PplWare Mobile

Apesar dos alertas governamentais, WhatsApp nega que recolhe dados dos utilizadores


Autor: Pedro Simões


  1. Joao Ptt says:

    Ainda bem que ninguém confia nas empresas do grupo Facebook, já que são apanhados uma e outra vez a fazer o que não deviam fazer.
    É claro que o governo alemão tem razões para estar preocupado com a segurança do WhatsApp, já que nunca foi verdadeiramente seguro, as vulnerabilidades estão continuamente a ser descobertas e sempre significam que alguém poderia ter interceptado as comunicações ou infectar o dispositivo remotamente.
    Mesmo sem vulnerabilidades a empresa tem o número de telefone, lista de contactos, eventualmente o e-mail, data e hora das comunicações e com quem, e gere as chaves públicas/ privadas que protegem as comunicações… e alguém acredita que a NSA não está a interceptar todas as comunicações? Claro que está, o serviço é demasiado utilizado para ter ficado despercebido à agência de espionagem.

    Seja como for o governo alemão, e os outros todos, à semelhança do governo Francês (com o Tchap, baseado no Riot), deveriam ter a sua própria aplicação de preferência em código aberto para ser inspeccionado por qualquer um e garantir manutenção ao longo da sua vida útil.

    • Mestre de Direito says:

      A questão aqui é que todos querem uma “fatia” e ter acesso a tudo. De momento e enquanto a encriptação for P2P é improvável que algum governo tenha acesso, assim como o grupo Facebook tampouco. Cada país tem a sua app e os outros vão dizer que a app desse país tem porta para esse governo. Não vejo qual o medo já que cada país (Alemanha, França, Portugal, UK etc) analiza o tráfego dos subscritores do mesmo país, ainda há pouco a Alemanha ficou chateada porque também os americanos viram o tráfego da Alemanha e não só as suas próprias agências. Portanto: cada país analiza dentro da sua Internet, cada VPN externa que usam também analiza o vosso tráfego e naturalmente os EUA o… de toda a gente.

      Enquanto as “portas” forem para agências de segurança de países “seguros” menos mal; quando for a Rússia, China, Coreia do Norte, etc, aí sim vamos ter problemas.

  2. Markito says:

    Nas ultimas versões percebi um comportamento quase viral dessa APP. Mesmo fechando e desabilitando o aplicativo ele volta a ser iniciado automaticamente após determinado tempo. Me deixou com a idéia de que não é possível desabilita-lo após ser instalado.

    • Algo says:

      Eu reparei que o Google Play atualiza aplicações secretamente (minorias), principalmente as que fazem parte da empresa como também as aplicações datadas.

      Eu tinha a versão de fabrica do YouTube por não concordar em ser forçado a iniciar a sessão com minha conta, mas mesmo com as definições que eu coloquei eu notei recursos que a aplicação de fabrica não tinha.

      Eu também creio que as aplicações se comportam independentemente da Google Play, para troca de dados.

      Talvez se tivesse uma espécie de Firewall isso não acontecia, lol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.