Rui says:

    Na verdade é 1 trilião.

  2. Matrix says:

    O título está em português br mas tudo jóia mermão.
    Viva o bitcoin! Lugar agora para os comentários dos velhotes do Restelo

    • oiiiii says:

      Eles já aparecem 😀

    • Vítor M. says:

      Não está nada, não mostres o quanto desconheces a escalas. Trillions da escala curta são biliões na escala longa, a que usamos. https://bit.ly/2OdDWim

      • Abreu says:

        Muitos jornalistas baralha se todos com a escala!

        • Vítor M. says:

          Não é nada de especial, basta pesquisar e em 30 segundos desfazem-se as dúvidas.

          • José Fonseca Amadeu says:

            Vitor se tivesses pesquisado então terias usado 1 trilião uma vez que a escala longa não tem praticidade no mundo real, embora seja a correta matematicamente falando a interpretação US das escalas em economia é a que deve ser usada, para quem anda pelos mercados financeiros percebe bem o porquê.

          • Vítor M. says:

            O que dizes não faz sentido, se te informasses verias que ao nível da informação nem usamos a escala curta nem medida imperial. Seja na informação sobre economia, seja no simples cálculo matemático. Não inventem…

          • José Fonseca Amadeu says:

            Aprende Vitor.

            To avoid confusion resulting from the coexistence of short and long term in any language, the International System of Units (SI) recommends using the metric prefix to indicate orders of magnitude, but it is only relevant to scientific applications, and not (for example) to finance. Unlike words like billion and million, metric prefixes keep the same meaning regardless of the country and the language.

            https://en.m.wikipedia.org/wiki/Long_and_short_scales

            Escala longa só serve para fins matemáticos e científicos.

          • Vítor M. says:

            Caro José, leste bem o que escreveste? 😀

            “Para evitar confusões resultantes da coexistência do termo curto e longo em qualquer língua, o Sistema Internacional de Unidades (SI) recomenda a utilização do prefixo métrico para indicar ordens de grandeza, mas só é relevante para aplicações científicas, e não (por exemplo) para as finanças.

            Ao contrário de palavras como biliões e milhões, os prefixos métricos mantêm o mesmo significado, independentemente do país e da língua.”

            Portanto, o prefixo métrico não tem nada a ver (deca, hecto, kilo, mega, giga, tera…) 😉 muito menos na informação. Se há alguém que tem de aprender 😉 não sou eu José 😉 .

            Já agora lê o que é o prefixo métrico: https://en.m.wikipedia.org/wiki/Metric_prefix

          • José Fonseca Amadeu says:

            Gostas de passar mas interpretações?

            but it is only relevant to scientific applications, and not (for example) to finance

            Convido-te a ver comunicados de resultados financeiros de empresas europeias assim como agências noticiosas.
            Isso de usar a escala longa veio de uns iluminados na internet que gostam de corrigir as pessoas sem se informarem, era como o pessoal andar a escrever GB ou TB como unidade de armazenamento e eu agora demonstrar que o correcto seria GiB ou TiB, pura e simplesmente não se usa no mundo real, mesmo que fosse o correcto.

            Para não haver tanta confusão façam como se faz em jornalismo em Portugal, usam-se apenas os termos um milhão de milhões ou mil milhões

          • Vítor M. says:

            Todos os canais informativos têm de ter uma lógica quando passam informações globais. E o teu exemplo que interpretaste mal (sobre o prefixo métrico), não é sequer aplicado aqui.

            Para não haver confusões no jornalismo ou na informação, têm de ser usadas as regras. As regras dizem que em Portugal (assim como em muitos países) usa-se a escala longa, é assim que está definido. Se todos usassem estes princípios, a comunicação universal tinha, pelo menos, regras que eram percebidas. O que estás a dizer, não se aplica ao que estamos a debater. Se nos EUA usarem billions, em Portugal é milhar de milhões. Trillions em Portugal é biliões… e por aí em diante.

            Aliás, se te dedicares a pesquisar um pouco, agora extrapolando o assunto da regra, verás que cada vez há mais adeptos da escala longa, tendo em conta algumas incongruências na escala curta. Mas ambas são usadas e devem ser usadas.

            O teu exemplo não tem nada a ver, é só outro assunto.

          • José Fonseca Amadeu says:

            O que descrevi estava certo, para não gerar confusão deve-se usar o prefixo metrico em areas cientificas, e largar a utilização da escala longa em finance.
            Se fores a ver as regras usadas noutros países da europa, UK já se converteu à escala curta e frança e alemanha embora não tenham convertido deixaram de usar a longa, cada vez a longa faz menos sentido pois anula o proposito do sentido de PnL das empresas, nenhuma empresa do mundo faz PnL à escala longa, seria contraproducente e de dificil análise ainda pior para empresas cotadas em bolsa.
            Embora a forma correcta seja a longa, a longa nunca deve ser usada em finance, os adeptos da escala longa são unica e exclusivamente internet trolls que nunca viram um B num PnL.
            Percebo que venhas do mundo universitário e que isso custe encaixar, mas nem sempre a forma certa deve ser ou é a forma usada, quem manda é o mundo real e não o que se aprende na faculdade, por isso cada vez se torna menos importante um curso universitário, se pudesse vendia o meu já que não me sirviu de nada e acabei por trilhar o meu proprio caminho em vez de viver com as palas que o ensino oferece.
            Convido-te a não perpetuares o ciclo e aprenderes alguma coisa do mundo real.

          • Vítor M. says:

            Não não, o que referiste não tem nada a ver. Aliás, está completamente errado para os fins que disseste que se adequava. Nem faz qualquer sentido o prefixo na informação seja ela económica ou matemática. E ninguém usa isso no mundo comercial corrente. Não há nenhuma imprensa, seja ela generalista ou especializada que use essa terminologia. Portanto, esquece, estás errado e a passar uma informação que nem faz qualquer sentido.

            Portanto, quando uma informação for formatada em escala curta, para informares em Portugal, passas para escala longa. Assunto arrumado.

          • José Fonseca Amadeu says:

            Fala com um TOC ou um ROC.

          • Vítor M. says:

            😀 mas tu começaste a falar na informação sobre… depois meteste as mãos pelos pés, com os prefixos, agora já falas no plano técnico, que usam a escala nacional, defendia desde sempre ao nível fiscal 😀

  3. Marini says:

    Bilião europeu, Trilião Americano…

  4. andre matos says:

    noticia atrasada
    mas bolha em breve rebenta
    e os ultimos da piramide perdem sempre

    • Rrrrrr says:

      outra vez arroz…

    • miguel says:

      Pirâmide?
      Eu tenho pena destas pessoas a 10 anos sempre a dizer a mesma coisa e em 10 anos ainda não se educaram sobre blockchain.

      • Joao Frango says:

        parece que tu é que nao és o educado. é incomportavel a longo prazo a bitcoin a nivel de energia e maquinas ke precisa. nao tem valor nenhum na vida real a bitcoin…é 100% especulacao…mas como o povo so gosta de “lucro” facil muita gente tem apostado num mercado ke nao compreendo…enquanto a oferta for inferior a procura vai continuar a subir……ate quando? muita gente vai ganhar a conta disso…e outras tantas perder…

        • Zé ninguém says:

          A dificuldade de processamento da rede são ajustados a cada 10 minutos para aumentar ou diminuir ou seja é bastante estável energéticamente a longo prazo, também tem bastante valor pois é o regista publico de transacções digitais mais seguro do mundo. E vai continuar a subir de valor até alcançar o valor justo que tem e a partir dai estabilizar.

          • iDroid says:

            Mas quem é que define o valor justo que tem?

          • Joao Frango says:

            ja sabemos que tens bitcoins e esperas ke toda a gente adira para continuares o mesmo de sempre ke ta no quarto sem prespectivas de emprego e ke isto te salve…amen.

          • Miguel says:

            Idroid a procura, e vou te dizer um segredo nem 1% da população tem bitcoins.
            Agora podes ir ler um bocadinho da blockchain porque se a PayPal, Visa, MasterCard já se renderam os velhos do Restelo qualquer dia também acordam, mas alguns só daqui a 20 anos mas nesses casos temos pena mas sempre foi assim que não se educa não passa do mesmo a vida toda!

        • José Fonseca Amadeu says:

          MAs o que é que investir em bitcoins tem a ver com blockchain?
          Eu tenho investimento em bitcoins desde 2014 no entanto quando a mesma for regulada como noutros países salto fora, investi como invisto em accoes ou imboliario, não estou à espera que a miragem da moeda não regulada dure para sempre, até porque já vemos muitos países onde não te possibilitam levantar bitcoins e outros que pagas taxas como se tivesses vendido um activo de investimento, isso será o futuro, antes de isso chegar cá eu salto fora, de preferência com algum dinheiro no bolso.

    • Rodrigo says:

      rebenta quando? em que dia mesmo? Gostava de saber das que parece que sabes tudo. obrigado

      • iDroid says:

        A verdade é que o valor desceu bastante entre 2018 e agora…quem diz que não vai acontecer o mesmo, vezes e vezes sem conta?

        • Blam-O says:

          Erm, apesar da perda durante 2018 o valor desde inicio de 2019 até agora tem vindo sempre a aumentar apesar de alguma flutuação. Mesmo comparando só com o preço no inicio de 2019 com o agora, o valor quase quintuplicou. DO que raio estás a falar!?

    • Hugo Nabais says:

      Sempre a mesma conversa….

  5. paulo says:

    e na bolsa tb nao é assim?

    • Joao Frango says:

      a bolsa é baseada em coisas que existem na realidade e criam riqueza para o mundo…a bitcoin cria o ke? milionarios do nada….

      • paulo says:

        meu deus nao sabes nada amigo! cria justica num sistema corrupto que os politicos imprimem dinheiro sem lastro em nada sabias? 30 % dos dollars existentes foram criados em 2020 sabes o que ai vem? esperto! achas que o ellon musk comprou porque porque é burro! tu é que es esperto! com os teus 600 euros mes!

        • LWR says:

          600? nem isso. Ainda deve viver sustentado pelos papas, alias basta ver o baixo nivel dos seus comentários para entender bem a figurinha que é.

          • Joao Frango says:

            600 nao custou o meu telemovel…nem lentes para as maquinas de fotografar..nem tv….nem cama……etc…a minha almofada quase ke custou isso é verdade……enfim botalhada a ser botalhada…vai trabalhar ke isso passa.

        • Joao Frango says:

          ele comprou pq ja fez bastantes testes com outras moedas que quando fala qualqur moeda ke ele fale sobe…ou seja ja ganhou mais em 1 mes que tu em toda a tua vida x 100. por acaso ja tenho tudo ke preciso e 0 de dividas nao preciso de andar atras das bitcoins pq fui frustado a vida toda e preciso disso para me “salvar” a vida…continua a ser parolo que o ellon musk agradece.

        • Joao Frango says:

          o sistema é corrupto as bitcoins vao mudar isso weee…deixem todos de trabalhar e vamos todos minar moedas ok? wowowo es tao iluminadoooo como é que nao tas a frente da tesla? 30% dos dolares contra 100% que nao tem valor nenhum é mesmo igual….devemos fazer todos como tu…nao trabalhes ok? pede dinheiro aos teus pais e vai investindo….no nada…

      • Miguel says:

        Cria milionários 😀
        A ideia das criptomoedas é serem moedas, como tal é preciso dar-lhes uso, neste momento precisas de alguns serviços de forma a utilizar a moeda, digo converter para euro.
        Mas dentro de pouco tempo será uma moeda aceite tal como outras, não é esquemas nem piramide, a não ser que consideres o dinheiro real o mesmo… que tb não passa de papel com coisas imprimidas.
        O importante é ter e usar as criptomoedas

  6. Anonimo says:

    Eu gosto de ver o pessoal a falar mal.
    Só, este ano em virtude de guardar os meus Bitcoins, o meu porfolio está com uns milhares de Euros mais gordo
    Todos os meses 10% do meu Porfólio são convertidos em Euros e transferidos para o Banco.
    Já tenho a minha reforma garantida.
    Comecei em 2015 e guardo religiosamente a minha primeira placa gráfica R9 380 que muitos Bitcoins minou.
    Um grande abraço a todos os críticos.

    • Mastermind says:

      Quem muito gaba é porque precisa de mais otários a investir nesta especulação. Há que manter o balão a encher, porque quando isso deixar de acontecer…dissolve-se tudo em nada!! Uma coisa é enterrar dinheiro nas bitcoins, outra é resgatar os fabulosos milhões de euros que já renderam…vou ser sincero: se eu estivesse na situação que tu dizes que estás, a minha última preocupação era vir para aqui gabar-me ou defender as criptomoedas. Mas como é necessário manter o monstro, há que angariar mais trouxas…

      • RPG says:

        Eu só tenho pena é de não ter mudado essa mentalidade que apresentas mais cedo, e só ter entrado neste mundo mais a sério há sensivelmente 2 anos. É óbvio que, como em qualquer outro mercado, quantas mais pessoas estiverem envolvidas melhor será, quanto mais movimento melhor. No entanto, quanto a mineração já é praticamente o inverso lol.. quantos mais houver, pior, mais dificuldade terás em fazer algo. Portanto, deixa-te estar quieto sim, fica a ver o navio a passar enquanto o tempo passa.

    • jca says:

      Claro. Porque afinal não é com vinagre que se apanham moscas. 🙂

  7. Sardinha Enlatada says:

    Por acaso eu ja tinha feito esta pergunta sobre as bitcoins mas nunca ninguem me respondeu. Nao tem mal nenhum nao e ? Digamos que em 6 meses nessa brincadeira de investimento quanto e que cada um de vos ja obteve de lucro ?

    • Cardano says:

      Se falarmos em BTC (Bitcoin) e vires os gráficos no dia 20 de agosto de 2020, o BTC estava por volta 10.000€. Para quem investiu 500€, hoje tem 2 300€. Quem investiu 50.000€, hoje tem 230.000€.

      Isso falando em BTC, porque existem outras moedas. Por exemplo, se investisses há 6 meses os 50 000€ em Cardano (ADA), hoje tinhas 450 000€

  8. Rodrigo Maia says:

    Alguém aqui sabe como se paga em bitcoin, pois precisava. Tenho o blockchain mas eles demoram uma interinidade a aprovar os documentos.

  9. Polo says:

    O mcafee estava assim tão errado?

  10. Marco says:

    CRIME AMBIENTAL!!

  11. Samuel MG says:

    Se de um momento para o outro existir algo que acabe com os dispositivos eletrónicos quero saber o que eles vão fazer?

    • EU says:

      O mesmo que quem não tem bitcoins e só tem euros ou dollars ou outras moedas do “mundo real”.

      A maior parte do dinheiro existente são números nos ecrãs, não existe realmente. Quando digo a maior parte é mesmo quase todo, basta compararem o dinheiro que têm no Banco com o dinheiro que têm no bolso.

      Se vier a acontecer um evento como o que referes, a maioria do dinheiro “existente” desaparece, não serão só as cripto moedas.

  12. rui caetano says:

    Daqui a uns anos, não muitos, quando a Bitcoin estiver nos 150 mil por moeda, vamos continuar a ouvir que é pirâmide. A ignorância da sociedade no geral é um dos principais motivos pela evolução lenta.
    Acordem para a vida e tentem perceber detalhadamente o fundamento e o propósito das coisas.
    Transferências bancarias a demorar dias? A só poderem ser feitas durante a semana, altos custo transacionais, tudo isto em pleno seculo 21? Mas anda tudo a dormir ou quê??? blockchain, é o presente e futuro do mundo financeiro. 30 segundos a 1minuto é o tempo que me costuma demorar a transferir dinheiro de um lado para outro. Pensava eu que os dinossauros tinham sido extintos….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.