Quantcast
PplWare Mobile

Biden: Desinformação nas redes sociais sobre vacinas está a “matar pessoas”

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Antonio says:

    Só se combate a “desinformação” com informação completamente transparente e acessível a todos. Contudo, informação credível é algo cada vez mais escasso. Quando há censura e tendências para autoritarismo por todo o lado o que pretendem?

  2. Adeus says:

    Exactamente o que tenho dito…

  3. Rodrigo says:

    Infelizmente existe algo chamado Section 230 que protege as redes sociais de qualquer responsabilidade pelos seus utilizadores.

    https://www.npr.org/2020/05/30/865813960/as-trump-targets-twitters-legal-shield-experts-have-a-warning?t=1626601069338

  4. lapisazul says:

    Finalmente diz algo sensato…

  5. C.S. says:

    Noticia da capa do DN de hoje.
    Casos de covid
    ” Infecções entre os mais novos sobem há um mês.
    2/3 está na faixa dos vacinados.”
    Será que também é fake news?

    • João says:

      Arre que é burro… a vacina não protege a 100% da infecção e daí? São as próprias farmacêuticas a dizer isso. Foi graças ao trabalho e sacrifício de muita gente, e heroísmo de outros que aceitaram entrar nos ensaios clínicos que temos hoje vacinas. Ninguém te obriga a leva-la, tens é de ficar debaixo da pedra onde vives, isolado da sociedade e ainda bem.

    • Hugo says:

      Na verdade é 1/3 e então? Quando é que te foi dito que quem tem vacina fica 100% imune? Continuas a bater na mesma tecla e insistes em não querer perceber qual o benefício da vacina.
      Basta olhar para o números de mortos e novos infectados. Só alguém muito burro não entende.

      • C.S. says:

        1/3 está nos não-vacinados.
        2/3 estão vacinados.
        Sabes fazer contas? Estas são simples mas se calhar precisas de um desenho.

        • Hugo says:

          Sei e assumo o facto de ter interpretado mal, ainda assim isso não muda nada em relação ao assunto em questão. Focaste-te no menos importante LOL. É a assumires a tua ignorância também ou dizeres algo de jeito uma vez na vida…

        • Manuel da Costa says:

          Devia ter lido o resto… os “jovens” são referentes a pessoas até aos 45 anos de idade. Ler só as gordas é 2/3 do caminho para ser estúpido e mentiroso, ao mesmo tempo que empranha pelas letras.
          Acerca das infecções, muitos testes positivos quando alguém tem sintomas graves e vai parar aos cuidados intensivos, 99% desses não tem ainda sequer a primeira dose.
          As festas e eventos de 500 pessoas (ou mais, como é exemplo ontem em Palmela com quase 8000 jovens, entre os 14 e 26 anos de idade) levam a que acabem infectados, mesmo que estejam vacinados. A diferença é que em perto de uma semana, já não contaminam ninguém… os não vacinados pode andarem a contaminar pessoas durante 6 meses(!!!) não tendo sintomas.

          • C.S. says:

            Já vi que te colocas no 1/3 das pessoas que é esperta.
            Continua a comer gelados com a testa que refrescas a cabeça.

      • Ricardo says:

        Tendo em conta, que mesmo com a vacina, podes ficar com sequelas, não me parece haver grande benefício, até porque, para além das sequelas do vírus, passas a ter as da vacina e não venhas com tretas que são poucos casos, é de conhecimento público as reações das vacinas, mas apenas as que se sabe até agora, pois a vacina ainda tem muito pouco tempo, veremos o que pode acontecer dentro de um ou mais anos aos vacinados que estão a ser cobaias.

        • AqueleAmigo says:

          ” podes ficar com sequelas”

          tenta apanhar o virus e veremos as tuas sequelas daqui a uns meses. Existem pessoas que passados 3 meses ainda sentem efeitos secundários. Os teus pulmões nunca mais seram os mesmo depois disto. Ganhem juízo, vacinem-se.

        • Manuel da Costa says:

          A vacina REDUZ em 75% a 99% do tempo de infecção. Só isso já devia dar para TODOS serem vacinados. Teres o vírus a produzir 4000 milhões de vírus dentro de ti, durante 30 a 180 dias provoca muitíssimos mais danos do que teres o mesmo vírus a produzir 20000 a 300000 vírus, durante 5 a 10 dias.
          É complicado perceber estas coisas tão básicas que 8000000 milhões de perfis portugueses pensam como está aqui a guinchar?

        • ToFerreira says:

          Tendo em conta que mesmo com o cinto de segurança podes morrer num acidente, devia deixar de ser obrigatório o seu uso, até porque podes ficar com sequelas com o seu uso e há até casos de pessoas que morreram por terem ficado presas no cinto de segurança.
          É do conhecimento público os dados de reacções adversas, é preciso é ter interesse em olhar para eles em vez de inventar dados falsos. Também é preciso olhar para eles e entender que uma dor no local que não faz mal a ninguém é uma “reacção adversa”. Já agora, procura também reacções adversas a outros medicamentos, a um simples paracetamol ou ibuprofeno. Vais deixar de tomar medicamentos…

    • ToFerreira says:

      E quantos desses vacinados desenvolveram forma grave da doença?
      Para não ficares espantado, vou-te avisar já, cada vez vai ser maior a percentagem de doentes e internados vacinados. Porquê? Porque cada vez há mais vacinados.
      Puxa um bocadinho pela cabeça e repara é na diferença entre casos positivos e internados e mortos, antes e depois da vacinação ter começado.

    • SSD says:

      A forma como adaptas a forma de arranjar argumentos é que podia ser fake news mas não é…

      Mas então isto não era uma doença que só afetava “os velhos”‽ Uma gripe light? Afinal também atinge os novos?

      Mas eu explico te muito devagarinho para chegares lá. Desde o início da vacinação que se disse que a vacina só fazia efeito a 100% passado cerca de 6 semanas. Compara o tempo que os jovens estão a ser vacinados e o tempo que os idosos foram vacinados e acho que chegas rapidamente ao porquê dos mais novos serem os principais afetados atualmente enquanto que até tens casos em lares em que nenhum utente precisou sequer de ser hospitalizado.

      Eu sei que para os críticos do costume a vacina não funcionar como uma droga qualquer, que é “mandar para a veia e está a bater” até isso é motivo de critica mas não é assim que estas coisas funcionam e até vacinas que o nosso corpo está habituado a receber como a da gripe duram um par de semanas a fazer efeito completo. Mas pronto continua nessa luta da desinformação que isso é que é importante.

      • C.S. says:

        Não sei quem é que está a desinformar, quem está a encher chouriços és tu, falas como se tivesses certezas, eu pelo menos tenho dúvidas que até agora se têm comprovado pertinentes.

        • SSD says:

          Encher chouriços aka trazer dados para cima da mesa que não sabes discutir contra e portanto mandas farpas pessoais como habitual.
          Colocar dúvidas é uma coisa, constantemente mudar a narrativa para ser do contra é a outra, e não te enganes a ti mesmo estás no segundo caso. E se as tuas dúvidas fossem realmente pertinentes não precisavas de estar sempre a arranjar novas mas enfim.
          Quanto às certezas tenho tantas quanto qualquer pessoa pode ter nesta altura mas há poucas explicações para neste momento teres mais jovens a ser afectados excepto o tempo que cada um dos grupos está a ser vacinado

          • C.S. says:

            Não sejas ridículo. Pensa pela tua cabeça, não sigas a manada.

          • SSD says:

            É exatamente por pensar pela minha cabeça que não vou nas tuas teorias da treta. O mesmo artista que andou durante meses a lutar que isto era uma doença que só afecta velhos e que era um crime o que andavam a fazer á população jovem mas agora usa o número de infeções nesta idade como argumento mas que noutro argumento já defende que devíamos andar aí há vontade… Mas afinal qual vai ser isto é um vírus que afecta todas as idades e as medidas são necessárias ou é um crime o que andamos a fazer aos jovens??
            Mas ei pela tua cabeça e não sejas da manadas! (Na cabeça dos negacionistas isto deve fazer vos parecer muito intelectual mas posso te garantir que so me faz olhar para ti com a mesma inocência que olho para o meu primo de 10 anos que não tem capacidade para argumentar mais…)
            Porque é que não comparad o número de internamentos da população idosa (que foi quem recebeu a vacina primeiro e na qual estará segundo os fabricantes a 100% neste momento) e comparas os internamentos antes e depois? Se chegasses a um numero semelhante tinhas um argumento fortíssimo contra as vacinas mas como sabes que não é caso do teu argumento é só deixar meia ideias no ar e seguir questionando tudo sem responder a nada

          • C.S. says:

            Quando vier o inverno logo vês quem é que tem razão.

          • SSD says:

            Vou só fazer copy paste da Ultima coisa que disse no meu último comentário ” é só deixar meia ideias no ar e seguir questionando tudo sem responder a nada”. Como é que tu respondes? Fazendo exatamente isso…

            Desculpa, mas segundo os teus argumentos as vacinas estão a falhar agora, afinal temos de esperar 6 meses para ver se é verdade ou não? Só tiros nos pés…

          • C.S. says:

            Quem é que falou em vacinas?

          • Hugo says:

            Falar com o CS é sempre assim. Nunca se chega a conclusão nenhuma a não ser que ele tem razão em tudo o que diz. Nunca nos podemos é esquecer que este azelha, que não tem outro nome, há cerca de meia dúzia de dias ainda não sabia como se transmitia o hiv e ainda assim a cantar de galo como se fosse especialista no assunto. Há que ter isso em atenção, pois sendo assim jamais alguém terá razão sobre o que quer que seja a não ser ele.

        • p_t says:

          Tu não tens tido dúvidas nenhumas. Bem pelo contrário. Vens com muitas certezas, mas sob a forma de perguntas como se fosses muito inocente para disfarçar. Que pertinência tens demonstrado além de revelares ignorância e desonestidade nos teus argumentos?

    • p_t says:

      chico esperto…qual é a conclusão a que queres chegar? Não fiques a meio. Revela a tua ignorância.

  6. Lucas says:

    Infeções não contam. O que interessa ter infeção se não há doença? O pessoal mais novo só tem infeção. Doença e morte está a ser rebatido pela vacina. Por enquanto. ..

    É pena que os medicamentos não apareçam. Sinceramente não sei pq! Interesses económicos?

    • Spoky says:

      HAHAHAHAHAH, o que interessa se há infeção? Há infeção passa para os outros na mesma com ou sem vacina, logo continua a infectar e se continua a infectar há doença.

      Raciocínio lógico, que pelos vistos não tens. Deves ser daqueles que tomou a vacina e anda aos molhes.

      Este biden é tão ridículo. O que esta a matar as pessoas é o virus, não é a desinformação porque isso é opcional e toma quem quer.

    • Ricardo says:

      Deixe de ser burro, o pessoal mais novo não morre com facilidade, mas fica infetado e com chance de sequelas que te vão acompanhar para a vida toda ou reduzir o tempo de vida, nos próximos anos, vamos ter um belo desafio de saúde pública para resolver.

      • C.S. says:

        Vamos ter um grande desafio de saúde pública mas é por causa das medidas de protecção e das vacinas. Vamos ver no próximo inverno, depois falamos.

        • p_t says:

          O que é que vamos ver? Elabora oh génio.

          • C.S. says:

            Olha os putos já andam às voltas com o vírus sincicial. Se não sabes o que é vai à procura. E é por causa da porcaria dos confinamentos.
            Mas quando chegarmos ao inverno logo vês.

          • p_t says:

            Já estás a desconversar. Só mandas postas de pescada sem seres perceberes nada. Elabora lá. O que é que vai acontecer com o vírus sincicial respiratório?!!? O que é que vamos ver? Explica lá o raciocínio todo. Já que sabes muito por que não elaboras?!!? chico esperto

      • Luís says:

        Nos próximos anos? Nem tanto, é só ver as consultas oncológicas que deixaram de fazer entre outras doenças que neste momento são muito mais graves que o covid, em média em Portugal morre 300 pessoas, dessas 8 são COVID.. deve ser um orgulho deixar as pessoas morrerem de doenças que não o COVID pelo bem da “sociedade”.. deixa de meter esterco nessa cabeça

    • Manuel da Costa says:

      Ter a infecção propaga o vírus… não ser vacinado é propagar 40000 milhões de vírus (em média por cada infectado) que irão apanhar qualquer pessoa que esteja nas imediações.
      Se tiver a vacina essa infecção pode acontecer mas, o vírus perde a grandíssima maioria da forma de se propagar. Só isso já reduz muitíssimo a probabilidade de mais pessoas serem infectadas, pois com quanto menos vírus a ser produzidos, menos se propaga e acaba por ficar em pequenos grupos afectados. A longo prazo, o vírus tenderá a desaparecer, pois deixa de se conseguir propagar e é eliminado pelos que já estão infectados, sem atingir outros.

      • C.S. says:

        Ia pá 40000 milhões de vírus? Só covides? Em média, num gajo só?
        Em vez da vacina não será melhor tomar banho?
        Ó Manel e tu com esses vírus todos as pessoas não notam um cheiro estranho?

  7. João Fil says:

    O grande problema é combater a estupidez.

  8. Al capone says:

    a vacina funciona mesmo por o tenho visto pouco e estamos ainda no verao esperem quando chegar o inverno

  9. ToFerreira says:

    Enquanto não se responsabilizarem as pessoas por aquilo que dizem, esta praga não desaparece. Basta ver aqui no próprio pplware. Cada um inventa o que quer, afirma-o como uma certeza e engana os mais incautos.

  10. David Guerreiro says:

    Muitos dos comentários neste artigo, ajudam a essa desinformação…

  11. Artur Almeida says:

    Se falarmos assim!
    Quantos morrem à espera de alimentos, alguém se importa?

  12. jorgeg says:

    Anda aqui um fruta ofendido que nao se pode dizer a verdade sobre o corrupto biden que ele faz delete ao post.
    a verdade doi!

    • Artur says:

      Meu amigo, se a população soubesse que até com água se pode curar o cancro e outras doenças, nem precisavam da puta da vacina que só vem dar problemas colaterais, pensariam em alternativas para se curar.

  13. Eu says:

    Acho que a única forma de resolver este assunto é assumir a identidade verdadeira de quem a comenta.
    A criação de Bots desvirtualiza a verdadeira contabilidade de um coletivo.
    Não estou a falar de culpar o Zé ou a Maria que está por detrás do comentário, mas a rede social em si, deveria funcionar sob o pretexto de aceitar apenas o registro verdadeiro que esteja por detrás de uma ID verdadeira.
    Mas como já passámos a fase da credibilidade das redes sociais, não me parece que nem nos próximos vinte anos isto se resolva.

  14. Nildo says:

    Sabem o cúmulo do absurdo nunhuma viagem de avião, seja de onde e pra onde for?
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    É ser obrigatório usar máscaras dentro do avião durante todo o voo, sendo que todos têm testes negativos do vírus chinês.
    Pqp! Tenham dó.

  15. PorcoDoPunjab says:

    A culpa ainda é do Trump ou agora é do Passos?
    É à escolha… falta ainda o Bolsonaro.
    Certinho que qualquer coisa que corra mal a culpa é destes cavalheiros…

  16. Lucas says:

    O dono dá ordens ao seu cão pois este não está a trabalhar bem.

  17. jorge says:

    Se querem acabar com a desinformaçao nas redes sociais, é facil simples e rapido, é fecha-las a todas, proibir essa m/&%a, que nao tem nada de util para sociedade, quem quiser encontrar um anormal é ir as redes sociais.

  18. Knight says:

    AINDA BEM QUE TEM O FACE LIXO PARA IDI0TIZAR VCS, QUEM SE IMPORTA NÃO É?

  19. Rafael says:

    kkkkk. Tem gente que ainda acredita na grande mídia, Facabook, Degoogle, Maiscrosoft, Indústria farmacêutica… Bando de cobaias…

  20. Rafael says:

    Só falta colocar a estrela de davi nos braços daqueles que não tomaram vacina. Que lindo

  21. João says:

    A sério professor Biden? E que outras coisas é que matam pessoas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.